terça-feira, agosto 26, 2008

Opiniao do Pastor Silas Malafaia sobre o aborto


Pr Silas Malafaia
Pr. Silas Malafaia, segundo da esquerda para a direita, na Audiêcia Pública
sobre o aborto, no Congresso Nacional em Brasília.


Pastor Silas Malafaia

"Toda mulher tem direito de controlar o seu próprio corpo", diz o slogan feminista pró-aborto. Vamos analisá-lo.

O que as defensoras dessa idéia teriam a dizer dos 50% de seres humanos mulheres abortados que não tiveram o direito de controlar seu corpo? (Pesquisas indicam que 50% dos fetos são do sexo feminino). O slogan começa a perder sentido exatamente aí. Na verdade esse slogan, numa definição nua e crua, é o massacre dos poderosos contra os indefesos!

Ninguém juridicamente têm direito sobre seu próprio corpo (suicídio, por exemplo, é crime!) e tampouco colocar em risco outras pessoas. E se alguém não tem direito sobre o próprio corpo como pode querer ter direito sobre o corpo do outro que é o feto? Ter controle sobre seu próprio corpo indica responsabilidade. E aqui há outra verdade incômoda aos relativistas-tolerantes: a maioria dos abortos são fruto da promiscuidade e da imoralidade humana. O aborto vem cobrir essa promiscuidade e imoralidade das relações humanas. Se não se pode controlar a vontade como é possível controlar o corpo dos outros? Não adianta espernear contra essa realidade.

Portanto, se o feto não é um prolongamento do corpo da mulher, ela não tem o direito de determinar se ele vive ou morre. Em outras palavras: se eu ou você fôssemos um feto, nossa mãe não teria o direito de nos abortar, em quaisquer circunstâncias.

Assassinato cruel de criancinhas

A segunda consideração sobre o aborto é a luta do feto para não morrer em processos abortivos. Houve um médico que realizou milhares de abortos nos EUA, dr. Bernard Nathanson, que introduziu uma câmera para filmar um aborto que ele ia fazer. O nome do filme é "O grito silencioso". Ele não conseguiu assistir às imagens até o fim. E nunca mais fez nenhum tipo de aborto. Gostaria que a sociedade, as redes de televisão, o Congresso Nacional e o maior número de pessoas contemplassem a luta do ser pequenino para sobreviver. Gostaria de saber se após assistir à luta do feto para sobreviver se alguém continuaria defendendo o aborto em qualquer instância! Essa experiência mudou os conceitos de Nathanson, que acabou se tornando um defensor da vida.

As pessoas costumam dizer: "aquilo que eu não vejo, eu não tenho culpa". Esse é um grande engano. Por não saber das atrocidades que realmente se pratica contra os seres humanos indefesos muitos podem se gabar dizendo: o que eu não vejo não tenho culpa. Esse é o grande engano, pois as Escrituras dizem que Deus vê todas as coisas. A Bíblia diz:

"E não há criatura alguma encoberta diante dele. Todas as coisas estão nuas e patentes aos olhos daquele a quem havemos de prestar contas", Hebreus 4.13

Agora imaginem alguns métodos de aborto:

• Sucção. Uma máquina de sucção 25 vezes mais poderosa que um aspirador de pó. É introduzida no útero da mulher para sugar o corpo do feto. Aí a cabeça não passa no tubo e tem de ser amassada com um fórceps.

• Dilatação e evacuação. Dilata-se o útero e vai se esfacelando (cortando, picando) o feto com uma tesoura mecânica. E a criança luta desesperadamente para não morrer.

• Ingestão salina. Joga-se um líquido salino naquela capa protetora, mata-se a criança por envenenamento e depois o corpo da mulher o expele.

A sociedade tem sido enganada por esses libertinos defensores do aborto. Aí alguém inocentemente nos pergunta: "Olha, pastor, será que se legalizasse o aborto não acabaria com o sofrimento e morte de mulheres que fazem aborto em clínicas clandestinas, ao contrário das mulheres ricas que têm assistência de um bom médico no procedimento abortivo?"?

Pois bem, vamos analisar algumas pesquisas feitas por americanos. Observem que lá é um paraíso para quem deseja matar um ser indefeso. É bom reforçar que trata-se dos Estados Unidos, última palavra em legalização e prática de aborto, bem como sistema de um saúde de primeiro mundo. Leiam e concluam se é ou não um ENGODO essa história de que se a mulher tiver uma assistência médica adequada não vai acontecer nada com ela.

