sábado, junho 29, 2013

A oração que Deus se agrada




João Cruzué


É muito apreciada no meio evangélico, a conversa do Rei Assuero com  Hamã, o Superintendente do Reino da Pérsia, sobre o que deve  se devia  fazer com o homem de cuja honra o Rei se agradava. Este assunto bem humorado nos lembra a rasteira que o esperto superintendente levou do Rei. Mas, afora o bom humor, há algo muito mais profundo na questão que nos mostra o trabalhar contínuo de Deus na vida do crente para prepará-lo, para o dia das grandes bênçãos.

Levar vantagem às custas dos outros, é fato rotineiro na vida da gente,  e até muito apreciado por esta geração. A Lei de Gerson. O malandro e o otário. O pianista e o carregador de piano. O que anda com sinceridade diante de Deus, mas que sempre está por baixo,  e irmão esperto e o ímpio nadando de braçada no oceano de bênçãos.

Ansiedade. Murmuração. Desânimo. Injustiça. Nenhuma destas quatro coisas se vê no livro de Ester com relação a Mordecai. Ele fez bem ao Rei, mas foi outro que levou a honra, sem ter feito nada. Quando o Hamã, o Primeiro Ministro, passava, todo joelho se dobrava. Menos o de Mordecai, o homem certo, momentaneamente no lugar errado. 

E depois de certo tempo por cima da "carne seca", Hamã e sua mulher teceram planos para pendurar o pescoço do judeu em uma trave muito alta. Nesse ponto Deus, que aparentemente estava distante, deixou de acompanhar e partiu para a ação.

De noite fugiu o sono do Rei Assuero. E ele sentiu um desejo de reler o Livro de Crônicas do reino. E ao pegar o Livro, abriu aleatoriamente um página, e lá estava o registro da boa ação de Mordecai.

--Que honra e distinção recebeu este homem por seu feito? Perguntou o Rei.

--Coisa nenhuma se lhe  fez! Responderam seus assistentes.

E nesse exato momento Hamã entrou no pátio, com o propósito de pedir o pescoço de Mordecai.

E o Rei Assuero perguntou-lhe: Que se fará ao homem de cuja honra o Rei se agrada?

E o Superintendente Hamã, cheio de presunção  e interesse respondeu:

Tragam a veste real que o rei costuma vestir, como também o cavalo em que o rei costuma andar montado, e ponha-se-lhe a coroa real na sua cabeça.  E entregue-se a veste e o cavalo à mão de um dos príncipes mais nobres do rei, e vistam delas aquele homem a quem o rei deseja honrar; e levem-no a cavalo pelas ruas da cidade, e apregoe-se diante dele: Assim se fará ao homem a quem o rei deseja honrar! 

Então, disse o Rei a Hamã: Apressa-te, toma a veste e o cavalo, como disseste, e faze assim para com o judeu Mardoqueu, que está assentado à porta do rei; e coisa nenhuma omitas de tudo quanto disseste. 

E Hamã tomou a veste e o cavalo, e vestiu a Mardoqueu, e o levou a cavalo pelas ruas da cidade, e apregoou diante dele: Assim se fará ao homem a quem o rei deseja honrar! 

Deus não se agrada de qualquer oração. E tem oração, que é tudo, menos oração. Murmuração.

O que é murmuração e que resultados ela traz? Imagine a seguinte situação:

1. Mardoqueu ou Mordecai vai e fica de ouvido atento aos planos de assassinato do Rei. Depois corre até os ouvidos das pessoas mais íntimas dele e delata aqueles planos. O Rei é salvo, e na semana seguinte chama para ser seu primeiro ministro uma pessoa interesseira. 

2. Frustrado, Mordecai vai para casa e começa a orar. Senhor, como pode se esquecer de mim desta maneira. Fui eu quem livrou o Rei de ser assassinado, e agora em vez de honra, não aconteceu nada. E para piorar, o Senhor deixou o Rei honrar um sujeito ímpio, que nunca fez nada para ele. Da próxima vez que ouvir algum plano, eu fico na minha e que se dane o Rei!

Mas não foi isso que aconteceu. A Bíblia não fala que Mardoqueu deu um pio contra Deus. Em tempos atuais, em que os protestos e manifestações estão em alta, Mordecai foi protestar sozinho no pátio do Rei.  Tendo sido mal interpretado, levou um pito da Rainha Ester. Reagiu e disse com muita franqueza que a Rainha estava sendo omissa! Fez bem, o que tinha de fazer. Fez certo a coisa certa.

Deus mudou a sorte de Mardoqueu porque ele não era um murmurador. Em Ester 4:1 está dito qual foi sua reação diante de Deus. Ele rasgou suas vestes, se vestiu de saco de cinza, e foi andando e clamando com grande clamor pelo meio da cidade. Luto, jejum, lamentação e saco de cinza.

No tempo certo, o impostor ficou sem o pescoço e o justo foi colocado em seu lugar. Isto nos mostra que nem sempre o caminho pela terra dos filisteus é o melhor caminho para se chegar em Canaã. Ou, que o caminho mais fácil e o mais curto é o caminho para se chegar à presença de Deus.  Foi assim com Abraão, Jacó, Moisés e Davi.

Não murmure. Não fique ansioso. Continue com as mãos nos remos. Continue segurando o arado. Quando chegar o dia em que seus adversários se reunirem para pedir o seu pescoço, a mão de Deus vai se levantar e colocar o seu pé sobre o pescoço deles.

É assim que Deus faz com o homem ou a mulher de cujo coração Ele se agrada! 

Ô glória!!!








Frases cristãs e não cristãs para você pensar



MARTIN LUTHER KING



"Mas, mesmo nos momentos inevitáveis quando tudo parece sem esperança, os homens sabem que sem esperança eles não podem realmente viver, e em desespero agonizante clamam pelo pão da esperança." 


"E eu posso ouvir uma voz dizendo, clamando através da eternidade "Eu me agradei de ti" Tu és uma vaso da minha graça porque isto estava em teu coração" E é tão bom que isto estava em teu coração"


"A igreja deve ser lembrada  que não deve ser nem mestra nem  serva do estado, mas sim a consciência do estado. Ela deve ser o guia e o crítico do Estado e nunca  sua ferramenta."


"Para o homem moderno, o certo e o errado absoluto é uma questão do que a maioria esteja fazendo. O certo e o errado são relativos a gostos e desgostos e aos costumes de uma determinada comunidade. Nós inconscientemente aplicamos a teoria da relatividade de Einstein, que descreve adequadamente o universo físico ao reino da ética e da moral. "


"Minha chamada para o ministério não foi dramática nem espetacular. Ela não veio através de uma visão milagrosa nem da experiência de uma luz ofuscante na estrada da vida. Além disso, ela não veio de uma forma repentina. Pelo contrário, foi a resposta a um impulso interior que gradualmente veio sobre mim. Este impulso se expressava através de um desejo de servir a Deus e à humanidade e o sentimento de que meus talentos e meu compromisso poderiam ser melhor expressos através do Ministério."


"Depois de quarenta anos dos mais vigorosos esforços para suprimir a religião, a hierarquia do Partido Comunista enfrenta agora o fato inusitado de que milhões de pessoas estão batendo na porta da Igreja. "


"Muitos homens continuam a bater na porta da igreja à meia-noite, mesmo após a igreja ter tão amargamente os  desapontado, porque sabem que o pão da vida está lá."



PLATÃO:

"A personalidade humana é como uma carruagem com dois cavalos teimosos, cada um querendo seguir por uma direção."



MAIACOVSKY

(É Preciso Agir)

Na primeira noite


eles se aproximam



e colhem uma flor



em nosso jardim.



E não dizemos nada.




Na segunda noite,



já não se escondem:


pisam as flores,

matam nosso cão,

e não dizemos nada.



