sábado, fevereiro 28, 2009

Jesus fará o milagre em sua vida


Poço Betesda
"Então, lhe disse Jesus:

Levanta-te, toma o teu leito e anda."

João Cruzué

Hoje é sábado, 28 de fevereiro. Fui caminhar um pouco pela manhã para deixar em ordem o físico que Deus me deu e que já passou dos 53 anos. O sol estava maravilhoso e o dia bem quente às 10h. Por onde caminho tem uma calçada na avenida com mais de um km de extensão, com marcas numeradas de 50 e 100m. Na ida o trecho é uma subida. Dias desses eu cometi uma loucura correndo uns 500 metros e o coração quase saltou pela boca - he he he! Na semana seguinte continuei "louco" e corri todo quilômetro. No final deste trecho, à direita tem outra rua com o nome de Albert Sabin, uma rampa íngreme com exatos 500m que para subir é ainda pior que correr o trecho anterior.

Eu estava precisando disso, pois em meu novo trabalho o calor do Centro de São Paulo. E no dia de hoje, eu fui caminhar, correr o quilômetro da ida, subir a rampa, descer, correr o mesmo quilômetro na volta - terrível - até chegar em casa. Quase morto. Se Deus quiser, amanhã será um belo domingo, e tenho pretensões de repetir a caminhada, e semana que vem, até perder um pouco de peso enquanto ganho mais disposição.

Como gosto de fazer toda semana, fico orando e esperando que o Senhor me dê inspiração para escrever um bom texto, de preferência um texto que a voz dele fale primeiro comigo, para que eu tenha certeza que falará também com outros. Parece coisa antiga, mas eu ainda me guio desta maneira: Se eu ouvir a voz de Deus em um texto, sei que meus leitores também ouvirão. E a palavra que moveu meu espírito hoje, foi um trecho muito conhecido que está na Bíblia em São João Capítulo cinco - O paralítico do Tanque de Betesda.

Eu trabalho na área da saúde. Sou um contador público e lido com pagamentos de várias coisas, principalmente remédios, materiais hospitalares, terminologias que já acostumei ouvir, tudo ligado a tratar de doenças e problemas físicos. No Hospital, uma romaria constante de todo tipo de enfermos, de certa forma parece um pouco com o Tanque de Betesda da Bíblia, onde os médicos procuram fazer o trabalho do anjo. São tantos males e tantas doenças que certamente todo orçamento anual da Cidade de São Paulo não conseguira dar solução. Se estamos vivos em meio a tudo isso, é porque Deus ainda faz milagres em nossa vida, e muitas vezes nem percebemos.

Jesus Cristo foi a forma que Deus planejou para se humanizar e revelar seu grande amor para com as nossas mazelas de cada dia. Jesus é Deus. Se alguém quiser saber um pouco sobre o amor de Deus, precisa ler e meditar no que está escrito e no que não está no seu Evangelho escrito por Marcos, Mateus, Lucas e João. Jesus é o cumprimento da profecia de Isaías: "Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; e o principado está sobre os seus ombros; e o seu nome será Maravilhoso Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz.

Quando Jesus abordou o paralítico junto ao Tanque de Betesta, não estava apenas interessado em um simples deficiente, atrás daquele gesto, Jesus estava dizendo o quanto nos ama, embora não contamos com isso. Imagine aquele homem no desconforto de não poder andar... hoje eu estava caminhando, correndo, subindo e descendo, eu fui e eu pude voltar. Graças a Deus! É com muita alegria que lhe faço um convite para meditarmos junto no milagre que Jesus fez na vida do paralítico do Tanque de Betesda.

A primeira coisa que vamos meditar é que o paralítico nunca imaginou que iria ter um encontro pessoal com Deus. Deus para ele era algo distante, um Deus ocupado com outras coisas, outras pessoas, pessoas importantes: reis, ministros, governadores, presidentes.

A segunda análise é que podemos fazer é que o conhecimento científico de hoje, 2.000 anos depois, ainda não é capaz de fazer o mesmo paralítico. E que mesmo a terapia com células tronco, em que a medicina tem apostado alto, receio que não vá funcionar. Li, há poucos dias, que clínicas russas têm atraído muitas pessoas doentes e ricas com tal tratamento. O resultado foram dois cânceres, um em cada lugar da espinha onde foram injetadas. E agora?

Deus tem o manual do corpo, da alma e do espírito humano. O Criador não espalhou vírus nem qualquer forma destrutiva de saúde. Foi pelo engano e astúcia de Satanás que a fonte de todas formas e espécies de destruição age na humanidade pela brecha aberta pelo pecado na vida de cada um. Deus abomina o pecado porque ele destroi a beleza e o futuro das pessoas.

Entre a multidão de enfermos, cegos, coxos e paralíticos, à beira do tanque, estava o paralítico. Além de paralítico ele não tinha amigos. Ele reclamou para Jesus: Senhor não tenho ninguém que me ponha no tanque. Sempre desce outro antes de mim. Se ele tinha família, entendo que era um peso inútil para ela. De manhã alguém o levava, e talvez à noite alguém ia buscá-lo.

Por que Deus fez o milagre na vida daquele homem paralítico, solitário, peso morto da família? Existiria uma razão para que entre tantos doentes somente ele recebesse o milagre da cura? A resposta é sim. Para Deus fazer o milagre em sua vida, ele o atributo necessário: ânimo! Há 38 anos estava paralítico, mas sua presença à beira do tanque sinalizava que ele não queria morrer paralítico. Para Deus fazer um milagre em nossa vida é preciso que tenhamos algo. O paralítico não tinha pernas, não tinha companhia, sabia que outros desciam primeiro que ele, mas ele estava lá. Se tem uma coisa que comove o coração de Deus são os nossos sonhos. Ele tinha um grande sonho: o sonho de voltar a andar.

Sem sonhos não há milagres. Você precisa abrir o baú e retirar de lá seus velhos sonhos. Não perca seu tempo reclamando, odiando, se drogando, se matando. Você precisa voltar a sonhar. Sonhar como aquele paralítico. De todos os que estavam à beira do poço ele estava no fim da fila. Mas ele sonhava. Sonhou por 38 anos que iria andar - e andou!

Se você sonhar, não importa quantos anos passem, um dia você vai ouvir a voz de Deus em sua alma, daquela forma que só Deus sabe falar, Ele vai lhe dizer: Levanta, tome o teu "leito" e ande!



Aceite Jesus em uma Igreja Evangélica

.

O Cristianismo no Japão

.
João Cruzué

O cristianismo chegou ao Japão em 1542 levado pelo sopro dos ventos impulsionando as caravelas portuguesas. Comerciantes e jesuítas portugueses aportaram na Ilha de Kyushu levando duas coisas bem diferentes: armas de fogo e a religião cristã.

O Shogum, (sho = comandante, general, + gun= exército, tropas, militar) o senhor feudal japonês, deu as boas-vindas ao comércio exterior e aceitou os missionários católicos, fascinado apenas pelas armas. Diante das demonstração do fogo das armas municiadas à polvora, eles concluiram que o dai-shô (a katana e a wakizashi), o conjunto de espadas longa e curta dos samurais, precisava da companhia de uma arma de longo alcance.

Os jesuítas liderados por São Francisco Xavier chegaram a converter e batizar a muitos, incluindo tanto camponeses quanto pessoas da classe dominante, próximas do shogun. Xavier orientou seus companheiros para aprender o Kanji, e daí surgiu o "romanji" - um mistura de latin com a língua nativa para uso no catecismo e na celebração das missas. Duas missões foram construídas, sendo uma delas no ano de 1550 na capital imperial - Kyoto. Havia interesse indireto do shogunato em permitir a introdução de uma nova religião em seus domínios, pois planejavam com isso dobrar a força dos monges budistas e do shintô.

Por volta do fim do século XVI, uma idéia sombria pairava sobre o sucesso da primeira missão, no Oeste do Japão. O shogunato passou a suspeitar de que os comerciantes e jesuitas eram na verdade infiltrados de táticas de conquista das potências ocidentais. A isso também foi levado em conta a forma grosseira com que alguns comerciantes tratavam os nativos. Já não eram mais vistos com bons olhos.

Por isso, em 1587, o xogum Toyotomi Hideyoshi proclamou um edito expulsando os missionários cristãos da Ilha de Kyushu. Nenhum franciscano ou jesuíta poderia mais desembarcar ali, a partir de 1593. Mesmo assim os jesuítas continuaram ativos no país. Então Hideyoshi intensificou a perseguição. Em 1597 ele proclamou um novo edito de banimento e como aviso executou ao fio da espada 26 missionários franciscanos em Nagasaki.

Depois dele outro xogum, Tokugawa Ieyasu, e seus descendentes continuaram a perseguir os camponeses cristãos nativos através de vários editos. Em 1637 houve uma revolta conhecida como a rebelião de Shimabara, onde 30.000 camponeses cristãos enfrentaram o exército de 100.000 guerreiros samurais do Castelo de Edo, da família Tokugawa. A rebelião foi esmagada com um alto custo para o exército do Shogum. No ano seguinte - 1638 - o cristianismo estava oficialmente extinto no Japão.

Em 1853, o Japão saiu do isolamento e reabriu as portas para uma nova interação comercial com o Ocidente. Missionários de todas as religiões: católicos, protestantes e ortodoxos foram enviados para lá, apesar da proibição. Em 1871, depois da restauração Meiji, a liberdade religiosa foi introduzida definitivamente pela Constituição Meiji, dando as comunidades cristãs existentes os direitos de existência legal e da livre pregação do evangelho.

A restauração Meiji foi uma sucessão de fatos que levaram o Japão a deixar o obsoleto sistema feudal para se tornar uma potência mundial nas décadas a seguir. Um desses acontecimentos foi a quebra da tradição com a mudança empreendida pelo Imperador Meiji, de Kyoto, a capital imperial, para estabelecer sua residência oficial no Castelo de Edo - a sede do shogunato da poderosa família Tokugawa. O Castelo de Edo e seus arredores vieram a se transformar em Tokyo (Capital do Leste), a grande metrópole japonesa. Com a mudança do imperador e a reabertura dos portos para o comércio exterior a era dos samurais e do feudalismo no Japão chegou ao fim.