Conseqüências em mulheres americanas que se submeteram a aborto:

• Perfuração do útero.

• Sangramentos que requerem transfusões.

• Ruptura do colo do útero com impacto desconhecido sobre a capacidade do colo em alguma gravidez subseqüente.

• Acidentes ligados à anestesia.

• Doença inflamatória pélvica e possível infertilidade decorrente.

• Cirurgia não-intencionada, incluindo laparotomia, histerotomia e histerctomia.

• Perfuração da vesícula.

• Perfuração do intestino.

• Retenção de restos ovulares.

• Anemia.

• Peritonite (uma séria infecção da membrana serosa que reveste interiormente a cavidade abdominal).

• Infecções menores e febre de causas desconhecidas.

• Gravidez tubária não detectada.

• Embolia pulmonar.

• Tromboflebite venosa (inflamação de uma veia que se desenvolve antes de um coágulo sangüíneo).

• Depressão.

• Psicose.

• Suicídio (nove vezes mais propensas a suicídio do que outras mulheres).

• Um alto risco de infecção é comum a todo tipo de aborto.

• O risco de aborto espontâneo no segundo trimestre da gravidez aumenta dez vezes após um aborto vaginal.

• Algo acontece nos níveis mais profundos da consciência de uma mulher quando ela destrói uma gravidez.

Ou seja, a mais prejudicada pelos paladinos pró-aborto é a própria mulher. Por isso, não podemos admitir o aborto em hipótese alguma."




17 comentários:

Anônimo disse...

Dou total apoio ao pastor Silas Malafaia. Sua argumentação foi fantástica!

Anônimo disse...

ESTOU A FAVOR DO PASTOR SILAS MALAFAIA,SOBRE O ABORTO SOU CONTRA ESSA SAFADEZA COMO PODE UMA MÃE LOUCA FAZER ISTO ENTÃO PRA QUE FAZ RELAÇÃO SE NÃO QUER FILHO FAÇA DE CAMISINHA ORA CRIANÇA NÃO É ANIMAL E VIDA ATÉ

luana disse...

Pastor Silas... Embora muitos digam que não, nesses "blogues" da vida, ele é sim um homem de Deus... Sábio... E como Cristã, por ouvi-lo e testificar na bíblia e estudos,o apoio e também sou contra o aborto...

alanna myckaellen disse...

Concordo plenamente pastor..e não acredito que ainda exista pessoas q concordem com essa atrocidade. Deus te abençoe

Anônimo disse...

eu sou a favor,,sem mais comentarios

nubia disse...

concordo plenamente com o pastor silas malafaia.o aborto è crime. é um absurdo o que essas mulheres inconsequentes, fazem para se ver livre de uma gravidez. temos que lutar contra essas praticas.

Joao Cruzue disse...

,


Obrigado pela participação e comentário objetivo.

Núbia, volte sempre.


Irmão João.

Beatriz disse...

o argumento do pastor silas foi fantástico,concordo com você,sem duvidas você é um homem de Deus!

Anônimo disse...

Como assim "criança não é animal é vida" ? ANIMAL TAMBÉM É VIDA!!!
Deus, inclusive, os fez com capacidade de sofrer, sentir dor, assim como as pessoas.
Essa comparação é extremamente terrível. É tão abominável matar um animal submetendo a sofrimentos extremos quanto abortar!
É uma pena que as pessoas só interpretam a Bíblia pela metade. A única parte que consegue entrar na cabeça é a interpretação de alguns homens especistas. Mas não é assim como eles pensam. Pv. 14:12 diz que há caminho que ao homem parece ser bom(direito), mas o fim dele conduz à morte.
O mesmo se dá com opiniões. Vocês realmente acham que Deus não se importa com os animais? Que os animais foram criados apenas para satisfazer os desejos do homem? Acho que não! Não consigo acreditar que Deus criaria seres com sistema nervoso bem desenvolvido, tanto quanto o nosso, apenas para nos "divertir", satisfazendo nossos desejos sádicos que provocar sofrimento nos outros.

Anônimo disse...

fico muito feliz por existir homens de fé como nos tempos biblicos,homens que DEUS capacita para mostrar o seu poder!

Cortina Hospitalar disse...

