quarta-feira, setembro 28, 2011

Porque editar um blog cristão

PORQUE CONTUINUAR
João Cruzué

Recentemente estive conversando com um colega de weblogger e percebi sua frustração por não ter conseguido avançar tanto quanto gostaria. Muito trabalho por pouca coisa. Eu imagino que milhares de outros estejam com o mesmo sentimento. Daí, quero escrever algumas linhas e dizer porquê ainda continuo publicando, mesmo sabendo que o crescimento do número de leitores tem sido um processo lento e demorado.

Para organizar melhor os pensamentos, vou simular perguntas e dar as respostas.

1 . Qual tem sido meu objetivo em editar um blog?

R. No princípio, lá por 2005, não havia ferramentas de estatísticas. Eu blogava no "escuro". foi a partir de 2006/2007 que comecei a utilizá-las. Enfim, eu descobri que durante dois anos, eu tinha alcançado o "fantástico" número de 7000 visitas. Não por dia, mas o acumulado de dois anos. Hoje, eu consigo mais de 8.000 leitores e mais de 12.000 visitas por semana. Assim, pude ver que estou progredindo, no passo do boi: devagar, mas sempre.

É claro que os "tic tacs" dos contadores de visitas são muito importantes, mas eu mudei de entendimento. Eu pude perceber que, enquanto escrevia, eu achava que os textos antigos tinham muitos erros (e ainda têm), e isso acontecia porque minha autocrítica começou a funcionar, e por isso, na minha opinião, que não sei se é humilde ou não, hoje escrevo melhor que há cinco anos; que posso escrever sobre qualquer tema. Minha capacidade de redigir está melhorando. Meu foco também está se desenvolvendo.

Assim, quando eu pensar em parar - já não mais vou poder fazer isto. Eu tenho um desejo firme e profundo de ser um bom escritor e vender muitos livros. O blog Olhar Cristão é minha oficina de trabalho, minha academia intelectual. Se eu parar e abandonar tudo agora, vou abortar o futuro que ainda está em fase de concepção na minha mente.

2. Há pessoas interessadas no que escrevo?

Com certeza. Isso também é verdadeiro para você. Eu creio firmemente no que escreveu o Profeta Isaias, que traduzindo é algo parecido com isso: A palavra que você escrever inspirado pela vontade de Deus NUNCA vai voltar vazia. Daí um pequeno segredo: ou se escreve por vaidade ou para a glória de Deus. Em uma dessas formas você e eu nos encaixamos. O propósito de Deus é alto e sublime - nós podemos participar dele - de que forma? Não escrevendo tolices, boçalidades, fofocas e textos legalistas sob uma capa apologética. Eu tenho recebido todo o mês dezenas de pedidos de aconselhamento por causa de um simples botom "Conselhos" que existe no Olhar Cristão. É tão pequeno..., mas as pessoas que precisam estão vendo. Eu já entendi que essas coincidências não podem ser explicadas pelo acaso.

3. Se hoje há dezenas de milhares de blogs cristãos, por que devo eu continuar a publicar?

Da mesma forma que hoje há milhões de crentes, isso não significa que não há mais lugar na vinha para evangelizar. Vem aí uma China com 1,3 bilhões de almas. Eu ainda não tive tempo, mas já dá para perceber que, para quem sabe escrever em inglês, e tem unção de Deus, o alcance é descomunal. Meu blog em inglês não é editado há anos, mas nem por isso ficou estéril. Semana passada alguém deixou um comentário em um post no www.christianlook.blogspot.com : "How to reconcile with God". O moço disse assim: que estava parado na fé, e tendo lido os passos de reconciliação, agora tinha entendido a vontade de Deus para ele, por isso se reconciliou e estava indo em frente. Quantas visitas equivaleriam a um comentário desses?

Se você sabe escrever em inglês, o tempo que se dedicar na redação em português, vai ser precioso para quando for revisar e verter seus textos para aquela língua.

4 . Quem vai divulgar todos meus textos na Internet?

O Google. O maior portal de buscas do mundo. Por acaso isso é pouco? Uma empresa que tem nos oferecido uma plataforma de blogs gratuita (www.blogger.com), hospedagem também gratuita de nossos blogs em seus computadores, arquivo de nossos textos em sua biblioteca de buscas - e ainda por cima - disponibiliza nossas postagens no serviço de buscas. Eu constatei, de uns quatro anos para cá, que 90 a 95% de todas as pessoas que acessam meu trabalho vêm pelo serviço de busca do Google, do Bing, do Ask.com... Dessa forma, eu não preciso ser conhecido no meio evangélico para ser lido. A mesma coisa funciona para você.