A liberdade religiosa não foi o bastante para fazer do cristianismo uma religião popular no Japão. Ele tem crescido a taxas minúsculas; os cristãos são apenas cerca de 1 a 1,5% de uma população de 127 milhões.

Os símbolos cristãos têm sido mal compreendidos no Japão porque a forma de transmitir a mensagem do evangelho talvez não esteja adequada à compreensão nativa. A cultura japonesa tem olhos diferentes para pesar o valor das coisas. Para um japonês é incomum e até mesmo considerado de péssimo gosto, por exemplo, a construção de um templo em uma rua ou avenida movimentada, afirmam alguns analistas cristãos.

Por outro lado há coisas que os atraem no cristianismo, como por exemplo, a celebração da Santa Ceia. eles entendem bem a mensagem de um memorial de Cristo cujo corpo é o pão que é partido por nós. Eles são simpáticos a oportunidade que existe no final da missa/culto, principalmente de celebração da eucaristia/ceia, para por em dia o relacionamento social, reportou um padre católico.

Fontes de pesquisa: textos em inglês na WEB de autorias não conhecidas.

Continuaremos com artigos sobre igreja cristã japonesa do século XX em diante.


João Cruzué
Para o Blog Olhar Cristão
cruzue@gmail.com



quarta-feira, fevereiro 25, 2009

Las cinco verdades del Evangelio

Photobucket

Pastor David Yonggi Cho

Yoido Full Gospel Church /Korea

De la Teología del Evangelio Completo se basa en los Cinco Evangelios. Los Cinco Evangelios se refiere al Evangelio de Regeneración (volviendo a nacer de nuevo), el Evangelio de la Llenura del Espíritu Santo, el Evangelio de la Sanidad Divina, el Evangelio de la Bendiciones, y el Evangelio del Advenimiento. Los Cinco Evangelios representa a los cinco importantes elementos de la Biblia. Los cinco Evangelios trata sobre el comienzo, la progresión y el resultado de la Teología Cristiana y representa el centro de la fuente de fe de todos los cristianos.


I. El Evangelio de Regeneración

El primer pilar de Cinco Evangelio es el del Evangelio de Regeneración. El de volver a nacer es un requisito previo a la salvación (San Juan 3:3). De modo que el Evangelio de Regeneración se puede también llamar el Evangelio de Salvación.

1. El Camino de Regeneración

Para que el hombre sea libre de la maldición del pecado, del juicio final, y del dominio de Satanás, el hombre primeramente deberá tener la salvación. Por la rebelión de un solo hombre, Adán, toda la humanidad está destinado a nacer en pecado (Romanos 5:16), y están destituidos de la gloria de Dios y no lo pueden alcanzarlo por su propios medios. (Romanos 3:23)

Inmediatamente después que Adán cometió pecado, Dios profetizo un plan de salvación.

"Y pondré enemistad entre ti y la mujer, y entre tu simiente y la simiente suya; ésta te herirá en la cabeza, y tú le herirás en el calcañar" Génesis 3:15

En este pasaje la simiente de la mujer se refiere a Jesucristo, como también muchos profetas luego profetizaron de él. Como fue profetizado, Jesucristo llegó a ser un sacrificio vivo por la salvación de toda la humanidad. La salvación que fue posible por el padecimiento y la muerte de Jesús en la cruz tiene cuatro significados. Primero, el sufrimiento y la muerte en la cruz señalan al hombre, cuál es el resultado del pecado (Isaías 53:5) Segundo, muestra al hombre de cuán grande es el amor de Dios hacia la humanidad (Romanos 5:8) Tercero, enseña al hombre el verdadero valor de cada hombre (San Mateo 16:26) Cuarto, muestra al hombre el costo de la reconciliación (Isaías 53:6)

2. El Método de la Regeneración

Hay dos condiciones para la regeneración, son el arrepentimiento y la fe. El arrepentimiento y la fe son uno solo e iguales como ellos se manifiestan simultáneamente, así se puede decir que son la cara de una moneda. La primera palabra hablada por Juan el Bautista fue "Arrepentíos, porque el reino de los cielos se ha acercado" (Mateo 3:2) hizo eco con Jesús que dijo "Arrepentíos y creed en el evangelio" (Marcos 1:15) Después de haber sido llenos del Espíritu Santo, también Pedro clamó diciendo "Arrepentíos para que sean borrados vuestros pecados" (Hechos 2:38, 3:19)

La otra condición es la fe. Así como Pablo testificó a los guardas de la prisión en Filipos diciéndole "Cree en el Señor Jesucristo, y serás salvo, tú y tu casa"? (Hechos 16:31). Esta fe de salvación nos es otorgado por Dios y se basa sobre el fundamento de nuestra fe en la promesa de Dios. Es el Espíritu Santo que llegó sobre nosotros que hace posible tener fe en Cristo Jesús como nuestro salvador (I Corintios 12:3)

3. El Resultado de la Regeneración

Cuando nosotros nos damos cuenta de nuestros pecados, y nos arrepentimos con la aceptación de Jesucristo como nuestro salvador, qué resultado traerá nuestro arrepentimiento? Primero, El Espíritu Santo, nuestro consolador, vendrá dentro de nosotros y residirá en nosotros (Romanos 8:11)

Segundo, seremos emancipados de las leyes del pecado y de la muerte (Romanos 8:1,2)Tercero, recibiremos el poder de ser hijos de Dios (Juan 1:12)Cuarto, gozaremos de la gran bendición que Dios ha preparado para nosotros (III Juan 1:2)



II. El Evangelio de la Llenura del Espíritu Santo

Aquellos que han nacidos de nuevo, deberán ser bautizados, y llenados del Espíritu Santo. Cuando los cristianos están llenos del Espíritu Santo, ellos serán también llenados del poder y en consecuencia podrán ser testigos del evangelio eficazmente.

Como el Espíritu de Dios es Santo, nos ayuda a vivir una vida en santidad y nos permite ser testigos activos del Evangelio al sernos llenos del Espíritu Santo, al igual que nos permite sobreabundar de gratitud y del deseo de obrar dejando a un lado el egoísmo y la fe pasiva.

1. El Carácter y la Divinidad del Espíritu Santo

El Espíritu Santo es uno de la Trinidad, los cuales comprenden al Padre Dios, El Hijo Jesucristo y el Espíritu Santo (Hechos 5:3,4; Mateo 28:19,20) De modo que el Espíritu Santo comparte las mismas cualidades con Dios. La Biblia testifica que el Espíritu Santo comparte toda la naturaleza, nombre y eternidad (Hebreos 9:14) tales como Omnipresente (Lucas 1:35), Omnisciente (I Corintios 2:10), y Omnipotente (Salmos 139:7,8)

La comprensión que el Espíritu Santo tiene personalidad es en lo absoluto un elemento esencial en la fe de nuestra vida. Porque el poder del Espíritu Santo se manifestará solo cuando nosotros lo reconocemos personalmente, le damos la bienvenida a nuestra vida y lo aceptamos, entonces podremos movernos a más profunda relación con él y podremos llevar muchos frutos.

2. El Trabajo del Espíritu Santo

Jesucristo nos dice que cuando venga el Espíritu Santo, convencerá al mundo de pecado, de justicia y de juicio. (Juan 16:8-11) El Espíritu Santo llama a los pecadores al arrepentimiento y a volver a nacer para que así sea hijos de Dios (Juan 3:5). El Espíritu Santo mora en los creyentes (Juan 14:16), enseñándonos (Juan 14:26), guiándonos (Romanos 8:14) e intercediendo por nosotros con gemidos indecibles (Romanos 8:26). Además, el Espíritu Santo sella a su pueblo (Efesios 1:13,14; II Timoteo 2:19) y motiva a los creyentes a actuar (Hechos 13:4; 16:6,7; I corintios 12:11), el Espíritu Santo es nuestro garante (II Corintios 1:22; Efesios 1:14), nos llena de poder y nos unge con aceite (Lucas 24:29; hechos 2:1-4; II Corintios 1:21; I Juan 2:20,27), nos resucita (Romanos 8:11; II Corintios 4:14), y nos testifica que Cristo es el Hijo de Dios (Romanos 8:16; Gálatas 4:6).

3. La Regeneración y el Bautismo del Espíritu Santo

La Regeneración y el bautismo del Espíritu Santo son dos distintas experiencias separadas. Aunque las dos experiencias pueden manifestarse simultáneamente o ocurrir en dos tiempos de periodo separado, a pesar de todo son dos experiencias separados. La Biblia hace mención de los cristianos que han nacido de nuevo, pero han fallado de ser bautizado en el Espíritu Santo (Hechos 1:4,5; Hechos 8:14-17)

4. El Bautismo en el Espíritu Santo y la Llenura del Espíritu Santo

El bautismo en el Espíritu Santo es el punto de partida para aquellos que han decidido seguir el ministerio de Cristo y tener una vida victoriosa. Para tal situación, él deberá estar primeramente dominado por el Espíritu Santo. La señal evidente del bautismo del Espíritu Santo es hablar en lenguas y la evangelización de poder. Cuando los dones del Espíritu Santo(señales externos) y los frutos del Espíritu Santo (señales internos) continúan manifestando, entonces será llamado llenos del Espíritu Santo.



III. El Evangelio de la Sanidad Divina

De acuerdo a la Biblia, Jesucristo fue un gran predicador quien divulgó las Buenas Nuevas, enseñó a sus discípulos, y un gran sanador que sanó a muchos de sus enfermedades física (Mateo 4:23), pues se puede decir que la sanidad de los enfermos fue uno de su ministerio, en consecuencia esto es un gran regalo y bendición que Dios ha dado a la humanidad.