Até que um dia,


o mais frágil deles,
entra sozinho em nossa casa,

rouba-nos a lua, e,

conhecendo nosso medo,

arranca-nos a voz

da garganta.



E, porque não dissemos nada,


já não podemos dizer mais nada.


.

sexta-feira, junho 28, 2013

A racionalização da Igreja da Suécia diante do casamento gay


Nova lei marital e a sugestão da Igreja da Suécia


Assembleia Geral da Igreja da Suécia em Upsala
David Jonasson

Tradução de João Cruzué

O Conselho Central da Igreja da Suécia decidiu propor que a Assembléia da Igreja adote as novas regras de matrimônio de acordo com a nova Lei marital sancionada em primeiro de maio 2009. Esta lei dá a casais do mesmo sexo o mesmo direito ao matrimônio que outros.

O Conselho Central também sugeriu que o Estatuto da igreja deva ser modificado para permitir que "noivos" do mesmo sexo possam ser casados, com um modo alternativo de expressar os votos nupciais. Por exemplo, a expressão 'marido e mulher’ deve ser modificada para "cônjuges".

Na ordem do dia da Assembléia da Igreja fica enfatizado que: “o matrimônio, segundo a visão evangélica Luterana , é uma instituição social regulada por autoridades públicas. Da perspectiva da teologia da criação, o matrimônio tem o objetivo de garantir uma relação entre cônjuges para proporcionar um ambiente seguro para o crescimento das crianças”.

O arcebispo Anders Wejryd disse que o mandamento do amor é superior a outras mandamentos e proibições na Bíblia.

“Quando a Igreja da Suécia se posiciona na questão do matrimônio entre pessoas do mesmo sexo, a pergunta mais relevante é: se isto prejudica ou ajuda as pessoas. A Igreja da Suécia quer apoiar relações fiéis”, escreveu Wejryd em uma nota à imprensa.

A Assembléia da Igreja votará a proposição neste Outono. Por enquanto parece que a maioria apoia a proposição, a única exceção vem do grupo Frimodig Kyrka.

Depois de serem notificados sobre a proposição do Conselho Central, eles responderam que o assunto é problemático por vários motivos. Ele vai de encontro às opiniões que alguns bispos já exprimiram publicamente, que isto pode prejudicar relações ecumênicas tanto dentro como fora do país, pois os argumentos teológicos de uma modificação nos Estatutos Eclesiásticos são por demais débeis e não completamente discutidos.

“Eles estão prontos para se aprofundarem além dos rachas e feridas da já combalida unidade dentro da Igreja da Suécia. Com a obrigação de realizar o matrimônio de acordo com a nova lei marital a igreja será lágrima e trapos além disso a questão é se isto irá mantê-la unida em absoluto”, Erik Johansson, sacerdote e membro de Frimodig Kyrka, escreve em resposta.

A Igreja da Suécia é a maior igreja do país. Até 2.000 ela manteve a posição de uma igreja estatal. Ela adotou naquele período uma estrutura administrativa basicamente nos moldes do estado. Seu sistema eleitoral é o mesmo usado nas eleições parlamentares ou municipais.


Fonte: Stockholm News


Comentário: traduzi este artigo para informação das lideranças evangélicas brasileiras. Caso aconteça mesmo a aprovação da Lei da homoafetividade, uma série de outras proposições de alterações constitucionais virão rapidamente em seu rastro. Moral da história: muito cuidado na hora de votar nas próximas eleições. O seu voto pode ajudar a criar uma cobra que não vai ter nenhum compromisso com as crenças da Igreja. Por isso, o voto evangélico deve ser melhor trabalhado, debatido, principalmente nas Revistas de Escola Dominical. Não sei quem alienou o povo evangélico da política, mas se não tivermos organização consciência nestes institutos, ainda podemos prensenciar pastores realizando casamentos entre pessoas do mesmo sexo dentro de seus tempos. Na marra, sob ordem de juiz, que exigirão o cumprimento da lei prejudicada.

Isto significa que de agora em diante, em questões de representatividade, não podemos mais errar, pois o outro lado atua com muita organização - além de ser financiado tanto com recursos públicos (nossos impostos) quanto através aportes financeiros do exterior.

Quando um pastor evangélico vai à Brasília entregar um manifesto, ele é atacado pela mídia e é rotulado de o "atraso" da sociedade. Conversa. Isto sim, é que é discriminação contra nossa forma de pensar. Em uma democracia, temos garantias por direito de nos manifestar pacificamente, com ordem.


É claro que devemos ter todo o cuidado para evitar a polêmica, mas que fique bem claro nossa posição. Eu respeito a posição de muitos blogueiros que espiritualizam muito as coisas. Eles sempre batem na mesma tecla: que o mundo jaz no maligno, que é assim mesmo, que vai piorar etc. Eu penso diferente: o mundo está mesmo apodrecendo, mas Jesus Cristo já definiu muito bem a função da Igreja no mundo: sal e luz. O sal serve para combater a putrefação e a luz para iluminar a mente das pessoas que estão nas trevas. É claro que estou falando de coisas espirituais. Nossas armas são uma conscientização da realidade e o uso da Palavra de Deus. Nós não lidamos com o ódio. Defendemos democraticamente nossa liberdade de opinião.

Moral da história: Cristo não comissionou sua Igreja para ficar omissa esperando que a podridão e as trevas tomem conta de tudo.
 Quem duvida disso que veja como agem as autoridades de Israel. Eles oram e lutam.

João Cruzué


quinta-feira, junho 27, 2013

terça-feira, junho 25, 2013

O que vem depois do deserto


Deserto do Sinai
João Cruzué

"E quero irmãos que saibais que as coisas que me aconteceram contribuíram para maior proveito do Evangelho, porque a vós foi concedido, em relação a Cristo, não somente crer nele, mas padecer por Ele, mas Deus é o que opera em nós tanto o querer como o efetuar, segundo sua boa vontade". Filipenses.

Escrevi esta mensagem para você que está passando um longo período no deserto ou no vale da angústia. Tudo o que você fez até agora, não deu nada certo. Embora tenha molhado muitas vezes seu rosto com as lágrimas do abandono. Deus não responde suas orações. Eu vim aqui para dizer que o SENHOR não o(a) abandonou. Este vale escuro vai passar e o Sol da vitória novamente vai levantar-se sobre sua vida para brilhar ainda mais que no passado.

Seus pensamentos estão confusos e seu coração triste porque está lhe faltando quase tudo. E, quando você observa as pessoas à sua volta, principalmente seus parentes e as pessoas não crentes você repara que elas não passam por nenhuma falta. Então decepcionado(a) você procura um lugar solitário e ali derrama suas lágrimas e pergunta ao Senhor - por quê?

Se o Senhor está provando você porque Ele a(o) ama. Os dias que você está passando no vale não são um tempo perdido: é um tempo de capacitação e investimento. Até Jesus passou por coisas assim. Há algo precioso que o Senhor vai confiar a você para fazer e é no vale que vai aprender a olhar e ver como Senhor vê. Mas não saia de porta em porta procurando por profetas para tentar saber a visão antes do tempo. O Espírito Santo vai falar ao seu coração no tempo apropriado. 

Na primeira oportunidade que tiver, Olhe-se na frente do espelho. Olhe bem nos seus olhos, e diga para Jesus algo do fundo de seu coração. 

Sabe, às vezes adquirimos uma cultura religiosa errada, monótona, cega, insensível. As quatro paredes de um Templo podem nos impedir de ver o que se passa lá fora. Você sabia que nunca tivemos tantas Igrejas, tantos pastores, tanta facilidade para falar do amor de Deus e paradoxalmente o mundo nunca antes teve tantas pessoas perdidas e tantas almas sedentas sem saber nem do que? Sabia também que em meio a tantos crentes, há uma carência muito grande de pessoas que tenham um compromisso de servir a Deus sinceramente?

