segunda-feira, outubro 19, 2015

Oseias 6.3 - Conheçamos e prossigamos em conhecer o SENHOR


Livro de Oseias
Por João Cruzué
.
Oseias foi  o profeta do Antigo Testamento que registrou esta triste constatação de Deus: O meu povo foi destruído porque lhe faltou o conhecimento. Ao rejeitar o conhecimento [da vontade de JEOVÁ] Israel também foi rejeitado por Deus. Ao se esquecer da LEI do SENHOR, o SENHOR DEUS também se esqueceu do Seu povo (Oseias 4:6). Como solução, o projeta deu este conselho: Vinde e tornemos para o SENHOR, porque ele castigou, mas sarará a ferida. Depois de um tempo nos dará a vida e ao terceiro dia ressuscitará e viveremos diante dele (Oseias 6.1 e 2). Depois desta curta introdução, a proposta desta meditação é a seguinte: em tempos de tanta disponibilidade  e facilidade em adquirir o conhecimento, nunca tantos crentes conheceram tão pouco a vontade do SENHOR. O que, hoje, isto seria um paradoxo.

A apóstolo Pedro, também se preocupou com este assunto: Antes, crescei na graça e no conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo... ( II Pedro 3.18). Mas foi Paulo quem escreveu, na Carta aos Efésios, esta palavra magnífica: Não cesso de dar graças a Deus por vós, lembrando-me de vós nas minhas orações, para que o Deus de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai da Glória, vos dê em seu conhecimento o espírito de sabedoria e de revelação (Efésios 1.16 e 17).

O que precisamos conhecer a respeito do SENHOR Jesus Cristo? Esta é a pergunta chave!

1. Jesus Cristo é o Filho do Pai da Glória.

Assim diz a palavra do SENHOR: Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu único filho, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna (João 3:16). A razão de Jesus Cristo ter vindo ao mundo foi o grande amor de Deus, nosso Pai Celestial, pela humanidade perdida. João ainda registra que Deus enviou Jesus para o povo judeu, o povo que recebeu a promessa de Deus, mas este povo o rejeitou. E quando houve esta rejeição, Deus usou o plano "B". Todas as pessoas estrangeiras (os não judeus - gentios) que cressem em JESUS CRISTO e o recebessem lhes daria esta promessa: O poder de serem adotados e registrados no Livro da Vida como filhos de Deus, tendo os mesmos direitos  de Cristo, o filho legítimo, na herança celestial.

2. Por que Deus enviou Jesus Cristo ao mundo?

Conhecer este assunto é de suma importância para todo crente. Deus enviou Jesus Cristo a este mundo para promover uma reconciliação entre Deus, nosso Pai Celestial e cada pessoa. Esta reconciliação é necessária por causa do pecado. O primeiro homem, Adão, pecou. O vírus deste primeiro pecado (desobediência) continua sendo transmitido a cada ser humano que nasce. O homem possuiu, além do corpo, uma alma e um espírito. Para adquirir um corpo físico, ele nasce da união entre um homem e uma mulher. Por outro lado, para ter vida espiritual ele precisa nascer do Espírito Santo. Sem Deus o espírito do homem está morto por causa do pecado. O pecado é como um vírus de computador. Assim como a máquina, por si mesma, não tem a capacidade de produzir um antivírus, Deus enviou Jesus Cristo ao mundo para pagar pelos nossos pecados. Cada pessoa que aceita Jesus como seu Salvador pessoal, recebendo-o publicamente em seu coração, é nascida do Espírito. O ato de crer e aceitar Jesus, produz como efeito o perdão e a adoção de Deus (registro do nome no Livro da Vida) e a regeneração do modo de viver com a ajuda do Espírito Santo.  Cristo é a pessoa enviada pela graça de Deus, para promover nossa libertação do reino das trevas através do perdão de nossos pecados.

3. Onde está formalmente escrito estes direitos?

Na Bíblia Sagrada, o Livro que registra a palavra e revela a vontade de Deus para cada quem quiser. Neste ponto, por uma questão de negligência, ou falta de interesse mesmo, muitos estão dentro da Igreja sem conhecer a missão de Cristo e o grande amor de Deus, nosso Pai Eterno. Um cristão que não se aprofunda no estudo da Palavra de Deus fica sujeito ao ataque da dúvida, uma das armas mais poderosas do diabo, para levar as pessoas a desconfiar de Deus e deixar de inquirir mais de perto sobre a salvação. A Bíblia sagrada é um manual que Deus planejou pela sua vontade, inspirando mais de 40 autores no espaço de mais de 1500 anos. Nela está contida a palavra de Deus. Quando o pecador aceita Jesus como Salvador ele se torna um crente. Quando este crente procura adquirir o conhecimento da palavra de Deus e se esforça neste sentido, ele passa a conhecer a Cristo, também, como SENHOR da sua vontade.

4. Você tem certeza da sua Salvação?

Esta é uma das perguntas mais inquietantes que provoca uma reação silenciosa da maioria dos crentes. Afinal, eu sou ou não salvo em Cristo? Uma das razões pela qual a consciência dos crentes pode parecer como as ondas do mar, que se repetem sucessivamente ao quebrar na praia é justamente esta dúvida. Ela é o resultado da falta de estudo da palavra de Deus. É preciso CONHECER os versículos da Palavra de Deus que  garantem a nossa salvação. Se não tivermos esta certeza de que somos salvos, nem soubermos nos detalhes como funciona o Plano de Deus para salvação de nossos almas,  nossa vida cristã vai ser uma vida medíocre, cheia de muitas dúvidas e poucas bênçãos.

