sábado, julho 23, 2011

De volta aos antigos caminhos

.


João Cruzué

Estou de férias na terra das Gerais. Vim para rever a mama, a família, os velhos amigos e aproveitar para andar a pé pelos mesmos caminhos de criança. Tudo está igual e diferente mexendo com as sensações da gente. Pude entender com muita clareza o signicado daquela frase do poeta inglês, William Wordsworth;´A criança é o pai do homem´.

Ao percorrer outra vez as mesmas curvas, subidas e descidas; rever o mesmo córrego, as mesmas águas, a mesma gameleira, a mesma sumaúma. Iguais por se acharem nos mesmos lugares, mas diferentes, assim com eu, que tinha 8/11 anos e hoje tenho 55.

A gameleira centenária, antes tão frondosa, hoje está com poucos galhos, assim como meus cabelos.

A piorra que fazia sombra ao poço mais fundo e temido do ribeirão ainda está lá. Era ali que meus pais passeavan comigo e levavam o pitó para tomar banho. Nós jogávamos um pedaço de pau lá no meio do poço e ele saltava espalhando água por todos os lados e voltava supercontente com ele na boca. E na passagem sacudia os pelos molhados no meio da gente. Recordações de felizes momentos de um garoto de quatro anos.

E o céu? Lindo. Depois das 6:00, sem lua, pude observar toda a presunção da Via Láctea incluindo até as nuvens de poeira das estrelas, visíveis apenas de um lugar sem iluminação artificial.

Para fechar, ganhei de presente um quadro contendo o original da minha primeira poesia,escrita lá pelos meus 13 anos, gentilmente confecionado e guardado com orgulho pela minha professora de Língua Portuguesa Dª. Ofélia Fernandes.

Boas lembranças de uma criança, hoje quarenta e poucos anos mais velha que eu.




.

6 comentários:

Aluizio Araujo disse...

Se algum dia a minha terra eu voltar, quero encontrar as mesmas coisas que deixei! Quando o trem para na estação, eu sentirei com emoção os verdes campos do meu lar! Maravilha, meu irmão João, que bom rever a terra onde nascestes. Tudo está no mesmo lugar, sem dúvida, a natureza suporta mais o tempo. Nota-se essa via poética em seus artigos, dar mais vida, tempera mais nosso viver! É bom a gente materializar nossas recordações vês em quando. Ó Minas Gerais! Ó Minas Gerais, quem te conhece não esquece jamais! Ó Minas Gerais – Boas férias meu irmão e que o Senhor Jesus continue abençoando você e toda sua família.

Wilma Rejane disse...

Graça e paz irmão João,

Que terno esse artigo, a maneira como descreves as lembranças relacionando-as a seu presente, me senti lá em Minas.

Também lembrei de uma frase do filósofo Heráclito "Nenhum homem banha-se duas vezes no mesmo rio, mudam as águas, muda o homem".

Deus o abençoe, Cruzué.
Boas férias!

Felipe Huvos Ribas disse...

Muito bom :)

Radio Web Nova Esperança disse...

Ola sou Diretor da radio Nova Esperança, quero parabenizar por este blog e queria fazer uma parceria com vc´s, ou com quem quiser.
Nos visite http://radionovaesperanca.com.br/

A paz

Ângelo dos Santos Monteiro, disse...

Bom Dia! Passei por aqui para fazer uma visita em seu blog e aproveito a oportunidade para convidar você a visitar o [Blog do Ângelo], um espaço que gira em torno da seguinte temática: "Um olhar bíblico-teológico sobre temas atuais e polêmicos"! Acesse: http://pbangelo.blogspot.com ..... LEMBRANDO: Não se torne um(a) seguidor(a) do meu blog simplesmente por seguir, mas só faça se realmente se identificar com o conteúdo do mesmo. Entretanto, será um prazer ter você seguindo meu blog, porém, lembre da recomendação anteriormente citada. Deus te abençoe! Visite: http://pbangelo.blogspot.com

Joao Cruzue disse...

Olá Irmãos: Felipe, Aluizio e Wilma Rejane:

Obrigado pelos comentários gentis e pelo tempo.

Abraço a todos;

De Belo Horizonte, João.