1. La fuente de nuestra enfermedad

Aunque existen muchas fuentes para la existencia de enfermedades, si nosotros nos reflejamos a la Palabra de Dios podemos determinarlos en tres fuentes, los cuales son: Satanás, el pecado y la maldición.
Primero, hay momento en que el diablo nos oprime causando enfermedad (Marcos 9:25)
Segundo, como resultado del pecado cometido consiente o inconscientemente provocando enfermedad.
Tercero, por la rebelión en contra de la ley de Dios, somos malditos en consecuencia padecemos enfermedad durante nuestra vida (Deuteronomio 28:58-62).

2. Jesucristo que nos redime de las enfermedades

En el Antiguo Testamento tenemos algunas analogías sobre la forma de representar a Cristo quien nos redimió de nuestras enfermedades; como el cordero de la Pascua (Exodos 12, Número 9), el árbol que transformo el agua amarga a dulce (Exodos 15) y serpiente de bronce hecho por Moisés (Número 21:4-9).

Dos cosa ha hecho Jesús a dondequiera que vaya es el perdón de pecado y la sanidad. Cada vez que Cristo sanaba a alguien ligaba al perdón de pecado como algo inseparable, luego sanaba de la enfermedad completamente (Marcos 2:9,10).

Como Jesús estaba destinado a recibir la sentencia de muerte, aún en la cruz, ¢¯había alguna necesidad en él de ser azotado y rasgar su cuerpo? La Biblia, sin embargo, nos dice que él fue azotado para llevar en él las enfermedades. Con el azote él nos redimió de nuestras enfermedades y de nuestras debilidades (Isaías 53:4; I Pedro 2:24).

3. Condición previa a la sanidad divina

La condición previa a la sanidad divina es la oración, la fe y vivir nuestra vida de acuerdo a la Palabra de Dios.

Primero, la Biblia registra muchos momentos de la Sanidad Divina por medio de la oración. Así en Santiago 5:14,15 tenemos "¢¯Está alguno enfermo entre vosotros? Llame a los ancianos de la iglesia, y oren por él, ungiéndole con aceite en el nombre del Señor. Y la oración de fe salvará al enfermo, y el Señor lo levantará; y si hubiere cometido pecados, le serán perdonados" De modo que los cristianos no debemos darnos por vencidos sino seguir en la oración persistentemente, entonces experimentará la Sanidad Divina.

Segundo, la Sanidad Divina se puede manifestarse por su propia fe o también de los otros. En Marcos capítulo 5 tiene el ejemplo de una mujer que padeció del flujo de sangre durante doce años, sin embargo, cuando toco el manto del Señor, recibió la sanidad. Este es un ejemplo de la sanidad por su propia fe (Marcos 5:25-34) Por otro lado, el siervo del centurión fue sanado no por su propia fe sino a través de la fe del centurión (Mateo 8:13).

Por último, La Biblia nos dice que cuando los creyentes guardaren las Palabras de Dios, esto nos protegerá de enfermedades (Exodos 15:26).



IV. El Evangelio de Bendición

Todo hombre anhela vivir feliz y tener bendición. También es el deseo de Dios, el creador del cielo y la tierra y todo lo que en él hay, que vivamos una vida de bendición y bajo la gracia abundante.

1. El entendimiento correcto de este mundo material

La bendición de Dios comienza desde la creación del mundo. Dios antes de crear al hombre, creó al mundo material y vio y fue bueno para Dios (Génesis 1) Toda la creación de este mundo fue creado bueno. El hombre el primer día de su vida consistía en gozar del mundo material abundantemente lleno por la creación de Dios. Esto era la intensión de Dios para el hombre.

2. La redención en la cruz y la bendición

"Porque ya conocéis la gracia de nuestro Señor Jesucristo, que por amor a vosotros se hizo pobre, siendo rico, para que vosotros con su pobreza fueseis enriquecidos" (II Corintios 8:9) "Cristo nos redimió de la maldición de la ley, hecho por nosotros maldición (porque está escrito: Maldito todo el que es colgado en un madero)" (Gálatas 3:13)

La razón por la que Cristo vivió pobre durante su estancia aquí en la tierra fue para darnos riquezas, es para liberarnos de la maldición. Si de alguna manera nosotros no tomamos esta Palabra de Dios y no apropiamos de ella, estamos menospreciando la pobreza que padeció Jesús.

También la Biblia nos dice en Hechos 20:35 "Mas bienaventurado es dar que recibir" El fundamento de la doctrina cristiana concierne en cómo podemos "dar" Dar amor, esperanza, oración, ofrenda porque al compartir gozaremos de verdadera bendición.



V. El Evangelio de Advenimiento

El advenimiento de Jesús no se trata de una vaga ilusión religiosa, sino es el plan misericordioso de Dios, es la promesa fiel de Jesucristo y es una historia exacta de los acontecimientos del futuro que nos manifiesta la Biblia.

1. El propósito del advenimiento

Primero, el Señor vendrá para cumplir las profecías del Antiguo Testamento. Segundo, Cristo vendrá para levantar a los muertos en Cristo y para transformarlos al cuerpo de gloria. (Filipenses 3:20,21)
Tercero, Cristo vendrá par destruir la muerte (Apocalipsis 20:14)
Cuarto, Cristo vendrá para dirigir a los cristianos escogidos al lugar preparado por él. (Juan 14:2,3)
Quinto, Cristo vendrá para juzgar a los vivos y a los muertos (II Timoteo 4:1)

2. El tiempo del advenimiento

El tiempo exacto de la Segunda Venida del Señor es desconocido. Jesús dijo en Mateo 24:36 "Pero el día y la hora nadie sabe, ni aun los ángeles de los cielos, sino sólo mi Padre" Mas dice la palabra que vendrá cuando el Evangelio llegue a todo el mundo (Mateo 24:14), vendrá cuando haga aparición el anticristo (II Tesalonisense 2:2,3), vendrá con el sonido de la trompeta (I Corintios 15:51,52) vendrá como en el tiempo de Noé (Mateo 24:37-39).

3. Los eventos antes y después del advenimiento

Primero, la venida del Señor en las nubes, así como esta escrita en I Teslonisense 4:16,17, el Señor con voz de mando, con voz de arcángel y con trompeta descenderá del cielo. En este momento el Señor, llamará a la iglesia preparada el aceite de la lámpara a las nubes, esto es el rapto.

Segundo, son los 7 años de gran tribulación. Mientras que los cristianos raptados celebren la fiesta de la boda con el Cordero, en la tierra habrá extrema tribulación. La duración de esta tribulación es de 7 años por lo que se le llama " años de Gran Tribulación" (Daniel 9:27).

Tercera, es la venida del Señor a la tierra. Cuando termine la fiesta de boda con Jesús, el Señor regresará nuevamente a la tierra con los cristianos raptados.

Cuarto, es el reino milenio. Una vez que la serpiente antigua, Satanás sea atado y encerrado al abismo(Apocalipsis 20:1-3), entonces habrá mil años del cielo en la tierra. Y este reino es de Cristo.

Quinto, es el juicio ante el gran trono blanco (Apocalipsis 20:11). Dios establecerá un trono de juicio en algún lugar del mundo, y este trono es el gran trono blanco. Entonces comenzará el juicio y los muertos resucitados estarán de pie ante Dios, y de acuerdo a la obra de cada uno serán juzgados.

Por último, es el establecimiento del cielo nuevo y tierra nueva. El reino de Dios a donde los cristianos entrarán es nuevo (Apocalipsis 21:1), cielo nuevo y tierra nueva, vendrá del cielo también la santa ciudad, la nueva Jerusalén (Apocalipsis 21:2). Este Jerusalén es pues, la capital de este cielo nuevo y tierra nueva. Será Jerusalén tan hermosa que lo comparó con la novia ataviada para el esposo (Apocalipsis 21:2).

4. Las actitudes de vida para los últimos días

Los cristianos deberán estar siempre despiertos para recibir al Señor como las 5 mujeres prudentes que tomaron aceite consigo y permanecieron despiertas (Mateo 24:42; 25:-2-13).

También deberá evangelizar arduamente. Porque la evangelización es una orden del Señor (Mateo 28:18-20; Marcos 16:15-18; Hechos 1:8), y es de gran interés del Señor. De modo que los cristianos debemos anunciar el evangelio a tiempo y fuera de tiempo(II Timoteo 4:2) Porque nuestro mayor interés deberá ser la salvación de alma.

Por último, los cristianos debemos esperar la Segunda Venida de Cristo con entusiasmo. Porque nuestra esperanza no esta en este mundo, sino en el reino de Dios y en la Segunda Vendida del Señor. De modo que nosotros debemos vivir añorando el reino de Dios, y esperar la venida del Nuevo Jerusalén (II Pedro 3:11,12) "Amén Señor, ven pronto"




Quando oro de joelhos - On my knees


Jaci Velasquez - On my Knees



tradução: João Cruzué

Existem dias
Em que sinto
Que o melhor de mim
Está pronto para começar
Depois, vêm dias
Quando sinto
Que estou me deixando levar pelo vento
Por isso aprendi a sobreviver
No riso e na dor.

Eu me ponho de joelhos - bis
Ali estou eu diante do Amor
Que me transforma
Olha, eu não sei como,
Mas há poder
Quando estou de joelhos.

Posso estar no meio da multidão
Ou sozinho em qualquer lugar
Quando eu sinto que há necessidade
De conversar com Deus - Ele é o Emanuel
Quando fecho meus olhos
Não há escuridão
Só existe luz.

Eu me ponho de joelhos - bis
Ali estou eu diante do Amor
Que me transforma
Olha, eu não sei como
Mas há poder
No azul do céu
À meia-noite
Quando estou de joelhos.

Eu me ponho de joelhos - bis
Ali estou eu diante do Amor
Que me transforma
Veja, eu não sei como
Mas há poder
Quando estou de joelhos.