O Senhor não quer que você seja mais um(a) assentado no banco dos insensíveis, na cadeira dos hipócritas, um cego que pensa que vê. O Senhor está muito mais perto de você que antes. Ele quer lhe dar olhos que enxergam as necessidades das pessoas, mãos que não sejam egoístas, um coração que se enterneça com as necessidades do próximo. É no vale que o Senhor se aproxima de nós, porque choramos mais, oramos mais, questionamos mais e conseguimos abrir nosso coração até dizer o que Ele quer ouvir de nós.

Quando saí da casa de meus pais, para vir à cidade de São Paulo, tinha dois propósitos: trabalhar e me graduar em uma universidade. Todavia o Senhor tinha um outro propósito maior - de escrever meu nome no livro da vida. Em 11 anos aqui, aceitei Jesus, graduei-me, fiquei bem financeiramente, casei-me, constitui um lar cristão com esposa e duas filhas. Mas dias vieram anos à frente, em que a necessidade bateu à nossa porta. Também foram longos 11 anos de desemprego, frustrações, privações, humilhações, desesperança e muitas lágrimas.

A primeira visão que o Senhor deu-me foi coletar e enviar literatura bíblica para grupos de crentes presos nas penitenciárias do Estado de São Paulo. Faltavam três anos para sair do vale. Ao lado do CDD do Correio aonde fui - durante dois anos - postar cartas sociais para aconselhamento de presidiários, tem um hospital público. No final dos 11 anos de vale, isto é, em 2003 o Senhor enviou uma pessoa à minha casa para comunicar a existência de uma oportunidade temporária com contador daquele hospital. Tive muitas vitórias. Sendo a última um sonho: auditor concursado em um Tribunal de Contas.

Em seguida veio um concurso em que consegui definitivamente o direito ao cargo - pela graça de Jesus. Ali, uma surpresa: aprendi muitas coisas sobre computadores e programas. Voltei a escrever - nos anos 80 fui jornalista, editor de uma tabloide evangélico. Tive oportunidade de estudar inglês por dois anos. O mundo hoje fala inglês, e três bilhões de pessoas ainda não sabem quem é Jesus. 

Durante os 11 anos no vale, fiz um compromisso comigo mesmo de glorificar o nome dele trabalhando com a palavra escrita. Sem nenhum exagero, tenho usado a WEB para evangelizar e fortalecer pessoas tanto no Brasil quanto na Ásia. Algumas das mensagens que Jesus deu-me, eu as traduzi para o inglês e tenho recebido testemunhos de pessoas que foram tocados pelo Espírito do Senhor enquanto as liam tanto do Brasil como de outros países.

Antes eu apenas via as quatro paredes da Igreja. Hoje eu consigo olhar para toda a terra, e com as ferramentas que o Senhor capacitou-me posso falar de Jesus sem dificuldades para muita gente. Minha maior alegria são os testemunhos que recebo das pessoas que se alegram com as mensagens que o Senhor concede-me escrever.

O amor por este trabalho de escrever - foi amadurecido nos três últimos anos no vale, durante o tempo em que escrevi quase mil cartas de próprio punho para aconselhar e comunicar-me com presos. Cheguei a ficar com dores no cotovelo direito e no ombro de tanto escrever à mão. Foi um ótimo investimento.

Por isso, nesse tempo que você está no vale, ocupe-se. Reaviva seu compromisso de servo(a) do Senhor e não se envergonhe de fazer aquilo que o Espírito Santo falar ao seu coração. Será do meio deste vale que o Senhor vai tomar sua mão e conduzi-lo(a) passo a passo para lugares mais altos. Não para ser engrandecido(a), mas para servir. Chegará tempo, que você olhará para trás e vai agradecer ao Senhor por esses dias difíceis que podem fazer de você um cristão compromissado e sincero com Deus.

Anime-se! Continue fiel ao Senhor no vale. Se seus olhos pudessem ver, todas as vezes que você está aflito(a) poderia contemplar O Senhor perto de você dizendo carinhosamente: "Continua! Não desfalece, pois a sua bênção está muito perto".

Jesus é fiel, Ele nunca vai abandonar você.





.

Reflexões de um cristão por Carol Wimmer




De Carol Wimmer

Tradução: João Cruzué

Quando digo... "Sou cristão"
Não estou gritando "que sou salvo"
Mas sussurrando que "era um perdido"
Que escolheu o Caminho.


Quando digo... " Sou cristão"
Não falo isso por orgulho
Estou confessando que tropeço
E preciso de meu Guia.


Quando digo... " Sou cristão"

Não estou querendo ser forte
Mas professando que sou fraco
Pedindo forças para prosseguir.


Quando digo... "Sou cristão"
Não estou jactando-me do êxito
Estou admitindo que sou falho
E não posso pagar minha dívida.


Quando digo... "Sou cristão"
Eu sei que não sou perfeito
Minhas falhas são visíveis
Mas Deus confia que mereço.


Quando digo... "Sou cristão"
Eu ainda sinto dores
São minhas cotas de angústias
Porque busco ao Senhor.


Quando digo... "Sou cristão"
Eu não quero ser juiz
Pois não tenho autoridade
Eu só sei que sou amado.
=.=.=



.

domingo, junho 23, 2013

A Globo prepara a vinda do Papa

.
João Cruzué

Não sei se vocês notaram, mas as notícias e imagens que estão sendo veiculadas maciçamente pela mídia Global só mostra o lado ruim das manifestações dos últimos 12 dias. Em raros (e põe raros nisso) é dito alguma coisa sobre as centenas de milhares, milhões, de pessoas que vão à rua para protestar contra a má administração dos governos - sem exceção. Para a TV e Portal Globo só tem baderna.

O interesse por trás disso é manipular a opinião pública que está aderindo em massa às manifestações para que continuem em casa, assistindo suas novelas, vendo o futebol e não se conscientizem de que ano após ano a corrupção aumenta, o país não cresce, a transposição do São Francisco virá pó, os impostos não chegam até as necessidades da população. E como ali tudo é planejado, o propósito mas urgente é pacificar a sociedade para a vinda do Papa, e depois, salvar a transmissão dos jogos do ano que vem.

Se esta mensagem colar na mente dos brasileiros fãs de novela e fanáticos por futebol (até os crentes está começando a gostar) os protestos vão diminuir, a borracha e a pimenta aumentar, e quando o Papa chegar, no final de julho, vai encontrar o país pacificado.

Por fim, quero dizer que quem está escrevendo aqui não é nenhum bocó em assuntos de jornalismo. Já trabalhei na edição de jornal por mais de três anos. E sei por experiência própria que, se você planejar o assunto, a mensagem, o foco, o conteúdo vai ficar pronto pela mão e boca de centenas de pessoas. E as partes quando juntadas em um todo vão se coadunar 100% com o conteúdo planejado.

Abra o olho, Irmão. Tem gente que deseja que tudo continue do mesmo jeito. É só observar o tipo de imagem que está sendo veiculada em todo noticiário que apresenta.



.  

sábado, junho 22, 2013

A polêmica entre evangélicos e homossexuais

.


João Cruzué

Tenho observado com preocupação uma excessiva politização entre algumas lideranças evangélicas encabeçadas pelo Pastor Silas Malafaia e algumas lideranças do movimento gay. Este, está em campanha global pelos direitos que julgam ter enquanto aquele tem usado a mídia para combater uma mudança no Código Civil e na Constituição Brasileira desfavorável aos crentes no seu direito de expressão. A esta sopa quente, um novo protagonista, o pastor Marco Feliciano, veio colocar mais pimenta, apelidada de"cura gay" . Afinal, qual deve ser a postura da Igreja Evangélica diante destes acontecimentos tão polêmicos? É sobre isto que deixar minha simples opinião e sugerir juízo.

