segunda-feira, julho 16, 2018

Seis passos para vencer as dificuldades da vida

.
Foto: João Cruzué
Subida do Parque Estadual da Serra do Rola Moça
João Cruzué

Primeiros ensinos cristãos

"Disse Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida; quem crer em mim, 
ainda que esteja morto, viverá.” São João 11:25.

Cristão é aquele que crê e segue os mandamentos de Cristo; em qualquer situação que você estiver, se tiver a coragem de aceitar Jesus, com certeza o mesmo Jesus vai lhe ajudar a vencer as dificuldades – grandes e pequenas – da sua vida.

Foi o mesmo Jesus que também falou: “Vinde a mim, todos os que estão cansados e oprimidos e eu os aliviarei”.

O primeiro passo para uma vida vitoriosa é aceitar JESUS.

O segundo passo para ter uma vida vitoriosa é conhecer e entender a vontade de Deus para sua vida. Só existe um caminho para isto: ler a Bíblia sempre e fazer um curso bíblico adequado, para compreender os segredos bíblicos. Jesus disse: “A quem quer que tiver sede, de graça lhe darei da fonte da água da vida”.

O terceiro passo para uma vida vitoriosa é adquirir o hábito da oração nas suas várias formas: ação de graças, petição, intercessão, clamor etc., e também aprender sobre o jejum. Oração e Jejum são duas armas que, se usadas de acordo com a vontade de Deus, derrubam qualquer muralha.

O quarto passo é a conversão verdadeira. O abandono sincero das más companhias, dos maus hábitos, da idolatria, dos vícios, dos palavrões, da prática da mentira, da avareza, do egoísmo, de qualquer tipo de prostituição, da sodomia; pois, aquele que aceita Jesus de coração tem força necessária para se libertar das correntes do pecado.

O quinto passo é produzir frutos para Cristo na vida cotidiana: trabalhando, esforçando-se, perdoando ofensas novas e antigas – condição imposta para ser também perdoado. O lugar de produzir frutos é no trabalho, na escola, na profissão, na família, na Igreja, no comércio etc. O fruto a ser produzido é: a alegria, a paz interior, a humildade, a paciência, persistência, o coração perdoador, a capacidade de ouvir conselhos, temperança de comportamento (evitar os extremos ), o respeito as autoridades constituídas.

O sexto passo é buscar o batismo com o Espírito Santo verdadeiro. Ele é aquele que nos leva até Jesus, que nos aproxima de Deus, a voz que fala ao coração do cristão fiel. Um coração limpo e convertido é o templo do Espírito Santo. Ele não mora em um coração sujo. Quando Ele é convidado a entrar – a sujeira vai embora; e quando ela pouco a pouco está de volta, Ele também, na mesma proporção, vai se entristecendo, se apagando, vai saindo até o dia em que abandona definitivamente o ex-cristão.

O Espírito Santo é o guia, o conselheiro, a voz que dirige o cristão dentro da vontade do Senhor Jesus. Amizade íntima com o Espírito Santo é alegria, paz, poder para ganhar muitas almas perdidas, coragem para pregar a palavra de Deus, força para renúnciar as prática mundanas. Tudo com Ele – e nada sem Ele. Depois que Jesus subiu para o céu de glória, Ele foi enviado e está presente todo o dia conosco. A presença do Espírito Santo em nossa vida é a garantia de que quando Jesus voltar para buscar sua Igreja, estamos preparados e subiremos ao encontro dele.

Para andar um quilômetro, já foi um bom começo.


cruzue@gmail.com






.

O conhecimento da Verdade no Evangelho de João


"E CONHECEREIS A VERDADE, E ELA VOS LIBERTARÁ"
Foto: João Cruzué
João 8:32

João Cruzué

O diálogo de Jesus com alguns fariseus no templo de Jerusalém, no capítulo 8 de São João, é muito muito esclarecedor. É possível perceber ali que o Espírito que havia em Jesus não comungava com o espírito dos fariseus, pois aquele diálogo foi muito difícil. Durante a conversa, alguns deles creram, mas Jesus olhou para os outros e disse: "E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará".