Tradução: João Cruzué



.

terça-feira, fevereiro 24, 2009

Pastor Marco Antonio Ribeiro não vai dublar Sean Penn

.
Marco Antonio Ribeiro - Assembleia de Deus - Ministério Kairos

Wikipedia

"Marco Antônio Ribeiro da Silva é um dublador brasileiro. É conhecido por seus trabalhos de dublagem de filmes americanos, como a maioria dos filmes de Jim Carrey e Tom Hanks e em algumas séries animadas como Raphael em Tartarugas Ninja e Stanley Ipkiss em O Máskara. Por ser pastor evangélico, recusou-se a dublar o ator Sean Peen no filme "Milk- A Voz da Igualdade"

Ele se recusou a fazer a voz do ator Sean Penn no filme "Milk- A Voz da Igualdade" "Não me sentia à vontade para fazer o filme", afirmou Ribeiro, 38, que é também pastor evangélico. "Não tive vontade porque tenho a voz envolvida com outras questões, assim como não faço determinados comerciais."

"Primeiro ele aceitou, depois viu o que era o filme e achou melhor não fazer para não ter aborrecimentos. Pediu-me mil desculpas, expôs os pontos de vista dele", conta Marlene Costa, 55, diretora de dublagem de "Milk", que substituiu Ribeiro pelo ator Alexandre Moreno. "Não é que [Ribeiro] tenha algo contra homossexuais, é que as pessoas ao seu redor confundem sua profissão de ator com o lado religioso", afirma.

Segundo Marlene Costa, Ribeiro sofreu acusações e ataques de evangélicos por papéis violentos que interpretou. "Ele não teve sossego, e desta vez as pessoas não entenderiam." Questionado pela Folha, Ribeiro disse por e-mail: "Não tenho preconceito de nenhuma espécie, até porque preconceito vai contra os princípios do Evangelho pregado por Jesus Cristo, Evangelho este no qual creio e proclamo, lá diz que não devemos julgar para não sermos julgados".

No site da Assembleia de Deus Ministério Kairos, Templo no Rio do qual é presidente, Ribeiro fala em ""famílias modernas" em que não há a figura do pai ou da mãe ou em que essas figuras são substituídas por casais do mesmo sexo... isto não é modernidade, e sim uma distorção do que Deus disse sobre o que deveria ser a família".

Pastor Marco Antonio Ribeiro nasceu em lar evangélico numa família de pastores e levitas. Filho de Antonio Ribeiro e Elizabeth de Paula Ribeiro, desde pequeno participou de grupos e atividades da Igreja Assembléia de Deus. É casado com Claudia Sousa e é pai de Renan Ribeiro.

Aos 8 anos já participava da banda da igreja e fazia parte do grupo Infantil e do Ministério de Louvor quando começou a estudar violão. Cursou Teologia no Seminário Peniel no Rio de Janeiro. Foi líder Jovem e Professor da Escola Dominical e também presidente da AMEHFE (Associação Missionária Evangelística Heróis da Fé). Hoje atua como Pr. Presidente da Assembléia de Deus Ministério Kairos no Rio de Janeiro. Ministra pelo Brasil e no Exterior e oferece palestras na área de Administração Eclesiástica, uso da voz e postura no púlpito e como falar em público.

No campo profissional o Pr. Marco Ribeiro é ator, dublador além de locutor. Iniciou sua carreira de ator aos 12 anos de idade. Em 1986 entrou para a empresa Herbert Richers como dublador. Neste mesmo ano trabalhou na Rádio Boas Novas AM e na Rádio Melodia FM como locutor. Em 1988 trabalhou também na Rádio Cidade FM no Rio de Janeiro como Locutor. Atuou também em peças Profissionais no teatro e como ator na televisão, na extinta Rede Manchete, depois foi contratado por cinco anos como ator da Rede Globo.

Atualmente ainda atua como dublador e diretor de dublagem em sua empresa, a Audio News que dubla programas como Os Simpsons, Projeto Zeta e Drake & Josh."


Fonte: Wikipedia-Marco Ribeiro


.

segunda-feira, fevereiro 23, 2009

A síndrome de Nietzsche

.
Nietzsche

--------------------------------------------------------------------------
"Porque, pela graça que me é dada, digo a cada um dentre vós que
não saiba mais do que convém saber, mas que saiba com temperança,
conforme a medida da fé que Deus repartiu a cada um."
Paulo em Romanos 12:3
--------------------------------------------------------------------------

João Cruzué


Friedrich Wilhelm Nietzsche nasceu a 15 de outubro de 1844 em Röcken, próximo a Leipzig. Era filho, neto e bisneto de pastores protestantes, carreira que o próprio Nietzsche desejava seguir. Na escola era uma criança alegre, aluno exemplar, seus colegas o chamavam de "pequeno pastor". Compunha canções e escreveu seus primeiros versos para o Grêmio literário. O que aconteceu depois disso para que o "pequeno pastor" mudasse tanto ao ponto de morrer solitário, desviado e louco? Desejei escrever algumas linhas sobre este assunto para que Deus possa iluminar o caminho de cristãos que desejam alcançar muito conhecimento sem levar em conta os perigos de ir além dos limites da própria fé.

O primeiro a cair da graça por causa da presunção, a Bíblia mostra que foi Lúcifer. Depois dele, a primeira pessoa a se encantar com a possibilidade de conhecer toda ciência tanto do bem quanto do mal, foi Eva - por duvidar de Deus e curiosidade feminina. O terceiro grande sábio que se aventurou além dos limites da Lei e caiu foi o Rei Salomão. Aconteceu com Nietzsche a mesma coisa no século XIX.

Em 1858, com 14 anos, foi estudar na escola de Pforta. Por influência de seus professores começou a ler Schiller, Hölderlin e Byron. Foi lendo essas coisas que Nietzsche começou a descrer no cristianismo. Era um jovem promissor. Destacado aluno em alemão, latim, grego e excelente em estudos bíblicos. Conhecia os clássicos gregos de Platão, Ésquilo e Teógnis.

Em seguida foi estudar teologia e filosofia na Universidade de Bonn - a melhor da Alemanha em sua época. A guinada em sua vida de futuro pastor protestante aconteceu, quando ele se deixou enganar pelo canto da serpente, na época,seu professor predileto - Ritschl. Ritschl convenceu Nietzsche de que seu talento seria melhor aplicado na carreira de filologia, considerada pelo "mestre" não apenas como a história das formas literárias, mas o estudo das instituições e do pensamento. O discípulo seguiu as pegadas do mestre e foi se ocupar com estudos de Diógenes Laércio, Homero e Hesíodo. Com 25 anos, Nietzsche foi nomeado professor de filologia em Basiléia. Voltou a se interessar por filosofia ao ler "O mundo como vontade e representação" de Schopenhauer.

O ateísmo de Schopenhauer completou o trabalho que o diabo iniciou pelos conselhos de Rithschl. Os planos de Deus para a vida de Nietzsche malograram. Ele não foi pastor, não foi feliz, perdeu a saúde, não foi correspondido no amor, ficou sem amigos e morreu louco. Nietzsche rompeu o muro dos limites da fé e do outro lado encontrou uma serpente que o envenenou. Hoje ele é lido e aplaudido como o filósofo do século, mas foi uma mas criaturas mais infelizes de seu tempo.

Seria muito maldade de minha parte listar nas próximas linhas os grandes jovens de Deus que caíram por seguir conselhos malignos para aventurarem-se em carreiras acadêmicas diametralmente diversas de suas chamadas. Com literaturas materialistas, ateístas, espiritualistas, clássicas e eróticas. O salmista foi muito claro: Não porei coisa má diante de meus olhos!

Se você é um cristão fiel, dedicado, cuidado com as carreiras e literaturas malignas que o diabo tem preparado para subverter o propósito de Deus na sua vida. Não extrapole os limites da sua fé: O que adianta ganhar o mundo inteiro com um saber que vai levar sua alma à perdição?


Fonte histórica: Nietzsche

.

domingo, fevereiro 22, 2009

Como alcançar o perdão de Deus


Tudo o que meu Pai me dá virá a mim,

e o que vem a mim, de maneira nenhuma o lançarei fora
João 6:37
João Cruzué

Desejei escrever este texto pensando em você que é triste. Nós crentes temos uma estranha intuição quando o assunto é falar do amor de Deus; sem nenhum rodeio, este texto diz respeito a você. Não importa se é rico, pobre, milionário, artista, famoso ou grande em status. Se você estiver lendo essas palavras, saiba que foi o Espírito de Cristo que o guiou até aqui para lhe dizer que o ama. A filosofia pode trabalhar com a razão, o pensamento; a ciência com teorias e evidências, mas a fé - crer para ver - vem de Deus.

Há um paradoxo atualmente: temos mais conhecimento, mais bibliotecas, mas universidades, mais doutores, temos a WEB, mais de tudo,que nunca antes imaginávamos, no entanto todas essas coisas juntas não conseguem remediar nem suprimir uma tristeza profunda e o desejo do suicídio. Como é isso: ter tudo, e nada ter? Há solução para o vazio, para a angústia profunda sem causa racional? Sim! há.

Aceitei a fé quando era moço, no vigor de meus 19 anos. Vindo de uma família bastante avarenta e possessiva eu não era feliz. Herdei a epilepsia da família de meu pai, mais infelicidade. Inteligente, Qi alto, eu simplesmente não me sentia amado por ninguém. Tenho hoje 53 anos, e não me arrependi nenhum dia da decisão que tomei. Eu aceitei Jesus como Senhor da minha vida, e em troca recebi uma alegria de espírito que nunca se acabou. Jesus Cristo é o autor desta frase: " Mas aquele que beber da água que eu lhe der, nunca terá sede, porque a água que eu lhe der se fará nele uma fonte de água a jorrar para a vida eterna." E também desta outra: "Se alguém tem sede, que venha a mim e beba. Quem crê em mim como diz a Escritura, rios de água viva correrão em seu ventre"

De onde vem esta alegria permanente? Ela vem do Espírito Santo de Deus. O Espírito Santo, o Espírito da verdadeira alegria. Os homens são tristes quando não têm o Espírito de Deus em suas vidas. Você pode ter uma tristeza profunda, porque ainda não tem (ou perdeu) o Espírito de Deus por causa do pecado, por estar conscientemente afastado(a) de Deus. No Evangelho, em Mateus 11, assim está escrito "Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração, e encontrareis descanso para vossa alma." Alívio, descanso,paz e alegria - é isto que você quer? A resposta está em aceitar Jesus Cristo como Senhor de sua vida, para receber o perdão de Deus.

