domingo, outubro 11, 2009

Dia das Crianças - Como evitar a destruição do futuro Igreja


ALERTA!


Baptist Kids

Como evitar a destruição do futuro da sua Igreja

Por João Cruzué

Quero denunciar sete pecados que acontecem rotineiramente em certas Igrejas por falta de visão da liderança no tocante aos pequenos. As consequências disso são a formação de um exército sempre crescente de desviados pela discriminação, abandono e desperdício de recursos humanos que proveriam o futuro delas.

Evite estas atitudes
:

1 - Não dê importância às crianças; continue achando que elas vão crescer e de um modo ou de outro vão fazer tudo exatamente como os crentes da geração atual.

2 - Mantenha constantemente as crianças segregadas e discriminadas do culto principal. Mantenha a desculpa de que elas são barulhentas e só atrapalham o silêncio no culto dos adultos.

3 - Não se preocupe em fazer apelos para que elas aceitem Jesus. Continue pensando que filhos de crentes já são convertidos desde o berço.

4 - Quando voltar do culto para a casa, mantenha o costume de comentar todos os erros, falhas e defeitos que você viu. Assim, seus filhos vão entender que não há nada que preste ali.

5 - Ao fazer um planejamento de longo prazo, esqueça completamente das crianças. Continue pensando que elas continuarão sempre do mesmo tamanho.

6 - Quanto à música, proíba qualquer mudança. Seja bem inflexível . Determine que se cante apenas os hinos da sua geração.

7 - Não se preocupe com a integração de adolescentes nas atividades da Igreja, e mantenha o costume de nunca trocar lideranças nem de dar oportunidades para os mais novos.

Se por acaso é isso que esteja acontecendo na sua Igreja, prepare-se para a colheita. As crianças vão crescer e se tornarão adolescentes e os adolescente em jovens. Entretanto, a maioria deles não terá boas lembranças nem entusiasmo para assumir compromissos cristãos.

De onde virá a atual apatia da juventude cristã atual de algumas Igrejas? Ouso dizer que ela vem do desprezo, da falta de prioridade, da falta de oportunidade, do engano de pastores sem visão. Gente que acha que as crianças são seres humanos de segunda categoria, desinportantes, especialistas em andar e conversar no culto e almas desprovidas de inteligência.

Se na sua Igreja não houver nenhuma preocupação de incentivar, dar relevância e integrar crianças e adolescentes nos trabalhos rotineiros, com toda certeza o futuro dela está sendo jogado na rua - literalmente.

Eu não escrevi este texto para que você siga todos estes vícios, mas para que os evite. Assim, não terá o desprazer de ver, todo domingo, uma multidão de jovens conversando do lado de fora do templo - na hora do culto.

A verdade não deve ser escondida debaixo do tapete. Doa a quem doer.


cruzue@gmail.com



.

3 comentários:

Dai,dadá ou Duzinha... disse...

Paz de Cristo,amado.
Muito excelente seu texto.É bom lembrar que filho de crente não é crentinho.Precisamos lembrar ao demais o quão é importante cuidar das crianças.Precisamos sim,ensiná-las e instruí-las pq o "mundo" não pàra de trabalhar na vida delas para separá-las de Cristo.Não podemos permitir isso!!
As crianças de hoje serão os cantores, pastores e missionários de amanhã.Mas a responsabilidade de mantê-las no caminho...é nossa.Parabéns pelo texto, amado.visite meu blog quando der, estarei esperando.


www.merelyephemeral.blogspot.com

celiaoliver disse...

Muito bom seu texto. Sabe,sai de uma igreja que já congregava a 7 anos por chamado mesmo do Senhor para um ministério especifico em outra denominação, mas, lá um outro motivo já vinha me encomodando e muito, não tinha um ministério para crianças. As crianças lá ficavam de lado e a vida espiritual delas não existia (ainda esta assim). Nesta que hj congrego, tem um ministério que participei por um tempo, chamado pequeno rebanho. meu filho foi e ainda esta sendo abençoado neste ministério. Tem 9 anos agora e com 6 anos aceitou Jesus e fez questão de estar lá na frente. Agora pensa em se batizar. Realmente a igreja de Cristo deve sim ter mais atenção com as palavras de Jesus o Cristo, que disse: "Vinde a mim as criançinhas"

Vivian disse...

Irmão,o que vc colocou de fato é uma verdade! Eu cresci em uma igreja assim e se o Senhor não me chama, eu estava lá no mundão...por que tudo isso acontecia comigo quando era criança...a única coisa que não houve foi minha mãe(q me levava a igreja)falar mal dos erros,pois ela só falava coisas boas de lá e isso eu louvo a Deus por que foi a curiosidade em saber o que ela sentia q me levou a querer conhecer a Cristo mais tarde...pq se dependesse de uma igreja q só admitia músicas do cantor cristão, de ter na líderança só "anciãos"(hihi)...onde eu estaria hoje?
Na igreja em que frequento hoje as crianças participam exatamente de tudo. A hora do louvor pra elas é uma festa! O pastor em diversos momentos busca a atenção delas ao altar de Deus e isso as deixa super a vontade na presença de Deus!Existem eventos em que elas podem ministrar na igreja junto a seus coordenadores onde tem os que ministram o momento da ofertas, outros q louvam, dançam e ainda outros pregam a palavra...e é cada Palavra q até me arrepiam ao ouvir. Não podemos pensar q cranças não tem capacidade de discernir o Espírito, porque para isso todo o espírito está pronto.Eu fui tocada profundamente aos 13 anos, por exemplo.Tenho amigos q até foram batizados NO Espírito aos 9,7,6 e até 5 anos...Essa sua abordagem foi muito pertinente,irmão!Continue servindo de boca de Deus aqui na Terrta!PAZ!
Meu e-mail mais acessado:vinha12@pop.com.br