domingo, março 27, 2016

Evangélicos, Política e Lava Jato

.
Dilma, antes da delação do Grupo Odebrecht
Por: João Cruzué
.
O Prefeito da Cidade do Rio de Janeiro, Sr. Eduardo Paes, criticou, em conversa recente com o ex-presidente Lula, os agentes da Polícia Federal e os Procuradores do Ministério Público que atuam em Curitiba na Operação Lava Jato. Quando Lula disse que "... esses meninos da Polícia Federal e esses meninos do Ministério Público, eles se sentem enviados por Deus, o Prefeito complementou: "É, mas eles são todos crentes. Os caras do Ministério Público são crentes,né?" Dentro deste contexto, gostaria de deixar algumas considerações e minha opinião sobre o desenrolar dos próximos acontecimentos. Não se trata de profecia ou julgamentos, mas do simples uso da minha intuição de crente em Jesus.

Tenho para mim que, quando o  ex-presidente Lula disse: "Estes meninos se sentem enviados por Deus", ele  estava desdenhando da religião do Procurador Deltan Dallagnol, que frequenta a  que frequenta a Igreja Batista do Bacacheri [bairro que conheço pessoalmente], em Curitiba. O pai do Procurador também era do Ministério Público. Ele e a Polícia Federal estavam e estão determinados a por na cadeia um bando de empreiteiros e políticos que vêm dilapidando os recursos públicos do país em benefício próprio.

Também tenho para mim também que, quando o prefeito do Rio comentou tal frase, ele pontuou que  "Eles são todos crentes, os caras do Ministério Público são crentes", também estava desdenhando dos crentes, com indiretas ao Procurador Deltan Dallagnol.

O ex-presidente quando generalizou: "..Esses meninos... E o prefeito também generalizou quando disse: "Eles são todos crentes" revelaram o velho preconceito contra os evangélicos. É público e notório o que o ex-presidente Lula pensa a respeito dos Pastores Evangélicos, notadamente quanto a colocar a culpa no diabo por todas as coisas ruins que acontece na vida dos fiéis e também sobre o recebimento dos dízimos. Quando ele precisa destes pastores, ele os mima; quando não precisa, os coloca no mesmo saco de farinha do seu partido, por causa do mal testemunho de alguns deles.

De 2002 até 2009, boa parte das lideranças evangélicas se "enamoraram" com o canto da sereia do ex-presidente Lula, porque estavam cansados da política velha, ostensivamente, desprezadora de crentes, e arriscaram a sorte no "novo". E como o "novo" ganhou, trazendo um discurso de proteção aos mais necessitados do país, não foi possível enxergar com nitidez o que estava no fundo da caixa d'água: politicas pró-abortistas, ativismo gay, lei da palmada, projeto 122 - a mordaça gay, casamento gay, discurso difamatório de desconstrução da Igreja Evangélica, rótulo de ladrões aos Pastores, projetos de retirada de imunidade tributária das Igrejas, um sufoco tremendo.

De 2002 a 2015, sem dúvida, foi o período que a Igreja Evangélica no Brasil mais sofreu com o processo de secularização, devido a sua intromissão sem limites na representação política. O sagrado se uniu ao profano e sofreu um dano irreparável. Consciências foram compradas e Igrejas foram "vendidas". Basta uma pesquisa criteriosa nos bancos de dados digitais nos anos de eleição, para que tudo que está dito seja comprovado. Nunca tivemos tanta representação evangélica no Congresso, e paradoxalmente, em nenhum outro período as ideologias ateias e comunistas avançaram tanto sobre a família brasileira. O PL 122 foi como um boi de piranha. Enquanto as atenções ficaram focadas nele, passaram o casamento gay, a mudança de interpretação do conceito de família no STF, e mais coisas.

Da mesma forma que o ex-presidente Lula e o prefeito Paes disseram, também é necessário que a Igreja Evangélica de hoje, copie o testemunho fundamentalista dos "meninos da Polícia Federal e dos meninos do Ministério Público" ligados à Operação Lava Jato. Mais fundamentalismo bíblico e menos projetos políticos. O princípio da não aceitação do jugo desigual foi quebrado por muitos líderes evangélicos, mas o ESPÍRITO SANTO DO SENHOR JEOVÁ não o revogou. O fundamentalismo evangélico esfriou. Não me canso de escrever, que hoje há mais ação e arregimentação de jovens nas periferias das grandes cidades por organizações criminosas ligadas ao tráfico de drogas, do que crentes pregando o Evangelho. A Igreja elitizou-se, abandonou as favelas, e Missões deixou de ser prioridade, para ser apenas um artigo de presunção e propaganda.

A ganância religiosa está tão desavergonhada, que fiquei pasmo ao ouvir um dos mais novos líderes evangélicos, no canal RGI, dizendo mais ou menso isso: Preciso de um x número de pessoas que deem uma oferta de R$ 2.000,00. Se você não tem, pega um empréstimo consignado e traga o dinheiro para a "Igreja".  Não foi outros que me disseram, eu ouvi, pessoalmente. Nos últimos 30 anos, uma boa parte do se diz Igreja Evangélica apodreceu muito depressa, a ponto de isto me assustar. E onde isto começou? Bom, em algum lugar de 1990 para cá, alguém trocou o Espírito Santo por fama, TV e dinheiro. Mais ou menos as mesmas coisas que Jesus Cristo recusou do diabo na tentação.

