sábado, fevereiro 18, 2012

Minha leitura do pedido de perdão do Ministro Gilberto Carvalho

.
Ministro Gilberto Carvalho (2º à direita) se desculpando
perante congressistas evangélicos

.
João Cruzué

Tenho acompanhado de perto a cizânia que o Ministro da Secretaria Geral, Gilberto Carvalho, acendeu no arraial evangélico depois de sua fala no Fórum Social de Porto Alegre. Li sobre o assunto no blog de Julio Severo , no Blog de Reinaldo Azevedo na revista Veja, além de ter ouvido bastante nas Rádios CBN e Band News, de São Paulo. Quem quiser saber mais detalhes do assunto também deve ler o que está no Blog do Deputado Federal evangélico Anthony Garotinho.

Bem, parece que estou vendo o repeteco de um velho filme onde o primeiro protagonista foi mandado à lona há muito tempo. Estou falando do antigo príncipe da elite evangélica dos anos 90s - Rev. Caio Fábio. Só que desta vez, outro esta seguindo os mesmos passos dele. Quem? Rev. Silas Malafaia. Para onde? Para beijar as mãos dos irmãos Marinho. I-gual-zi-nho!

Sendo mais claro. O que o petista deixou escapar imprudentemente no Fórum Social de Porto Alegre, com certeza, é parte de um plano tecido, no mínimo, para escandalizar a comunidade evangélica e tangê-la de volta a sua antiga e alienada posição, em que pastores e crentes repetiam em coro que "política é coisa do diabo".

Com uma população que deve bater na casa dos 25% até 2020, a consciência de cidadania dos evangélicos é cada vez maior. Tem havido escândalos? Tem! Mas, no meio envangélico, quem se corrompe na política não tem segunda chance.


Desde a reeleição de Fernando Henrique Cardoso, passando por Lula e Dilma, a Presidência só foi conquistada por eles, pela força do voto evangélico. Mas este voto evangélico agora está trazendo dores de cabeça aos líderes históricos do PT, porque a cada eleição eles dependem mais e mais do voto evangélico. Isto ficou por demais evidente, no último pleito presidencial, quando a então candidata Dilma firmou um compromisso com as lideranças políticas evangélicas.

Pelos arroubos do discurso do Ministro Gilberto Carvalho lá em Porto Alegre pode-se estimar que muitos pastores e líderes evangélicos devem colocar a barba de molho, pois assim como encheram a bola e depois foi desmoralizado o príncipe presbiteriano, Fábio - O grande, com certeza está vindo chumbo do mais grosso para cima de grandes nomes assembleanos. A começar pelo Pr. Silas Malafaia. Suspeita minha.

De que outra forma o pensamento de Gilberto de Carvalho dentro do PT vai lidar com o "excesso" de influência da Igreja Evangélica (leia-se Assembleia de Deus) na classe "C", a não ser pela demonização e desmoralização de seus líderes?


Daí, quando presunçosos Pastores e Reverendos se preocupam mais com política e menos com o Evangelho, não se pode esperar boa coisa do futuro. Quem tiver juízo que ouça no seu travesseiro a voz do Espírito Santo. O que Gilberto Carvalho falou não é nem a ponta do iceberg que já planejaram.

Assim como em essência não há milagre que misture gasolina e água, é loucura pensar que possa acontecer um amálgama entre Jeová e o PT. Se João Paulo II custou a libertar a Igreja Católica da América Latina da influência comunista da Teologia da Libertação, por que motivo agora a maioria das lideranças das Igrejas Evangélicas querem voltar pelo caminho que conduz ao "Egito"?







5 comentários:

Pastor Vanelli disse...

Obviamente Deus não revela o óbvio e o nossos líderes não perceberam que suas jumentas já viram o anjo do Senhor.O sr.cantou a bola certinha irmão João, "barbas de molho" por que isto aqui vai virar Cuba. É uma pena!

Juscelino Nery disse...

