segunda-feira, julho 21, 2014

Medicina na Bíblia




Wilma Rejane


Existiria na Bíblia o ensinamento de que é pecado recorrer a medicina para curar doenças? O uso da ciência médica seria indicação de falta de fé? Esses são dilemas constantes no meio cristão, evangélico ou não, visto que há religiões que proíbem sua comunidade de recorrer a procedimentos médicos como por exemplo: transfusão de sangue, transplantes e outros.

Sei que o assunto exige extenso debate, mas quero tão somente que esse artigo sirva de suporte para ajudar pessoas que procuram referencias Bíblicas para o uso da medicina: Deus condena essa prática? 

Há inúmeras passagens Bíblicas sobre a ciência médica, a primeira referência está no livro de Gênesis quando Deus realiza um corte na costela de Adão com o objetivo de originar Eva. Por que Deus escolhe fazer a Eva de Adão? Ele não poderia fazê-la de modo independente, como fez com Adão? Nessa operação cirúrgica de Deus está presente o papel social de homens e mulheres, mas também e de forma esplêndida o papel de medicina na origem de todos os seres humanos; a química, biologia, genética e outros. Observemos:

Gênesis nos diz que Deus criou Eva usando material retirado do lado de Adão. (Gênesis 2:21-22) A palavra hebraica para o que foi tirado de Adão é tsela = costela(H6763 de Strong). 


Os componentes necessários para fazer Eva já estavam nas células de Adão, ou seja, os cromossomos humanos, que carregam o material genético para fazer o corpo humano. Todos os seres humanos têm 46 cromossomos, mas o sexo é determinado por apenas dois deles - chamados X e Y. Os machos têm um X e um Y. As fêmeas têm dois Xs.


Portanto, para tornar células femininas a partir de células masculinas Deus teve todos os diferentes tipos de cromossomos que precisava. Ele tirou o Y e duplicou o X, mas Ele não teve que inventar qualquer novo  cromossomo. Adão e Eva foram, criações únicas e separadas, produtos de um Deus que sabia manipular coerentemente os dados científicos que tinha em mãos.


Passando do Gênesis, vamos para o livro de Levítico, Onde Deus orienta a congregação de Israel a fazer uso de práticas sanitárias e de higiene pessoal em prol da saúde Dt 23: 10 a13

"Quando entre ti houver alguém que, por algum acidente noturno, não estiver limpo, sairá fora do arraial; não entrará no meio dele.Porém será que, declinando a tarde, se lavará em água; e, em se pondo o sol, entrará no meio do arraial.Também terás um lugar fora do arraial, para onde sairás.E entre as tuas armas terás uma pá; e será que, quando estiveres assentado, fora, então com ela cavarás e, virando-te, cobrirás o que defecaste."

Queimar animais mortos, lavar despojos de guerra com água corrente e/ou esterilizar com fogo foram medidas também ditadas por Deus para que Israel tivesse os dias de vida prolongados, com saúde. 

E hoje : Países que não têm politicas de saneamento básico,  possuem maiores índices de doenças, subnutrição e mortes. Porque a proliferação de germes é responsável por muitas doenças. Deus ensinou sobre isolar roupas e pertences de leprosos e anos depois mais precisamente em 1873 ficou comprovado que a lepra era altamente contagiosa e que sua bactéria poderia sobreviver até três semanas fora do corpo.

E no século 14: A peste negra  ceifou  milhões de vidas e não foi quebrada até que os pais da igreja em Viena  incentivaram o público a  a seguir as diretrizes  estabelecidas na Bíblia. Os resultados promissores em Viena obrigaram outras cidades a seguir o exemplo e, a temida praga foi finalmente erradicado .

Circuncisão ao 8º dia
Deus instituiu a circuncisão  dos meninos nascidos em Israel, a partir do oitavo dia de vida (Gn 17:12, 21:14, 00:03 Levi, Lucas 2:21). Médicos pesquisadores descobriram  que os dois principais fatores de coagulação do sangue, a vitamina K e da protrombina, atingem o seu nível mais alto na vida, cerca de 110% do normal, no 8 º dia após o nascimento. Estes agentes de coagulação do sangue facilitam uma rápida cicatrização e reduzem a chances de infecção. Atualmente, qualquer procedimento de circuncisão antes do 8º dia exigirá injeções de vitamina K para cicatrizar sem problemas.

O que levou anos em pesquisa para ser descoberto,já estava escrito pelo Médico dos médicos nas páginas da Bíblia Sagrada.