Jesus não estava falando com publicanos, nem com samaritanos, nem a gregos. Ele proferira essa palavra para, nada mais nada menos, a elite politico-religiosa de Israel. Foram palavras duras, brandidas contra três pontos: pecado, escravidão e cegueira espiritual.

Fariseus eram homens doutos, nascidos em berço religioso. Ouviam a palavra de Deus desde bebezinhos e a maioria deles tivera grandes rabinos como mestres. E mesmo assim, há um diagnóstico estarrecedor, pois  Jesus de vez em quando chamava alguns deles de filhos do diabo. E era assim, porque tinham um desejo homicida em seus corações.

Quão distanciados de Deus estavam aqueles fariseus. Jesus falou sem reservas que eles eram escravos do pecado, mentirosos, filhos do diabo. Infere-se também no diálogo ríspido que aqueles fariseus eram o grupo que mais resistência oferecia ao ministério do Cristo, e por isso, naturalmente, o diagnóstico estava certo: Se eles faziam oposição cerrada, somente o diabo poderia estar por detrás disso.

A maior prova  aconteceu mais tarde, quando um jovem fariseu chamado Saulo de Tarso fazia ferrenha perseguição aos cristãos para matá-los. Saulo pensava que agradava a Deus, porém, desgraçadamente, não via que seu coração estava sendo manipulado pelo diabo. No encontro que teve com a presença misericordiosa de Deus, literalmente caiu do cavalo, assim como caem os endemoniados.

Os fariseus eram religiosos que pertenciam também a um partido político. No tempo de Jesus eram minoria em um Sinédrio governado por um outro grupo religioso - os saduceus.

Fico imaginando a partir de que momento aqueles fariseus, entendidos em teologia, se tornaram filhos do diabo. Onde foi que erraram e se desviaram? Resposta: Não foi da noite para o dia.

Envolvidos em conchavos e acordos políticos foram descendo de degrau em degrau, de mentira em mentira, de prevaricação em prevaricação, até perderem a presença de Deus. Eles se tornaram assim instrumentos à disposição do diabo. Eram exatamente eles, as pessoas que o diabo manipulava para tentar, ofender com palavras duras: endemoniado e bastardo. E não apenas isso, como também para matá-lo. É só ler o capítulo 08 de João para perceber isto.

Religiosos que deixaram a dedicação ao Ministério (contra a vontade de Deus) para se imiscuírem em outras atividades, políticas por exemplo.  Puseram os interesses pessoais adiante de Deus e enganavam-se a si mesmos na vã suposição de estavam servindo a Deus. Estavam servindo ao diabo e não se apercebiam disso. Cegos.

Não é muito diferente de líderes religiosos de nossa época. Quando os vejo andando com tanta desenvoltura nos meios políticos, sendo bajulados aqui e ali,  eu me pergunto: estarão andando sob a vontade de quem?  Fico assombrado com a quantidade de pastores que estão deixando a frente do curral das ovelhas em busca de emoções menos nobres, seguindo o interesse político de de seus chefes. 

O projeto de  evangelismo da Igreja, não vai bem. Não tenho visto entusiasmo. A vontade do Espírito Santo ainda não mudou. Jesus disse no mesmo capítulo, v. 47, uma receita infalível: Quem é de Deus ouve as palavras de Deus. E os que lhe não lhe dão ouvidos só podem ser:  homens desviados.

Dependendo do momento, é quase imperceptível notar a diferença entre a vontade de Deus, a nossa vontade e a vontade do diabo. Não há como descobrir no "cara ou coroa". Não está escrito na testa, mas no caráter. Algumas coisas dão para perceber: A liderança que estiver sempre na contramão da palavra de Deus. Isto  é um mau sinal.

A Igreja Evangélica de nossos  dias está muito interessada em fazer política secular. Costurando muitos acordos. Fazendo muitos planos. Procurando os pastores mais populares para cooptá-los a ser candidatos a uma vaga promissora, mas  em uma função menor, de um reino corrupto bem menor ainda.