Esta certeza vem de guardar no coração os versículos da Palavra de Deus que falam sobre este assunto. As bases da nossa salvação devem estar fundamentadas desta forma. Um dos versículos é este:  Se confessares com tua boca que Jesus o nome do Senhor Jesus (aceitar Jesus) e creres que Deus (Pai) o ressuscitou dos mortos, SERÁS salvo. Visto que com o coração se crê para a justiça (justificação) e com a boca se faz confissão para a salvação (Romanos 10.9 e 10). Uma segunda evidência pode ser obtida com a resposta a esta pergunta: Depois que você aceitou Jesus, você tem prazer em continuar vivendo no pecado, ou deseja abandoná-lo?

5. Deus tem um plano individual e pessoal para cada crente?

Com certeza. Para chegar ao CONHECIMENTO deste plano é preciso, aceitar Jesus como Senhor e Salvador. Mas conhecer este assunto e dar estes passos não é o bastante. Nos dias atuais, o padrão de comportamento das pessoas que vivem ao nosso redor, na maioria das vezes, não é um padrão que agrada a Deus. É por isto que o Apóstolo João escreveu na sua 1ª Carta: Não ameis o mundo, nem o que no mundo há (comportamento e costumes). Se alguém ama o mundo, o amor do PAI não está nele. Porque tudo o que há no mundo (na sociedade) a concupiscência (desejo intenso, compulsão) da carne, dos olhos e a soberba da vida, não é do PAI, mas do mundo" (I João 2.15 e 16). Se alcançamos o NOVO NASCIMENTO (Evangelho de João, capítulo 3) nossa natureza não procura por coisa mundanas, pois o Espírito Santo fala ao nosso coração que precisamos agradar a Deus conhecendo a Vontade dele e praticando aquilo que ele aprova. Isto se chama santificação. O crente que diz estar salvo, cujo coração ainda tem amor ao pecado (prostituição, vícios, pornografia, desonestidades, mentiras, e afins) tem o coração ainda longe de DEUS.

6. Se eu deixar de conhecer a palavra de Deus, ele me dará o benefício da inocência?

NÃO! A vontade dele pode ser revelada ao nosso coração, quando demonstramos um interesse profundo de conhecer a palavra dele para colocar em prática. CONHECIMENTO da palavra de Deus, para viver na VONTADE de Deus. Quando um casal de jovens está namorando, se cada um deles gosta mesmo do outro, vai procurar conhecer do que a pessoa amada gosta, e para agradá-la, vai procurar fazer aquilo, via de regra, que ela gosta. Da mesma forma, para demonstrar o amor a DEUS é  preciso conhecer aquilo de que ELE se agrada, para fazer sua vontade.

7. O conhecimento de Deus e da sua vontade é suficiente para manter a salvação?

NÃO! A pessoa para demonstrar que é um verdadeiro cristão, ela precisa juntar o conhecimento com a prática. O diabo tem conhecimento de Deus e também conhece 100% a palavra do SENHOR, entretanto, é um ser perdido porque sabe tudo, mas não pratica nada de bom. O testemunho é a prova do caráter de um cristão. Se ele diz que ama a Deus, então ele DEVE praticar as obras de um verdadeiro filho de DEUS.

8. Os pastores, bispos, apóstolos e papas já estão salvos pelo conhecimento que possuem de Deus?

Não! Quanto mais alto é a responsabilidade ministerial, maiores são os planos do diabo para corromper e derrubar o líder cristão. Basta um ato de desobediência sem um concerto com Deus, para que a cegueira apareça e a nudez fique despercebida. Uma coisa é pensar que é santo, e outra bem diferente é andar no caminho da santidade, aquele caminho estreito, que o próprio Jesus disse que poucos são os que andam por ele. O que acontece na maioria das vezes, é que o líder vai perdendo a presença de Deus de uma forma tão lenta e imperceptível, que aos seus olhos isto não é perceptível. Por fim, ele acha que a corrupção é uma coisa normal e que todos são corruptos ou mais corruptos que ele. Esta é a razão pela qual um líder religioso pode ver no inferno sua família inteira. Que adianta ganhar 7,5 bilhões de almas para Cristo se a própria família, junto com ele, estão fora do caminho estreito?

9. Qual é a responsabilidade dos pastores e co-pastores quando comprovadamente o líder da denominação é um homem comprovadamente corrupto e desviado?

Esta é uma pergunta que a princípio parece difícil de ser respondida. A resposta dela deve ser obtida, ouvindo a voz do Espírito Santo. E para ouvir a voz do Espírito Santo, é preciso de oração e jejum. Dar suporte às malandragens de uma liderança corrupta, é também fazer parte de suas más obras. A questão muito delicada é: Deus vai me sustentar financeiramente se eu tomar uma posição de confronto? E uma boa resposta é: Está havendo uma busca incessante da sua parte para ter um esclarecimento do Espírito Santo? Quem, afinal é o seu SENHOR? É o Pai Celestial ou um líder corrupto contumaz?

Que Deus nos guarde e nos ajude contra a ignorância, negligência, desânimo, indiferença e perda do amor.


A paz de Cristo.





Um comentário:

Elaine Scazzuso disse...

Parabéns pelo Blog. Deus ti abençoe.
Convido a participar do novo Agregador Blogospel. Onde reunimos blogs evangélicos, com os melhores conteúdos gospel e relevantes para o povo de Deus. E mais! Aumenta o tráfego do seu blog ou site.
Não precisa cadastrar, é rápido e prático! Apenas seja parceiro colocando nosso banner na sua página e pronto, já pode enviar seus links.
Acesse e conheça: http://semeandojesuscristo.blogspot.com.br
Sua parceria é muito importante.
Esperamos você lá!
Graça e paz!