Aceitar o senhorio de Cristo sobre a sua vida é o caminho para sua liberdade. Foi ele que disse também: "E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará" E o que é a verdade? A verdade é que "Todos pecaram, e destituídos estão da glória de Deus. O pecado afasta de Deus. O pecado tira a alegria da alma. O pecado leva a se distanciar de Deus. O pecado entristece. O pecado mata a alegria da alma. Quanto mais longe de Deus, mais tristeza, mais amargura, não importa se banqueiro ou serviçal. Os efeitos da falta da presença de Deus na vida são iguais para todos. É por isso, que o Deus Eterno enviou seu único filho ao mundo com as boas novas de reconciliação e restauração. Este filho unigênito se chama Jesus, o Cristo de Deus. Ele é o caminho, a verdade e a vida. O caminho para o perdão, a verdade para alcançar a liberdade da alma e a vida para andar eternamente na presença de Deus.

Quem aceita Jesus como Senhor de sua vida, tem todos os pecados perdoados e também recebe o Espírito Santo, o Espírito de alegria de Deus. Você não pode ter alegria vivendo no pecado, afastado(a) de Deus. Quando se converte voluntariamente a Cristo, Deus o(a) recebe por adoção como filho e escreve seu nome no Livro da Vida. Quando você aceita o senhorio de Jesus acontece uma mudança de posição espiritual.Você deixa de pertencer ao reino das trevas para fazer parte do Reino de Deus. No reino das trevas todos são perdidos , amargurados, e naturalmente tristes. Tristes porque o reino das trevas é dominado pelo diabo, um ser espiritual condenado à perdição eterna, dotado da mais profunda tristeza. Para ele não existe mais recurso, seus dias estão contados. Com grande ira ele se especializou ha milhares de anos em destruir a vida, a paz e a alegria das pessoas por pura revolta, para que se assemelhem a ele em amargura e infelicidade. Quando você aceita Jesus como Senhor da sua vida,e Salvador de sua alma, ela deixa de pertencer ao reino das trevas do diabo porque Jesus já pagou o preço da sua remissão no Calvário. Essa mudança de reinos ocorre na esfera espiritual e repercute no mundo real.

O que é aceitar Jesus como Senhor? Não é mudar de igreja, não se trata de um ritual simbólico. É uma decisão pessoal, voluntária, consciente, de aceitar que a vontade de Cristo prevaleça sobre a sua vontade particular. Você vai entregar sua vida a Ele, e vai aceitar que Ele governe sua vontade, sua vida, suas atitudes. Isso é possível? Sim! Aceitar Jesus, por uma simples analogia, é como alguém que de repente descobre o grande amor de sua vida e passa a viver para agradá-lo, não por obrigação, mas por amor. Aceitar Jesus como Senhor é orar primeiro e ouvir a voz de Deus, para depois agir ou deixar de agir. É uma mudança de princípio de vida. Antes você era como "gabriela" que nasceu assim cresceu assim e vai ser sempre assim. Agora mudou: você pode ter nascido assim, crescido assim, mas vai mudar para agradar a Deus. Como um Pai perfeito, quando expressamos nosso amor filial com obediência, Ele cuida de suprir as necessidades primárias de nossos espírito, alma e corpo, com paz alegria e segurança.

Hoje mesmo, enquanto estas palavras estão correndo diante de seus olhos, tome uma decisão. Entre no seu quarto, em um local onde tenha privacidade, e, lá em oculto, converse com Jesus. Diga para ele todas as suas angústias, suas frustrações, suas necessidades. Revele sua tristeza, se tiver mágoa de alguém prometa que vai perdoar. Não esconda nenhuma mancha em sua vida de Deus. Revele tudo, conte tudo para Jesus. "Se confessarmos os nossos pecados, Ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça." Receba hoje mesmo o perdão de Deus para sua alma. Desça o pesado fardo de sua vida diante de Deus em oração e firme um compromisso com Ele de andar dentro da vontade dele - sempre.

Depois convide Jesus para fazer morada permanente em sua vida, em sua mente, em seu coração. Se após esta oração você não sentir uma alegria profunda vinda de Deus, eu não me chamo João Cruzué. É assim que tem acontecido com milhões de Pessoas. Aceitar Jesus é convidá-lo para ser o dono da sua vontade, isto é, antes de qualquer decisão você vai primeiro orar, para depois decidir. Aceitar Jesus é por motivo de prudência, em seus primeiros anos de fé, deixar as velhas companhias, companheiras do pecado. Aceitar Jesus é passar a amar mais à família. Pai, mãe, esposo, esposa, filhos, filhas, sogros, sogras.

Depois que você tomar esta decisão, procure uma Igreja Evangélica mais próxima de sua casa e passe a congregar nela. A Bíblia não orienta ninguém a se isolar. A Igreja é uma instituição divina. Falo do corpo espiritual de Cristo, não da construção física de um templo. É preciso frequentar os cultos, porque o próprio Cristo frequentava o Templo de Jerusalém, na sua época.

Compre uma bíblia para ler e conhecer totalmente a vontade de Deus. Não é coisa de aprender em apenas uma semana, mas um projeto para uma vida inteiro. Aprenda a orar regularmente.

O importante é saber que o primeiro milagre de Jesus foi transformar água em vinho. Isto significa que Ele também tem o mesmo poder para produzir uma grande mudança em sua vida. Ele vai tirar a tristeza de sua alma e lhe dar um Espírito de Alegria.

Para aprender mais: primeiros ensinos cristãos


.

sexta-feira, fevereiro 20, 2009

Deus ainda responde orações


"Deus responde orações"

Sermão de Dwight Lyman Moody

future


Tradução: João Cruzué


"Eu suponho que não exista nos lábios cristãos nenhuma palavra tão freqüentemente dita nos dias atuais como a palavra “oração” e não haja ninguém neste Hall, que não pensou muitas vezes durante as últimas quarenta e oito horas na importância de orar.

Durante esta semana de oração, são muitos os que não apenas estão pensando, mas falando a respeito disso. Quando há um interesse especial e um despertamento na comunidade sobre o assunto religioso, então muitos cépticos e infiéis, muitos meros professores de cristianismo – e nós não os julgaremos – começam a falar contra a oração.

Eles dizem: “O Criador deste mundo não vai mudar seus planos por causa dessas orações. O mundo segue em frente. Você não pode persuadir a Deus para mudar Sua mente e Sua conduta”. Você ouve isso de todos os lados. Os jovens convertidos ouvem isto. Eu não tenho dúvidas de que muitos estão vacilando e quando se ajoelham ainda dizem: "De fato Deus responde a oração? Existe algo de verdade nisso?

Eu creio que nesta semana de oração seria muito bom tomar a palavra “oração” e percorrer suas pegadas através da Bíblia. Não vamos ler sobre qualquer outra coisa. Eu penso que vocês ficariam perfeitamente assombrados se eu tomasse a palavra “oração” e contasse onde estão registrados os casos de pessoas orando e Deus respondendo suas orações, na Bíblia.

Muitos acham que são apenas os completamente justos e puros que oram. Mas vocês devem se lembrar daquele que orou desta forma, “ Senhor, lembra-te de mim, quando estiveres em Teu Reino”. Vocês também se lembrarão que Cristo respondeu a oração do ladrão moribundo.

Nós não podemos a não ser concordar que todo homem de Deus citado na Bíblia era um homem de oração. Vocês têm, por isso, uma autoridade e encorajamento para pedir a Deus que ouça suas orações e suas orações em favor de outros, como nós diariamente ensinamos para fazer. Muitos estão surpresos com estes pedidos. Mas muitas mães e pais estão regozijando-se porque eles os enviaram para cá. As orações oferecidas aqui têm sido respondidas e seus filhos têm sido salvos.

Noite passada eu estava mais convicto em minha visão mais do que nunca a respeito do poder da oração. “Isto é muito excitante” alguns dizem, “Apelos sérios só funcionam quando tocam o sentimento das pessoas e movem seus impulsos fazendo-as inquietas e ansiosas.” Agora, por exemplo, não foi nada dito na noite passada digno de menção, e eu nunca estive mais desgostoso comigo mesmo do que no domingo à noite. Parecia como se eu não pudesse pregar o Evangelho, como se minha língua não conseguisse falar. Mas mesmo assim o número de decisões foi extraordinário.

Na noite passada, quando não havia ninguém falando em absoluto, e assim que eu entrei e perguntei se algum decidido poderia seguir-me para dentro da sala de decisão, tomando uns poucos comigo, e esperando voltar e levar mais alguns, quando eu vi estes, o número era tão grande que saí sem dizer de que não precisavam retornar. Vi centenas de decididos na última noite, e houve de 50 a 70 que ainda ficaram de fora, porque tive que fechar a porta, pois seria impossível de atender a todos.

Muitos dos que não estiveram nas reuniões, converteram-se em seus próprios lares. Deus está trabalhando, não nós. Oh! que bom seria se nós pudéssemos continuar com o rosto no pó e cada um de nós ficasse fora do Seu caminho, para deixar apenas Deus trabalhar. Seria bem mais fácil para Ele entrar em cada habitação em Edinburgo, e para convencer e converter dez milhares de almas.

