sábado, novembro 29, 2008

Igreja Alemã achou o chocolate sem gosto

CHOCOLATE SEM GOSTO

Tradução: João Cruzué

As Igrejas Cristãs da alemanha estão sendo ultrajadas pela "criatividade" de comerciante que está vendendo chocolates com a imagem de Jesus.

A casa de chocolates o "Senhor Doce" foi montada por Frank Oynhausen como uma forma (diz ele) de resgatar alguns valores tradicionais para 0 Natal na Alemanha.

Apesar de seu coração ou talvez o estômago estivesse no lugar certo, as Igrejas protestantes germânicas criticaram e não gostaram da idéia ou acharam o tipo de chocolate, chamado o chocolate de Jesus, sem gosto. Os católicos também disseram que não acharam graça nenhuma.

"Eu comecei a pensar a respeito de como eu poderia recuperar os tradicionais valores religiosos neste mundo comercial", disse Oynhausem, que está desempregado desde que perdeu um negócio de reciclagem há dois anos.

Segundo o chocolateiro, milhares de pessoas têm feito pedidos do "chocolate de jesus" embrulhado em papel laminado dourado.

Mas, as associações das Igrejas têm expressado consternação. "É terrivel que Jesus esteja sendo embrulhado em folhas douradas e vendido junto com coelhinhos de chocolate, pinguins e pirulitos", disse Aegidius Engel, um porta-voz do arcebispado próximo a Paderborn

Title: "German churches find 'chocolate Jesus' tasteless"

Fontes: Reuters e Blogs-Reuters

COMENTÁRIOS: Virou marketing, infelizmente bem sucedido, o uso do nome de Jesus para ganhar dinheiro. São filmes, livros, e agora, chocolates de Jesus. Estes "empresários" contam com a falta de energia dos cristãos. Mas eu duvido que eles mexam com algum ícone do Islã. Não mexem, porque dali a reação é radical e imediata.


cruzue@gmail.com


.

Um comentário:

Ismael Roselei de Carvalho disse...

Irmão Cruzué, as pessoas estão zombando de Deus.Para os Judeus e também para os primeiros cristãos, havia um zelo até mesmo excessivo com o nome do Senhor. No momento da grafia, usava-se as iniciais, na pronúncia o mesmo zelo, para não incorrer na transgressão do mandamento " não tomarás o nome do
Senhor em vão". Agora, o que vemos, o nome do Senhor vendendo produtos, sendo colocados em empresas comerciais, sendo usado como marca fantasia para refrigerantes, esse inclusive, prometendo ser um sucesso de vendas.Tenho observado que até as músicas de adoração, em nome de uma pressuposto busca de intimidade com Deus, o chama de você, sendo que Ele mesmo diz "Eu sou o Senhor Teu Deus". É lamentável dizer mas de Deus não se zomba e sai incólume.Espere e verá o que há de ser.