E quanto ao momento político atual, é preciso muita oração e atenção com os gastos familiares. Estamos a poucos dias da colaboração premiada do ex-presidente do Grupo Odebrecht, Sr. Marcelo Odebrecht. Quando ele abrir a boca, provavelmente, vai ligar o dinheiro sujo da corrupção com a campanha política de 2014 da atual Senhora Presidente. Assim que isto acontecer, o TSE vai abrir um processo para cassar a chapa Dilma-Temer. A lista da Odebrecht pode sujar a campanha de centenas de políticos, inclusive, evangélicos.

Depois da cassação da chapa, novas eleições vão ser marcadas ainda para este ano. Neste cenário político novos personagens políticos devem aparecer. Temos que orar muito, para que não aconteça aqui o que aconteceu na Venezuela. O povo estava tão cansado de corrupção que elegeu um militar para Presidente. Esse Militar era Hugo Chaves, o que estava ruim, ficou ainda pior.

Não creio que tenhamos impeachment, pois é provável que o TSE casse  a chapa Dilma-Temer por usar dinheiro sujo na campanha de 2014. Por outro lado, devemos orar muito mais para que não aconteça aqui uma venezuelização do país. Se o cenário fugir do previsível, as coisa piorarem e houver confronto nas ruas, a Economia vai piorar, a inflação vai subir, o desemprego vai aumentar, e só Jesus para ter misericórdia.

Diante disso, oração apenas não basta. Também é preciso muito jejum, para que Jesus tenha misericórdia de nosso país, e dos crentes que foram levados por alguns pastores e bispos a votarem em um jararaca que foi acolhida e ajudada dentro da Igreja Católica*



*Tese de doutorado: [OLIVEIRA - UFRRJ, 2010 - fl.8 , PDF pg 45]

* Livro "Como uma Família COMEFORD, J. C. - Introdução pg. 15]



-




Ato Profético em Brasília  - Dia 11 de maio 2016







Política, Religião e Impeachment [em 27.3.2016]

.
Dilma, antes da delação do Grupo Odebrecht
Por: João Cruzué
.
O Prefeito da Cidade do Rio de Janeiro, Sr. Eduardo Paes, criticou, em conversa recente com o ex-presidente Lula, os agentes da Polícia Federal e os Procuradores do Ministério Público que atuam em Curitiba na Operação Lava Jato. Quando Lula disse que "... esses meninos da Polícia Federal e esses meninos do Ministério Público, eles se sentem enviados por Deus, o Prefeito complementou: "É, mas eles são todos crentes. Os caras do Ministério Público são crentes,né?" Dentro deste contexto, gostaria de deixar algumas considerações e minha opinião sobre o desenrolar dos próximos acontecimentos. Não se trata de profecia ou julgamentos, mas do simples uso da minha intuição de crente em Jesus.

Tenho para mim que, quando o  ex-presidente Lula disse: "Estes meninos se sentem enviados por Deus", ele  estava desdenhando da religião do Procurador Deltan Dallagnol, que frequenta a  que frequenta a Igreja Batista do Bacacheri [bairro que conheço pessoalmente], em Curitiba. O pai do Procurador também era do Ministério Público. Ele e a Polícia Federal estavam e estão determinados a por na cadeia um bando de empreiteiros e políticos que vêm dilapidando os recursos públicos do país em benefício próprio.

Também tenho para mim também que, quando o prefeito do Rio comentou tal frase, ele pontuou que  "Eles são todos crentes, os caras do Ministério Público são crentes", também estava desdenhando dos crentes, com indiretas ao Procurador Deltan Dallagnol.

O ex-presidente quando generalizou: "..Esses meninos... E o prefeito também generalizou quando disse: "Eles são todos crentes" revelaram o velho preconceito contra os evangélicos. É público e notório o que o ex-presidente Lula pensa a respeito dos Pastores Evangélicos, notadamente quanto a colocar a culpa no diabo por todas as coisas ruins que acontece na vida dos fiéis e também sobre o recebimento dos dízimos. Quando ele precisa destes pastores, ele os mima; quando não precisa, os coloca no mesmo saco de farinha do seu partido, por causa do mal testemunho de alguns deles.

De 2002 até 2009, boa parte das lideranças evangélicas se "enamoraram" com o canto da sereia do ex-presidente Lula, porque estavam cansados da política velha, ostensivamente, desprezadora de crentes, e arriscaram a sorte no "novo". E como o "novo" ganhou, trazendo um discurso de proteção aos mais necessitados do país, não foi possível ver  com nitidez o que estava no fundo da caixa d'água: politicas pró-abortistas, ativismo gay, lei da palmada, projeto 122 - a mordaça gay, casamento gay, discurso difamatório de desconstrução da Igreja Evangélica, rótulo de ladrões aos Pastores, projetos de retirada de imunidade tributária das Igrejas, um sufoco tremendo.

De 2002 a 2015, sem dúvida, foi o período que a Igreja Evangélica no Brasil mais sofreu com o processo de secularização, devido a sua intromissão sem limites na representação política. O sagrado se uniu ao profano e sofreu um dano irreparável. Consciências foram compradas e Igrejas foram "vendidas". Basta uma pesquisa criteriosa nos bancos de dados digitais nos anos de eleição, para que tudo que está dito seja comprovado. Nunca tivemos tanta representação evangélica no Congresso, e paradoxalmente, em nenhum outro período as ideologias ateias e comunistas avançaram tanto sobre a família brasileira. O PL 122 foi como um boi de piranha. Enquanto as atenções ficaram focadas nele, passaram o casamento gay, a mudança de interpretação do conceito de família no STF, e mais coisas.