Examinem Filipenses 4:6 “Não estejais inquietos por coisa alguma, mas em tudo dai graças – marquem bem isto: pela oração e súplica, com ações de graças, deixem as vossas petições serem conhecidas diante de Deus. Ele não diz que responderá a todas, mas diz: E a paz de Deus, que excede a todo entendimento, guardará vossos corações e vossas mentes em Jesus Cristo.”

Ele nos diz para fazer nosso querer conhecido, para fazer nossas petições conhecidas dEle, pela oração e súplica. É certo vir e fazer nossas petições conhecidas. Ele nos tem dito para vir e orar pela conversão das almas.

É dito por muitas pessoas que Deus não faz nada de extraordinário em responder orações; que o Deus da natureza continua em frente e nunca muda seus decretos. Leiam em II Reis, os seis primeiros versos do capítulo 20, e vejam: Naqueles dias estava Ezequias doente para morrer. E o profeta Isaías, filho de Amós, veio até ele e disse-lhe: “Assim diz o Senhor, põe a tua casa em ordem, porque tu morrerás e não viverás. Então ele voltou sua face contra a parede e orou ao Senhor, dizendo: Eu imploro a Ti, Ó Senhor, lembra de como andei diante de Ti em verdade e com um coração perfeito, e fiz o que era bom a Tua vista. E Ezequias chorou muitíssimo. E aconteceu que Isaías ainda não tinha saído do meio da corte, quando a palavra do Senhor veio a ele dizendo: Volta e dize a Ezequias, o capitão do meu povo: Assim diz o Senhor, o Deus de Davi, teu pai, Eu ouvi a tua oração, e vi as tuas lágrimas, eis que eu sararei a ti, e ao terceiro dia subirás à Casa do Senhor e eu adicionarei aos teus dias mais 15 anos; e Eu livrarei a ti e a esta cidade das mãos do Rei da Assíria; e Eu defenderei esta cidade por amor de Mim, e por amor de meu servo Davi.

Isto não foi uma resposta direta à oração?

Ezequias estava tão somente orando por sua vida; nós estamos reunidos aqui para orar pela vida de outros, e não pelo que é temporal, senão pelo bem estar eterno. Ele não estava orando pela causa de Cristo como nós estamos fazendo, mas nós podemos vir hoje e pedir a Deus para salvar as almas dos homens em nome de Cristo, não em favor de nossa causa, mas pela causa de Seu mui amado Filho. Ele ama exaltar este Filho, e ver Cristo exaltado. Nós podemos entrar na Sua presença agora e pedir a Ele para salvar as almas, que isto vai trazer glória e honra ao Filho do Seu seio, e glória e honra para o Filho, que ele se deleita exaltar. "Eu irei", Ele diz para Ezequias, "Defender a cidade por amor de mim, e por amor de meu servo Davi". Isto é apenas um caso.

Veja também Daniel orando. Foram suas orações que trouxeram de volta os judeus para Jerusalém. Foram suas orações que levaram Nabucodonozor a conhecer o Deus de Israel, e foram elas que trouxeram Gabriel do céu para dizer-lhe que era grandemente mui amado. Ele tinha poder com Deus.

Veja também como Deus respondeu às orações de Jacó e às de Isaque. Por toda a Bíblia nós temos registros de respostas de orações. Seria terrível pensar que Deus não tem prazer em responder orações.

Voltem ao capítulo 20 de II Crônicas. Ali nós lemos que os moabitas, os amonitas e outros subiam contra Josafá; ele estava com medo e se pôs a buscar o Senhor, e que mais tarde Judá se ajuntou também para pedir ajuda ao Senhor. É isto que nós queremos – buscar a Deus não apenas aqui nesta assembléia pública, mas sozinhos. Se você tem um amigo não convertido e está ansioso que ele deveria ser salvo, vá e diga isso em secreto a Jesus, e se a bênção não vier - igual a Josafá - gaste alguns dias em jejum, e oração e se humilhação.

“Se o mal vier sobre nós, como a espada, juízo, pestilência ou fome, nós nos apresentaremos diante desta casa, e na Tua presença e clamaremos diante de Ti em nossa aflição, e então Tu nos ouvirás e nos ajudarás.

Quando eu sair pelas ruas, e vir as terríveis perversidades, e blasfêmias, e embriaguês que estão no meio delas, e parecer tudo escuro, mas eu ainda posso olhar para cima e pensar que Deus pode repreender estas negras ondas do pecado e iniqüidade. Vamos orar para que Deus queira abençoar esta pátria [o Brasil], abençoar e salvar todo o povo [brasileiro]. Seria algo gandioso para nós, mas muito pequeno para Deus. Que o Senhor possa dar-nos fé!"


Mensagem pregada por
Dwight Lyman Moody numa reunião vespertina de oração
em Edinburgo, Escócia, no dia 06 de janeiro de 1874.
http://www.jesus-is-savior.com

Tradução de João Cruzué
para o blog olhar cristão

Leia também: Por que Deus usava Moody


Se você gostou Leia mais em Mensagens de João Cruzué

.

Cinco minutos para sonhar


Raindrops 2
"
O futuro pertence aos que acreditam

na beleza de seus sonhos."
Eleanor Roosevelt
João Cruzué

Portanto, vós orareis assim: Pai Nosso que estais no céus, santificado seja o vosso nome. Venha o teu Reino. Seja feita a tua vontade, tanto na terra como no céu." Evangelho de Jesus Cristo - Mateus 6:9-10.

Deus criou-nos para expressar a beleza do seu amor.

Somos mais belos que árvores, flores, o mar e todos animais. Todas essas coisas, a princípio, podem ser deslumbrantes, mas se contempladas muitas e muitas vezes vão diminuir de beleza até trazer o tédio. As pessoas são diferentes; cada uma pensa, sente e age de forma ímpar. Somos seis bilhões e meio de indivíduos nascidos para ser diferentes na forma, mas iguais na capacidade de amar. Foi Deus, o Criador, que nos fez assim.

Outro dia, andando pela rua, vi uma moça que estava rindo-se, sozinha. Ela não se apercebeu de mim, e absorta, continuou seu caminho pensando e sorrindo. O que estaria ela pensando para sorrir tanto? Com certeza lembrando-se de alguém, ou quem sabe, fazendo planos, ou envolvida em alguma coisa boa que estaria prestes a acontecer.

Em tempos de tantos pesadelos é raro ver alguém sorrindo no meio da rua. E, por falar nisso, como anda seu estoque de sorrisos? Você sabia que é preciso sonhar para voltar a sorrir?

Da mesma forma que você pode reaprender amar a si mesma(o) cuidando melhor da sua alimentação, aparência e da forma física, existe algo ainda melhor: você pode descobrir os planos de Deus para sua vida usando apenas cinco minutos para sonhar. Parece pouco tempo, mas é o bastante.

O que você poderia pensar em cinco minutos? Não importa se tenha 12, 30 ou 90 anos, os sonhos não podem ser limitados nem pelo tempo, nem pelo espaço, nem pela lei da gravidade. Quando sonhamos somos livres.

Certo prisioneiro estava sobre uma cadeira, com um lençol amarrado em volta do pescoço. ele tinha pesadelos horríveis, e "alguém" insistia com ele para se matasse. Então, vinha em sua mente uma lembrança do tempo de criança. Ele lembrava-se de seu pai segurando suas mãos caminhando na feira até a barraca do pastel. Ao voltar dessa lembrança, apercebia-se que esta a beira do suicídio e descia da cadeira.

"E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará" Jesus Cristo, João 8:32.

Quando o profeta Eliseu perguntou à viúva: Declara-me o que é o que tens em tua casa? Ela parou, pensou e respondeu que nada possuia. Esforçando-se um pouco mais, lembrou-se, que em meio ao "nada", tinha alguma coisa: uma única botija de azeite.

Para lembrar-se daquela botija, não gastou mais que alguns segundos. O que é uma botija de azeite? Pode ser alguma coisa que está com você ou em você e ainda não foi notada. Mas Deus sabe fazer o milagre da multiplicação com aquilo que você tem e julga de pouco valor.

Há um mal que tira o sorriso das pessoas: milhões delas estão habituadas a ver a vida como um quarto escuro sem nenhum raio de luz - 24 horas por dia. Mas o sol existe e está brilhando lá fora; basta um pequeno sonho para abrir a janela da alma e deixar penetrar a luz.

Há um maravilhoso propósito de Deus para sua vida. Creia nisso. Você nasceu para expressar a alegria e o amor de Deus. Acredite nisso. Quanto maiores são as dificuldades, maior é a bênção do outro lado da ponte. Alguém já disse no passado que o muro quando está a nossa frente é uma barreira; ao transpô-lo, ele se torna nossa segurança.

Se você parar um pouco e usar cinco minutinhos para meditar nas coisas boas que ainda pode fazer, vai trazer uma revolução para sua vida. Quem consegue sonhar, também consegue sorrir. Sonhar, é pensar em coisas novas que você ainda não tentou, ou bater de novo naquela porta que você já bateu centenas de vezes. Sonhe com uma oportunidade grande e desafiadora.

Li um fato real no jornal há uns 20 anos. No Vale do Jequitinhonha, arrendam-se áreas de terrenos para cavar minas à procura de pedras preciosas. Uma dupla de mineiros passou muitos meses cavando, e cavando, mas só achava cascalho. Desanimados, desistiram de cavar e devolveram a mina. A terra foi arrendada para outros garimpeiros que após cavarem menos de meio metro, na mesma mina, encontraram um pedra de águas-marinas de cerca de duas toneladas.

Os que desistem dos seus sonhos, primeiro perdem o próprio sorriso, depois perdem a bênção. Sei o que é isso, pois passei onze anos enviando, e enviando currículos, desempregado. Mas sempre esperando pelo dia em que uma porta se abriria. Justamente quando mais me entristeci por uma entrevista mal sucedida, veio uma nova oportunidade. Refiz mais uma vez o currículo; quando fui entregá-lo à gerente do RH, ela nem quis receber-me. Tudo parecia repetir-se pela milésima vez. Mas aquela vez foi a última. Depois de onze anos, a porta não bateu na minha face, ela abri-se e enlargueceu-se.

