sábado, dezembro 12, 2009

Pr. Silas Malafaia e Sen. Magno Malta rasgam o verbo contra PL 122

.
Blog Olhar cristão - 2º lugar na busca do Google
João Cruzué

Neste sábado o Pastor Silas Malafaia mostrou à sociedade brasileira que homens religiosos também possuem capacidade política. O Pastor e o Senador Magno Malta bateram de frente contra o PLC 122.

Há um velho sofisma criado (por descrentes) para cabrestear os evangélicos brasileiros.
Ele é repercutido há muitas eras de que pastores e crentes devem se ater apenas à vida religiosa e não praticar atos políticos. Besteira! Crentes também têm o direito ao exercício pleno da cidadania.

E se esta cidadania não for exercida amplamente, os cristãos praticantes correm o risco de serem tangidos e governados por descrentes que há muito tempo vêm brandindo o bordão de "país laico, país laico", para enfiar goela abaixo da sociedade atitudes e comportamentos ofensivos e destrutivas da família. Bordão embrulhado em papel de ouro tão puro e moderno que só os inteligentes podem ver! É isso é o que penso do 122 é.

Por outro lado esses memsmos não se cansam de repetir para a sociedade que crentes são pessoas atrasadas, ignorantes, de classe baixa, que usam roupas fora de moda, cabelos compridos, gente pobre e bando de trouxas. Querem calar a nossa boca e roubar a nossa voz. E nós, passamos a ser discriminados há muito tempo por jornalistas da grande imprensa em geral (principalmente da TV Globo, Revista Veja, Jornal O Estado de São Paulo etc). e sempre ficamos caladinhos. Este silêncio têm desanimado os nossos filhos.

Pastor Silas pode ter muitos defeitos, mas tem sido a única autoridade religiosa neste país que tem dado a cara para bater - sempre. O Pastor Martin Luther King, se fazia ouvir na sociedade e no mundo pelos sermões que pregava.

Crente não tem "alergia" de gays, pois Jesus não discriminava ninguém e mandou os discípulos dele pregar o Evangelho do Reino à toda criatura, principalmente aos mais desprezados pela sociedade. É dever de todo pastor receber bem e tratar com respeito e amor a qualquer cidadão que entrar pelas portas de sua Igreja. Mas tenha paciência: aprovar uma lei que prescreve de dois a cinco anos de cadeia ao cidadão que criticar (pito) e reprovar atos de afetividade homossexual em lugares públicos - é o fim da picada. É como se de repente a exceção ditasse as regras.

E tem muito político "moderno" disposto a tudo para aprovar isto. Pois bem, se este jogo vai ser decidido pela forma política, então vamos exercer nossa cidadania - que vença a democracia. Ano que vem, vamos eleger nossos candidatos. O cristão que vota em candidato que passa quatro anos pisando na Bíblia e em 2010 vier distribuindo pratos de lentilhas com cara de "anjo", cuidado! Deus vai cobrar muito caro a sua rebeldia.

Não poderia terminar sem deixar de mencionar o nome do Senador Demóstenes Torres, que alertou seus outros seis colegas que iriam aprovar esse projeto sem saber, uma vez que foi posto SORRATEIRAMENTE em votação às 05:00 da manhã, depois de uma longa noite de votação, no final de 2008, último dia antes do recesso. Se não fora a mão de Deus e vigilância daquele Senador, a sociedade brasileira já estaria há um ano sendo puxada pelo cabresto por uma minoria cuja conduta não é aprovada nem pela Biblia nem pelas famílias brasileiras.

Intolerância, nunca! Vigilância, sempre!




12 comentários:

Pr.Vanelli disse...

Irmão João, sei que meu comentário está sujeito ao crivo da douta moderação do autor deste tão importante blog. Que bom que há um alguém que lute pelo povo de Deus, que tenha coragem de empenhar se por este povo. Digo lutar, e empenhar porque o povo de Deus não precisa de defensores. Mas é lastimável que o mesmo homem que luta pelos ideais do povo de Deus, ludibria-o com promessas de cumprimentos de todas as profecias e promessas que cada crente tem mediante a generosa aquisição da Biblia da prosperidade do autor Silas Malafaia, por uma oferta de R$ 900,00 reais. O senhor mesmo admite na postagem que o pr. Silas tem defeitos, mas este é irreparável. Conheço em minha cidade, grupo de crentes que estão fazendo vaquinha para juntar os R$ 900,00 para "negociarem" a benção.Como se Deus fosse vendável ou negociáve. Atitudes como esta lembram me bem das palavras de Jesus acerca dos religiosos que faziam parte da coisa certa, mas que negavam o principal. Mateus 23.23. Com temor e tremor. pastor Vanelli www.pastorvanelli.blogspot.com

Anônimo disse...