5 . Quanto tempo preciso ter paciência para conquistar uma média diária razoável de leitores?

Isso não vai acontecer da noite para o dia. A quantidade de leitores vai subindo de patamar em patamar - shifts. Para um blog evangélico que não trabalha com FOFOCAS nem CRÍTICAS GRATUÍTAS (a crítica pela crítica) é sei que não vou explodir o contador de visitas. Tenho um compromisso com a inteligência de meus leitores; eles não merecem porcarias. Aqui vai um princípio que, ao longo do tempo, pode fazer seu blog ir galgando novos patamares: Não seja monótono. Não toque uma música de uma nota só. Cansa os outros! Eu percebi que todo assunto que chama MUITO a atenção popular, é um assunto em potencial para você desenvolver e postar sob sua perspectiva. Nem todos os que acessarem seu blog por causa desta matéria vão se fidelizar com sua página, mas há um efeito residual, isto é, certa quantidade deles sempre voltam. É por isso, que de assunto popular em assunto popular, você vai construindo pequenos patamares para CIMA.

6 . Por que não recebo comentários em meu blog?

Taí uma coisa que não é nenhuma novidade. Entre 2005/2007 eu me agregava a muitas comunidades do Orkut. Eu cheguei ao extremo de participar de mais de 800 comunidades da "Assembleia de Deus". E também pude ver que houve entusiasmo apenas no início; depois ninguém escrevia mais nada nos foruns. Somente umas duas dezenas delas progrediram. Com blogs não é muito diferente. Uma grande expectativa inicial, seguida de uma frustração do mesmo tamanho. É claro que os comentários são muito legais, mas aqueles que só trazem elogios ou apologia a nossos textos não têm tanto valor quanto às críticas. E ninguém anda fazendo crítica por aí... o curioso é que elas podem nos fazer mudar para MELHOR. A maioria das pessoas que leem nossos blogs podem nem saber onde fica o link dos comentários. Em outros casos, é tanta burocracia (digitar letras) que o leitor desiste de comentar.

Muitos comentários recebem os blogueiros, cujos leitores pensam da mesma forma. O contrário também é verdadeiro. Publiquei em 2008 umas fotos de um protesto evangélico em Brasília contra o PL 122, e nunca vi tanta ripa vinda de pessoas homossexuais.

Com comentário, ou sem comentário, eu sigo adiante do mesmo jeito.


7 . Conclusão

Eu penso que toda liderança evangélica deve publicar textos e emitir opiniões na internet. A forma mais simples e GRATUITA de fazer isto ainda é através de um BLOG. A maioria deles tem complexo de inferioridade. Explico: ficam com vergonha de escrever e receber a crítica dos colegas. Eu sei disso, como também sei que esse excesso de prudência passa. Se tem um "monte" de ímpios, ateus, incrédulos, etc, com coragem para escrever, nós também podemos. O foco não está no escrever, mas nos usuários da Internet. Sintetizando: se não houver textos cristãos com fatura na Internet para serem lidos, o que vão ler as pessoas, ou mais claramente: o que os seus e os meus filhos e netos vão ler: somente as coisas ruins? Eu digo que esta vergonha de escrever, de publicar, seja uma forma de lavar as mãos e deixar a realização para outros. Uma pena.



cruzue@gmail.com




2 comentários:

Provai e Vede disse...

Parabéns pelo trabalho João, estamos aqui também divulgando, compartilhando a palavra, estudos doutrinas e etcs. cristãs. Porém eu Marnho, ainda me sinto tímido para postar meus escritos. Mais você é um dos blogs que me incentivou a começar. O nosso começou apenas com o intúito de compartilher aquilo que eu já havia estudado. Depois tomei gosto, e fui estudando e postando. Logo logo tomarei coragem de postar meus escritos, se Deus assim o quiser. Porém desistir jamais. (Sugestão: coloque a ferramenta do google de tradução, ajuda muito.)Fique na paz de Cristo.

Nádia disse...

Olá! Sou uma blogueira iniciante, mas concordo com o que você escreveu.
Vou conhecer melhor o seu trabalho.
Abraço,

Nádia do blog tochaacesa.blogspot.com