domingo, agosto 01, 2010

Baixou o preço da semente da prosperidade financeira

.

AGRICULTORES AMERICANOS EM ACIRRADA COMPETIÇÃO,

BAIXAM O PREÇO DA SEMENTE DA PROSPERIDADE

AGUARDEM OS PRÓXIMOS LANCES!



Julho de 2010
Seeds

abril de 2010
Semeador
Eles querem "semear" a mão no seu bolso!

João Cruzué

Antes de dar minha opinião, quero registrar que não sou contra pedir ofertas para evangelização. Isso é lícito, e inclusive tenho contribuido para o Ministério do Pr. Sillas, não mensalmente, mas de vez em quando. O que não posso deixar de criticar é a FORMA de arrecadalção que esses dois pastores americanos sugerem diante de crentes e não crentes. Eles insinuam uma ligação entre a oferta e uma unção financeira. Ora, em que lugar do Novo Testamento Jesus e os apóstolos fizeram isto? E o cuidado que o apóstolo Paulo tinha ao lidar com seu sustento financeiro diante da comunidade não cristã? Digo, que esta forma sugerida de oferta, com a concordância do Pr. Silas, repele mais almas ao evangelho do que as atrai. O Pastor Silas não precisa destes homens para pedir ofertas, eles estão tornando o Evangelho vil diante dos incrédulos nesta nação que passou a ver com maus olhos certos pastores que usam o evangelho para se enriquecerem. Está errado, isto é uma vergonha e eu critico mesmo.

Quem disse que a salvação de uma alma envolve dinheiro? Ele estaria substituindo a ação do Espírito Santo? Que tipo de discipulado os pregadores de prosperidade estão fazendo? Basta de fermento farisaico.

Irmãos, a tentação é muito grande, principalmente para quem esteja precisando urgente de uma bênção ou sonha com uma melhora na vida financeira. Se você entrar por este caminho, vai achar que é dando que se recebe! A Lei de Gerson, o lema da corrupção dos políticos brasileiros. Não concordo com isso.

Eu passei por onze longos anos de desemprego. Lá no início procurei ouvir alguns "profetas" de Deus para saber quando chegaria a minha bênção. Não precisei plantar dinheiro, mesmo porque não tinha. Eu ouvia que minha bênção ia chegar; imaginava que era em pouco tempo, entretanto muitos anos se passaram para que ela chegasse e minha esperança ficou por um fio.

Lembro do dia que fui a uma Igreja pentecostal pela primeira vez. Eu estava com um casal de parentes que também não era crente. Eu aceitei Jesus e eles deram muito dinheiro. Só Deus sabe as lutas que passei, enquanto eles iam cada vez melhor sempre enriquecendo.

Hoje, tenho toda minha família na Igreja servindo ao Senhor, 27 anos de casado, vou ser avô, o tempo das dificuldades passou, e o tempo de cantar chegou. Mas não foi no tempo que eu queria. Quando àquele casal, não há mais casal, nem família, nem filhos na Igreja...

Cuidado com este negócio de semear oferta, para receber bênçãos financeiras. Você pode até ficar rico, mas vai pensar que foi bênção de Deus, e não foi. Quando você perder a família, a fé, e só ficar as riquezas, para que elas vão servir?

Dê sua oferta voluntária espontânea. Pode ser 100, 500, 1.000 ou 1 milhão. Mas não a dê sob sugestão de alguém que você não sabe se é mesmo um servo de Deus. Porque se ele for um profeta velho, e não tiver mais comunhão com Deus, se você seguir o conselho dele, pode levar uma conquista financeira para sua casa, mas Deus não estará nela. E se Deus não estiver nela, você vai descobrir apenas quando for tarde demais.

Oferte com generosidade, mas planeje sua oferta. Geralmente faço isto no começo do ano. Faço um voto anual de ofertar, geralmente para missões. Não entro em sugestões tentadoras, 99% justas e racionais. Uma coisa é 99 e outra coisa é 100%. Não é pelo tamanho da oferta que Deus nos abençoa. Ele nos abençoa por aquele compromisso de fidelidade e comprometimento que temos mantemos ao longo dos anos em nosso coração.