Ezequias,  Acazias  e Asa

O profeta Isaías (sobre direção de Deus) prescrever um medicamento para Ezequias, o composto feito com pasta de figos foi colocado em cima da enfermidade e teve efeito rápido de cura. II Reis 20:7.“Disse mais Isaías: Tomai uma pasta de figos. E a tomaram, e a puseram sobre a chaga; e ele sarou.” e Isaías 38:21.


II Reis 1:1-4 cita ainda o exemplo do rei Acazias de Israel, que estava doente e foi enviado para Belzebu, o deus de Ecrom, para ver se ele  se recuperava da doença. A resposta de Deus através de seu profeta Elias no versículo 3 foi: "Será que é porque não há Deus em Israel, que você está indo para consultar a Baal-Zebube, deus de Ecrom?"

A Bíblia condena a confiança em deuses pagãos, amuletos, encantamentos ou outras formas de magia ou superstição. Rei Acazias enviou a Baal-Zebube, deus de Ecrom, para saber se ele iria se recuperar de uma doença, da mesma forma como o rei Saul consultou a feiticeira de Endor antes de sua batalha final. Acazias deveria ter consultado a Deus. Esta passagem é sobre a idolatria; não tem nada a ver com a obtenção de ajuda médica. 

Em outro exemplo, quase no final de sua vida, o rei Asa foi repreendido por Deus por causa de uma doença muito grave, ele não buscou a Deus, mas procurou os médicos (2 Crônicas. 16:12-13). O problema era que Asa não havia buscado a Deus primeiramente, mas havia colocado toda a confiança nos médicos.


No Novo testamento

Jesus Cristo disse: "Aqueles que estão bem não precisam de médico, mas os que estão doentes" (Lucas 5:31). Era uma clara referência a cura do espírito, sendo Ele, Jesus a cura daqueles doentes.

Lucas 4:23 Jesus cita o provérbio: "Médico, cura-te a ti mesmo"

Lembremos que Lucas, o que narra esses acontecimentos da vida de Jesus, era médico e em nenhum momento da Bíblia é dito que ele deixou de exercer a medicina por causa da fé. Em Colossenses 4:14 Paulo se refere a Lucas como o "médico amado".

Em Marcos 5:24-29 vemos outra referência aos médicos: Uma mulher há doze anos sofria com fluxo de sangue,tendo ido a vários médicos em vão. E bastou um toque da mulher na orla da veste de Jesus para, enfim, ficar curada.

Quando Jesus exerceu seu ministério na Palestina, Ele encontrou muitos doentes, multidões que estavam sofrendo pela ineficácia da medicina daquela época. Jesus veio trazendo a cura e ensinando que vários fatores poderiam motivar a enfermidade do corpo a espiritualidade era uma dessas causas. Contudo, não deveríamos considerar toda doença como fruto de pecado, maldição. As doenças eram consequências também de falta de cuidado com a saúde, hereditariedade,acidentes e outros.


Considerações finais:

Por todo o contexto Bíblico, podemos concluir que Deus Pai, Filho e Espírito Santo têm todo o poder para curar qualquer enfermidade que seja. Devemos sempre recorrer a Ele para vencer do mais brando ao mais terrível diagnóstico. Uma vida de oração e adoração constante  nos dará segurança de que Deus está no controle do que quer que aconteça conosco. E se Deus criou a fé e a medicina, não estamos condenados a padecer por doenças que a medicina pode auxiliar a curar. Contudo e sobre todas as coisas, nossa confiança não deve estar nos homens, mas em Deus. 

Tiago 5:14-16

"Está alguém entre vós doente? Chame os presbíteros da igreja, e orem sobre ele, ungindo-o com azeite em nome do Senhor; E a oração da fé salvará o doente, e o Senhor o levantará; e, se houver cometido pecados, ser-lhe-ão perdoados. Confessai as vossas culpas uns aos outros, e orai uns pelos outros, para que sareis. A oração feita por um justo pode muito em seus efeitos."

 Recorrer a Deus em casos de doenças, pode nos proporcionar:

  • Em primeiro lugar uma cura sobrenatural sem auxilio de medicamentos.
  • Uma orientação sobre onde e a quem recorrer
  • Tranquilidade e segurança para lidar com o tratamento médico
  • Recursos financeiros e humanos
  • Sobriedade para tomar decisões
  • Resignação para conviver com certos espinhos que nem sempre deverão ser arrancados ( II Coríntios 12)

Provérbios 3:5-6: "Confia no Senhor de todo o teu coração, e não se apoie em seu próprio entendimento;  reconhecê-O em todos os teus caminhos e Ele endireitará as tuas veredas." 

