segunda-feira, janeiro 21, 2013

Revista Forbes x Pastor Silas Malafaia



www.verdadegospel.com

"A sucursal brasileira da revista norte-americana Forbes publicou uma reportagem onde enumera os cinco pastores mais ricos do Brasil. 

[Correção do Blogueiro João Cruzué: a publicação da reportagem foi da Revista Forbes Americana: The Richiest Pastors In Brazil . Além dos pastores brasileiros, a Forbes também expôs a riqueza dos Pastores Nigerianos.]

Em primeiro lugar está o bispo Edir Macedo (Igreja Universal do Reino de Deus), cuja renda divulgada pela revista é de aproximadamente US$ 950 milhões.

Em segundo lugar aparece o nome do apóstolo Valdemiro Santiago (Igreja Mundial do Poder de Deus), com uma fortuna estimada em US$ 220 milhões, de acordo com a Forbes.

Na terceira colocação surge o nome do pastor Silas Malafaia, cuja fortuna é estimada em US$ 150 milhões, de acordo com a revista.

O Líder e fundador da Igreja Internacional da Graça de Deus, missionário R. R. Soares, ficou em quarto lugar com um patrimônio estimado em US$ 125 milhões.

Na quinta posição ficou o casal Apóstolo Estevam Hernandes Filho e bispa Sonia Hernandes, ambos líderes e fundadores da Igreja Renascer em Cristo, com fortuna de aproximadamente US$ 65 milhões.

A Forbes informou que os dados obtidos para esta reportagem foram concedidos através do Ministério Público e pela Polícia Federal.
Pr. Silas responde:

Existe um jogo muito bem organizado para denegrir pastores evangélicos a fim de que a sociedade tenha uma ideia de que pastor é um malandro usurpando dinheiro de imbecis e idiotas a fim de se locupletar.

Como sou psicólogo, aprendi que para a mente humana acreditar em alguma coisa são necessárias várias repetições. Se você não tem consistência na sua mente sobre a verdade, uma mentira várias vezes repetida para você, passa a ser uma verdade no seu processo mental. E é este o jogo: construir um preconceito da sociedade em relação a pastores e as igrejas evangélicas.

Estão com um medo danado do nosso crescimento.

Agora deixa eu desmentir essa “safadeza” inescrupulosa da Forbes Brasil em relação a minha renda:

1- Eu sou o pastor que nunca neguei informação a nenhum veículo de mídia, tanto é que meu patrimônio, receita da Associação Vitória em Cristo, da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, da Editora Central Gospel, já foram publicadas por diversas entrevistas que dei, entre as quais, as páginas amarelas da revista Veja.

2- Não tenho medo, nem o que esconder do meu patrimônio, porque tudo o que possuo foi constituído de maneira legal, tanto diante da lei dos homens, quanto das leis de Deus. E mais, há 25 anos não recebo salário de pastor, não que seja errado ou pecado. A Bíblia diz que digno é o obreiro do seu salário. Foi uma decisão de foro íntimo da minha relação pessoal com Deus.

3- Se juntarmos a receita da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, QUE NÃO É MINHA, mais a receita da Associação Vitória em Cristo, QUE NÃO É MINHA, com mais o faturamento da Editora Central Gospel, que é minha propriedade, e mais as ofertas voluntárias que recebo por palestras dadas, somando tudo isto, não dá a metade do que eles anunciaram como receita pessoal minha. É só para vocês verem a safadeza e a cachorrada desses inescrupulosos.

4- Tudo o que tenho de patrimônio pessoal e renda, estão declarados na Receita Federal. Não tenho nada a temer ou a dever. Dizer que a informação da minha renda foi dada pelo Ministério Publico do Brasil e pela Polícia Federal é uma afronta a essas instituições sérias, porque eles não tem autoridade legal para fornecer nenhum tipo de informação como esta. 

Mais uma vez para provar a mentira desses safados, mediante a isto, entrarei com uma ação judicial contra a Forbes Brasil."


Comentário do Blogueiro: A Revista Forbes Americana (Publicação em Inglês) escolheu pastores evangélicos em dois países - Brazil e Nigéria - (entre mais de 200) para revelar publicamente o valor de seus bens. Duas perguntas me vêm: Por que só dois países, e por que só evangélicos? Um exceção tão grande dessas é curiosa: qual é o real objetivo da esposição?  Para quem Steve Fobes está "atirando"? Como disse Milton Friedman: "Não existe almoço grátis".







.













6 comentários:

J. Gonçalves disse...

Vai processar?
A revista mentiu?
O Pastor Silas Malafaia é um Deputado. Por consequência, ele tem que ser uma pessoa transparente em relação ao seu patrimônio. Se não quer ser investigado, largue a vida política. "Quem tá na chuva é pra se molhar!".

Joao Cruzue disse...

J. Gonçalves,

Acho que você está equivocado em um ponto. O Pastor Silas não tem e nunca teve mandato político. E se a informação da Revista está incorreta, e tiver um interesse escuso enrustido, tem mesmo é que levar processo.

Anônimo disse...

Jesus disse que devemos perdoar setenta vezes sete. Por que o pastor não obedece às palavras de Jesus? Ou será que ele serve a algum outro deus. O verdadeiro cego é aquele que não quer ver! Tá lá! escrito!

SEMADEB Valparaízo II disse...

Concordo com o Pr João, se é passada uma falsa informação é direito não somente do pastor Silas recorrer mas dos leitores cobrar a verdadeira informação, caso o contrário a revista deveria mudar a o alvo do público para HUMORÍSTICA...

Mas cada um com sua opinião!

bson disse...

"Não chega nem a metade" como se a metade de 300R$ milhões fosse pouco! Tem algo errado sim!! fico tentando lembrar de algum primitivo milionário, tipo Pedro, Paulo...

Anônimo disse...

O Pr Silas já disse inumeras vezes que não tem salário de pastor há mais de 25 anos e que sua renda vem da editora e de palestras. Parem para analisar há quanto tempo ele é um palestrante e empresario bem sucedido e tenham vergonha de discriminar um servo de Deus desta forma. E não venham colocar versículos bíblicos para o incriminar " perdoar 70 x 7 " parem de ser ridículos e vão aprender melhor sobre a bíblia. Incrédulos inúteis.