Quando um pastor evangélico vai a grande mídia para expor sua opinião, um direito constitucional seu, como cidadão, por mais que queira justificar, perante a opinião pública, ele continua sendo um pastor. Poucos vão conseguir separar o cidadão do Pastor, ainda mais se na sua exposição, ele mistura pregações, versículos bíblicos e posicionamentos político. O pastor não um cidadão comum, pois tem um chamado cuidar do arado de Deus.

De repente, no Brasil inteiro, temos um posicionamento antagônico batido e  rebatido. De  estão algumas lideranças evangélicas lideradas pelo pastor Silas Malafaia. De outro os líderes da militância gay. No meio de tudo isto, atentamente observando, está uma multidão de brasileiros ainda não crentes que precisam ser salvos por Jesus.

Há menos de uma semana nós presenciamos uma vitória acachapante entre um davi e um golias. O MPL e a Polícia Militar do Estado de São Paulo. Bastou um grande excesso de borrachadas na frente do Theatro Mvnicipal, onde 3000 jovens apanharam demais de 980 PMs, para que um Movimento anarquista conquistasse o coração do povo paulistano e brasileiro. Sim, o Movimento Passe Livre é declaradamente anarquista.

Se esta polêmica crescente entre meia dúzia de pastores evangélicos e o movimento gay não beneficia a Evangelização de ninguém. Este  negócio de "cura" gay está sendo manipulado na mídia de duas formas. O ativismo gay afirma que se projeto passar os gays serão obrigados a se tratarem como doentes no psicólogo. É isto que dizem. No meio evangélico, leia-se: Pastor Silas, que  também é psicólogo, é dito que se um psicólogo for pego fazendo análise em um paciente gay, corre o risco de ser processado e ter seu registro no Conselho de Psicologia cassado - pela legislação vigente atual.

E eu pergunto: O que tem a ver estas duas posições com a missão da Igreja? Nada!

Nós evangélicos não temos como missão principal apedrejar putas nem para chamar gays de babacas. E posso basear meus argumentos na Bíblia. Abraão  morava próximo de Sodoma e Gomorra e, em nenhum momento, vi  que ele orasse pela destruição daquelas duas cidades - pelo contrário. E  Jonas?  Ele foi obrigado por Deus a ir até Nínive pregar uma mensagem de arrependimento. Em ambos os casos Deus já tinha tomado uma posição e queria ser detido pela oração de um homem.

Com relação aos nossos dias, a posição de Deus em relação ao pecado de morte seja de que tipo for, é muito clara:  O salário do pecado é a morte! Mas, enquanto o juízo de Deus não vem, a missão da Igreja é pregar a mensagem do arrependimento baseada no amor e na misericórdia de Deus.

Deus ama o homossexual, mas abomina o homossexualismo.
E a mensagem que o Pastor Silas está pregando é política e não demonstra o amor de Deus. A ação dos deputados evangélicos na Câmara Federal também é, por essência, política. A política não pode substituir a voz do Espírito Santo.

Portanto, todo tipo de radicalismo seja evangélico ou seja gay é seguro para mostrar o caminho aos demais. E se estes pastores que tanto respeitamos continuarem a focar excessivamente na causa gay, correm o risco de jogar a sociedade brasileira toda contra os Evangélicos, da mesma forma que a Polícia Militar do Estado de São Paulo fez com o Movimento Passe Livre. Mais Evangelho e menos política!



quinta-feira, junho 20, 2013

A revolução das cartolinas

.
João Cruzué









Eu pessoalmente vi, na última terça-feira, o início das Manifestações do MPL (Movimento Passe Liv re) nas escadas da Catedral da Sé, às 16:40 h um jovem com uma sacola de canetas hidrocolor para colocar mensagens em um monte de cartolinas. 

Também vi, no ano passado a polícia descendo a borracha nos mesmos jovens que exigiam nas imediações da Prefeitura de  Gilberto Kassab o cancelamento do aumento da tarifa. Foram muitas vezes. Quando eles apareciam gritando no Metrô Sé, os seguranças locais ficavam ouriçados para distribuir umas borrachadas.

Mas este ano, na quinta-feira passada, cerca de 900 Policiais Militares foram escalados para "receber" as manifestações que iriam se iniciar na frente do Theatro Mvnicipal. A distribuição de borrachadas e cacetadas foi tão farta que trouxe a empatia, não só nos outros estados brasileiros, mas de movimentos de solidariedade em oito países.

O que tem a ver um blog evangélico falando dessas coisas. Tem muito a ver. Há um preço (borrachadas, cacetadas...) a pagar durante certo tempo para que um objetivo seja alcançado.  Se a paixão da Igreja hoje fosse de pelo menos 10% a do MPL, a metade do Brasil já seria do Senhor Jesus.

O Movimento Passe Livre provou que é possível mudar alguma coisa sem ter que recorrer à representação de política. O que a Igreja Evangélica precisa não é de um projeto político, mas de um projeto de evangelização. 

Se isto não acontecer, vai enfrentar problemas. Da mesma forma que hoje as lideranças petistas e pessedebistas já estão deixando de ser agentes de mudança e se tornando peças de um museu político, a Igreja Evangélica Brasileira, pode ter o mesmo destido da Igreja da Suécia e do Canadá, onde os pastores, com medo de perderam a imunidade tributária, estão celebrando bênçãos matrimoniais de casamentos gays.

É preciso ler o que está escrito nas cartolinas da juventude.

.









sábado, junho 15, 2013

Tributo ao irmão Laerço dos Santos



TRIBUTO AO PAI

Por Liliane Castanha 

Sala que se cala...
Falta gargalhada alegre,
Invadindo os corações.
Sons dos passos, cansado
Que não ouve-se mais.

Gargalhadas do molho de chaves,
Como a festejar, sua entrada triunfal casa adentro.
Livros descansados na mesa da sala,
No vai e vem de suas leituras diárias.

Café da manhã... Não ouve sua voz,
Sua caneca preferida, tilintar dos talheres,
Alegria na mesa, bate-papos descontraídos,
Cadeira a esperar, aquele que já não volta.

Sons do Teclado...
Palavras a borbulhar em poesias e prosas.
Olhos cansados, mirando a tela,
Partilhando seus doces e genuínos pensamentos.

Aquela... Que por muitos é esquecida,
Por ele, muito consultada,
Lida e relida,
Recolhe-se na estante, outrora preferida.

Tilintar da tesoura, faceira
Na mão do artista preferido,
Dando forma as madeixas,
Acalentando corações entristecidos.

Poeta do amor...
Esta semente em nós plantou,
Bons exemplos nos deixou,
Ser honrado, justo e leal.
Com orgulho, seguiremos os passos seus.


Laerço dos Santos (Poeta do Amor)
(13/09/1944 – 12/06/2012)


--------------------
Comentário do Blogueiro: É verdade. Lembro-me bem do irmão Laerço,  superintendente da melhor Escola Dominical da Igreja Evangélica Assembleia de Deus do Capão Redondo (SP) no Jardim do Colégio. E Depois da Escola, o Evangelismo ao ar-livre  usando a bateria de minha antiga Caravan. E também do famoso café da Irmã Eliane na mesa da cozinha, às tardes de domingo. Parabéns pela Poesia. 



o.

A medida da graça de Deus

.
João Cruzué

Na Ceia passada, eu encontrei com um irmão amigo dos tempos da juventude, hoje Pastor; esteve no campo missionário, tanto na Argentina quanto em Portugal, hoje o responsável pela extensão da Faculdade de Teologia da Igreja. Eu perguntei a ele sobre o significado da Graça de Deus; o que ele definiu não como "favor imerecido" como eu esperava ouvir, mas como Deus se abaixando ao nível dos homens para lhes prover reconciliação, perdão, etc. Como não sou teólogo, confesso que aquela definição me surpreendeu.