Da mesma forma que o ex-presidente Lula e o prefeito Paes disseram, também é necessário que a Igreja Evangélica de hoje, copie o testemunho fundamentalista dos "meninos da Polícia Federal e dos meninos do Ministério Público" ligados à Operação Lava Jato. Mais fundamentalismo bíblico e menos projetos políticos. O princípio da não aceitação do jugo desigual foi quebrado por muitos líderes evangélicos, mas o ESPÍRITO SANTO DO SENHOR JEOVÁ não o revogou. O fundamentalismo evangélico esfriou. Não me canso de escrever, que hoje há mais ação e arregimentação de jovens nas periferias das grandes cidades por organizações criminosas ligadas ao tráfico de drogas, do que crentes pregando o Evangelho. A Igreja elitizou-se, abandonou as favelas, e Missões deixou de ser prioridade, para ser apenas um artigo de presunção e propaganda.

A ganância religiosa está tão desavergonhada, que fiquei pasmo ao ouvir um dos mais novos líderes evangélicos, no canal RGI, dizendo mais ou menso isso: Preciso de um x número de pessoas que deem uma oferta de R$ 2.000,00. Se você não tem, pega um empréstimo consignado e traga o dinheiro para a "Igreja".  Não foi outros que me disseram, eu ouvi, pessoalmente. Nos últimos 30 anos, uma boa parte do se diz Igreja Evangélica apodreceu muito depressa, a ponto de isto me assustar. E onde isto começou? Bom, em algum lugar de 1990 para cá, alguém trocou o Espírito Santo por fama, TV e dinheiro. Mais ou menos as mesmas coisas que Jesus Cristo recusou do diabo na tentação.

E quanto ao momento político atual, é preciso muita oração e atenção com os gastos familiares. Estamos a poucos dias da colaboração premiada do ex-presidente do Grupo Odebrecht, Sr. Marcelo Odebrecht. Quando ele abrir a boca, provavelmente, vai ligar o dinheiro sujo da corrupção com a campanha política de 2014 da atual Senhora Presidente. Assim que isto acontecer, o TSE vai abrir um processo para cassar a chapa Dilma-Temer. A lista da Odebrecht pode sujar a campanha de centenas de políticos, inclusive, evangélicos.

Depois da cassação da chapa, novas eleições vão ser marcadas ainda para este ano. Neste cenário político novos personagens políticos devem aparecer. Temos que orar muito, para que não aconteça aqui o que aconteceu na Venezuela. O povo estava tão cansado de corrupção que elegeu um militar para Presidente. Esse Militar era Hugo Chaves, o que estava ruim, ficou ainda pior.

Não creio que tenhamos impeachment, pois é provável que o TSE casse  a chapa Dilma-Temer por usar dinheiro sujo na campanha de 2014. Por outro lado, devemos orar muito mais para que não aconteça aqui uma venezuelização do país. Se o cenário fugir do previsível, as coisa piorarem e houver confronto nas ruas, a Economia vai piorar, a inflação vai subir, o desemprego vai aumentar, e só Jesus para ter misericórdia.

Diante disso, oração apenas não basta. Também é preciso muito jejum, para que Jesus tenha misericórdia de nosso país, e dos crentes que foram levados por alguns pastores e bispos a votarem em um jararaca que foi acolhida e ajudada dentro da Igreja Católica*



*Tese de doutorado: [OLIVEIRA - UFRRJ, 2010 - fl.8 , PDF pg 45]

* Livro "Como uma Família COMEFORD, J. C. - Introdução pg. 15]



--













Ato Profético em Brasília  - Dia 11 de maio 2016


.















--











sexta-feira, março 25, 2016

Uma nova Páscoa para o Brasil em março de 2016

.
Brasil

POR: JOÃO CRUZUÉ

A Páscoa teve início no Egito, a poucos horas da fuga do povo de Israel para a liberdade. Moisés executou a risca o Plano de libertação de Israel cuja autoria era de EL SHADAI, o SENHOR dos Exércitos. No meio dos preparativos para uma saída rápida, cada família se reuniu para comemorar a PASSAGEM. Sim, o Anjo da Morte tinha passado por toda a terra do Egito. 

O primogênito de toda  casa que não tivesse as ombreiras e vergas da porta marcadas pelo sangue de um cordeiro seria morto. E na casa em que o sangue do cordeiro estivesse marcado em sua porta, o Anjo da Morte, PASSARIA por cima (pass over) e o primogênito da família seria poupado. Este livramento dos primogênitos foi comemorado em cada casa, apressadamente, em uma reunião de família, onde estariam presentes no cardápio: o pão sem fermento, a carne de um cordeiro ou cabrito e uma verdura amarga.

Coincidentemente, neste mês de março de 2016, nossa nação, o BRASIL, está às vésperas de ser liberto do Egito. Uma estrutura corrupta de governo que dissimulava defender o pão para a casa do pobre, mas que na verdade defendia a si mesma, se banqueteando com os abastados.  Todavia, assim como Deus tinha um Plano de libertação de Israel, ELE também olhou para o Brasil e se indignou com o tamanho da hipocrisia e da rapinagem que se instalou sobre nossa nação.  Então, ele desenhou um plano de livramento e o colocou nas costas de um homem, cujo nome é conhecido por todos. 