Os sonhos são como a estrutura de uma ponte.

Do lado de cá, estão as dificuldades, as mazelas, os preconceitos, os desprezos, os zombadores, os linguarudos, os urubus... Mas do outro lado, o Senhor já providenciou as vitórias e está esperando a sua chegada. Mova-se! É sempre interessante esse fato: O profeta Samuel foi até a casa de Jessé - o belemita, para derramar azeite da unção sobre a cabeça do novo rei. Enquanto todo os irmãos estavam em casa, ociosos, o jovem Davi estava ocupado, cuidando das ovelhas da família.

Você entra com o sonho e Deus com o milagre.

Assim vai cumprir-se a mais bela promessa do Salmo 23: Deus proverá uma mesa e vai colocá-la(o) assentada(o) atrás dela. Diante de você, mas do lado de cá do rio, estarão os zombadores, os urubus, os preconceituosos, os apedrejadores, os linguarudos, que de longe, vão avistá-la(o), surpresos sem entender nada.

Jesus é o seu raio de sol.

Quando todas as portas se fecham, os amigos a(o) abandonam e você está no mais profundo dos poços, olhe para cima e procure por Jesus Cristo. A porta do céu nunca está fechada. Ele é o nome do socorro no dia da angústia. Foi Ele mesmo que disse: Eu sou o caminho, a verdade e a vida.

Basta cinco minutos. Se você ousar um sonho e pensar nele cada dia, Deus vai de abrir a porta. Se você entrar por esta porta, e continuar caminhando, Ele vai abrir portas maiores. Porque se você caminhar com Jesus, enquanto Ele não cumprir toda vontade de Deus na sua vida não descansará, pois Jesus ama você.

Dedicatória:
dedicamos esta mensagem a todos os brazucas que "ralam" no exterior e são leitores desse blog: nos Estados Unidos, Portugual, Holanda, Italia, Japão, Bélgica, Espanha, Itália, Suiça, Reino Unido, Irlanda, Dubai, França, Alemanha, Argentina, Austrália, Canadá, México, Venezuela e especialmente para uma leitora de Hong Kong. Com respeito e carinho: João Cruzué.

autor: João Cruzué - cruzue@gmail.com

.

Como vencer a depressão


Conselhos de quem já passou pelo problema

Hands

.
Autor: João Cruzué
.
Quando você passa por problemas difíceis e continuados se não tomar muito cuidado pode entrar num "corredor da morte". Em minhas mensagens já fiz muitas referências aos 11 anos que estive desempregado. Sei também de outras pessoas que passaram ou estão passando por graves problemas de saúde, problemas familiares, sentimentais. Pode ser que, neste momento, você esteja bem no meio de um furacão e, seria muito egoísmo de minha parte, não deixar de falar aqui da ajuda do Senhor Jesus e das atitudes que tomei para enfrentar aqueles mais difíceis anos da minha vida.

Durante a depressão, o que você pensa é o que determina a qualidade do seu dia. Como, de fato eu não sei, mas há coisas que podem usar a sua mente, por exemplo, como depósito de pensamentos ruins. Você não se dá conta e acha que tudo é pensamento seu, mas pode não ser. 

Lembro-me que em dias muito ruins, eu saía de casa para fazer caminhadas caminhar. Este texto é de 2008, e até hoje (2015) eu continuo com as caminhadas. Eu escolho lugares mais tranquilos, com menos fumaça de carros, e me dedico à oração enquanto caminho. Algumas vezes, para não dizer muitas, eu estava com uma tristeza imensa como se um pesado fardo estivesse em minhas costas. Aí, pela graça de Deus, primeiro eu checava meus pensamentos, mesmo sem experiência ainda, eu dizia para mim mesmo: Jesus há de me tirar dessa. Eu vou voltar a trabalhar e a ser feliz de novo. Dois minutos depois, não é que eu começava a me sentir melhor? Um pouco de animo aparecia,  e assim eu vencia a provação daquele dia. 

O exercício físico faz o sangue girar mais rápido no corpo. Assim, há uma oxigenação maior no cérebro. Além disso, se você caminhar mais rápido vai suar. No suor sai muita coisa nociva do seu corpo. Já a oração pessoal enquanto caminha abre o céu com o contato com o Espírito Santo. 

Oração, disciplina e força de vontade para não  ficar dentro de casa. Se você fizer isto, Deus vai fazer aquilo que você não consegue. Guarde bem isto.

Voltando ao assunto de vigiar os pensamentos da sua mente. Quando você fica atento à porta da sua mente, para observar seus próprios pensamentos, você pode atacar uma das fontes do problema que pode ser maligna. Na Bíblia, a mente é também chamada de coração, e no livro de Provérbios diz: "Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração porque dele procede as saídas da vida."

Uma coisa, muito importante, que você deve saber é: há muitas pessoas que estão passando pelo mesmo problema, talvez até bem maiores, portanto não está sozinho nisso. Como dizia, antes, é importante vigiar os próprios pensamentos; quem sabe a origem da sua depressão é apenas um montinho de areia da praia. Se você olhar para seu cotidiano pode descobrir seu exato tamanho. Também pode ser um "Pico da Bandeira", ou pior, um "Everest".

A Bíblia tem uma mensagem muito adequada: "Sujeitai-vos, pois, a Deus; resisti ao diabo, e ele fugirá de vós." Está na Carta de Tiago, 4:7. 


Uma forma de sujeição a Deus é oração pessoal, individual, todo dia. Quando eu orava, eu conseguia mudar os sentimentos do meu coração. A tristeza ia saindo como a escuridão da noite, quando aparece a luz da manhã. Orar, aqui, não se trata de repetir "Pai Nossos", estou falando de um conversa sincera com Deus. Como um namoro. Só a oração pode fazer o milagre de mudar no nossos sentimentos, pois, quando você ora, traz a presença de Deus para perto e afugenta os pensamentos da presença maligna.

Certa vez, recebi a carta de um irmão na fé, presidiário, contando sobre seus dias no "Piranhão" de Taubaté. Depois de ter cometido um crime horrível, ele foi posto lá. Todo dia acordava com uma enorme dor de cabeça e um pensamento que não mudava como uma voz insistente que dizia" Você já fez isso e aquilo, envergonhou seus pais, seus vizinhos; seus amigos não gostam mais de você, então você de fato não presta e não deve mais viver. Por que não se mata? Era todo dia a mesma pressão. De vez em quando ele punha um lençol no pescoço, subia em uma cadeira, amarrava o lençol em algum lugar alto, e quando dava por si, estava a um passo do suicídio. Ele dizia que nos piores momentos, antes de tentar se matar, ele se lembrava dos tempos de criança, dos momentos que passeava com seu pai indo à feira. Isso foi antes da sua conversão.


Há um sábio provérbio que diz "Mente vazia é oficina do diabo". A oração muda o foco do seu pensamento. Mas tem outra coisa tão boa quanto. Tiago disse "sujeitai-vos a Deus". Sujeitar-se não é apenas orar. A oração leva você até a presença de Deus ou faz você senti-la. Deus pode nos orientar sobre o que devemos fazer enquanto a depressão não se vai.

"E não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus".Romanos 12:2. É uma seqüência de degraus para cima: boa, agradável e perfeita. Nos últimos anos de provações, 2001 a 2003, o Senhor orientou-me quanto ao que fazer para realizar Sua vontade. O carteiro veio e colocou uma carta de um preso no meu portão. Por que eu sabia que aquilo éra da parte de Deus? Porque o destinatário da carta tinha os dizeres de um carimbo para folhetos que eu havia perdido há seis anos. Imagine você recebendo a resposta de uma coisa feita seis anos atrás? A probabilidade é muito pequena, não acha?

"Lança o teu pão sobre as águas, pois, depois de muitos dias o acharás" Ao manusear e entender o conteúdo daquela carta, o Espírito Santo, naquele momento, lembrou-me esse versículo acima de 11 de Eclesiastes. É por isso que afirmo: nossos pensamentos podem ter três fontes diferentes: a nossa, a maligna e a divina. E foi seguindo a voz do Espírito que por dois anos e meio nos ocupamos com um dos melhores trabalhos que Deus nos orientou a fazer, que era de recolher literatura cristã usada, e pelo correio, entregá-la em caixas para grupos de cristãos dentro de penitenciárias do interior paulista.

Para não ir tão longe, nos tempos que andei deprimido por vários fatores, sendo o maior um desemprego de 11 anos, a receita que segui e que me tirou do corredor da morte ou do fundo do poço foi: a vigilância dos meus pensamentos, a oração constante e solitária enquanto caminhava por ruas e estradas tranquilas e por fim executando um trabalho social e cristão que era de escrever cartas de aconselhamento cristão para presos.

Enquanto ajuntava literatura usada para depois mandar pelo correio e escrevia "cartas sociais" fiquei conhecendo grupos de presos cristãos em 48 presídios. Contribuimos com literatura com 29 deles, e com muito orgulho, no bom sentido, guardo em uma caixa de papelão, cerca de umas 500 cartas que recebi do cárcere. Esta ocupação trazia a me um senso de utilidade, tirava o foco dos meus problemas. Lembro-me que na madrugada de um certo dia, pus no papel e orei por um plano de mandar uma tonelada de literatura cristã para grupos de presos em 50 penitenciárias. E depois que se passaram dois anos atingiu o resultado que está descrito neste parágrafo. Foi a oportunidade que o Senhor nos deu para melhorar nossa auto-estima.