Mas ela é de fato bíblica. No Salmo 40, aparece o inclinar de Deus já no primeiro versículo: "Esperei com paciência no Senhor, e ele se inclinou para mim, e ouviu o meu clamor". O Rei Ezequias também orou ao Senhor dessa maneira: "Inclina, SENHOR, o teu ouvido, e ouve; abre, SENHOR, os teus olhos, e olha; e ouve as palavras de Senaqueribe, que enviou a este, para afrontar o Deus vivo". Também no Salmo 17, Davi faz esta oração: "Eu te invoquei, ó Deus, pois me queres ouvir; inclina para mim os teus ouvidos, e escuta as minhas palavras".

Mas, o que mais me tem admirado sobre a profundidade da graça de Deus, é a escolha de Salomão para sucessor do trono do Rei Davi. Deus neste episódio mostra sua grande misericórdia. De quem Salomão era filho? De Bethsaba. A mulher de Urias; aquela com quem Davi adulterou; e depois planejou a morte do esposo na frente da batalha. O filho do adultério morreu. O segundo filho foi Salomão. Davi teve outros filhos com várias mulheres, mas nenhum deles foi escolhido por Deus para se assentar no trono.

Davi pagou muito caro ao diabo pelo muro espiritual derrubado pelo pecado do adultério. Mas o perdão de Deus ficou muito evidente na escolha de Salomão para ser o herdeiro do trono. Isto mostra para mim que todos que se voltam para Deus com um arrependimento sincero, podem obter o favor do perdão de Deus.À oração de um coração quebrantado, de um pecador arrependido, Deus não se fará de surdo, mas inclinar-se-á enternecido para perdoar. Ou para abraçar, como fez o pai do "filho pródigo". A imagem de um Deus vingativo não corresponde a um exame bíblico mais acurado.

As misericórdias do Senhor não têm fim, e a graça de Nosso Senhor Jesus Cristo está ao alcance de quem se arrepende e busca a presença de Deus em oração. Se quiser saber mais sobre reconciliação veja : aqui.



.
João Cruzué

Na Ceia passada, eu encontrei com um irmão amigo dos tempos da juventude, hoje Pastor; esteve no campo missionário, tanto na Argentina quanto em Portugal, hoje o responsável pela extensão da Faculdade de Teologia da Igreja. Eu perguntei a ele sobre o significado da Graça de Deus; o que ele definiu não como "favor imerecido" como eu esperava ouvir, mas como Deus se abaixando ao nível dos homems para lhes prover reconciliação, perdão, etc. Como não sou teólogo, confesso que aquela definição me surpreendeu.

Mas ela é de fato bíblica. No Salmo 40, aparece o inclinar de Deus já no primeiro versículo: "Esperei com paciência no Senhor, e ele se inclinou para mim, e ouviu o meu clamor". O Rei Ezequias também orou ao Senhor dessa maneira: "Inclina, SENHOR, o teu ouvido, e ouve; abre, SENHOR, os teus olhos, e olha; e ouve as palavras de Senaqueribe, que enviou a este, para afrontar o Deus vivo". Também no Salmo 17, Davi faz esta oração: "Eu te invoquei, ó Deus, pois me queres ouvir; inclina para mim os teus ouvidos, e escuta as minhas palavras".

Mas o que mais me tem admirado sobre a profundidade da graça de Deus, é a escolha de Salomão para sucessor do trono do Rei Davi. Deus neste episódio mostra sua grande misericórdia. De quem Salomão era filho? De Bethsaba. A mulher de Urias; aquela com quem Davi adulterou; e depois planejou a morte do esposo na frente da batalha. O filho do adultério morreu. O segundo filho foi Salomão. Davi teve outros filhos com várias mulheres, mas nenhum deles foi escolhido por Deus para se assentar no trono.

Davi pagou muito caro ao diabo pelo muro espiritual derrubado pelo pecado do adultério. Mas o perdão de Deus ficou muito evidente na escolha de Salomão para ser o herdeiro do trono. Isto mostra para mim que todos que se voltam para Deus com um arrependimento sincero, podem obter o favor do perdão de Deus.À oração de um coração quebrantado, de um pecador arrependido, Deus não se fará de surdo, mas inclinar-se-á enternecido para perdoar. Ou para abraçar, como fez o pai do "filho pródigo". A imagem de um Deus vingativo não corresponde a um exame bíblico mais acurado.

As misericórdias do Senhor não têm fim, e a graça de Nosso Senhor Jesus Cristo está ao alcance de quem se arrepende e busca a presença de Deus em oração. Se quiser saber mais sobre reconciliação veja : aqui.





A oração do evangelista Moody


"GRAÇAS A DEUS! ENCONTREI UM PECADOR"


O grande evangelista norte-americano Dwight Lyman Moody foi um dia visitar a penitenciária de TOMBS na América. 

O homem de Deus aproximou-se da primeira cela e lá estava um homem. O evangelista perguntou-lhe: “Meu amigo, por que você está aqui?” e a resposta foi: “Sou inocente, não cometi crime algum. Fui envolvido em um processo e agora estou preso injustamente”. Moody olhou bem para aquele homem e disse-lhe: “Até logo...”

Foi à outra cela. Outro prisioneiro. “Amigo, por que você está aqui?”. “Injustamente; sou inocente”, foi a resposta. Moody foi a terceira cela. E veio novo diálogo: “Amigo, por que você está aqui?” “Sou inocente, nada fiz, injustiça das autoridades, não tenho culpa”.

Moody despediu-se do homem e foi à quarta cela, e lá também estava um “inocente”; foi à quinta e sexta e sétima, e até cinqüenta, e todos eram “justos” e “inocentes”. Moody já estava desanimado, preparando-se para deixar o presídio quando se dirigiu a mais uma cela, onde estava encerrado um homem desesperado e aflito.

O pregador perguntou-lhe: “Amigo, por que você está aqui?”. “Ah, meu senhor, eu sou um assassino, um vil pecador. Matei meu vizinho numa hora de raiva, e agora minhas mãos estão manchadas de sangue, e só mereço o inferno”.

Moody exclamou: “Graças a Deus! Encontrei um pecador.” A cela foi aberta e Moody entrou e ficou com o detento; abrindo-lhe a Bíblia e mostrando-lhe que Jesus veio exatamente para salvar os pecadores, portanto para aquele criminoso. O detento de Tombs naquele mesmo dia aceitou Cristo como seu Salvador e foi liberto do terrível pecado que tanto o torturava.


Pense nisso!

A oração do Rei Davi no Salmo 5


"De tardee de manhãe ao meio-dia orarei;

e clamarei, e Ele ouvirá a minha voz"


Túmulo de Absalão(E), Jerusalém
João Cruzué

"Inclina, ó Deus os teus ouvidos à minha oração e não te escondas da minha súplica. Atende-me e ouve-me; lamento-me e rujo, pois o clamor do inimigo e a opressão do ímpio lançam sobre mim iniquidade e com fúria me aborrecem." Este é o início de um Salmo de David, o rei que orava e dependia das respostas de Deus.

David era músico. Atarefado com a guerra e os deveres do reino, receio que não tinha tempo para fazer poesias. Imagino que orava junto a alguém, algum profeta ou secretário, Natã por exemplo, que anotava suas palavras. E elas não eram frutos de ficção, mas de um cotidiano muito difícil.

