domingo, janeiro 27, 2013

Incêndio em boate de Santa Maria pode ter mais de 230 mortos



O RESULTADO DA OMISSÃO DO PODER PÚBLICO


Santa Maria

Mortos e feridos  incêndio Boate Kiss em Santa Maria-RS

Banner da programação de 26.01.2013
fonte: site: www.boatekiss.com.br

Incêndio  Boate Kiss Santa Maria

João Cruzué
A boate Kiss, no Centro de Santa Maria - Rio Grande do Sul  foi cenário de uma tragédia assustadora de grande dimensão. A casa tem capacidade para 2000 pessoas.  O número de mortos pode passar de 230 pessoas, a maioria estudantes da Universidade Federal de Santa Maria.  Toda cidade está envolvida no resgate das vítimas. Os corpos estão sendo levados por caminhões fechados, tal a quantidade, para um ginásio de esportes do município.

É a segunda maior tragédia envolvendo incêndio neste país. A primeira foi o incêndio em um circo no Rio de Janeiro. A Presidente Dilma que estava no Chile, cancelou os compromissos da agenda e viajou para  o Rio Grande do Sul onde vai prestar sua solidariedade aos familiares. Seria muito bom que ela cobrasse firme das prefeituras brasileiras uma atenção maior à segurança das grandes casas de espetáculos.

O Incêndio começou de madrugada quando um integrante de uma banda que está se apresentando no palco acendeu um sinalizador e o apontou para o teto. Pequenas fagulhas deram lugar rapidamente a chamas de altas proporções.  O teto era feito de material inflamável, incluindo espuma.

O pânico se estabeleceu e muitos morreram asfixiados no banheiro por uma fumaça negra e outros foram pisoteados. A grande quantidade de corpos encontrados empilhados no banheiro foi causada pela confusão das pessoas que na ânsia de encontrar uma porta de saída, talvez por falta de sinalização pensaram que a porta do banheiro era a saída de emergência.

Os frequentadores que conseguiram achar a porta da saída no meio daquela fumaça presta que não dava para enxergar nada, foram se amontoando na saída da boate por causa de uma barra de ferra que servia de condutor de fila na entrada. Este empecilho quando foi rompido com a pressão de tanta gente. A partir daí começou um terrível pisoteamento. Quem caíu dificilmente conseguiu se levantar.

Santa Maria hoje é notícia em toda imprensa mundial. 

Notícias dão conta de que o alvará da casa não esta regular. Se isto é verdade, as autoridades (bombeiros, prefeitura) que deveriam zelar pela segurança do local vão responder por prevaricação - e homicídio culposo. 

 Muita gente morreu, porque os seguranças não permitiram a utilização das saída (uma) de emergência, para não permitir que pessoas saíssem sem pagar as comandas.

Se a cidade de Santa Maria acordou com uma tragédia dessas, não posso nem imaginar o tamanho da comoção quando forem sepultar tantos mortos ao mesmo tempo.

Minha pergunta agora é: por ventura esta foi a primeira vez que alguém acendeu fogos de artifícios em um palco de casa noturna? O que deve ser feito para impedir que outro asno mate tanta gente?



Fonte: Internet e TVs.




.

Um comentário:

MIDI LOUVOR disse...

No Brasil sempre foi assim, primeiro tem que acontecer uma tragédia como essa para os responsaveis pela segurança adotarem medidas que se adotadas antes esses jovens estariam vivos. Foi assim com o incêndio do Edifício Joelma em SP, onde centenas de pessoas morreram queimadas, e somente depois a segurança contra incêndios começou a ser feita de maneira séria. É impossivel que ninguem tenha notado que em uma boate onde centenas de jovens frequentavam não poderia ter somente uma porta de escape em caso de acidente.