À cada reação do faraó brasileiro, Deus aperta mais a corda no seu pescoço. É tudo muito semelhante ao que ocorreu no Egito. Nada vai parar a Operação Lava Jato, se é Deus quem estiver no comando dela. E eu creio que ELE está, e por isso, nada vai ficar sem retribuição, quer seja presidentes, senadores, deputados, empreiteiros, doleiros, ministros, juízes, advogados, amantes de políticos, pastores, bispos - todos que estiveram ou ainda estão comprometidos com esta estrutura demoníaca de poder. Cada real surrupiado vai ser devolvido com juros e com cadeia! O SENHOR, meu DEUS, está quebrando as pernas deste governo corrupto e vai quebrar a de todos que lhe deram sustentação. 

É por isso, que neste Domingo de Páscoa, nós temos uma NOVA PÁSCOA para comemorar. Deus está livrando nossa nação de uma súcia de ladrões. Que em cada lar cristão, o nome do SENHOR seja exaltado e sua obra agradecida com muitas ações de graças. Louvado seja o Nome do SENHOR, Deus de Israel e Deus do Brasil.



A PÁSCOA ANTIGA

Um cordeiro era sacrificado na Páscoa judaica

Chegando o dia da Festa dos Pães Asmos, o que importava comemorar a Páscoa. Jesus enviou Pedro e João a Jerusalém com uma missão: Ide preparar-nos a Páscoa para que a comamos. E eles perguntaram: Onde queres que a preparemos? Então, Jesus explicou: Ao entrardes na cidade, encontrareis um homem com um cântaro d'água. Segui-o até a casa em que ele entrar, e dizei ao dono da casa: O Mestre manda perguntar: Onde esta o aposento no qual hei de comer a Páscoa com os meus discípulos? E ele vos mostrará um espaçoso cenáculo mobilado. Ali deveis fazer os preparativos.

E, indo, tudo encontraram como Jesus lhes dissera e prepararam a Páscoa. Chegada a hora, pôs-se Jesus à mesa, e com ele os apóstolos. E disse-lhes: Tenho desejado ansiosamente comer convosco esta Páscoa, antes do meu sofrimento. Pois vos digo que nunca mais a comerei, até que ela se cumpra no reino de Deus. E, tomando um cálice, havendo dado graças, disse: Recebei e reparti entre vós; pois vos digo que, de agora em diante, não mais beberei do fruto da videira, até que venha o reino de Deus.

E, tomando o pão, tendo dado graças, o partiu e lhes deu, dizendo: Isto é o meu corpo oferecido por vós; fazei isto em memória de mim. Semelhantemente, depois de cear, tomou o cálice, dizendo: Este é o cálice da nova aliança no meu sangue derramado em favor de vós". Lucas 22:7-20.


HOJE, CELEBRAMOS A PÁSCOA ASSIM:

culto santa ceia Pictures, Images and Photos

Santa Ceia do Senhor, com pão e vinho

A Ceia do Senhor - "Porque eu recebi do Senhor o que também vos entreguei: que o Senhor Jesus, na noite em que foi traído, tomou o pão; e, tendo dado graças, o partiu e disse: Isto é o meu corpo, que é dado por vós; fazei isto em memória de mim. Por semelhante modo, depois de haver ceado, tomou também o cálice, dizendo: Este cálice é a nova aliança no meu sangue; fazei isto, todas as vezes que o beberdes, em memória de mim.

Porque, todas as vezes que comerdes este pão e beberdes o cálice, anunciais a morte do Senhor, até que ele venha. Por isso, aquele que comer o pão ou beber o cálice do Senhor, indignamente, será réu do corpo e do sangue do Senhor. Examine-se, pois, o homem a si mesmo, e, assim, coma do pão, e beba do cálice; pois quem come e bebe se discernir o corpo, come e bebe juízo para si. Eis a razão por que há entre vós muitos fracos e doentes e não poucos que dormem". ICor.11 23-30

"Alimpai-vos, pois, do fermento velho, para que sejais uma nova massa, assim como estais sem fermento. Porque Cristo, nossa páscoa, foi sacrificado por nós". ICor.5:7.

A Páscoa cristã tem um significado especial: todo aquele que aceita Jesus Cristo, crê nas palavras do Evangelho e nasce de novo do Espírito, se liberta da escravidão do pecado. É o sangue de Jesus, derramado na cruz do Cálvario que garante a nossa liberdade. Ele é o cordeiro definitivo que tira os pecados dos homens. Em Cristo morremos para o mundo e passamos a viver para o SENHOR. Ele é o cordeiro de nossa Páscoa.

"Sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, [coelhos ou ovos de chocolate] que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver que, por tradição, recebestes dos vossos pais, mas pelo precioso sangue, como de cordeiro sem defeito e sem mácula, o sangue de Cristo". 
1 Pedro 1:18-19


POR QUE MUDOU?

Photobucket

"Mas, vindo Cristo, o sumo sacerdote dos bens futuros, por um maior e mais perfeito tabernáculo, não feito por mãos, isto é, não desta criação, nem por sangue de bodes e bezerros, mas por seu próprio sangue, entrou uma vez no santuário, havendo efetuado uma eterna redenção.