Os eruditos dizem que o Salmo 55 foi escrito durante a rebelião promovida por Absalão, um dos filhos do rei, que buscava tomar pela força o trono do pai, aconselhado por Aitofel, ex-conselheiro de Davi. Em guerra contra o próprio filho, uma situação desesperadora. Consciente da sua fraqueza, o rei fugiu de Jerusalém para nãos ser morto (ou matar) pelo próprio filho. Absalão, estava envenenado e disposto a qualquer coisa. Que situação. Verdadeiramente as portas do inferno estavam abertas dentro da casa de Davi.

E foi assim que David percebeu que devia orar mais e clamar com mais força a Deus. Passou a orar sobre o assunto três vezes ao dia. E para um judeu fazer isto, significava que sua necessidade era angustiante. De tarde, pela manhã e ao meio-dia.

A principal mensagem do Salmo 55, para mim, está registrada no penúltimo versículo: Lança o teu cuidado, sobre o Senhor, e Ele te susterá, e não permitirá que um justo seja abalado. Isto quer dizer que em situações tão difíceis como aquela não há outro caminho senão orar mais e depender de Deus. Como esta promessa está vinculada à justiça, é bom ordenar sua vida com Deus para evitar impedimentos.

Se você entrar dessa forma diante de Deus, ele vai parar a fúria do inimigo. Você dará a volta por cima, porque o Senhor conquistará a vitória por você. Não se cale nem se apequene diante da fúria do diabo.



terça-feira, junho 11, 2013

I CONGRESSO INTERNACIONAL DE CAPELANIA CRISTÃ

.
Congresso de Capelania

.

Mensalão de Calabresa



Clique  duas vezes na imagem,  para ver
o tamanho da pizza que o STF está assando para você!


Pizza de Calabresa
João Cruzué

Caro leitor amigo. A foto aí em cima resume bem o meu sentimento sobre o julgamento do mensalão. Todo aquele embate do STF do ano passado foi apenas propaganda enganosa. Este ano não vai haver prisão nenhuma. Talvez  nem no ano que vem. Vai ter tantos capítulos como as óperas sabão da Rede Globo. No final, o bagrinho do Marcos Valério vai ser o bode expiatório do caso!

O julgamento do mensalão no STF é como uma nuvem que passa no céu: cada minuto tem uma forma diferente.  No momento sua forma real é essa aí: redonda, de calabresa, com borda recheada, tomates secos,  pimentão vermelho e pequenos rabiscos de escarola!


.

.



domingo, junho 09, 2013

Uma Palavra aos Cristãos Novos Convertidos


Jesus e Pedro

De: João Cruzué

Para: você que aceitou o Senhor Jesus faz pouco tempo.


Em tempos tão modernos e com tanta coisa acontecendo, um novo convertido pode ter dificuldades de orientação. Como discernir o santo do profano em meio a tantas vozes, tantas Igrejas e tantos ensinos? Cada um deles parecendo ser o caminho  mais verdadeiro que o outro. No plano espiritual, todo cuidado é pouco; há muita coisa que parece mas não é. Nestes tempos, nossa sinceridade para com Deus conta muitos pontos para acertar o Caminho. Mas  só  isto não basta. Esta carta traz alguns conselhos singelos que podem lhe mostrar muitas coisas que ainda lhe estão encobertas aos olhos. Ficaria muito contente se a lesse - do começo a fim.

O que vemos e ouvimos deve ser sempre analisado e julgado com muita prudência, a luz da palavra de Deus. Há caminhos que parecem direitos aos nossos olhos, mas muitos deles são atalhos perigosos que podem nos levar à morte espiritual
.
 


Eu posso ilustrar isso da seguinte forma: Esta semana um alpinista brasileiro estava escalando o Monte Fitz Roy, no Sul da Argentina com sua companheira. Antes de viajar ele deixou um bilhete: "As montanhas são uma espécie de reino mágico onde, por meio de algum encantamento, eu me sinto a pessoa mais feliz do mundo." Mas ele não sabia que neste último "reino mágico" a corda iria se soltar e ele perderia sua vida. 

O valor de uma alma é tão caro que foi preciso que Deus enviasse o próprio filho para morrer em uma cruz para que fôssemos resgatados - com vida - do caminho da perdição. Nem toda casa que se diz Igreja do Senhor, Igreja do Senhor, é na verdade uma Casa de Deus. É preciso desconfiar, analisar, para não se enganar com os "reinos mágicos" que proliferam por aí com muitas atrações, luzes, bandas de gospel rock, etc., mas será que a presença de Deus precisa de toda esta parafernália eletrônica? Como é  que Jesus se manifestou aos homens? Existe na ciência um paradigma chamado "Navalha de Ocan" que pode ser resumido assim: se há duas ou mais explicações para o mesmo fenômeno, a mais simples é a verdadeira.

Não se deixe enganar. A fé é uma semente de Deus em plantada em seu coração. O plano do diabo, nosso adversário, é fazer o possível e o impossível para roubá-la, estragá-la, arrancá-la, destruí-la. Quando você ouve a pregação do Evangelho, as boas novas da Palavra de Deus, esta semente pode cair em quatro tipos de terrenos, dependendo do carinho e zelo com que você a recebe. Busquei esse texto no capítulo 8 do Evangelho escrito por Lucas - na Bíblia Sagrada.

1. A semente caiu à beira do caminho. Isto significa dar uma atenção superficial ou desprezar a palavra do Evangelho de Jesus Cristo. O diabo pode vir, na pessoa de amigos, parentes ou professores, colegas, namorados, filosofias, para fazer com que você desista, menospreze e perca o interesse pelo Evangelho. Eles realçam todas as desvantagens e perigos que vai enfrentar se insistir em ser um crente fiel em Jesus. Então, sem analisar com cautela o outro lado da moeda, isto é, a salvação e todas as bênçãos que a seguem  por uma vida toda, você pode ser enganado e levado a entender falsamente que ser um cristão sincero é um atraso de vida. Assim, se você der ouvidos às desvantagens, à mudança do Evangelho, será com uma semente à beira do caminho que é pisada ou devorada pelas aves. A semente que foi destruída antes mesmo de nascer. 

Qual é atitude certa ao ouvir a pregação do Evangelho? Deus não tem interesse que você seja puxado ou tangido ao sabor de todo vento de ensinamentos, religiões e filosofias. O desejo ele é que você investigue e analise tudo. Um coração sincero e investigador é tudo que precisa para ter um encontro com Deus.
 Quando alguém vier e dizer que o Evangelho é coisa para gente humilde, pobre, atrasada; palavras pregadas por espertalhões, não está dizendo a verdade por inteiro. Na verdade está jogando areia na sua fé.

O primeiro presidente do maior Banco privado brasileiro - O Bradesco - era um crente da Igreja Presbiteriana. Os Estados Unidos da América foram colonizados por crentes. O povo alemão é crente. Os ingleses são crentes no Cristo. Donos de muitas multinacionais em países do mundo inteiro são crentes em Cristo. O Evangelho não empobrece nem é coisa de pobre. Se for investigar bem de perto este assunto vai descobrir que a aceitação do Evangelho nunca foi atraso de vida. Pelo contrário, já tirou, tira e sempre vai tirar muita gente da miséria. Ter Jesus como Senhor de nossa vida é a maior riqueza
.
 Quando Ele entra, a miséria espiritual sai.

2 .
A semente que foi semeada no terreno pedregoso nasceu com a primeira chuva. Brotou alegre e radiante. Se ela pudesse falar diria isto: "Ah! Como é maravilhoso ter aceitado Jesus como Salvador da minha vida. Estou muito feliz! A Igreja onde estou é uma bênção, todos gostam de mim. Nunca fui tão amado em minha vida. Deus, o Senhor é dez! Porém, o tempo de clima tão ameno logo passa e uma seca atinge com força a jovem plantinha. Debaixo do sol forte, das primeiras críticas, decepções, a raiz não consegue se aprofundar na pedra e a falta de humildade e o vento podem ser fatais.


