domingo, abril 19, 2009

Bispo Fernando Lugo - vergonha católica no Paraguai


Em abril do ano passado, o Blog Olhar Cristão publicou um comunicado da Conferência Episcopal Paraguaia, no auge das comemorações da vitória do Bispo católico Fernando Lugo nas eleições presidenciais do Paraguai. O sucesso de sua campanha vitoriosa se baseou no discurso de revisão do preço da energia elétrica de Itaipu cobrado do Brasil. Exatamente um ano depois, estoura um grande escândalo envolvendo a pessoa do "Bispo". Releia o texto e depois veja nossos comentários. (Joao Cruzué)


Blog Olhar Cristão - 04/abril/2008

Para a Conferência Episcopal Paraguaia,

Monsenhor Fernando Lugo segue sendo bispo.


Photobucket
Dom Fernando Lugo - novo presidente do Paraguai.

Jornal La Nación

" O Presidente eleito do Paraguai, Fernando Lugo, “segue sendo bispo” condição “ que não se perde jamais” ao que se deduz que “a dispensa que ele solicitou não é aplicável a seu caso”, esclareceu uma porta-voz da Conferência Episcopal Paraguaia, nesta terça-feira à AFP.

"Fernando Lugo é bispo, e o é para sempre". Ele, para a Igreja, segue sendo bispo, disse Lourdes Fernández, do serviço de imprensa da Conferência Episcopal. “Para a Igreja, Fernando Lugo segue sendo Monsenhor Lugo", confirmou. “É bispo emérito, pois agora está suspenso 'a divinis', uma suspensão temporária”, explicou.

O esquerdista Lugo, foi eleito presidente nas eleições paraguaias de domingo, como candidato da Aliança Patriótica para a Mudança – APC, ao derrotar a candidata da situação Banca Ovelar por 40,8% contra 30,8% dos votos.

Em janeiro passado o Vaticano enviou uma carta a Lugo – disponível no site da Conferência Episcopal Paraguaia, em resposta a sua solicitação de que se lhe era permitido voltar à vida laica para ser candidato.

Em sua missiva, o Vaticano disse a Lugo que “A candidatura política de um bispo seria um motivo de confusão e de divisão entre os fiéis. Ademais, recordava que “O espiscopado é um serviço escolhido livremente e para sempre. Você bem sabe que a sagrada ordenação uma vez recebida validamente não pode ser nunca anulada e não pode sequer ser suspensa “ad tempos”, porquanto o sacramento da ordem imprime um caráter indelével (cânon 1008) e permanente, observa.

Portanto, o Vaticano vem cumprir com “o dever de infligir a Vossa Excelência, mediante o presente Decreto, a pena de suspensão 'a divinis', que inclui a “proibição” do exercício de todas as funções e direitos inerentes ao ofício episcopal. “Com esta sanção penal, Você permanece no estado clerical e continua debaixo das obrigações e deveres a ele inerentes, apesar de suspenso do exercício do ministério sagrado”, afirma a carta firmada pelo cardeal Giovanni Battista Re, prefeito para a Congregação dos Bispos de Roma".

Fonte: Jornal La Nación


Comentário 1: Dom Fernando Lugo fica temporariamente suspenso de exercercer as funções, mas continua com o cargo de bispo da Igreja Católica Romana.(João Cruzué)

Comentário 2: Há quinze dias estourou um grande escândalo envolvendo a pessoa do Presidente do Paraguai, ou melhor, do bispo católico Dom Fernando Lugo. Ele teve que reconhecer publicamente a paternidade de uma criança de dois anos, fruto de um relacionamento pecaminoso com uma moça - que vem afirmando - ter início quando ela tinha 16 anos. Como a cúpula da Igreja Católica Paraguaia comemorou muito os louros da "vitória" em 2008, que agora aguente as dores do "tiro" no próprio pé. No que diz respeito a nós evangélicos, com certeza é menos perseguição da Igreja Católica em cima dos crentes que servem ao Senhor naquele país. (João Cruzué)

cruzue@gmail.com



.

2 comentários:

Daladier Lima disse...

Já estourou um segundo caso. Pelo visto esse Lugo é o cara do Paraguai! Como o daqui, governar é penoso pra ele.

Anônimo disse...

Una verguenza paraguaya realmente