Deus não condena a medicina, nem os cristãos que recorrem a ela. O que Deus condena é o confiar apenas nos recursos humanos esquecendo-se que Ele pode transformar situações. Condena o ocultismo, a superstição, a idolatria na busca pela cura.

Outra consideração que faço é a de que me sinto pequena e incapaz diante da Soberania e poder de Deus. Por isso, sempre que me deparo com situações de doenças quer seja comigo ou com outros, primeiramente recorro a fé porque sei que ela dá o suporte necessário e eficaz para todas as demais áreas. 

A Deus seja a honra e a glória por Sua justiça e perfeição, pela cura sobrenatural ou medicinal. A Ele seja a glória pelo que a vida nos oferece e também pelo que não nos compete.


Deus o abençoe

Fontes: Bibleevidences e Bíblia sagrada.


Wilma Rejane edita o blog A Tenda na Rocha e colabora com o Olhar Cristão

domingo, julho 20, 2014

A mostarda: condimento e símbolo da fé cristã

ELISEU ANTONIO GOMES


O inimigo de nossas almas trabalha para inserir em nossos corações a dúvida. Ele injeta a pergunta: "será que você tem fé suficiente para receber a bênção?"

Não duvide da sua fé, duvide da dúvida, pois está escrito na Bíblia que Deus responde as orações daquelas pessoas que oram com fé, não importando ser uma fé notável ou insignificante. Assim sendo, a atitude mais acertada após orar é guardar na alma o conteúdo que oramos e partir para as nossas obrigações do cotidiano, colocando a incerteza para longe do coração.


Parábolas

Jesus declarou que não é preciso ter uma fé do tamanho do monte Everest para ter orações respondidas, basta que a fé seja do tamanho de uma minúscula semente de mostarda, cujo diâmetro esférico aproximado é de 1 a 2 milímetros (Lucas 17.6).

Em outra oportunidade, Jesus lançou uma pergunta retórica aos seus discípulos: "com o que pode ser comparado o reino de Deus?" Conferir: Marcos 4.30; Lucas 13.18. A pergunta era compreensível, pois a terminologia da palavra "reino" tem conotações políticas, remete ao mundo visível. Em seguida, Jesus explicou com uma parábola, dizendo-lhes que o reino de Deus nada tinha a ver com a política deste mundo, é igual a semente da mostardeira - entre as sementes, a mostarda é a semente que o olho humano tem mais dificuldade de ver, devido seu tamanho pequenino. E continuou a explicar dizendo que o reino de Deus cresce como uma mostardeira, que oferece seus galhos para servir de abrigo aos pássaros e suas sementes como alimento às aves do céu.

História

Existem achados arqueológicos de origem suméria que citam a semente da mostardeira usada em forma de pó, como tempero por volta do ano 3 mil a.C. Desde os tempos dos antigos romanos a mostarda é usada em cataplasma e sais aromáticos para aliviar a dor e a congestão. Conforme alguns escritos gregos apontam, Hipócrates fazia uso na forma de emplastros com finalidade de combater resfriados.

No século 20, a semente desta erva é encontrada como suplemento e realçador do sabor da carne, de salsichas e saladas, hamburguer, torradas e cachorros-quentes; é encontrada combinada ao fabrico de maionese, curry e picles. 

Por possuir valor nutricional importante, propriedades antioxidantes, conter carboidratos, vitamina, gordura, cálcio, ferro, magnésio, zinco, fósforo, potássio, sódio e água, a semente de mostarda é um condimento muito popular em cozinhas de muitas partes do nosso planeta. Ela é acrescentada às receitas de culinária porque dá sabor e aroma especial à comida. Em algumas ocasiões, é cozida antes de ser levada às refeições, sendo transformada no óleo principal da receita ou moída para ser consumida como farinha. De uma ou outra maneira, os grãos de mostarda sempre ganham destaques aos elementos do prato.

Seu aroma e sabor fortes se desenvolvem somente após trituração e umedecimento. Quando misturada com a água ou o vinagre, produz uma reação química que não existia em seu estado natural, criando uma espécie de óleo volátil de cheiro agradável e sabor picante.

Ainda hoje, entre as especiarias, é a terceira mais consumida, perdendo apenas para o uso do sal e da pimenta, é comum na Europa Ocidental usar a mostarda com mel para suprimir a tosse.

