sábado, outubro 17, 2009

Fórmula 1 - Se o Rubinho ganhar a corrida de amanhã

.
O que Rubens Barrichello tem a nos ensinar

sem dizer palavra alguma.


Rubinho

João Cruzué

Rubinho é a antítese de um piloto de Fórmula 1. Eu não preciso dizer mais nada nesta introdução. O que me surpreende nele é que, à medida que vai ficando mais velho, também vai melhorando de perfórmance. Isto é paradoxal. Como é que ele consegue isso? Não faço a mínima ideia, mas posso especular.

Rubinho não se parece com um piloto de Fórmula 1, porque é uma pessoa educada e humilde. Salvo Emerson Fitipaldi, não conheço mais ninguém com esses atributos. A maioria é arrogante, estressada, agressiva e desleal. Rubinho, não.

Uma tartaruga. Já vi muitas caricaturas dele na forma de tartaruga. Também já ouvi e li muitos associando Rubinho a um perdedor. Até o Presidente Lula já disse certa vez mais ou menos a mesma coisa, que não era como Rubinho Barrichello. Enfim, Rubinho já foi cantado e ridicularizado em prosa e verso nesta terra de Santa Cruz. Mas, eu sei que pode ser que falam da boca para fora.

Da parte do Rubinho, sempre um "gentleman", correndo atrás do leite das crianças como ele sempre costuma dizer. É de conhecimento geral os micos que pagou, quando corria com Michael "Dick" Shumacher. Entretanto, Rubinho não ficou com os olhos no passado.

Rubinho
Eduardo, Rubinho, Silvana e Fernando.
a Família Barrichello

Ano passado, a Honda se despediu da Formula 1 e deixou dois pilotos desempregados. Jenson Button e Rubinho. Já eram favas contadas a sua aposentadoria.

Mas ele voltou.Pode ser que ganhe o Grande Prêmio do Brasil amanhã. Mas, mesmo que não ganhe, Rubinho já é um vencedor. Pela humildade, educação, motivação, amor pela família, paciência com a língua de humoristas, políticos e até presidente.


.

2 comentários:

ANA RITA disse...

Há alguns dias descobri este blog e os comentários acerca de determinado post me fizeram sair da minha habitual placidez e falar algo que queimava no meu coração. Sou assim: "passional".
Falar sobre Rubens Barrichello é um grande prazer para mim, e as palavras escritas pelo "dono" do blog retratam a minha visão sobre ele.
Rubens Barrichello é a síntese do homem que de tanto insistir, acabou conquistando quase todos aqueles que o têm destratado ao longo de sua carreira.
Airton Senna foi um profissional e ser humano que eu admirei muito e por sua causa eu assistia a todas as corridas da F1, bem como os treinos. Foi um homem bom (acredito), honesto (quero crer) e um piloto excepcional (tenho certeza). Quando morreu, levou com ele o meu interesse por corridas de F1.
Acontece que surgiu um jovem idealista, de sorriso cativante, olhar franco e atitudes altivas, no melhor sentido, que me tiraram do ostracismo e novamente me levaram a seguir a F1.
Meu marido, Eduardo, e eu sentíamos ser os "únicos" a admirar aquele jovem e a torcer por ele.
Conheço uma história na Bíblia que me parece algo semelhante à do Rubinho: é a história de um jovem que foi ignorado por sua juventude, desprezado por sua aparência e subestimado por sua inexperiência. Ele não sabia o quão difícil era a sua missão, só sabia que tinha que cumpri-la. E fez isso.
Ele enfrentou o seu adversário com ousadia, acreditou que podia vencer e, a despeito de todas as ofensas ouvidas e sentidas, ele não desistiu e foi em frente, sonhando com o impossível. E todos sabem que o final, pois o impossível nada mais era do que um desconhecido que tinha que ser conquistado e subjugado.
Esse homem era Davi.
À semelhança de Davi, Rubinho foi humilhado, desprezado, teve de engolir ofensar terríveis e jamais se ouviu dele o quanto isso o irritava ou feria.
Davi errou, mas também acertou.
Rubinho errou, mas tem acertado a cada dia. E tem se superado, também. Sua humildade me encanta.
Fico a imaginar seus filhos, se algum dia ouviram tais comentários vis, o que sentiram ao ver seu próprio pai, herói de suas vidas, ser menosprezado como alguém sem valor.
Espero em Deus que tenham sido poupados disso, assim como sua esposa, tão amorosa e companheiro (assim me parece).
Hoje, 17/10/09, após os treinos que lhe renderam a "pole position", sei que Deus, em sua infinita misericórdia e bondade, fará a Sua vontade, que é perfeita. Mas se posso pedir algo hoje, é que Rubinho seja vencedor amanhã e campeão da temporada.
Quero repartir com ele a alegria de ver conquista tão sonhada, desejada e sofrida e glorificar a Deus por isso.
Como eu sei que a minha vontade não é a vontade de Deus, caso a vitória não venha, que fiquem as minhas palavras de ânimo e solidariedade:
FORÇA, RUBINHO! O SENHOR TE TROUXE ATÉ AQUI E O SENHOR O LEVARÁ ADIANTE.
VOCÊ É UM HOMEM DE HONRA, COMO POUCOS QUE CONHECI, E A VITÓRIA, PARA MIM, SERÁ SUA SEMPRE, POIS O SEU CORAÇÃO É PURO E AS SUAS ATITUDES SÃO RETAS.
VOCÊ É O MAIOR! (para mim e para minha família, é mesmo).
O nosso amor e torcida santa.
A SUA VITÓRIA É A NOSSA VITÓRIA.

Guilherme SP disse...

Eu amo minha profissão, e eu achava que ganhar troféu era tudo na vida, até conhecer Jesus. Hoje eu sei que a vitória não está na minha carreira, está em casa. O Rubinho é um cara que com certeza sabe disso, seria legal ve-lo vencer no Brasil. Mas o que importa se ele não ganhou ? Fico feliz por saber que na hora que a corrida acabou ele pôde ir até o fundo dos boxes e dar um abraço no maior presente que Deus colocou na suas mãos, a família que linda que ele construiu.