Vigiar os pensamentos, orar todo dia, de preferencia caminhando, aliando o exercício físico com a oração, e se ocupando com algum trabalho cristão enquanto seus dias de vitórias se aproximam. E depois, testemunhando para a Glória de Deus, como eu, pois do lado do Correio aonde postava minhas cartas para o cárcere tem um grande Hospital. E, mesmo com 48 anos, em 2003, Deus deu um basta em minha provação ao enviar alguém em minha casa para dizer que aquele Hospital estava precisando de um contador. O Senhor preparou e deu em minhas mãos o melhor emprego que jamais tive. Apesar de ter trabalhado em quase todos os ramos de contabilidade, de contabilidade pública eu não entendia nada. Mas com foi Deus quem abrira aquela porta, tive a oportunidade de aprender praticando.

Deus pode permitir que passemos por lutas de todos os tipos e tamanhos, crises e depressão. Mas não vamos estar sozinhos. Com oração, exercícios físicos, tratamento médico e atividades sociais cristãs, podemos completar nossos dias até a chegada da nossa vitória. Mexa-se!

"Mas graças a Deus, que nos dá a vitória, por Nosso Senhor Jesus Cristo"



Escreva para mim, contando seus avanços.

Autoria: Joao Cruzue
cruzue@gmail.com


Leia também minhas outras mensagens: http://www.olhar-cristao1.blogspot.com.br



.



Bata de novo na mesma porta

Mensagem de João Cruzué

"Há mais pessoas que desistem
do que pessoas que fracassam.
"
Henry Ford
João Cruzué

Fico pensando nas grandes surpresas que Deus preparou na vida de Moisés até transformá-lo em um lider abençoado e vitorioso. Moisés foi como uma águia nascida para voar bem alto sobre vales e montes, mas isso somente aconteceu depois de 80 anos. Tinha todas as probalidades para ser um velho rabugento e murmurador, mas longe disso, renovava suas forças quando ouvia a voz de Deus ordenando que ele continuasse. Quero dedicar essa mensagem a todos amigos que moram ou trabalham fora do Brasil. Desejamos que a presença do Senhor possa alegrar seu coração com essa leitura. "Let's carry on!"

Quando Moisés nasceu estava destinado à morte. Mas não foi morto. Sua mãe era uma mulher de oração. Quando todas as outras mães atiravam seus meninos no Nilo, para cumprir o decreto do faraó, ela não afogou seu filho. Ela cumpriu a lei, mas antes pôs Moisés num cesto. Aquele cesto vagando sobre as águas do Nilo tem um significado para hoje: são os cuidados constantes de u'a mãe por seus meninos na sua descida pelo "Nilo" de uma sociedade violenta, corrupta e podre.

Mas um cesto de junco afundaria em pouco tempo, encharcado. Cuidar com responsabilidade é bom, mas o betume do cest0 de Moisés são as orações de mãe. Por isso, a mãe que separa um tempo para orar diariamente pelos filhos agrada a Deus. Outro dia ouvi um Pastor criticando mulheres que passam o dia orando na Igreja enquanto seus filhos estão na rua com péssimas companhias. Fiquei pensando, se orando elas têm problemas - e que se dirá então das que ficam apenas em casa ralhando com os filhos para afugentá-los para rua?

Deus tem muitas promessas de bênçãos para nossos filhos, mas por outro lado o diabo está constantemente semeando o joio para destruir o cumprimento de cada uma delas. A mãe de Moisés foi criativa com o cesto, mas por que orava, ouviu a voz de Deus, por um pensamento que veio a sua mente, para não esquecer do betume. Quem se dedica na oração nunca é pego desprevenido. Recetemente, minha cunhada, uma mulher de oração, descobriu ao fazer exames num hospital de Belo- Horizonte, que sua taxa de glicose estava acima de 900. Se admiriaram de vê-la de pé e enxergando bem.

Você já examinou se os "cestos" de seus filhos não estão afundando?

E a história é bem conhecida, Moisés
foi encontrado pela filha do faraó, que por sua vez buscou uma ama para cuidar e amamentar Moisés. Outra vez, aquela mãe que cuidava e sempre orava, teve Moisés de volta. Ninguém mais poderia agora afogá-lo no rio, ao mesmo tempo que da casa do faraó saia o sustento de pão para todos. Moisés cresceu e foi instruído em toda ciência do Egito e nas artes da guerra. Estava no auge da sua força física quando foi visitar o povo judeu, certamente já sabedor da sua origem. Naquela época, já era conhecedor das promessas de Deus para sua vida, de que seria o libertador de Israel. Procurou iniciar a libertação pela força das armas, mas não era pela força nem pela violência, que Israel seria liberto.

A primeira grande surpresa foi que ao nascer Moisés era formoso de aparência. A segunda surpresa foi que em lugar de ter morrido afogado, ele cresceu, estudou e se formou nos palácios do faraó. A terceira surpresa foi quando tentou usar a força para libertar Israel, teve que fugir do Egito para não ser morto. A temporada de mudanças começara. Do palácio ao deserto, uma mudança e tanto.

Para você que está longe do Brasil anime-se, é mais fácil encontrar presença de Deus no deserto que no conforto dos palácios, da casa dos pais, dos familiares...
O versículo adequado para esse deserto é Jeremias 33:3: " Clama a mim, e responder-te-ei, e anunciar-te-ei coisas grandes e firmes - que não sabes" isso aconteceu com os maiores personagens bíblicos, desde Abraão. Prepare-se andar nos propósitos de Deus. A verdadeira prosperidade é espiritual, em decorrência dela vem a prosperidade financeira definitiva. O que Deus lhe der, ninguém vai tirar. Por isso busque a presença do Senhor - sistematicamente. Isto significa, fora com as "baladas" e amizades duvidosos que vão tirar você do alvo. Então, vamos voltar ao assunto principal.

Quarenta anos se passaram. Dos palácios do Egito para a poeira o sol do deserto e frio da noite no Sinai. Quem diria? Promessas de Deus depois de tanto tempo... não pensava mais nisso. Mas aí veio a última e grande surpresa: no terço final da sua vida, com oitenta anos, Deus aparece na sarsa ardente e convoca Moisés para voltar ao Egito e libertar o Povo de Israel. Daquela antiga força, só restava o desânimo.

-Vem Moisés e eu te enviarei! Disse Deus.

-Não Senhor, eu não sou libertador de coisa nenhuma. Não acredito mais em velhas promessas. Agora sou apenas um velho, e se eu for, o povo vai se rir de min, vão me achar um louco com uma bengala de apoio nas mãos. Não quero ir, não estou mais interessado, por mim Israel pode continuar escravo pelo resto da vida. Escolha outro para ir em meu lugar.

Nessa altura, Deus se irritou com Moisés e o forçou a descer ao Egito.

E, dois velhos gagás desceram ao Egito: Moisés com 80 anos e Arão com 83. Milhares de jovens judeus estavam lá, mas a promessa do libertador de Israel era para um velho: Moisés. Deus tinha um plano especial com Moisés - e operando Deus, quem impediria?

E o plano do Senhor para sua vida ainda está de pé.

Ao chegar no Egito, Moisés e Arão, foram primeiro convencer o povo escravo de que Deus estava atento ao clamor deles, que estava ciente daquela horrível escravidão. Tendo convencido o povo, foram ao palácio do faraó.

-Faraó, o Deus de Israel encontrou seu povo e quer que saiamos ao deserto para celebrar uma festa para Ele. E o faraó respondeu: Quem é o senhor cuja cuja voz ouvirei para deixar ir o povo? Não conheço esse Deus e não deixarei o povo ir. E disse mais faraó: Esse povo está ocioso, é por isto que inventaram essa história de celebrar festa no deserto. Antes se fornecia palha para fazer os tijolos, agora que se virem e também arranjem a palha. E a quota da produção diária dos tijolos sera exigida. Se não cumpri-la mandarei açoitar os líderes do povo. E Parem de pertubar o trabalho dos outros.

E foi assim que deu tudo errado. A escravidão piorou com os açoites e o excesso de trabalho. Assim, até o proprio povo judeu se amargurou contra Moisés, porque diziam: A espada que faltava para faraó nos matar, você Moisés, com essa história de Deus, acabou de arranjar.

E tendo Moisés ido orar e reclamar com Deus, ouviu novamente o Senhor dizer: Vai Moisés, para de reclamar e entra de novo no palácio e dize a Faraó: Deixa o povo de Israel sair da sua terra.

- Mas Senhor, se nem o povo de Israel acredita em mim, como vai me ouvir o faraó? Vai Moisés, agora vou te por por Deus de faraó e Arão, seu irmão, será o teu profeta.

E ele foi. Desanimado, desacreditado, mas foi. E falou a faraó. E a certa altura do seu encontro com faraó, três cobras rastejavam pelo chão do palácio. Uma era de Moisés e duas dos feiticeiros do faraó. E aconteceu que estando faraó e seus súditos certos do masacre, a cobra de Moisés engoliu as outras duas. E naquele dia, Moisés voltou para casa alegre e pelo caminho conversava com Arão.

-Você viu Moisés como os magos do egito também sabem transformar varas em cobras?

-Sim Arão, mas isto não me preocupa mais, porque hoje eu vi uma outra coisa.

-O que foi que você viu Moisés?

-Eu Vi que , hoje, o Senhor começou mudar minha vida. A partir do momento que as duas cobras de faraó foram engolidas, deixei de ser um velho derrotado e estou pronto para sonhar de novo, porque agora sei que o Senhor vai cumprir todas as promessas Dele em minha vida.

E foi assim que o menino do cestinho betumado veio a ser o Libertador de Israel. Aquele que depois de velho, foi escolhido e teve o privilégio, a honra, de por o pé sobre o "pescoço" do faraó - Deus do Egito - e tirar o povo da escravidão fortalecido pela mão do Senhor.

Isaías 40:30-31:
"Os jovens se cansarão e se fatigarão, e os jovens certamente cairão. Mas os que esperam no SENHOR renovarão as suas forças e subirão com asas como águias; correrão e não se cansarão; caminharão e não se fatigarão".

Acredite sempre na oportunidade, e nunca desista de bater na porta. Pois o Senhor é bom!


autoria: João Cruzué

.