Era dessa mesma forma, que agiam os fariseus e saduceus do início da era cristã. Eles navegam com os pés em dois barcos. Na Igreja e no mundo. E foi assim que eles trocaram a vontade de Deus por interesses pessoais. E com o tempo, passaram a servir o maligno. Foram bem menos resistentes que Jesus diante das insinuantes propostas do diabo na tentação no deserto.

Líderes religiosos escravizados. O pecado trouxe os grilhões de uma corrente cuja ponta estava nas mãos do diabo. Pensavam que poderiam servir a dois senhores ao mesmo tempo, mas tendo  perdido a consciência pura também perderam a visão. Achavam-se livres, mas eram cativos. Caíram quando procuravam estabelecer uma terceira via. Um caminho: nem muito estreito e nem muito largo. Racionalizaram o santo com o profano e "inventaram" a Igreja com um tempero mundano. Que Deus nos guarde.

Foi diante deste contexto que Jesus profetizou em João 8; 32: E conhecereis a verdade e a verdade vos libertará."




.

domingo, julho 01, 2018

O que acontece depois do deserto


Deserto do Sinai
João Cruzué

"E quero irmãos que saibais que as coisas que me aconteceram contribuíram para maior proveito do Evangelho, porque a vós foi concedido, em relação a Cristo, não somente crer nele, mas padecer por Ele, mas Deus é o que opera em nós tanto o querer como o efetuar, segundo sua boa vontade". Filipenses 2; 13.

Escrevi esta mensagem para quem está passando um longo período de deserto ou no vale da angústia. Tudo o que você fez até agora, não deu nada certo. Embora tenha molhado muitas vezes seu rosto com as lágrimas do abandono, você está confuso, porque Deus não tem respondido suas orações. Vim aqui para dizer que o SENHOR não lhe abandonou. Este deserto, este vale escuro vai passar e o Sol da vitória novamente vai se levantar sobre sua vida para brilhar mais que no passado.

Seus pensamentos estão confusos e seu coração está triste porque está lhe faltando quase tudo. E, quando você observa as pessoas a sua volta, principalmente, seus parentes, as pessoas não crentes, você percebe que elas não estão passando por falta nenhuma. Então decepcionado você procura um lugar solitário e ali derrama suas lágrimas e pergunta ao Senhor - por quê?

Se o Senhor está provando você porque Ele o ama. Os dias que você está passando no vale não são um tempo perdido, mas tempo de capacitação e investimento. Até Jesus passou por dias assim. Há algo de precioso que o Senhor vai confiar a você para fazer, e será no vale que você vai aprender a ver da maneira como Senhor vê. Mas não saia de porta em porta procurando por profetas para tentar saber a visão antes do tempo. O Espírito Santo vai falar ao seu coração no tempo apropriado. 

Na primeira oportunidade que tiver, Olhe-se na frente do espelho. Olhe bem nos seus olhos, e diga para Jesus algo do fundo de seu coração. 

Sabe, às vezes adquirimos uma cultura religiosa errada, monótona, cega, insensível. As quatro paredes de um Templo podem nos impedir de ver o que se passa lá fora. Você sabia que nunca tivemos tantas Igrejas, tantos pastores, tanta facilidade para falar do amor de Deus e paradoxalmente o mundo nunca antes teve tantas pessoas perdidas e tantas almas sedentas sem saber nem do que? Sabia também que em meio a tantos crentes, há uma carência muito grande de pessoas que tenham um compromisso de servir a Deus sinceramente?

O Senhor não quer que você seja mais um(a) assentado no banco dos insensíveis, na cadeira dos hipócritas, um cego que pensa que vê. O Senhor está muito mais perto de você que antes. Ele quer lhe dar olhos que enxergam as necessidades das pessoas, mãos que não sejam egoístas, um coração que se enterneça com as necessidades do próximo. É no vale que o Senhor se aproxima de nós, porque choramos mais, oramos mais, questionamos mais e conseguimos abrir nosso coração até dizer o que Ele quer ouvir de nós.