No Paquistão, a semente de mostarda é a segunda principal fonte de riqueza do país. Gera 233 mil toneladas de produção ao ano aos paquistaneses.

Comparações

A fé e o reino de Deus se parecem com a semente de mostarda, que não é vista com facilidade. Não é possível perceber com olhos naturais a fé e também não é possível ver o reino de Deus germinar no coração do crente no primeiro lance de observação.

Entretanto é possível analisar a vida cristã das pessoas a partir destas comparações. Quando a semente é colocada em solo fértil ela se transforma em uma enorme planta. A natureza não tem pressa, é necessário regar, esperar que a semente se transforme em broto e cresça viçosa. Se houver cultivo da fé, o resultado será visível, palpável, provado, aprovado, útil e impressionante. A semente da mostarda é associada ao estímulo, incentivo e satisfação. De igual forma é a fé. Mesmo que pequenina, é o tempero que transforma a vida do crente para melhor.

Assim como não há possibilidade de encontrar a raiz, o caule e as folhas dentro de uma semente, não é possível encontrar, sem exame apurado, os resultados da fé e da obediência antes do tempo adequado. A fé se materializa em atos de obediência; o reino de Deus é realidade na vida das pessoas a partir do momento em que elas decidem, voluntariamente, viver em obediência ao Senhor, o Rei dos reis!

Conclusão

"Mas nem todos têm obedecido ao evangelho; pois Isaías diz: Senhor, quem creu na nossa pregação? De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus" - Romanos 10.16-17.

Antes de experimentar os resultados da fé em atividade, é preciso crer nas promessas de Deus e obedecer suas orientações com boa disposição.

E.A.G.



.

sábado, julho 19, 2014

Deus e o controle da tecnologia de armazenamento em DNA


Espiral do DNA
João Cruzué

Pesquisadores da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, descobriram uma forma de transformar o DNA orgânico em um HD para armazenamento de arquivos eletrônicos. Eles descobriram que em apenas quatro gramas de moléculas de DNA é possível armazenar 1,8 zettabytes de arquivos, ou seja, tudo que foi gerado pela internet no ano passado. A ciência segue os passos da criação de Deus. Enquanto duvida de sua existência, ela revela para nós, cristãos, as coincidências deixadas propositalmente em cada rastro do Criador.

Sabemos que a Internet é uma teia de comunicação computador-a-computador que permeia mais de um bilhão de dispositivos de informática tanto móveis como fixos em todos os países do mundo, e da comunicação digital, em termos de massa, mal chegou aos 20 anos. Com tanto potencial eletrônico para saber e bisbilhotar tudo, os homens mais poderosos da terra, ao que me parece, buscam uma forma de onisciência para controlar pessoas e ganhar dinheiro. Como cristão, sempre soube da dúvida de muita gente, que pergunta com ceticismo como pode Deus ser onisciente e saber de tudo. Usando uma analogia sobre a tecnologia que podemos compreender, não é difícil de imaginar, ao meu sentir, que Deus pode ter, sim,  a onisciência absoluta.

Uma gangue cibernética invadiu há pouco tempo os sistemas  de 34 bancos brasileiros tendo infectado 192 mil computadores e falsifiou quase 400 mil boletos bancários. Um hacker, sozinho, invadiu 420  mil computadores para mapear dados da Internet.  A famigerada NSA de Barack Obama colocou programas espiões em mais de 100 mil computadores e grampeou os smartphones de autoridades e gente importante no mundo todo, que ficamos sabendo pelas denúncias de Edward Snowden - um analista desertor.  

Se um hacker tão limitado consegue fazer um estrago enorme em centenas de milhares de computador, o que dizer da inteligência de Deus, o SENHOR, um ser eterno que criou os céus e terra e tudo quanto neles há? 

Recentemente os cientistas descobriram que o meio mais seguro e promissor de guardar dados digitais é dentro de moléculas de DNA, ou seja, em meio orgânico. Considerando que o conhecimento em Tecnologia de Informação e Comunicação é coisa de menos de 50 anos, quero imaginar o seguinte: Foi Deus quem criou a molécula de DNA, seus genes,  suas bases de ligação e outras coisas neste campo que ainda não foram descobertas.

Aquilo que o homem está aprendendo a controlar agora, o ETERNO já faz e conhece há mais tempo do que 10 elevado à milésima potência. 