A pedra neste caso é a ignorância das coisas de Deus. O conhecimento do caminho que nos leva a intimidade com Deus não é conhecido desde o começo. É preciso conhecer a palavra de Deus, estudá-la, ter prazer em ouvi-la, para que o solo pedregoso seja quebrado pelo martelo da palavra. Os exemplos dos heróis da fé, personagens espalhados pelos livros da Bíblia, estão lá como sinais de trânsito para nossa orientação. Um novo convertido sem aprofundamento na palavra de Deus, diante do primeiro problema vai se esquecer de toda alegria inicial podendo até se desviar. Jesus não é como o gênio da lâmpada mágica que atende a todos os nossos desejos e nos dá tudo que pedimos. Ao se manter com os olhos firmes em Jesus, em lugar de nos defeitos dos irmãos, o novo convertido vai evitar que sua fé morra de sede em cima da pedra.

As maiores bênçãos da vida de um crente fiel a Cristo chegam mais tarde, a partir de um certo tempo. No início da carreira, as bênçãos são maravilhosas, mas não se podem comparar com as que hão de ser recebidas depois de ser provado e permanecer fiel ao Senhor.
 O cultivador de tomates sabe, por exemplo,  que as mudas até ir para o terreno definitivo, precisam ser arrancadas e replantadas com um espaçamento maior, para justamente desenvolver as raízes. Da mesma forma ao aprofundar-se na leitura da Palavra de Deus o novo convertido vai quebrando a rocha e aprofundando suas raízes no conhecimento palavra de Deus. A broca que fura uma pedra tem na sua ponta um material feito de diamante. Esta broca é movida pelo ar de um compressor. Na vida espiritual a broca que abre caminho para baixo no solo pedregoso é a fé. E está fé é adquirida pelo ouvir da palavra de Deus. A palavra tanto semeia a semente quanto quebra a dureza da pedra da ignorância (ou desconhecimento) da vontade de Deus.

Ao examinar a palavra de Deus, você vai verificar que todos os grandes homens e mulheres da Bíblia passaram por tempos de dificuldades, como provações, aflições, perseguições e que a vida deles nunca foi um mar-de-rosas. Mas tendo eles resistido ao confiar nas promessas do Senhor, foram ajudados por Ele para e se tornaram vencedores. 
Esta realidade é desconhecida de muitos crentes que não têm a sede natural de conhecer mais e mais os ensinamentos bíblicos
Ficam satisfeitos com suas raízes a meio metro do chão. É este conhecimento bíblico que traz entendimento para enfrentar as provações cotidianas, tanto grandes como pequenas.
 Assim como uma grande árvore precisa de raízes profundas para se manter de pé, da mesma forma, o cristão que deseja agradar a Deus precisa se aprofundar de maneira desconfiada (não dando crédito a tudo que ouve) mas sincera.

3 - 
A quarta semente foi lançada entre os espinhos. Analisando o terreno desses espinheiros, podemos dizer sem errar que grande parte dos cristãos de hoje se mantêm infrutíferos porque estão satisfeitos, confortáveis, ricos, em meio à moitas de espinhos. Um paradoxo, é dizer - conforto em meio aos espinhosmas a semente entre os espinheiros é aquela que nasceu, cresceu e aprofundou as raízes. Não se trata mais de um novo convertido, mas de um cristão maduro. Quando o dono do terreno (Deus) foi procurar frutos, simplesmente não os encontrou. Uma erva daninha cheia de espinhos cresceu junto à planta e sufocou seus frutos. Houve um fracasso de produção. 


A triste realidade de hoje são os cristãos de "banco". Passam a vida inteira assentados na Igreja sem um propósito, sem assumir compromissos, sem o mínimo desejo de se envolver com a obra do Senhor. Apenas  assistem, sem prestar um culto de verdade. Não planejam nada para Deus. Não querem saber de glorificar o nome de Jesus por ações cristãs. Por outro lado, muitos líderes de Igrejas cristãs de hoje, não têm mais paciência para suportar os arroubos e as trapalhadas de convertidos recentes em ação. Preferem não ter dores de cabeça, preferindo que seus membros apenas assistam aos cultos e contribuam financeiramente. Dessa forma a Igreja a princípio fica em paz, prospera financeiramente, mas depois esta paz (ou ausência de ação ) se transforma na paz dos cemitérios. O que estava errado? Omissão no incentivo e no desenvolvimento de lideranças. De incentivo ao desenvolvimento dos talentos pessoais. O Senhor tem um projeto de vida para cada convertido e as lideranças da Igreja não podem boicotar ou se omitir. Eles precisam encontrar seus lugares na grande obra de Deus e os responsáveis por mostrá-los são os pastores.

O Cristão não deve simplesmente assistir aos cultos, mas prestar culto a Deus com sua vida. E o culto não é apenas aquelas duas horas onde se canta, ora, contribui e se ouve uma pregação. Ele precisa cultuar a Deus 24 horas por dia, sete dias por semana. Este é o padrão. Orando, onde podemos orar, vigiando onde devemos vigiar e dando bom testemunho de cristão na maior parte do tempo. Alguém consegue fazer isto? Decerto que não, mas este é o padrão. A lei do mínimo esforço, por outro lado, não é culto que se preste a Deus. É o que tem acontecido e muitos pastores fingem que não estão vendo - para evitar a fadiga! Uma Igreja de faz de contas, só vai produzir frutos também de faz de contas. Uma Igreja dessas, longe de erradicar os espinhos, está satisfeita com eles.

O significado dos espinhos também está claro no Evangelho: novas prioridades de vida e abandono do compromisso de fidelidade com a Obra do Senhor. A busca de riquezas, o ingresso de pastores na vida política, omissão, competição dentro das próprias Igrejas, crentes baladeiros, dançarinos pelas madrugadas e noitadas. Gente se enrolando até o pescoço pelas concupiscências da carne e dos olhos. É a perda do primeiro amor. Antes era tudo para agradar ao Senhor Jesus. Agora? depende...

4 - Por fimvem a semente semeada em boa terra. A única que chegou a frutificar. Para que você novo convertido chegue a ser uma bênção nas mãos do Senhor, dar frutos em Cristo - posso listar algumas humildes orientações práticas.

*Abandone as velhas (e más) companhias. Não existe futuro com Deus ao lado de velhas e corrompidas amizades. São elas que o diabo vai usar para fazê-lo desistir e se envergonhar de Cristo. Rompa com as velhas amizades e passe a andar com cristãos fiéis. Não há meio termo.

*Tudo que ouvir ou aprender sobre a Bíblia não vá aceitando como verdades. Aprenda a examinar, conferir, perguntar onde se encontra tal assunto na Bíblia. Matricule-se na Escola Dominical da sua Igreja, foi na Escola Dominical que aprendi a conhecer a diferença entre o certo e o errado nas coisas espirituais.

*Não queira ser um "missionário" antes do tempo. A palavra de Deus diz que devemos crescer PRIMEIRO na graça e no conhecimento de Deus - com equilíbrio. Espere primeiro compreender as verdades cristãs para depois ensiná-las. Você tem que ter para depois dar. Colher, para depois semear. Não se enturme com fanáticos, que adoram recrutar novos convertidos a revelia do Pastor da Igreja. Quando algum grupo lhe convidar para sair e pregar ou orar "não sei aonde", seja prudente: procure primeiro seu pastor e se informe com ele. O fanatismo não é caminho para cristãos. O único fanatismo aceito por Deus é o abandono radical do pecado.
 Nas demais coisas devemos ser moderados, temperados.
*Vida de oração. Comparo a oração como a chuva que você pode obter quando separa um tempo especial para conversar com Deus. Orar não é repetir padre-nossos, ave-marias, santa-marias, credos e salve-rainhas. Orar é como namorar. Uma conversa íntima entre duas pessoas que se amam. Você e o Senhor Jesus Cristo.

