domingo, abril 01, 2012

A revolução dos Bispos

..
Três  Reais
 João Cruzué

Certo moço pobre passou  frequentar uma grande Igreja. E um dia, ele criou coragem,   foi  perguntar para o Bispo:  Pastor, que hei de fazer para herdar a vida eterna? E o Bispo, examinando de alto a baixo aquele moço de humilde aparência, descobriu que ainda não o tinha visto no Templo.

-- Bem, você precisa aceitar Jesus, conhecer as escrituras e praticar fé, respondeu o Bispo.

Depois de ouvir aqueles conselhos, o moço baixou os olhos, pensou  e respondeu: Bispo, eu  sou cristão desde menino. E o que mais me falta?

--Veja bem, pontuou o religioso,  para que seu testemunho seja perfeito a ponto de causar impacto nas outras pessoas, você precisa prosperar.

--E por que eu preciso prosperar, Bispo?
 
Então, o Bispo não mediu as palavras e foi direto: Meu filho,  você não pode sair por aí dizendo que é crente de nossa Igreja, andando de bicicleta... é feio. Para mostrar que é abençoado mesmo, você precisa chegar à Igreja com um Corolla, um Honda Civic, no mínimo. Isso é prosperidade.

--Mas Bispo, eu ainda não tenho nem uma casa... para ser sincero, moro em um barraco de favela, como vou conseguir prosperar tanto?

--Não se preocupe querido, vou  ensinar-lhe o caminho das pedras. Quanto você tem aí no bolso? E arrematou com uma frase de São Francisdo de Assis: "É dando que se recebe"!

-- Bispo, eu tenho R$3,00, o dinheiro do pão de hoje. E o Bispo recebeu a oferta, fez uma oração a Deus e despediu o moço.

Chegando em casa, o novo convertido contou tudo para a família.  Os meses se passaram. O moço encontrou um bom emprego. Juntou dinheiro. Conseguiu dar entrada em um terreno e começou construir a casa.

Chegou na Igreja bem arrumado e no final do culto foi conversar com o Bispo. Contou que estava prosperando, que tinha até comprado terreno e estava terminando uma casa.  O religioso abriu um largo sorriso, mas fechou o semblante em seguida, assim que  viu a mesma bicicleta.

Envergonhado, o moço perguntou: Bispo, como devo para conquistar o tal  Corolla? 

E o Bispo foi direto: Você vai, e doa  sua casa como oferta para nossa Igreja; com escritura e tudo. Depois disso, coloca sua fé em ação e diga para Deus que fez sua parte, e que agora Ele deve fazer a dEle.

E  assim o moço fez, lembrando dos R$ 3,00. Mas desta vez as coisas não funcionaram. Depois de ter doado a casa de papel passado, ficou desempregado.  

Ficou certo tempo sem ir na Igreja, chateado. Mas quando a frustração passou ele teve vontade de ir na Igreja. No domingo ele contou seu dinheiro:  R$3,00.  Olhou para a bicicleta e tomou a decisão de  congregar na Igreja de outro Bispo

Chegou no novo Templo, gostou, e no final do culto foi falar com o Bispo. Fez a mesma pergunta e ouviu a mesma resposta: Quanto você tem aí no bolso?  Respondeu que não havia nada.

Por precaução tinha deixado os R$3,00 em casa.



Comentário:  A partir desta crônica, se eu  não tiver muito cansado do trabalho, devo retornar a paródia da "Fazenda Animal", mais conhecida na língua portuguesa como "A Revolução dos Bichos", de Eric Arthur Blair, escritor inglês que usava o pseudônimo de "George Orwell".  
Usei o texto do "Jovem Rico", de Lucas 18, como contraponto na paródia, de propósito. Esta passagem é uma grande pedra no sapato dos "teólogos" da prosperidade, que em um caso particular, procuram insistentemente produzir suas galinhas de ovos de ouro para enricar a si mesmos às custas de negócios com a fé alheia. Qualquer semelhança com as práticas avarentas de certa Igreja Evangélica não é mera coincidência.

As riquezas são distribuídas aleatoriamente por Deus. Se você tiver uma bicicleta, dê graças a Deus por ela. Estude bastante, trabalhe mais ainda, economize  ainda muito mais, que você, um dia, pode comprar o seu Corolla. Deus faz, sim, o milagre. Mas lembre-se que Jesus não transformou pedras em pães, só porque estava com fome. Ele aguardou o momento certo.  Dízimo é bíblico e dou meu testemunho pessoal de que ele é aprovado por Deus. 

Resta dizer mais uma coisa: A única pessoa que Jesus sugeriu vender tudo o que tinha, não foi para ficar com o dinheiro dela - era para distribuir tudo para os pobres. Estava testando, até que pondo o jovem rico era desprendido das riquezas.

Se não havendo precedente bíblico, já acontece tantas vigaricse, imagine se Jesus tivesse mandado o moço dar o dinheiro da venda de tudo que possuia para a Igreja...






4 comentários:

faby disse...

PARABÉNS PELO COMENTÁRIO E O TEXTO,MUITOS PRECISAM SABER OQUE ANDA ACONTECENDO E QUE O CULPADO NÃO É DEUS MAS AS PESSOAS SOBERBAS E COM DIREÇÃO,NÃO PELO ESPIRITO SANTO MAS ESPIRITO MALIGNO DE ENGANO E MENTIRA...AS BENÇÃOS MATERIAIS SÃO CONCEQUENCIA DA OBEDIENCIA A DEUS...

António Jesus Batalha disse...

Tenho um blog que comecei agora, O Peregrino E Servo. Meu nome é António Batalha, passei e vi seu blog e gostei, quero deixar um convite: Gostava que fizesse parte de meus amigos virtuais no blog Peregrino e Servo, Isto é, se quizer. De volta retribuirei seguindo seu blog também, se desejar colucar meu banner no seu blog me avise. Obrigado.

Jéssiica disse...

eu oro para que essa mensagem seja eficiente sem seu objetivos de levar a palavra do Senhor que Deus te abençoe.. que os cristãos possam entende-la ..
se der segue ou vista :D
http://botefee.blogspot.com.br/

Pastor Vanelli disse...

Tomara que venha sobre o sr. uma unção de refrigério, e encontre disposição para apor nesta crônica tudo quanto lhe conceder o Espírito, porque o intróito foi de excelência, com certeza será um dos belos exórdios da blogosfera para os desavisados e com uma promessa de um epílogo incrível. Meu amplexo fraternal meste João.