Porque, se o sangue dos touros e bodes, e a cinza de uma novilha esparzida sobre os imundos, os santifica, quanto à purificação da carne, quanto mais o sangue de Cristo, que pelo Espírito eterno se ofereceu a si mesmo imaculado a Deus, purificará as vossas consciências das obras mortas, para servirdes ao Deus vivo?

E por isso é Mediador de um novo testamento, para que, intervindo a morte para remissão das transgressões que havia debaixo do primeiro testamento, os chamados recebam a promessa da herança eterna. Porque onde há testamento, é necessário que intervenha a morte do testador.

Porque Cristo não entrou num santuário feito por mãos, figura do verdadeiro, porém no mesmo céu, para agora comparecer por nós perante a face de Deus; nem também para a si mesmo se oferecer muitas vezes, como o sumo sacerdote cada ano entra no santuário com sangue alheio;

De outra maneira, necessário lhe fora padecer muitas vezes desde a fundação do mundo.

Mas agora na consumação dos séculos uma vez se manifestou, para aniquilar o pecado pelo sacrifício de si mesmo. E, como aos homens está ordenado morrerem uma vez, vindo depois disso o juízo, assim também Cristo, oferecendo-se uma vez para tirar os pecados de muitos, aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que o esperam para salvação." Hebreus 9;11-28




quinta-feira, março 24, 2016

Para que serve o cigarro

.
 by Jbcruzue
Johan Cruijff

(25.4.1947 - 24.3.2016)


Falecido hoje, 24 de março de 2016, de câncer no pulmão.




sábado, março 19, 2016

O resultado do jugo desigual

.


"Não vos prendais a um jugo desigual com os infiéis; 
.
porque, que sociedade tem a justiça com a injustiça? 
.
E que comunhão tem a luz com as trevas?" 

Bíblia/ II Coríntios 6:14:





Cumplicidade

----------------------------------------------------------


Alguns exemplos:
.
Bispo Macedo 

João Cruzué

Na minha terra, há um ditado: Quem fala muito, dá bom dia a cavalo. Pois bem,  alguns pastores evangélicos andam furiosos com uma conversa do ex-presidente Lula, ocorrida ano passado em uma reunião de amigos sindicalistas. Sinceramente, uma boa parte desses pastores são co-responsáveis pela situação que nosso país se encontra. E eu vou dizer por que..


Pr. Silas Malafaia,  Magno Malta, Marina, Bispo Rodrigues...


Pastor Manoel Ferreira

Nosso país só não foi pelo mesmo destino da Venezuela, Bolívia e Equador, principalmente, por causa de três pessoas: Deus, Joaquim Barbosa e Sérgio Moro.

É público e documentado na internet a posição de muitos líderes evangélicos que se enganaram com o discurso da jararaca e votaram mal para as eleições presidenciais de 2002, 2006 e 2010. A Mídia documentou a posição de  apoio ao petismo vários líderes, entre eles: Missionário R. R. Soares, Bispo Macedo, Pastor Silas Malafaia e Pastor Manoel Ferreira.

Naquilo que cansaram de ensinar, eles mesmos erraram, quando apoiaram (associaram-se) o projeto de poder de um PT tradicionalmente comunista. E eu pergunto: desde quando um candidato comunista tem compromisso com a Igreja Evangélica?

Hoje, 19/3/16, estão todos furiosos, protestando contra o governo petista, mas Freud explica: trata-se de um mecanismo de defesa, com o propósito de colocar uma capa sobre a má escolha do passado, quando apostaram em uma NOVIDADE que nos trouxe muitas aflições: Lei da palmada, apologia da transexualidade nas escolas, desprezo contra o povo evangélico, vergonha do povo evangélico, ativismo pró-aborto, para dizer pouco, pedagogia em assuntos de corrupção e hipocrisia - de frequentar as mesas dos abastados enquanto atiram as migalhinhas aos pobres.


R.R. Soares e seus 3 filhos
Lula disse no mês de junho do ano passado, que considera fantástica a retórica dos pastores evangélicos de jogar a culpa em cima do diabo.

“Você está desempregado é o diabo, 

está doente é o diabo, 

tomou um tombo é o diabo, 

roubaram o seu carro é o diabo"

Afirmou isso, arrancando gargalhadas da plateia. E disse mais, ironizando a cobrança dos dízimos pelos pastores, enquanto incentivava os sindicalistas a usar a mesma metodologia: 

"A solução é Deus. Pague seu dízimo e Deus o salvará. Vocês sindicalistas têm de aprender a fazer isso, porque cobram mensalidades e contribuição e não resolvem nada"

Esta fala irritou profundamente algumas lideranças evangélicas, principalmente o Pr. Silas Malafaia. Eu admiro e contribuo com o ministério do Pastor, mas não adianta ele dar uma de "madalena arrependida", pois, só não votou no PT na reeleição de Dilma. Ele votou duas vezes em Lula e na primeira eleição de Dilma. Apoio declaradamente Lindiberg Farias para o governo do Rio.

A falta de respeito de Lula, em parte é condenável, pois generalizou uma  carapuça que não cabe na cabeça da maioria dos líderes da Igreja Evangélica. Mas, Lula pensa assim, por causa do mau testemunho daqueles que sabem que Deus não aprova associação com ímpios e, mesmo assim, relativizam e se associam.