Pastor João Cruzue,

essa luta encapanda por Silas, Júlio Severo e o senador Magno Malta, contra aprovação do PL 122, do ponto de vista político é uma Luta perdida, afinal se LULA, DILMA ROUSSEFs, o PT e todos os partidos da base do Governo DEFENDEM esse projeto, e a bancada Evangélica bem como CGAB, IURD, Renascer, CONIC, IPB e etc., apoiam LULA e seu governo, apoiando indiretamente esse projeto, afinal se a rejeição desse projeto fosse realmente importante para as entidades religiosas, nossos lideres já teriam enquadrado o PT, afinal somos 20.000.000 milhões de cidadãos, mas o que vemos em nossos pulpitos são pré-candidatos ateus, bem como a defesa desse governo que apoia esse projeto, passando a imagem que nós somos trouxas e massa de manobra.

Georges disse...

Também tenho sérias reservas ao PR. Silas, de quem já fui admirador em outros tempos. Mas é fato que ele tem sido uma das poucas vozes a continuar lutando contra esse assalto à democracia e ao direito de expressão em nome de uma mini-minoria que se julga dona da verdade. A César o que é de César, e nesse ponto proponho total apoio ao Pr. Silas e ao Se. Malta.

Tony Ayres disse...

Prezado pastor Cruzué:

Apesar de não conhecê-lo, pessoalmente, tenho-o em alta estima. Seu trabalho, enquanto líder da UBE é irretocável. Sua parcimônia e sensatez já se tornaram uma marca registrada sua, que todos nós, blogueiros cristãos, conhecemos e admiramos.

Entretanto,neste post, especificamente, permita-me discordar do irmão, em pelo menos dois pontos.

Em primeiro lugar, acredito que, olhando para a história de vida ("curriculum vitae", se preferir)desses dois homens, não existe a mínima possibilidade (apenas para ficarmos no terreno ético)de se estabelecer qualquer comparação entre Silas Malafaia e Martin Luther King.

Em, em segundo lugar, sua afirmação: "O cristão que vota em candidato que passa quatro anos pisando na Bíblia e em 2010 vier distribuindo pratos de lentilhas com cara de "anjo", cuidado! Deus vai cobrar muito caro a sua rebeldia" me parece ser a expressão de um juízo de valor subjetivo seu.

Acredito que os cristãos que frequentam a blogosfera já têm condições e discernimento para escolherem os seus candidatos com maturidade.

E, se Deus vai cobrar caro, ou menos caro, ou não vai cobrar a rebeldia (se é que existe rebeldia), imagino que essa seja uma prerrogativa Dele tão somente.

Peço-lhe que me perdoe a sinceridade; detesto cometer indelicadezas.

Quanto ao referido PL, não entro no mérito da questão.

Continuo admirando-o e respeitando-o pelo seu trabalho.

Em Cristo,

Tony Ayres

vitorrosa disse...

Comparar Malafaia a Luther King é um paradoxo. O líder negro americano lutava e morreu pelos direitos civis. É o que defendem os autores do famigerado PL 122. Defender a eleição de pastores para o Congresso usando como mote a luta pela sociedade e pela família brasileira, é querer justificar o abandono do ministério para o qual foram chamados. Os cristãos devem fazer diferença na sociedade, não no Congresso. Como uma minoria cristã pode querer legiferar contra a vontade da grande maioria que não se importa com degenerescência da sociedade brasileira? Os pastores e cristãos em geral devem cobrar barato pelas Bíblias que vendem. E que preguem a sã doutrina para mudar a sociedade.

João disse...

Réplica a Vitor Rosa,

Obrigado Irmão pelo seu comentário.

Gostando ou não, Pastor Malafaia mesmo com todos seus defeitos, tem atuado firmemente e politicamente na defesa da família e liberdade de expressão evangélica.

Onde estãos os outros?

Quando fiz a comparação, fiz referência a deixar de usar apenas o púlpito (atuação religiosa) para praticar o contraditório político sem recorrer ao terrorismo, baderna e violência.

Para saber melhor o que penso sobre eleição e pastores na política, uma simples leitura de um só post vai levar o leitor apressadinho a conclusões equivocadas. Por exemplo, o exercício da política não é competência exclusiva de pessoas com cargo de representação.

Apenas para relembrar um texto mais recente que assinei, não sou favorável a (des)separação de Ministros para que atuem em cargos de representação. É muito mais objetivo investir em um grande projeto de evangelização e ganhar a maioria da população brasileira para Cristo, do que separar 10.000 pastores para candidatos a cargos políticos.

Mas, pelo comentário do Irmão, se ateve apenas a este post. Tenho outros 900 para sua leitura.

Com muito respeito,

Irmão João.

.

Pr. Marcos Crecchi disse...

Devemos de lutar sim contra essa lei anti- demcoratica junto com o pastor Silas Malafaia, quanto a questão dos 900 isso é outra situação, quem sabe ele pode abandonar essa má influência de Morris.Peço ao irmão e resposável por esse blog que fique a vontade para colar os vídeos da entrevista com o senador Magno Malta e pastor Silas. Os vídeos estão no meu blog amém.

Reinaldo Carlos da Silva disse...

concordo com o irmão e digo que lutarei contra este atentado a familia brasileira.

tito disse...