No começovocê pode fazer uma lista de oração distribuída assim:

1) Início da oração, por exemplo: "Querido Pai que está no Céu" quero passar uns momentos na sua presença, etc.

2) Agradecimentos: na primeira vez, liste tudo que se lembrar. Por exemplo: "Obrigado pela casa onde moro, pelos alimentos no armário, pelas compras que pude fazer hoje, pela segurança de minha família que o Senhor até hoje tem guardado do mal, pela vida de cada familiar, pelas roupas que tem para vestir,
pelo emprego que tiver, pela oportunidade de viver... tendo listado tudo o que Deus tem dado para você, já na próxima oração já não é preciso de listas, acho que vai se lembrar de quase tudo.

3) Petições - apresente suas necessidades e faça seus pedidos. Tudo o que se passa no seu coração conte para Jesus. Ele é o seu melhor confidente. Ore como se ele estivesse ao seu lado. Não ore diante de imagens. Não se deixe enganar, pois a Bíblia inteira condena o uso de imagens. Elas aparentemente trazem resultados, mas se analisar direitinho, vai ser possível perceber que mais cedo ou mais tarde uma maldição vai se abater sobre aquela casa. Deus sempre condenou e amaldiçoou quem usa ícones religiosos.

4) Intercessão - interceder é pedir a Deus que atenda as necessidades de outrem.
De novo a lista por escrito é importante para colocar todas as pessoas da família, da vizinhança, do trabalho que precisam de salvação, saúde, oportunidade de trabalho, libertação de vícios, alcoolismo, drogas, etc.

5) Fim - por exemplo: Obrigado Pai querido, em nome de Jesus eu peço que responda minhas orações. Amém.

Não se esqueça de orar também para Jesus lhe batizar com o Espírito Santo. É uma experiência maravilhosa de capacitação e enchimento de coragem para servir na Obra do Senhor. Por isso recomendo: congregue numa Igreja Protestante e Pentecostal. Por duas razões, para fugir da adoração de imagens e para seguir o exemplo dos apóstolos no início da Igreja que buscaram em oração o Batismo com o Espírito Santo.

*Cuidado com as igrejas avarentas. Dinheiro, dinheiro, dinheiro. O culto inteiro pedindo e levando você a se sentir um pecador se não der tudo o que tiver no bolso. O dízimo é bíblico. Devemos pagá-lo a Deus, entregando-o em uma Igreja, isto é, naquela que congregamos. Se alguém lhe pedir que venda sua casa, ou qualquer de suas posses para dar para a obra de Deus, desconfie: isto se chama exploração de fé alheia. Fuja deste tipo de igreja antes que fique sem dinheiro ou suceda algo pior, perder sua fé. Existem muitas falsas igrejas que a pretexto pregar a palavra de Deus estão montando negócios particulares. bancos, partidos políticos, que nada têm a ver com o Evangelho. Fuja destes covis.

* Não se escandalize com o que vier a descobrir no caminho da vida cristã. Assim como houve um Judas em meio aos 12 discípulos escolhidos por Jesus Cristo, existe todo tipo de crentes na Igreja. Ao aceitar Jesus, os convertidos não se tornam santos da noite para o Dia. A santificação acontece por dois processos. No primeiro, éramos perdidos e ao aceitar Jesus, fomos transportados do reino das trevas para o Reino da Luz ou o Reino de Deus. Uma nova posição em um lugar santo. O dono do Reino agora é Jesus. No segundo processo, já no reino de Cristo, somos aperfeiçoados gradativamente pela ação modificadora da Palavra de Deus. Quando alguém se converte, dependendo de onde ele esteja, sua distância até a perfeição que é Cristo pode ter variadas distâncias. Perto, por exemplo alguém que nunca matou, nunca roubou, tem uma vida 99% correta com Deus. Daí até a perfeição de Cristo, o caminho é bem curto. Longe - Diferentemente, pode demorar algum tempo para uma pessoa fofoqueira, linguaruda, avarenta, assassina, prostituta, chegar a mesma perfeição.

Então, considerando que todos estamos em processo de santificação precisamos ouvir e ler constantemente a palavra de Deus. Podemos entender que haja competição, brigas, preconceitos, "pisões" e "cotoveladas" entre os cristãos de toda Igreja. Além disso, também vêm os escândalos - pequenos ou grandes - que infelizmente também estão previstos na Bíblia Sagrada.

*Não fique mudando de Igreja em Igreja para enconrtar a igreja perfeita. Aqui na terra ainda não existe e nunca existirá uma igreja que seja 100% perfeita. A igreja verdadeira só existe no plano espiritual e é composta por Cristãos fiéis que congregam em lugares e Igrejas diferentes. Fique onde foi salvo por Cristo. Só mude depois de muita oração e direção segura do Senhor

*Por fim concluiremos abordando o tema como se orientar e ouvir a voz de Deus. Para ouvirmos a voz de Deus, já sendo nós cristãos, primeiro devemos pedir as orientações através da oração. Não aconselho buscar profetas que atendem em casa em busca de orientação com Deus. Isso é perigoso. No tempo que fiz estas experiências, nunca resolvi meus problemas. Até porque eles aumentaram com a minha ansiedade.

A melhor forma de orientação para crentes é ouvir pessoalmente a voz do Senhor em nosso coração. Para Deus falar conosco devemos abandonar toda prática de pecado. Sem arrependimento e abandono sincero de pecados, não podemos discernir a voz de Deus entre tantas vozes que ouvimos. Se o nosso problema for muito grave, junto com nossas orações devemos aprender a jejuar.

Ja fizemos jejuns de até três dias sem nenhum alimento, mas bebendo água normalmente, por causas muito difíceis. Na maioria dessas ocasiões, o Senhor respondeu resolvendo os problemas. Mas também houve caso que não adiantou nem a oração nem o jejum. A vontade do Senhor prevalece sobre aquilo que desejamos. E, quando não é da vontade do Senhor, você pode passar a vida toda jejuando e morrer jejuando que Deus não vai responder. Quando nossa vontade é aceita por Ele, aí sim, prosperamos e nossos problemas são resolvidos.

Deus fala conosco de várias maneiras: pelos conselhos de nossos pais cristãos, por uma paz e calma firmes no momento de uma decisão. Se o nosso coração está em dúvida, com certeza estamos indo no caminho errado. Ou no tempo errado.
Nas coisas espirituais mesmo que não gostemos, esperar com paciência o momento certo de tomar uma decisão é fundamental.

*Vida sentimental. Uma vida inteira pode ser arruinada por uma escolha errada.
O que aprendi do Senhor posso ensinar. Enquanto o Senhor não me mostrou, não namorei. E quando ele me mostrou a jovem que iria ser minha futura esposa, não acreditei de imediato. Era uma voz em meu coração, eu poderia estar enganado. Então, fiz uma prova com Ele e propus uma situação. Se aquilo acontecesse exatamente como pedi, então eu saberia que era mesmo a voz do Senhor. Então do jeito que pedi sucedeu. Em um ano namoramos, noivamos e casamos. Durante meus 23 anos e 11 meses de casado, minha esposa e eu passamos por tempos dificílimos, mas estamos juntos e alegres um com o outro porque casamos na direção do Senhor. Foi Ele quem nos escolheu um para o outro e nos uniu.

Não posso ensinar de outra forma.

Sei que há muitos que são mais sábios que nós, mas o que escrevemos é suficiente para que você, novo e nova convertida, conheçam nossa idiossincrasia quanto aos primeiros passos da vida cristã. Tudo foi escrito com muito carinho. Seus progressos serão a nossa alegria.