terça-feira, março 18, 2008

Globo estereotipa crentes


Boicote!

Photobucket
por João Cruzué

É sabido que os autores de novelas, em busca de audiência a qualquer custo, apreciam mostrar o lado hipócrita das pessoas subliminarmente generalizando e rotulando o todo pela imagem de um personagem. Entre as formas de protesto, a mais objetiva é a resistência passiva ou o princípio da não-violência defendido por Martin Luther King. Quanto a este assunto, temos posição já defendida em outros artigos, isto é, um boicote aos produtos que patrocinam tais novelas.

Em lugar de vociferar contra seus detratores, trazendo com isso mais audiência, os crentes poderiam boicotar a compra dos produtos que patrocinam tais novelas. Toda empresa tem um ponto fraco: o lucro. Os crentes precisam saber que - mesmo não assistindo essas novelas - indiretamente estão contribuindo para o sucesso e a continuidade delas, quando vão ao supermercado e compram produtos que as patrocinam.

Tome nota: os produtos que patrocinam a novela das 20:00h, daquela TV que não gosta dos crentes, e vive associando a imagem deles a pessoas desequilibradas, promotoras de linchamento, são os seguintes: Sabonetes Albany - o principal patrocinador; depois: Aspirina da Bayer, Biscoitos Traquinas, shampoo Color viva da L'Oreal, Operadora de celulares Claro e Vivo, entre outras. Se alguém já reparou, todas as embalagens trazem um telefone gratuito de assistência ao consumidor. Reclamem, protestem.

Creio que a comunidade evangélica deve ser informada sobre a responsabilidade destas empresas e que seus produtos estão financiando programas de TV que denigrem o povo evangélico ao estereotipar seus pastores como ladrões, suas jovens como pessoas com dupla personalidade - santas e devassas e os fiés como pessoas debilóides e coitadinhas.

Caso nossos irmãos queiram dar uma resposta à altura a esta agressão, basta boicotar seus produtos quando forem ao supermercado. Que ensinem suas famílias porquê vão fazer isto. Ainda há outra coisa que pode ser feita: usar a central de atendimento - SAC - dessas empresas para protestar veementemente , explicando claramente, com muita educação, que usam seus produtos, mas que deixarão de comprá-los, pois estão financiando novelas que trazem prejuízo para a imagem dos evangélicos.

Somos mais de 20 milhões de consumidores evangélicos no Brasil e podemos dar nossa resposta de forma ordeira, objetiva e legal. Quem quiser continuar comprando os produtos que patrocinam agressões que estereotipam de forma negativa os crentes, que continue. Da mesma forma, quem achar que isso merece boicote e protesto que o faça.

Vamos conscientizar a família, a comunidade e nossos amigos em favor do boicote a tais produtos e trocá-los por outras marcas. Cada produto abandonado na gôndola de um supermercado é uma resposta. Para chegar a milhares e milhões de respostas, basta que cada um dê a sua e conscientize seu próximo.

Leia também: Boicote

Autor: João Cruzué


Comente, participe, dê sua opinião.
Para melhorar eu preciso ouvir você
cruzue@gmail.com


.LEIA MAIS:

1.Martin Luther King - Ativismo Político

2.Consciência política dos evangélicos

3.Manifestação evangélica em Brasília


4.Legislação eleitoral com Dr. Valmir

5.Assembléia de Deus da Nicaragua na política

6.O peso do voto evangélico já decide eleições

7.Assembléia de Deus de Angola na política



.

5 comentários:

NilmaBostonRio disse...

Ah se todos nos evangelicos se concientizade disso: boicotar esses produtos. Ai sim, seria uma resposta a altura para essa Rede Globo.

Eder disse...

Caríssimo irmão, compartilho da mesma opinião. Até já postei essa idéia em alguns foruns de discussões. Devemos ser inteligentes e agir de forma há obter resultados, pois apenas criticarmos a "mensagem Global" não resolve!

E q Deus utilize essa pedrinha para abater um gigante!

Shalom!

Paulo Eduardo disse...

É uma grande bobagem essa de boicotar porque a Globo persegue crente. Se e pra boicotar que seja porque não é ética. Onde está escrito que essa ou aquele emissora é evangélica? Fosse assim, vamos boicotar a Record, que tem uma novela com um chifrudinho.
Não vi nada na novela que não tenha visto em minha curta vida cristã em igrejas evangélicas. Um pastor moderado e uma fiel maluca. Se a novela se propõe a mostrar a realidade, esta é uma. Infelizmente a que não queremos ver. Mas existe, sim no meio evangélico.
Imagine se os católicos boicotassem toda vez que aparece um padre como no Auto da Compadecida, ou a louca da Perpétua em Tieta?
Engraçado como antes reclamávamos que nem citavam ou consideravam os evangélicos. Quando citam, a gente faz esse protestinho besta. Vamos tomar vergonha na cara gente! A Globo não existe para nos paparicar. Reclamem dela paparicar outras religiões, afinal temos de buscar a justiça, não privilégios.

Joao Cruzue disse...

.

Agradeço a participação dos leitores,
NILMA, EDER, E PAULO EDUARDO.

É claro que os pontos de vistas alinhados nos dão alegria, contudo aprendemos também com os discordantes.

Obrigado, e continuem participando.

Anônimo disse...

Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguirem e, mentindo, disserem todo o mal contra vós por minha causa. Mateus 5:11