sábado, novembro 20, 2010

Lugares Altos



New Zeland


João Cruzué

Entre as músicas que estão no box lateral deste blog está uma das mais bonitas que grupo Diante do Trono já compôs: Lugares altos. Eu gosto de música cristã. Ela sempre me inspirou, enfim, servi nas cordas por 14 anos na Igreja. Vi muita gente sendo batizada, renovada e falando em novas línguas ao mover do Espírito Santo, presente nas notas de uma canção. Acho, não, tenho certeza que o próprio Espírito Santo se alegra com boa música de louvor. A música alegra o Espírito e o Espírito alegra os "vasos" na Casa do Senhor. Faz algum tempo que não escrevo; hoje, quero deixar alguns parágrafos sobre os outros versos do Salmo que o compositor do DT não colocou em "Lugares Altos".

No Salmo 18 está escrito: [O SENHOR] faz os meus pés como os da corça, e põe-me nas alturas. Imagino que a letra de "Lugares Altos", deve ter sido inspirada neste Salmo de Davi, que naquele tempo estava em primeiros anos no trono de Israel. O jovem Rei Davi olhou para trás e viu todas as lutas e perseguições que sofreu a partir daquele dia que matou o gigante Golias.

Quero dedicar este texto aos leitores que se pararem aqui para uma leitura cética. Afinal, que coisa boa poderia sair de um blog de crente? Bom, sou um cristão que passou por 11 anos de desemprego. Casado. Duas filhas pequenas. E, que antes desses dias ruins, tinha razoável conforto. Ano, após ano, as coisas foram piorando. Não vão caber neste post as referências a tantas coisas privações que passei, as dores que senti e as palavras que ouvi durante todos aqueles anos. Hoje estou bem. Muitíssimo bem. Olhando para trás, eu também posso dizer que foi o Senhor que "Livrou-me do meu inimigo forte e dos que me aborreciam, pois eram mais poderosos do que eu".

Há quem esteja angustiado enquanto lê este texto, mas há, também, quem esteja muito angustiado; muitíssimo angustiado. Mas para ser colocado em lugares altos, em posição de grande honra, certamente devi estar no vale ou no fundo do poço. Causa e consequência.

Tenho lido testemunhos de pessoas que me escrevem contando sobre coisas terríveis. Vida sentimental destroçada, doenças terríveis, solidão, dívidas imensas, ingratidão, desprezo, lares abandonados, filhos nas drogas. Males de todos os tipos, formas e tamanhos. Eu também tenho experiência em ouvir as palavras da angústia, os gritos da dor, a fome de justiça e o silêncio da solidão. Mas para muitos de nós isto, na verdade, não acontece com o propósito de nos destruir, senão para nos preparar, nos humilhar, para que um dia o Senhor nos coloque em posição de honra, assentado em lugares altos.

Em tudo dai graças. I Tessalonicenses 5.18.

Se você ainda não é um crente em Jesus Cristo, aconselho que procure sê-lo, para que tenha as condições e ajuda necessária para alcançar vitórias em Cristo e se assentar em lugares altos. Se você já é cristão vai entender perfeitamente estas palavras. No tempo da angústia e das tribulações a gente ora. Ora. Ora muito, pois é tempo de orar. Mas outro tempo virá, quando você vai começar a agradecer pelas respostas - antes de ver a bênção chegar.

Os cristãos andam por fé. Não andam por vista. Além da dor, da solidão, da depressão, do abandono, da dívida, há um tempo de vitória preparado por Cristo. Você não pode se concentrar apenas nas desgraças, precisa parar um pouco, para pensar e sonhar com aquilo que você precisa. Mude sua forma de pensar; pense que o tempo do fundo do poço vai passar, e quando ele passar, e suas bênçãos chegarem, imagine você olhando para trás e dando graças a Deus.

