segunda-feira, outubro 17, 2016

Hillary Clinton, uma grande vitória depois de duas derrotas?


Grandes Mulheres Evangélicas

Hillary R. Clinton
Senadora Hillary Rodham Clinton


Tradução: João Cruzué



Estamos a poucos dias da grande eleição que revelará quem encabeçará a liderança política da grande Nação Americana. Ao que tudo indica, Hillary Clinton será a grande vitoriosa. Se ela conseguir este feito, vai mostrar que quando a fé é colocada no meio de duas grandes derrotas, o resultado não é outra derrota, mas uma grande vitória. 

Hillary sofreu uma das maiores vergonhas de sua vida quando foi traída pelo marido, o ex-presidente Bill Clinton no "affair"  Monica Levinsky. Sofreu outra grande derrota, quando perdeu a indicação do Partido Democrata para Barack Obama para concorrer às eleições presidenciais em 2008. Se ela ganhar as eleições de 8 de novembro 2016, além de dar a volta por cima,  será o 58º Presidente dos Estados Unidos da América e a maior líder mundial de nossa época. Se perder, será por falta de transparência, no caso dos e-mails escondidos do olhos do povo.


Em 21 de janeiro de 2009, a Sra. Hillary Rodham Clinton foi juramentada como a 67ª Secretária de Estado dos Estados Unidos. A Secretária Clinton foi guindada ao Departamento de Estado, depois de quase quatro décadas de serviços públicos como advogada, procuradora, Primeira Dama e Senadora.

Hillary nasceu em Chicago, Illinois, em 26 de outubro de 1947, de Hugh e Dorothy Rodham. Ela frequentou as escolas públicas locais antes de se graduar no "Wellesley College" e na Faculdade de Direito da Universidade de Yale, onde conheceu Bill Clinton. Em 1974, a Senhora Clinton mudou-se para o Arkansas, e depois de um ano, casou-se com Bil Clinton e se tornou uma procuradora de grande sucesso enquanto criava a filha do casal, Chelsea. Ela foi professora assistente da Faculdade de Direito da Universidade de Arkansas, e depois de trabalhar no fortalecimento da defensoria acadêmica local, foi indicada pelo Presidente Jimmy Carter, em 1977, para servir no quadro de Consultoria Jurídica Corporativa, que mais tarde ela presidiu.

Formatura no colégio

Durante 12 anos como Primeira Dama do Estado de Arkansas, ela presidiu o Comitê Normas Educativas do Arkansas, e foi co-fundadora da "Advocacia para a infância e Família" e participou da administração do Hospital da Infância do Arkansas e do Fundo de Defesa Infantil.

Em 1991, o governador Bill Clinton foi eleito Presidente dos Estados Unidos, e como Primeira Dama, Hillary Clinton se tornou uma defensora da reforma dos serviços de saúde e trabalhou em várias questões relacionadas com infância e família. Ela liderou com muito sucesso esforços supra-partidários para melhorar adoções e sistemas de cuidados sociais, redução de gravidez entre adolescentes, e providenciar serviços de saúde para milhões de crianças através do Programa de Seguro de Saúde Infantil. Ela também visitou mais de 80 países como um das representantes americanos, conquistando o respeito como campeão de defesa dos direitos humanos. Seu famoso discurso em Pequim, em 1995, quando ela declarou que "Direitos Humanos são direitos das mulheres e direitos das mulheres são direitos humanos" inspirou mulheres em todo o mundo e ajudou galvanizar um movimento global em favor dos direitos femininos.



Estudante de Direito em Yale

Juntamente com a (ex)Secretária de Estado Madeleine K. Albright, Hillary Clinton trabalhou para o lançamento da Iniciativa Governamental das "Vozes da Democracia pela Vida". Hoje a "Vital Voices" é uma organização não governamental que continua treinando e organizando lideranças femininas pelo mundo.

Em 2000, Hillary Clinton fez história com a Primeira Dama eleita para o Senado americano e como a primeira mulher eleita ao Senado pelo Estado de Nova York. No Senado ela serviu nos Comitês de Serviços das Forças Armadas, Saúde, Educação, Trabalho e Pensões, Meio Ambiente e Obras Públicas, Orçamento e Melhor Idade. Ela também foi Comissária na Comissão de Segurança e Cooperação com a Europa.