Quando saí da casa de meus pais, para vir à cidade de São Paulo, tinha dois propósitos: trabalhar e me graduar em uma universidade. Todavia o Senhor tinha um outro propósito maior - de escrever meu nome no livro da vida. Em 11 anos aqui, aceitei Jesus, graduei-me, fiquei bem financeiramente, casei-me, constitui um lar cristão com esposa e duas filhas. Mas dias vieram anos à frente, em que a necessidade bateu à nossa porta. Também foram longos 11 anos de desemprego, frustrações, privações, humilhações, desesperança e muitas lágrimas.

A primeira visão que o Senhor deu-me foi coletar e enviar literatura bíblica para grupos de crentes presos nas penitenciárias do Estado de São Paulo. Faltavam três anos para sair do vale. Ao lado do CDD do Correio aonde fui - durante dois anos - postar cartas sociais para aconselhamento de presidiários, tem um hospital público. No final dos 11 anos de vale, isto é, em 2003 o Senhor enviou uma pessoa à minha casa para comunicar a existência de uma oportunidade temporária com contador daquele hospital. Tive muitas vitórias. Sendo a última um sonho: auditor concursado em um Tribunal de Contas.

Em seguida veio um concurso em que consegui definitivamente o direito ao cargo - pela graça de Jesus. Ali, uma surpresa: aprendi muitas coisas sobre computadores e programas. Voltei a escrever - nos anos 80 fui jornalista, editor de uma tabloide evangélico. Tive oportunidade de estudar inglês por dois anos. O mundo hoje fala inglês, e três bilhões de pessoas ainda não sabem quem é Jesus. 

Durante os 11 anos no vale, fiz um compromisso comigo mesmo de glorificar o nome dele trabalhando com a palavra escrita. Sem nenhum exagero, tenho usado a WEB para evangelizar e fortalecer pessoas tanto no Brasil quanto na Ásia. Algumas das mensagens que Jesus deu-me, eu as traduzi para o inglês e tenho recebido testemunhos de pessoas que foram tocados pelo Espírito do Senhor enquanto as liam tanto do Brasil como de outros países.

Antes eu apenas via as quatro paredes da Igreja. Hoje eu consigo olhar para toda a terra, e com as ferramentas que o Senhor capacitou-me posso falar de Jesus sem dificuldades para muita gente. Minha maior alegria são os testemunhos que recebo das pessoas que se alegram com as mensagens que o Senhor concede-me escrever.

O amor por este trabalho de escrever - foi amadurecido nos três últimos anos no vale, durante o tempo em que escrevi quase mil cartas de próprio punho para aconselhar e comunicar-me com presos. Cheguei a ficar com dores no cotovelo direito e no ombro de tanto escrever à mão. Foi um ótimo investimento.

Por isso, nesse tempo que você está no vale, ocupe-se. Reaviva seu compromisso de servo(a) do Senhor e não se envergonhe de fazer aquilo que o Espírito Santo falar ao seu coração. Será do meio deste vale que o Senhor vai tomar sua mão e conduzi-lo(a) passo a passo para lugares mais altos. Não para ser engrandecido(a), mas para servir. Chegará tempo, que você olhará para trás e vai agradecer ao Senhor por esses dias difíceis que podem fazer de você um cristão compromissado e sincero com Deus.

Anime-se! Continue fiel ao Senhor no vale. Se seus olhos pudessem ver, todas as vezes que você está aflito(a) poderia contemplar O Senhor perto de você dizendo carinhosamente: "Continua! Não desfalece, pois a sua bênção está muito perto".

Jesus é fiel, Ele nunca vai abandonar você.





.

O caminho do milagre de Deus


.


João Cruzué

Se você está precisando de um milagre para sua casa, sua vida ou para sua família, leia com atenção estas palavras. Milagre é a resposta de Deus a uma situação impossível de se resolver por meios humanos. No Evangelho do Senhor Jesus, em Lucas 1:37, está escrito: "Porque para Deus nada é impossível."  O que é humanamente impossível passa a ser da competência de Deus. Se alguém insistir, insistir  e não desistir, com Jesus Cisto, pode receber.

Quando aquilo que você precisa pode ser alcançado por esforço próprio, e Deus já lhe deu conhecimento e sabedoria para se lutar por este negócio, é você que deve se mexer. Se o que precisa depende de estudar mais, estude. Se é um problema de saúde, mas você come mal e não faz exercício nenhum, a solução é por sua conta. Se sua casa está toda desajustada, e você espera que Deus resolva tudo, alguma coisa é da sua responsabilidade e terá que fazê-la. 