Eu fico indignado quando vejo tanta legalidade e pouco amor.
Eu concordo quando uma mulher fica grávida por descuido ou sem desejar não deve cometer o aborto.
Mas em dois casos eu sou a favor, quando o feto é gerado sem celebro e no caso de estupro.No caso do estupro é muito bonito dizer que a criança deve nascer por ser permissão de Deus, essa criança pode ser um grande homem de Deus no futuro, blablablabla....etc.
Ninguém pensa na menina estrupada, nos traumas causados por um
estrupo, numa relação forçada e violenta e maldita.Imagine 9 meses com uma criança no ventre sem saber o pq disso.Ta bom vamos dizer que a criança nasceu e cresceu, quero saber qual dos Santos de plantão vai se sentir honrado em dar a noticia para essa criança que o pai dele estuprou a MÃE, os legalista de plantão jamais demostraram amor para a mulher estrupada, como se fosse a parte menos importante nesse caso, até o estuprador é mais importante.Para os criticos de plantão existe a pílula do dia seguinte e até essa foi reprinida pelos Religiosos.
Paz , amor, longaminidade.....
Contra essas coisas não há lei.

Anônimo disse...

Falo como mulher que na minha infäncia fui vìtima de um estupro, digo que como um ser humano vivo e atuante precisamos repensar sobre o que è mais fàcil pelo que è correto diante do outro os argumentos precisam passar pela pineira das leis fixas e da verdade existente sobre o ser. Queira aceitar ou náo, existe um ser independente que náo tem nada a ver com aberraçoes dos homens que loucamente estupram, matam, abandonam,destroem imagens, trocam o amor pelo interesse pròprio, etc...acima de louvores a "a" ou "b"é necessário deixar o outro viver. O intolerável está acima bem acima de tirar a vida de um ser que veio, creio que até como um freio para atitudes de homens inescrupulosos que vivem somente para si mesmo. Mulheres sejam bravas. Defensoras do pensamento de que tudo que nos acontecem é para serem endereçadas para melhoramento da raça humana Viva e deixe o outro viver...

Heitor disse...

Até um adolescente de 14 anos (como eu) consegue desmentir várias idiotices dessa opinião. Aparentemente o Silas não procurou pesquisar sobre biologia antes de tecer esse comentário.

Heitor disse...

Que coisa... Até um adolescente de 14 anos (como eu) consegue desmentir vários desses argumentos. Aparentemente o Silas não pesquisou muito sobre biologia antes de tecer esse comentário...

Anônimo disse...

nenhum ser humano tem o direito de determinar quem deve viver e quem deve morrer. Parabens Pastor por sua posição

George Mendonça disse...

Venho falar falo de pesquisas cientificas e não de concepção humana. O que muitos vc precisam saber em sua formação egocêntrica é que existe o Zigoto que é célula resulta da fertilização de um oócito por um espermatozóide e é o início de um ser humano… “Cada um de nós iniciou a sua vida como uma célula chamada zigoto.” Cada um dos animais superiores começou a sua vida como uma única célula. A formação, maturação e encontro de uma célula sexual feminina com uma masculina, são tudo preliminares da sua união numa única célula chamada zigoto e que definitivamente marca o início de um novo indivíduo. O zigoto é a célula inicial de um novo indivíduo.
____________
“Sempre que um espermatozóide e um oócito se unem, cria-se um novo ser que está vivo e assim continuará a menos que alguma condição específica o faça morrer. Eu estou falando da fase de diferenciação orgânica, ou seja, da etapa conhecida como período embrionário que é a tão conhecida estrutura multicelular que, em conjunto com o trofoblasto e a blastocele, constitui o blastocisto recém-implantado no endométrio.
____________
“O zigoto representa o início de uma nova vida.” Como já se disse o valor científico destas afirmações é inquestionável, pois constam dos livros adotados pela maioria das Faculdades de Medicina dos EUA.
____________
Os que são a favor do aborto precisão entender que no momento da concepção, do ponto de vista biológico, temos um ser vivo, individualizado e humano. Agora compreendam que o embrião humano não é uma coisa, pois todo embrião pertence à humanidade e toda existência humana passou por esse estágio.
____________
Agora Amigos, vejam que todo embrião já é um ser humano e não um objeto disponível para o homem. Ele não está à mercê do modo de ver nem da opção dos outros. Emtendam que Juntamente com eles, pertence à mesma e única comunidade de existência. Esse é o meu posicionamento que se apóia em evidência científica.

Itallo disse...

Concordo plenamente. Mas ainda me restam duvidas sobre os casos em que há aborto e feto acefalado. E não vejo a doação como uma boa saída para a mãe!