Os líderes evangélicos que apoiaram ímpios e comunistas nestas quatro últimas eleições majoritárias está em maldição diante de Deus, por estas razões: Uma corrupção desenfreada levou a maior empresa brasileira à lona. Daí começou o desemprego, veio a inflação, a recessão está chegando e traz mais desemprego. Isto afeta diretamente a aposentadoria dos velhinhos, a pensão da viúva o sustento dos pobres além, é claro dos lares evangélicos. A nação está empobrecendo rapidamente e não há esperança de melhora nos próximos dois anos.


Deus existe. E ele vai cobrar um preço caro daqueles que deveriam ensinar o povo o caminho da fidelidade e da santidade em lugar de colocar no poder gente corrupta, franqueando os púlpitos para induzir os fiéis a uma escolha errada.

Quero concluir dizendo que: Quem apoiou um projeto corrupto de poder ou é ingênuo ou também vive na corrupção.  Se foi por ingenuidade, espero que tenham se arrependido. Se foi  por interesses mesquinhos e egoístas a cobrança virá veloz como um cavalo!














O Profeta Isaías na Operação Lava Jato

.
A justiça de Deus 
Isaías, capítulo 13 

(Bíblia América - Versão 12.Pró)

1 PESO de Babilônia, que viu Isaías, filho de Amós. 

2 Alçai uma bandeira sobre o monte elevado, levantai a voz para eles; acenai-lhes com a mão, para que entrem pelas portas dos nobres. 

3 Eu dei ordens aos meus santificados; sim, já chamei os meus poderosos para executarem a minha ira, os que exultam com a minha majestade. 

4 Já se ouve a gritaria da multidão sobre os montes, como a de muito povo; o som do rebuliço de reinos e de nações congregados. O SENHOR dos Exércitos passa em revista o exército de guerra.

5 Já vem de uma terra remota, desde a extremidade do céu, o SENHOR, e os instrumentos da sua indignação, para destruir toda aquela terra. 

6 Clamai, pois, o dia do SENHOR está perto; vem do Todo-Poderoso como assolação. 

7 Portanto, todas as mãos se debilitarão, e o coração de todos os homens se desanimará. 

8 E assombrar-se-ão, e apoderar-se-ão deles dores e ais, e se angustiarão, como a mulher com dores de parto; cada um se espantará do seu próximo; os seus rostos serão rostos flamejantes. 

9 Eis que vem o dia do SENHOR, horrendo, com furor e ira ardente, para pôr a terra em assolação, e dela destruir os pecadores. 

10 Porque as estrelas dos céus e as suas constelações não darão a sua luz; o sol se escurecerá ao nascer, e a lua não resplandecerá com a sua luz. 

11 E visitarei sobre o mundo a maldade, e sobre os ímpios a sua iniquidade; e farei cessar a arrogância dos atrevidos, e abaterei a soberba dos tiranos. 

12 Farei que o homem seja mais precioso do que o ouro puro, e mais raro do que o ouro fino de Ofir.

13 Por isso farei estremecer os céus; e a terra se moverá do seu lugar, por causa do furor do SENHOR dos Exércitos, e por causa do dia da sua ardente ira. 

14 E cada um será como a corça que foge, e como a ovelha que ninguém recolhe; cada um voltará para o seu povo, e cada um fugirá para a sua terra. 

15 Todo o que for achado será transpassado; e todo o que se unir a ele cairá à espada. 

16 E suas crianças serão despedaçadas perante os seus olhos; as suas casas serão saqueadas, e as suas mulheres violadas. 

17 Eis que eu despertarei contra eles os medos, que não farão caso da prata, nem tampouco desejarão ouro. 

18 E os seus arcos despedaçarão os jovens, e não se compadecerão do fruto do ventre; os seus olhos não pouparão aos filhos. 

19 E Babilônia, o ornamento dos reinos, a glória e a soberba dos caldeus, será como Sodoma e Gomorra, quando Deus as transtornou. 

20 Nunca mais será habitada, nem nela morará alguém de geração em geração; nem o árabe armará ali a sua tenda, nem tampouco os pastores ali farão deitar os seus rebanhos. 

21 Mas as feras do deserto repousarão ali, e as suas casas se encherão de horríveis animais; e ali habitarão os avestruzes, e os sátiros pularão ali. 

22 E os animais selvagens das ilhas uivarão em suas casas vazias, como também os chacais nos seus palácios de prazer; pois bem perto já vem chegando o seu tempo, e os seus dias não se prolongarão. 





.


domingo, março 13, 2016

Qual é o tamanho do amor de Deus

.

Filho pródigo
João Cruzué.

O nome do Deus cristão é YAVÉ cuja tradução do hebraico quer dizer mais ou menos isto: EU SOU O QUE SOU. Ele também se manifestou ao velho patriarca Abrão, como  EL-SHADDAI, o Deus Todo Poderoso. Qual é o tamanho do amor deste Deus? Tendo feito esta pequena introdução, é sobre isto que vamos meditar.

Tendo chegado o Kairós de Deus  o SENHOR Deus enviou seu filho unigênito, mais conhecido pelo seu nome grego, Jesus Cristo.  Sem entrar em conceitos teológicos, que não vão ser usados na escolha da forma de linguagem deste texto, Jesus é a expressão concreta do amor de Deus.

