quinta-feira, junho 12, 2014

O fermento farisaico

Photobucket

Ajuntando-se, milhares de pessoas,
de sorte que se atropelavam uns aos outros,
começou a dizer aos seus discípulos:
Acautelai-vos, primeiramente,
do fermento dos fariseus,
que é a hipocrisia.

João Cruzué

Hipocrisia é o ato de fingir ter crenças, virtudes e sentimentos que na verdade não se possui. A palavra vem do latim hypocrisis e do grego hupokrisis e ambas significam representar ou fingir. Nosso texto vai se limitar ao universo cristão.

Um dos mais conhecidos contos de nossa era, sem dúvida é o daquele Rei que foi aconselhado por dois espertalhões a usar uma roupa tecida por eles com nanofios dourados que apenas os súditos mais inteligentes poderiam ver. Invisível para os "burros". Não querendo passar por asnos, todo mundo conseguia "enxergar" a roupa do Rei - principalmente seus ministros. Mas, na verdade, ele estava nu.

Como de costume, nosso livro de textos é a Bíblia. Então vamos buscar alguns fatos ou personagens caracterizados por atitudes hipócritas. De antemão digo que enquanto estivermos neste mundo não estamos isentos da sua carapuça ou capa, em maior ou menor tamanho. O que não é bom, pois Deus ama a sinceridade e condena a mentira. Errar é humano, mas permanecer hipócrita é falta de caráter.

O perigo da avareza. Disse Judas: Por que não se vendeu este unguento por trezentos dinheiros e não se deu aos pobres. Contextualizando: é muito comum ouvirmos isso: Estes recursos dariam para construir 2.000 habitações populares ou comprar 20.000 cestas básicas. Judas não alcançou perdão porque os avarentos não podem entrar no reino dos céus. Seu grau de avareza chegou ao ponto de cometer uma loucura, a de vender uma pessoa amiga por 30 moedas de prata.

Um juízo hipócrita: "E aconteceu que, no tempo em que os reis saiam para a guerra, enviou Davi a Joabe, e a seus servos com ele, e a todo o Israel, para que destruíssem os filhos de Amom e cercassem Rabá; porém Davi ficou em Jerusalém. E aconteceu, à hora da tarde, que Davi levantou-se do leito, e quando andava passeando no terraço real, viu uma mulher que estava lavando-se; esta mulher era mui formosa à vista. Então, Davi enviou "cupinchas" e a mandou trazer; deitaram-se juntos, e depois ela voltou para sua casa.

E sucedeu que, pela manhã, Davi escreveu uma carta a Joabe e mandou-lha por mão de Urias - o marido traído. Escreveu na carta, dizendo: Ponde Urias na frente da maior força da peleja; e retirai-vos de detrás dele, para que seja ferido e morra.

E o SENHOR enviou o Profeta Natã a Davi; e, entrando ele a Davi, disse-lhe: Havia numa cidade dois homens, um rico e outro pobre. O rico tinha muitíssimas ovelhas e vacas; mas o pobre não tinha coisa nenhuma, senão uma pequena cordeira que comprara e criara; e ela havia crescido com ele e com seus filhos igualmente; do seu bocado comia, e do seu copo bebia, e dormia em seu regaço, e a tinha como filha. E, vindo um viajante ao homem rico, deixou este de tomar das suas ovelhas e das suas vacas para guisar para o viajante que viera a ele; e tomou a cordeira do homem pobre e a preparou para o homem que viera a ele.

Então, o furor de Davi se acendeu em grande maneira contra aquele homem, e disse a Natã: Vive o SENHOR, que digno de morte é o homem que fez isso. E pela cordeira tornará a dar o quadruplicado, porque fez tal coisa e porque não se compadeceu. Então, disse Natã a Davi: Tu és este homem!"

Até chegar no fundo do poço, Davi foi deixando-se enrodilhar pelo diabo. Primeiro, pela primeira vez na Bíblia estava no ócio. A partir daí começou a queda. Passou a contemplar e apreciar mulheres nuas. Contextualizando: pornografia, filmes indecentes, revistas masculinas e fotos. A partir daí ele já estava fisgado pelo "anzol" do diabo, ao ponto de adulterar e matar.

Comentando mais sobre este assunto, sempre acreditei que sob a fachada de zelo ou juízo exagerado se  esconde a capa de um pecado mortal. Veja a reação de Davi ao ouvir o relato do banquete com a cordeira do pobre. Os fariseus no tempo de Jesus eram exageradamente críticos. Ele os classificou várias vezes como geração adúltera. Os "amigos" de Jó também foram muito ácidos com ele e Deus não se agradou das palavras deles.

Hipocrisia religiosa: E ocasionalmente descia pelo mesmo caminho certo sacerdote, ao ver o homem caído no caminho, passou de largo. A mesma coisa fez o levita. Sobre este assunto em particular dá para escrever páginas e páginas de "ripa" sobre sacerdotes e levitas. Pastores e diáconos; bispos e padres. Disse Tiago: Aquele que sabe fazer o bem e não o faz, peca. Não quero externar aqui uma enxurrada de palavras de revolta sobre o caráter e liderança de religiosa de ninguém. Vou apenas afirmar que a mesma falta de compaixão do sacerdote e do levita na parábola do bom samaritano está profundamente arraigada na casa do Senhor.

Missões nos dias de hoje em muitas Igrejas são feitas com políticas de marketing. Não consigo esquecer-me de um certo alcaide paulistano que fez um projeto para colocar todos as pessoas que moravam debaixo de viadutos em quartos de hotéis pagos pela prefeitura. Tirou várias fotos de uma única família e depois fez uma maciça campanha na mídia. De fato era só uma família, mas através de marketing enganoso parecia que todos os moradores de rua da cidade estavam morando em confortáveis quartos de hotéis. Da mesma forma, usar um missionário ou uma família de missionários como fachada para encobrir a falta de empenho, visão e batismos é muita hipocrisia

Política: Se algumas das grandes Igrejas de nossa pátria tivessem a mesma paixão pelas almas que seus interesses (sempre racionalizados) por mandatos e cargos públicos, metade do Brasil já seria do Senhor Jesus. E o dinheiro da Casa do Senhor não pode ser fonte de financiamento de candidatos. Quem fizer isto estará trilhando o mesmo caminho de Judas, que surrupiava os recursos depositados na bolsa dos apóstolos, sendo o único caso que conheço na Bíblia, em que o próprio diabo apoderou-se de uma pessoa. A profanação do uso do dinheiro da Casa do Senhor é uma hipocrisia mortal para a sorte da família de quem a produz.

Existe um ponto, além do qual quem exerce o poder não consegue mais voltar. Há um muro que ao sofrer uma brecha, deixará uma família inteira exposta à fúria destruidora do inimigo. Não importa se tal pessoa já construiu uma torre até o céu. Como se diz na física: quanto mais elevado está um corpo, maior será sua energia potencial - de queda.

Vivemos em dias semelhantes aos de Noé. O povo está comendo, bebendo, casando e dando-se em casamento. O fermento dos fariseus - a hipocrisia religiosa - como cupins, está destruindo a comunhão com Deus de muitos cristãos.

Arrependa-se! Antes que a "casa" caia.


.

Um comentário:

Pr.Francisco de Assis de Siqueira Campos disse...

A Paz meu amado João, mais uma vez e alegro em ver suas postagens e sou grato a Deus por sua vida, é isso realmente que está o correndo nos arraiais evangélicos e é de palavras assim que a igreja precisa.