Vou dar meu testemunho. 

Fiquei desempregado por 11 anos. Enviei currículos durante todos esse tempo e nada aconteceu. Chegou a um ponto que orei assim: Senhor Jesus, durante todo este tempo eu corri atrás, e nada... Eu posso continuar correndo, mas se quiseres ainda me dar um emprego, manda alguém a minha casa para mostrar onde é esta porta. E Deus mandou. O telefone não atendeu e, por isso, a pessoa foi até minha casa, pessoalmente para falar que havia uma vaga para contador em determinado Hospital. Era a porta que Deus abriu.

E mesmo tendo Deus aberto a porta, tive que refazer mais um vez meu currículo, ir até o Hospital, entregá-lo, depois voltar para uma entrevista. E depois que já estava naquele lugar, veio o a oportunidade de ser efetivado. Quando houve o processo seletivo, tive que estudar muito... por isto, passei em primeiro lugar.

Eu fico imaginando, se eu não tivesse refeito aquele currículo depois de não sei quantas vezes, talvez hoje eu ainda estivesse desempregado. Deus abriu a porta, mas não era trabalho dele me carregar no colo para passar por ela. Ele sabia que eu tinha conhecimento e sabedoria necessários para fazer a minha parte. É assim que funciona.

O milagre acontece quado você está diante de um problema e nada do que fizer vai mudar a situação. Isto é o que chamo de impossibilidade. Este tipo de causa é da competência de Jesus. Se for da vontade dele, você entra pela porta. Mas, só vai entrar no tempo que Ele determinar. Eu padeci por 11 anos, mas desde 2003 estou desfrutando da bênção do SENHOR.

Exemplos de milagres na Bíblia: A concepção de Isaque, porque sara já tinha 90 anos e já tinha passado pela menopausa. A cura da lepra de Naamã, mergulhando sete vezes nas águas barrentas do Rio Jordão, porque não havia cura para a doença naquela época. A cura da epilepsia  de João Cruzué (eu) depois que aceitei Jesus; por mais que eu me esforçasse, não conseguiria ficar curado. 

Hoje, trabalho como servidor em um Tribunal de Contas e posso ganhar o pão para minha casa com fartura. Mas se eu não tivesse estudado minhas apostilas por cerca de uns 10 anos, e tentado algum concurso todo ano, ainda estaria desempregado ou ganhando muito pouco.

Deus abre as portas, mas somos nós que temos de caminhar e entrar por elas. Os exemplos acima, são para que você tenha uma ideia do que é preciso fazer

Agora um bom conselho de irmão para irmão: se você ainda não é crente, aceite Jesus. Ele é a porta da reconciliação com Deus, o dono da bênção, o autor dos milagres. Quem aceita Jesus Cristo como Senhor e Salvador tem um vantagem que os outros não têm: a de status de Filho de Deus. Está declarado no primeiro capítulo do Evangelho de S. João, versos 11 e 12:

"Ele veio para os que eram seus (os judeus), e os seus não o receberam. Mas a todos quantos o receberam (eu, você, os crentes) deu-lhes o poder de serem feitos FILHOS DE DEUS; aos que crerem em seu nome."

Se já é um crente em Cristo, mas está afastado, volte. Se não sabe como se reconciliar, leia este texto que escrevi para você: Como se Reconciliar com Deus.

Se tem sido fiel, mas continua passando por grandes aflições (como eu passei) creia que o Senhor vai lhe abençoar com uma bênção grande, uma que nem sequer sonhou. Continue se esforçando, orando, estudando, trabalhando na casa do Senhor, porque a sua sorte vai mudar. 


Porque quem pede, recebe; 
o que busca, acha; 
e ao que bate, a porta abrir-se-lhe-á. 

Pela fé creia que o Senhor vai fazer o milagre que você precisa, mas antes, analise bem: para saber se o que está precisando depende de você ou de Deus.

Um abraço, do irmão João.




.





.