Andrew Macrae, pesquisador do Instituto de Microbiologia Paulo Góes da UFRJ, afirmou que a natureza é perfeita e que o DNA foi o  polímero "escolhido"  (aspas minhas)  por ela para armazenar dados. Ele fez este comentário depois que pesquisadores da Universidade de Harvard descobriram com transformar uma molécula de DNA em HD. Só que com um detalhe: em um grama de DNA cabem 455 exabytes de informação. E que para armazenar os 1,8 zettabytes que toda computação do mundo produziu o ano passado, seriam necessários apenas 4 gramas de DNA.

Um organismo humano tem cerca de 100 trilhões de células. Cada célula com cerca de 2 metros de DNA em espiral. Então o espaço onde dados  podem ser armazenados seriam como uma fita de 200 trilhões de metros. No sequenciamento do DNA humano descobriu-se que há vários trechos dele que os cientistas ainda não têm a mínima ideia para que existem e que tipo de informação trazem.

Ora, falar que tudo isto é obra aleatória da natureza é uma agressão a minha inteligência. Se com a chegada era da informática muita gente passou a entender  que o que se passa no coração dos processadores não é milagre nem obra do acaso, por que é tão difícil compreender que há um Criador que desenhou uma molécula de DNA. E que em um grama deste material cabem 455 exabytes de informação, sendo que um ser humano adulto pesa 70 kg?

Será mesmo que Deus não sabe tudo sobre você e o que faz, com tanta informação no DNA das células do seu cérebro cujo peso médio é de 1,4 kg e 1150 cm³? 

E mais, você não precisa compreender a tecnologia do Wi-Fi, para saber que ela funciona. Da mesma forma não preciso ver nem sentir Deus para saber que Ele está no controle. Sei disso, porque desconfio que a era da informática binária é o tempo do kairós que foi preparado para fazer ouvir a voz da salvação de Deus: 


Ó vós todos que tendes sede, vinde às águas,

e vós que não tendes dinheiro, vinde, comprai e comei;

sim, vinde e comprai sem dinheiro e sem preço, vinho e leite. 

Livro do profeta Isaías, 55:1.


E dentro disso uma parte muito grandiosa: nenhum computador consegue se livrar de um vírus por si só. É necessário que alguém baixe e execute nele o que conhecemos por antivírus. Da mesma forma a Palavra de Deus diz que o pecado entrou no mundo através de um homem - Adão. E diz a Bíblia que por isso, todos pecaram. Mas, depois disso Deus enviou Jesus Cristo, seu filho unigênito cujo sangue derramado na cruz do calvário tira o pecado do mundo. A Bíblia fala também em centenas de textos das cartas e epístolas sobre um assunto que na semântica da nossa língua se conhece por GRAÇA.  A GRAÇA foi uma atitude de Deus, nosso SENHOR e criador que olhando para as misérias da humanidade viu que havia como, por ela própria, se livrar da miséria do pecado. Então Deus se abaixou até onde estávamos por meio da sua GRAÇA para nos trazer o perdão e a alegria (o vinho).  E a paz  (o leite). 

Muitos bispos, apóstolos e pastores corruptos têm mercadejado em suas "igrejas" o vinho e o leite. Eles estão cobrando um preço de perdição sobre aquilo que o SENHOR afirmou em sua lei que seria de graça. A graça de Deus (vinho e leite - conotativo) não são dadas por Deus por preço cobrado por falsos religiosos. Eles estão fraudando a Lei e a Vontade de Deus.  Deus não está sendo cego ou surdo sobre estes crimes. Nesta vida e na outra, há um preço a pagar não só pelo religioso corrupto, mas toda sua casa.

Deus tem tudo registrado. Os registros estão guardados em um Livro que na época do texto bíblico era conhecido como o Livro das Obras. Isto é controle. Há também um outro livro - o Livro da Vida. Só terá seu nome escrito neste Livro aquele líder religioso que mantiver sua vida em santidade, longe da corrupção, principalmente do amor ao dinheiro. A alma que pecar, depois de ter sido salva, terá seu nome riscado do Livro da Vida. Aquele que aceitar Jesus como seu Salvador e Senhor pessoal, terá seu nome escrito neste Livro. Isto também é controle.

E, como disse o Senhor Jesus no Evangelho escrito por São João: Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o lavrador. Todo ramo da videira que está ligado a mim que não dá fruto, Ele a tira. E limpa toda aquela que dá fruto, para que dê mais fruto. Controle. Uma figura da World Wide Web, não de computadores, mas seres humanos, salvos, perdoados e que andam em santidade no caminho que é Cristo Jesus.

A Paz do Senhor Jesus Cristo!

Irmão João.









.