Quando Jesus contou a parábola do "Bom Samaritano", ele mostrou que os religiosos da parábola estavam tão ocupados com coisas secundárias que deixaram de assistir uma vítima de assaltantes. Aí, veio um viajante que era natural de Samaria, uma região de pessoas preconceituosas e que também sofriam grave preconceito, viu o moço muito ferido, não pensou duas vezes, e lhe prestou socorro. Jesus, nesta parábola lançava em rosto dos fariseus a sua face pouco amorosa.

Quando Jesus viu o cortejo fúnebre do filho da viúva da cidade de Naim, ela nem sabia que Ele se preocupava com sua perda. Sem ter tido uma oração, aquela viúva viu quando um homem se aproximou e mandou o espírito daquele moço voltasse ao próprio corpo. O que era um velório se transformou em uma festa.

Quando Jesus foi cercado por um grupo de hipócritas fariseus, trazendo uma mulher que tinha sido pega em flagrante ato de adultério, eles  pediram para que ele desse o veredito que levaria à morte aquela mulher. Mas Jesus surpreendeu a todos dizendo: Aquele que estiver sem pecado, que atire a primeira pedra. Os acusadores, surpresos, foram embora. 

--Mulher, onde estão os teus acusadores? Eles se  foram SENHOR.

--Nem eu, tampouco. Vai e não peques mais!

Por último, Zaqueu era o chefe da coletoria de impostos da cidade de Jericó. Era odiado porque, eventualmente, liderava um grupo de fiscais corruptos. Entrando na cidade, Jesus viu um homem no alto de uma árvore. Era Zaqueu. Sem olhar para o lado podre do coração do homem, o SENHOR simplesmente fez um convite:

--Zaqueu, desce depressa porque, hoje, me convém pousar em sua casa. Não houve sermão, nem repreensão, nenhuma palavra. Apenas a presença de JESUS, foi suficiente para produzir uma mudança de consciência naquele velho corrupto.

Muitos outros exemplos poderiam ser tomados. Em todas as situações, acima, está evidente a GRAÇA de Deus. Aquilo que a pessoa, por si, não pode resolver, por ser uma situação de impossibilidade, o amor de Deus O leva a abaixar-se até nós para nos perdoar, curar, erguer e nos sentir amados.

Em qualquer situação, a porta do Céu sempre vai estar aberta para a entrada de uma oração. E sempre vai ser um tempo oportuno, por causa do grande amor de Deus. Este amor não pode ser descrito, porque não é possível compreender  a altura, nem a sua profundidade, mas ele pode ser experimentado. 

Basta um passo, uma palavra, um desejo ou um pensamento para Deus, que ELE nunca vai lhe virar as costas. Cada atitude de Jesus, no Evangelho, mostra as várias faces do grande amor de Deus: curando, perdoando, ressuscitando, transformando, ensinando e acolhendo meretrizes, leprosos, fiscais corruptos e outros. 

Desta maneira, de uma forma bem simples, é possível ver que Deus se preocupa conosco. Preocupa-se da mesma forma que o Pai do filho pródigo, que todo dia olhava pelo caminho para ver se seu filho mais novo estava voltando.



.


Amor, consciência e fé


Consciência
João Cruzué

O apóstolo Paulo resumiu em sua primeira carta a Timóteo o propósito do mandamento divino para o homem: A caridade de um coração puro, um boa consciência e uma fé não fingida. Os três grandes pilares onde se assenta a vida cristã. Ele também escreveu, no capítulo 12 da epístola aos Romanos que o cristão não deve se conformar com os valores de um pensamento mundano, declaradamente contrário a tudo que é de Deus. A receita de Paulo para os cristãos romanos, embora tenha quase dois mil anos, nunca foi tão atual.

Existe caridade nascida de um coração corrupto? Com certeza. Basta ver o que acontece nos governos populistas, que dão bolsas-esmola para conquistar o sufrágio dos pobres, mas preferem frequentar andar de mãos dadas com os ricos e poderosos. É uma esmola interesseira. Também, no princípio da época cristã, Jesus ensinou que não se deve fazer propaganda de ações beneficentes.

Depois da caridade, Paulo escreveu para Timóteo sobre manter uma boa consciência. Segundo o Dicionário Merrian-Webster, traduzindo da língua inglesa, consciência é a parte da mente que mostra para você se suas ações  são moralmente boas ou más. Ao meu sentir, a consciência é como uma balança que pesa e avalia suas ações. A boa consciência de que Paulo fala é consciência cristã. Meu saudoso pastor Luiz Branco, por várias oportunidades ensinava que cada crente possui uma consciência com sensibilidade diferente. É o caso de que Paulo fala: que se comer carne escandalizar seu irmão, então é melhor não comer.

Sobre a consciência neste mundo pós-moderno, onde as grandes empresas ditam moda e costumes, posso dizer que vivemos em tempos muito perigosos, pois os objetos de desejo e consumo da sociedade não cristã estão CONFORMANDO a mente muitos crentes. A febre de consumo dos smartphones, a forma de exposição nas redes sociais e o pensamento egoísta de nossa época tem amortecido o amor e turvado a consciência, principalmente, da geração mais nova.

João e Paulo sempre foram muito claros sobre o significado de amor ao mundo. Amar o mundo significa gostar das coisas que o mundo (sistema de valores) gosta. Significa se comportar  da mesma forma que um ímpio ou incrédulo se comporta. É andar, falar e relacionar-se de uma forma que não se possa diferenciar que é cristão de quem não é. Quando esta diferença não fica bem visível, é porque a presença de Deus já está ausente daquele que se diz cristão.