Irmão João,
Sinceramente,decisões políticas relacionadas ao aborto, homossexualismo, e outros assuntos em desconformidade com os valores cristãos, um dia se concretizarão, lutemos contra ou não. É só uma questão de tempo. Não gosto de espiritualizar debates dessa natureza, mormente quando envolvem pessoas incrédulas, que não é o seu caso, com explicações bíblicas ou teológicas, mas convenhamos, o mundo vai de mal a pior, e deverá piorar muito mais para que se manifeste o "salvador da pátria", conhecido por anticristo. Como você entende, por exemplo, a crise econômica na Europa? E por que não dizer, no mundo? Como entender a Grécia - berço da civilização e cultura ocidental, de onde brotaram grandes pensadores e filósofos que perpetuaram suas ideias até hoje, encontrar-se na degola em que está? De um modo geral, vejo a fé sendo achincalhada. Poucas pessoas creem em algum tipo de espiritualidade, por assim dizer. Qualquer manifestação de pensamento relacionado à fé é ridicularizado. As pessoas logo olham pra você e insinuam: esse é um alienado, fundamentalista religioso, e por aí vai. Ainda que seja alguém instruído, logo perderá a credibilidade se tão somente declarar-se cristão, religioso, ou coisa parecida. A incredulidade predomina e prevalece em todos os recintos da sociedade. Tenho visto nos últimos tempos, amiúde, a descrença e ridicularização da Bíblia. Esta e suas histórias não passam de mitos, de regras de conduta, mas nunca considerada como a Palavra de Deus. O que esperar de um mundo que pensa assim? Claro que isso não justifica qualquer inércia minha em participar da vida política pela melhoria de nossa nação, exercer a cidadania, defender os valores cristãos, valores éticos, morais, etc. etc. Mas há coisas que estão fora do nosso alcance como seres humanos, como cidadãos. Em dado momento, não haverá muito o que fazer nesse sentido. Restará apenas tentar resgatar do erro os transviados, e isso dependerá muito de nosso próprio exemplo de vida e menos de ações política contra forças potencialmente dominantes que devoram a todos que ficarem no meio do caminho. E neste contexto,até muitos cristãos, especialmente líderes, perder-se-ão no caminho. Lamentavelmente, e particularmente, não alimento esperanças de melhorias expressivas de aceitação e liberdade religiosas amparadas em valores cristãos. Apesar disso, devo sim, manifestar-me e resistir o quanto puder, mas com consciência que o resultado não será o que esperamos obter.

Joao Cruzue disse...

.


Pr. Vanelli, fico feliz em ver o Senhor por aqui. Isto é muito bom.

A paz do Senhor.


.

Joao Cruzue disse...

.

Irmão Juscelino,

Sua presença aqui sempre enriqueceu está página. Obrigado por mais um comentário inteligente.

A paz de Cristo. Abraço na Família.

Vejo de uma forma diferente a interpretação de: O mundo vai de mal a pior. Quanto ao destino do mundo, não resta dúvida alguma.

Mas João teve visões magníficas: "Tantos como a areia da praia" Perguntou:Quem são estes. "São os que lavaram suas vestituras no sangue do Cordeiro"

O mundo pode ir mesmo de mal a pior, mas a Igreja espiritual do Senhor - não! O sal ainda deve funcionar e a luz, iluminar as trevas dos corações humanos.

Digo isso, porque, enquanto o Espírito Santo estiver por aqui, a Igreja não irá de mal a pior.

E se a Igreja não estivesse aqui, nem Deus no controle, este mundo já teria ido para o vinagre há muito tempo.

Eu sei que o irmão já deva ter visto as fotos que printei da Igreja subterrânea da China. Se ainda não (sei que é muito ocupado), dê uma olhadinha em www.china4jesus.blogspot.com

Há fotos ali, que falam por um sermão inteiro. Eu sempre choro quando veja as lágrimas descendo no rosto de algumas pessoas ali, enquanto oram.

Aí, eu me lembro que a Igreja ainda está viva.

O mundo vai mesmo para o buraco, porque não quer nem ouvir falar de Cristo, mas no final, o mundo e seus pecados passam, mas a Igreja e a Palavra de Cristo - PERMANECEM.

E isto é bom não esquecer.



.

Juscelino Nery disse...

Está correto, irmão João. Já vi as fotos há tempos. Claro que me alegra ainda existirem verdadeiros cristãos comprometidos com a causa do Evangelho; e por a igreja ainda segurar a onda do mundo, por assim dizer. Apenas reconheço que nossas forças para conter os desmandos da sociedade moderna, amparados por governantes nada comprometidos com a causa cristã, serão insuficientes para detê-los em praticar e aprovar os interesses da sociedade incrédula do mundo atual. Abraços.