Como Senadora, a Senhora Clinton trabalhou entre as fronteiras partidárias para construir um suporte para causas importantes do país e pra seus comitentes, incluindo oportunidades de expansão econômica e acesso aos serviços de saúde disponíveis com mais qualidade. Após os ataques terroristas de 11 de setembro de 2001, ela foi uma poderosa defensora pela consolidação e reconstrução de Nova York quanto aos cuidados de saúde dos primeiros trabalhadores que arriscaram suas vidas trabalhando no Marco Zero. Hillary Clinton também patrocinou a causa dos Militares da americanos e lutou por melhores cuidados de saúde e benefícios para os membros e veteranos da Reserva e Guarda Nacional, feridos em serviço. Ela também foi a única membro do Grupo Consultivo do Comando das Forças conjuntas do Departamento de Defesa.



Album de casamento

Em 2006, Hillary foi reeleita para o Senado por Nova York, e em 2007 começou sua histórica campanha para a Presidência. Em 2008, depois de perder a indicação, envolveu-se na campanha para eleger Barak Obama e Joe Biden, e em novembro do mesmo ano, ela foi designada pelo já Presidente Obama, para servir como Secretária de Estado.

A Secretária Hillary Clinton é autora de best-sellers, incluindo suas memórias, "História Viva", e do livro pioneiro sobre crianças "It Takes a Village". A Senhora Clinton e seu esposo, o ex-presidente Bill Clinton, moram na cidade de Nova York.


Se ganhar no próximo dia 8, será a primeira vez que uma mulher ascenderá à Casa Branca como presidente dos Estados Unidos. Apesar de seus defeitos, uma qualidade ninguém lhe poderá negar: depois de cada queda, ela sempre se levantou, sacudiu a poeira, e partiu para um novo desafio.

Fonte de consulta: U.S. Department of State
---


Nota: A senhora Hillary Clinton é evangélica, membro da Igreja Metodista. Ela conquistou o respeito dos cidadãos americanos pelo seu comportamento público digno, discreto e cristão em face aos escândalos sexuais que seu marido, o então Presidente Bill Clintou foi protagonista nos anos 90. Sua filha Chelsea, 29, noivou no "Thanksgiving" do ano passado com o jovem judeu Marc Mezvinsky.





.


3 comentários:

Anathallycio Nascimento disse...

Saudações Cristãs

Tenho muita admiração e respeito pelo irmão que administra este blog, pois sempre posta artigos relevantes para edificação espiritual dos seus leitores. Mas desta vez me sinto no dever de discordar, é claro que vou manter o devido respeito que uma pessoa idônea e competente merece.
Vamos lá então: fiquei surpreso em saber que ela é evangélica. Defendendo o aborto, o ajuntamento de pessoas do mesmo sexo( casamento para mim é só entre homem e mulher), a ideologia de gênero e outras aberrações "progressistas".
A política de omissão dos Estados Unidos sob a liderança de Barack Obama está fazendo a Rússia ser a protagonista da atualidade, da pior maneira possível, atacando civis na Síria para defender um sanguinário ditador.
Donald Trumph não é flor que se cheire, mas se Hillary for eleita, os Estados Undos vão se desgraçar de vez, esta é a minha opinião.
Os estados Unidos tem todas as condições de combater e vencer de vez os terroristas do Estado Islâmico. Até agora não fez por quê? Simpatia com o islamismo?
Quando o amado irmão postar outros artigos relevantes, se puder eu comento e replico colocando no meu blog, citando a fonte, é claro.
Fraternalmente em Cristo.

José Anatalício

Administrador do blog www.avozdosetor10.blogspot.com e do face: Admossoro.Setorx

Joao Cruzue disse...

Irmão José Anatalício,

Sua opinião merece todo o meu respeito.

Abraço fraternal, e a paz.

Anathallycio Nascimento disse...

Saudações Cristãs

Obrigado por sua consideração.
Cristão de verdade tem que ser assim, pode até discordar um do outro algumas vezes, mas sempre MANTER O RESPEITO.
Que o Espírito Santo continue a lhe inspirar para que seus milhares de leitores fiquem sempre recebendo conteúdo edificante.

Fraternalmente em Cristo Jesus.

José Anatalicio