Esta forma egoísta, indiferente, insensível, narcisista  de viver, é o núcleo duro de um sistema de valores que o apóstolo João  (I João 2:15) ordenou: Não ameis o mundo, nem o (os valores) no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do PAI não está nele. Isto quer dizer não se deixar dobrar pelos valores do mundo. Os valores da porta larga que Jesus rejeitou em Mateus 7: vv. 13-15.

Se o cristão aceitar como normal e corriqueiro padrões de comportamento e consumo, ele pouco a pouco vai se dobrar ao laço maligno. Não existe um caminho intermediário onde você coloca um pé no caminho da prostituição, da satisfação crescente do próprio eu,  e ao mesmo tempo continua frequentando uma Igreja.

Não se deve confundir religiosidade com  fé.

Religiosidade é quando você vai a Igreja, passa o dia inteiro lá, enquanto sua mãe está doente e acamada em casa. Um exemplo estranho, mas bem mais comum do que você pensa.  A nova geração que adora passar horas e horas mexendo nervosamente os dedos sobre um smartphone , a meu ver está sujeita a um sistema mundano de valores que privilegia o "amor": o amor a si mesma.

Fé, nos dias de hoje é manter uma consciência sensível, para sempre ouvir a voz do Espírito Santo. É esperar no SENHOR e se manter atento e distante daquilo que o mundo ama. Fé é procurar manter-se afastado dos valores que o mundo defende, para agradar a Deus. Deus não nos deu um espírito de timidez. Deus não nos deu um espírito insensibilidade diante da dor e necessidade das pessoas que nos cercam. Deus não nos deu um espírito egoísta que procura colocar o eu em primeiro lugar e o próximo em último. Deus nos deu, isto sim,  um espírito de fortaleza, de amor e de moderação.

Que cada um nesta noite, feche a porta do seu quarto e coloque na balança a forma de comportar e as atitudes do cotidiano. Sobretudo, é preciso avaliar se não estamos pendurados em alguma rede maligna em um oceano de viciados. O primeiro sinal de perigo é a falta de atitudes de amor, principalmente para com os que estão dentro da nossa casa.













sábado, março 12, 2016

Muita letra e pouca fé

.
Ossos secos, ouvi a palavra do SENHOR
João Cruzué


Curiosamente, um grande paradoxo tem acontecido em meio ao povo evangélico, nestes últimos 20 anos. Nunca vimos tantas Casas Publicadoras, Seminários, Bíblias de Estudo, Programas em TV, consagrações de Pastores, Bispos, Apóstolos; realizações de Congressos e mais Congressos; construções de templos cada dia maiores e mais suntuosos; bancos de madeira sendo trocados por confortáveis longarinas. Todavia, em meio a este formidável fortalecimento religioso de atividade-meio, a figueira continua produzindo pouquíssimos frutos.

Isto se me parece muito com o vale de ossos secos, do capítulo 37 de Ezequiel. Estive meditando: Se o profeta tivesse profetizado apenas uma única vez, o resultado teria sido um formidável reboliço. Se, por acaso, isto acontecesse em um congresso em nossa época. Os presentes sairiam dizendo que o fogo teria caído de forma espetacular. Mas, nós sabemos que depois da primeira profecia de Ezequiel, o barulho não produziu vida.

Eu fico analisando. Não basta enfiar pelo tímpano dos crentes apenas um monte de palavras com extensas referências bíblicas do aconteceu com Moisés até Saulo de Tarso. Ou mesmo recitar todos os versículos da Bíblica, de cor, durante a pregação. É preciso mais. É preciso se aproximar de Deus para rogar a Ele que ordene o tempo para a segunda e  terceira profecias.

Na segunda vez que Deus mandou Ezequiel profetizar, os ossos foram revestidos de nervos, músculos e pele. Mas os corpos continuavam inertes e sem vida. Mas na terceira vez, no tempo escolhido por JEOVÁ, Deus mandou e o profeta convidou o Espírito Santo para dar vida àqueles mortos.

Imprimir livros, pregar mensagens eloquentes (e aborrecidas também) construir templos, fundar seminários, e consagrar um imenso ministério é muito bom, mas tudo isto não é suficiente para trazer o Espírito de Deus sobre os mortos.

Falar do Espírito Santo, pregar sobre o Espírito Santo, sem andar continuamente na presença de Deus, não traz o verdadeiro Espírito à vida dos crentes. Enrolar a língua, hoje, sem a manifestação dos frutos do Espírito, não é suficiente para dizer que eu esteja cheio do Espírito do Senhor.

Infelizmente, temos uma estrutura de apoio fantástica na Igreja Evangélica brasileira. Vertentes teológicas para todos os gostos, uma multiplicidade de denominações para todos os ouvidos, títulos de lideranças cada dia mais altos, Todavia, um homem cheio da graça, sozinho (Paulo), fez mais pela fé em 10 ou 15 anos de ministério do que todas as  denominações evangélicas brasileiras em 100 anos. Quem foi que profetizou o Espírito Santo na vida de Paulo? Um discípulo de Cristo, chamado Ananias.

Profetizar carro novo, casa com três andares, ou uma empresa que fature 1 milhão de dólares tem sido muito mais fácil do dizer debaixo da graça de Deus: Assim diz o Senhor JEOVÁ: "Vem dos quatro ventos, ó Espírito e assopra sobre estes mortos, para que vivam."