Malafaia não tem o que dizer,é um criador de problemas.Ele não tem autoridade para falar em nome de ninguém.Tem um carrão, tem um avião e tem televisão, pra quê? O Brasil é um país de maioria católica não praticante,tem um Congresso que é a cara do povo. A tal lei PL 122 é a Lei que nós ajudamos a criar,pelos nossos preconceitos e pela violência que alimentamos contra essa gente que não encontra o tal amor em nós.
Mude a estratégia,pai Abraão intercedeu por duas cidades de gays,ele é nosso pai na fé.E nós queremos ganhar na força e na porrada das pregações Malafaianas.Arreda...

oagapeo poesias do amor de Deus disse...

Laerço.
No Meu entender...
Não sou muito conhecedor desse tal PL 12, mas entendo que estamos passando por dias difíceis, e notamos que o paradoxo é o que conhecíamos por errado em alguns tempos, mas hoje é certo, e vice versa; O que não era aceitável, hoje é status na sociedade, e motivo de aplausos na mídia.
Quanto ao Pastor Silas Malafaia, tem sido a voz dos irmãos que gostariam de falar e não tem eco.
Parabenizo ao amado irmão João, pela descrição de sua conotação ao fato.

Laerço

artesroseli disse...

Esse é um tema que não gosto muito de publicar.
Admiro muito Pastor João Cruzué. Sou seguidora de seu blog,sinto em todas as publicações a palavra de Deus sendo escrita e divulgada, não vejo em nenhum momento alguma forma de sensasionalismo e divulgação pessoal. mas já admirei muito o Pastor Silas Malafaia, e hoje como em muitos pregadores há uma preocupação com prosperidade, e aquela palavra " tudo posso naquele que me fortalece" sendo divulgada, sem o temor de " seja feita sempre a Tua Vontade". Sinceramente na proxima eleição, como sinal de protesto não tenho vontade de votar para o cargo de Senadores. Vejo muita corrupção e tudo acabando em pizza. Com esse cenário. sem uma limpeza total no senado, não concordo com políticos e religiosos sentados nos mesmos lugares. Desculpe a franqueza, e se, eu estou sendo muito radical.
Deus o abençõe pelo magnífico trabalho na UBE.

Meus pensamentos disse...

Eu sou contra sempre essa lei maldiçoada que surgem, por homens que não tem base bíblica, enquanto ao 900,00 irmão vão orar!!!!
Doar oferta não é obrigação!!!
doa quem quiser!
eu e você não somos obrigado a nada, e eles não obrigam ninguém a doar a oferta e nem ser parceiro ministerial deles e eu? seu eu pudesse eu doaria, pois estou vendo o ministério do Pastor Silas Malafaia ir e pregai ao evangélio a todas criaturas, e tenho tudo em minha mãos os comprovantes, o que o pastor Silas Malafaia que dá satisfação que o ministério do qual ele faz parte, pois ele deixa bem claro não é para ele e sim para a glória de DEUS, não critique quando alguém pede, (oferta) pois quem ama as almas quem pode dar oferta dá o que sente o coração, agora criticar as oferta que os irmãos dá isso é um pecado e feio, isso é falta de cristão ler mais a bíblia, a começar por mim.

Lamentavelmente tem em muitas igreja que perde tempo de ficar julgando os irmãos "a" e de igreja "b",
Ora ora ora vá ler mais a bíblia ...
Procura pedir para Deus em nome de Cristo Jesus, que envie o Espírito Santo com detergente para a boca e para cérebro. Jesus Cristo que era e é Santo não agradou e nem agrada a todos. quem somos nós para agradar A TODOS???
Somo mais um instrumento do SENHOR, para amar a Deus sobre todas as coisas,cuidar das almas, cuidar da natureza, dos animais, dos idosos, das mulheres violentadas, etc. por que Somos a semelhança do Senhor, preste bem atenção "semelhança" não é igual!
Somos seres humanos que no qual Deus o nosso Poderoso e único ( assim eu creio em Cristo Jesus), nos confiou para defender a sua palavra em Cristo Jesus e sobre todas a natureza que Deus nos confiou.Aiiiiii daquele que aponta os homens de Deus!!!!!
é bíblico!!!!
Temos que orar e pedir a Deus para DEUS levantar, mais levitas , mais homens de DEUS que dá cara a tapa como o pastor Silas Malafaia e outros.
e se ele vai é por que ele sabe o que fala e o que está fazendo, pois ele estudou, e não é atoa que ele é conferista psicólogo, e não precisa de dinheiro para ele, pois tem renda do qual a família tem é por que trabalhou e estudou para conquistar.
Por tanto irmãos vamos orar para que tenhamos mais irmãos seja pastores ou não, que tenha essa coragem, no qual o nosso pastor Silas Malfaia, digo nosso( por que é quem está lá na comitiva do congresso), põe a mãos na alma irmããããoooosss. vão orar!!!!
Paz em Cristo Jesus.

Mariza Maravilha
a srtª. que faz a diferença