Eu passei por isso. Eu fiz assim. Se assentar em cima das suas derrotas e começar a chorar, isto vai consumir todos os dias de sua vida. As derrotas são degraus que descem mesmo para o fundo. Se você olhar para baixo talvez veja o fundo do poço, mas os mesmos degraus que descem, também servem para a subida. Sua realidade lhe diz você está descendo ao poço, mas pela fé volte os olhos para cima, para enxergar o céu - onde é a morada do SENHOR.

Quando Davi já estava há poucos anos no trono, ele ficou consciente da presença de Deus em sua vida desde o momento que recebeu a oração e a unção do profeta Samuel, passando pelos dias no vale e na caverna. Assentado em cima do trono de Israel, ele olhou para os dias de sua angústia, perseguição, desprezo, abandono dos amigos, e viu a misericórdia, a graça, a força do Senhor em sua vida. Imagino que mandou trazer a sua harpa, e escreveu:


"Eu te amarei do coração, ó SENHOR, fortaleza minha.

O SENHOR é o meu rochedo, e o meu lugar forte, e o meu libertador;

o meu Deus, a minha fortaleza, em que confio;

o meu escudo, a força da minha salvação e o meu alto refúgio".



Hoje, ao ouvir esta bela canção do Diante do Trono falando dos "Lugares Altos", eu também olhei para trás e vi cada um dos 11 anos que estive desempregado. De 30 julho de 1992 a 14 julho de 2003. Mas agora eu os estou vendo de cima (como Davi) . Veja: eu passei em alguns concursos públicos. Entre outubro/2009 e abril/2010 deste ano, fui convidado e convocado para assumir três cargos; dois por concursos. Em dezembro de 2000, por falta de emprego, eu estava cultivando mandiocas no Vale do Rio Doce; capinando (ou carpindo) mandiocas sufocadas por carirus de espinho e brachiaria rusieneses; com nuvens mosquitos pólvora em volta das minhas orelhas. Meus pés pisavam o barro e eu muito triste com tanta erva daninha. Hoje, exatos 11 anos depois sou um dos auditores do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo.

Para se assentar em lugares altos, talvez seja preciso que você passe pelo vale ou desça até o fundo do poço. A bênção do Senhor é sempre maior do que você imagina. Você vai precisar de orar sempre, para vencer sua luta de cada dia. Você está matriculado na Universidade de JEOVÁ. Estas lutas são as disciplinas que você está aprendendo para se graduar na carreira da humildade. Quando você concluir o curso não vai mais dizer: tudo posso porque EU sou EU. Em lugar disso vai dizer: Tudo posso NAQUELE QUE me fortalece.

Se você leu este texto até o fim, muito provavelmente deve estar passando por algum tipo de dificuldade. Se isto é verdade, creia nestas simples palavras: quando mais fundo é o buraco, maior é a altura do "trono". Fique firme, ore sempre, Deus vai multiplicar algo na sua vida que tem passado despercebido para você. Mas você também precisa fazer a sua parte. Se é estudar - estude. Se é "plantar mandiocas" - plante. Se é fazer um concurso - compre apostilas. Alguma coisa você precisa estar fazendo, quando os olhos do Senhor descerem sobre você para admirar sua persistência.

Se até hoje você estava excluindo a possibilidade de uma virada em sua vida, prepare-se: quero deixar aqui, para você, a lebrança de um versículo muito especial: "Porque para Deus não há nada impossível."Lucas 1:37. Você sabia que eu comecei a escrever um blog para contar meus testemunhos? Muito bem, assim que o Senhor lhe trouxer a maior bênção que já aconteceu em sua vida, venha me contar.


cruzue@gmail.com




.

Um comentário:

Pr. Carlos Roberto disse...

Caro irmão e amigo Pb. João Cruzue,

A Paz do Senhor!

Louvo a Deus pela sua vida e ministério, e por se permitir ser usado por Deus aqui na net.

Fui edificado e abençoado por Deus ao ler o seu texto.

Um grande abraço!
Pr. Carlos Roberto