Agrade ao Senhor. Converse sempre com o Senhor. E Ele não só vai satisfazer suas orações, como vai lhe surpreender com muito mais do que você pensava e essas bênçãos não vão lhe tirar a paz da alma nem serem motivo de destruição da sua família.

Não concordo, e não é bom o que esses dois pastores americanos estão fazendo no programa do Pr. Silas. Está faltando prudência no trato com o assunto financeiro e os meios não justificam os fins. O leitor pode não concordar comigo, mas esta é a minha opinião.





.

7 comentários:

Pr. Carlos Roberto disse...

Caro irmão João Cruzue,

A Paz do Senhor!

Não acrescento nada, apenas do os meus parabéns pelo artigo e assino contigo.

Um grande abraço!

Pr. Carlos Roberto

Júnio Almeida disse...

Acho que vou esperar abaixar para um real. Pode ser que eles façam uma oferta em busca de ofertas.

Anônimo disse...

Pastor João!!!

Que saudade daquele site Olhar Cristão, que só tinha olhos para a Bíblia. Era um baluarde, um porto seguro de descanso... Eu lia e me sentia saciado na alma!!! Não existe mais?! Por quê?

O sr sabe que as ofertas pedidas pelo seu colega de Assembléia de Deus, Silas Malafa, são para pagar custos com evangelismos feitos via televisão. Até para a Índia, China e Coreia.

E então qual é a razão para semear desânimo em quem pensa em ofertar, ajudar a levar a Palavra do Bom Deus aos que estão perdidos além-mar?!

Que saudade do site Olhar Cristão de 3 anos atrás!!!

Rosivaldo Russo.

Cleverson disse...

Meu Deus amado Irmão João, faço das palavras do prezamado irmão Roberto as minhas palavras. Ja nasceu minha filhinha, de uma olhada no meu blog.

Abraços.

Cleverson e Andreia Leal e agora a Maria Helena Leal. rsrsrsrs

Diego Oliveira disse...

Concordo com você a oferta deve ser planejada, de coração, não por impulso, não por conselhos...
deve ser com amor
e o que mostra esse amor é a sua fidelidade a Deus..

Na fé,

Uma Visão da Verdade - Diego Oliveira

Joao Cruzue disse...

.


Réplica ao Irmão Rosivaldo Russo,

Obrigado pelos comentários do Irmão.

Tenho contribuido para o trabalho do Pastor Silas Malafaia. A crítica não visa destruí-lo, mas ajudá-lo a escolher melhor ALGUNS seus mentores.

Quem contribui, pode criticar.

Nada contra pedir ofertas, para usar no trabalho do Senhor, mas quando este pedido sugere "liberação de unção para ficar rico" é que é o problema.

A garantia da prosperidade de qualquer crente não vem da oferta que ele dê, mas da forma fiel que anda diante de Deus.

Quando se embrulha um pedido de oferta com uma sugestão de "unção financeira" a simplicidade do Evangelho vai parar no lixo, e perante o mundo, o pastor que faz isto perde sua credibilidade, porque nem Jesus nem os apóstolos fizeram isto.

Por fim, peço desculpas ao irmão se não escrevo apenas mensagens evangélicas. Creio que eu devo abordar todos os tipos de assuntos para comunicar com leitores de várias idiossincrasias.


Obrigado,


Irmão João.

claudio disse...

Quando aceitei a Cristo , pregavam pra mim que:

A partir de agora eu seria muito abençoado ou melhor eu ja fui abençoado com a salvaçao, a libertaçao, o sofrimento cristao por amor ao evangelho, a renuncia do mundo entre outras coisas
Quando aceitei a cristo me falaram que eu iria sofrer pois os cristaos sempre sofreram mas em todas as coisas nas angustias, nas afliçoes, fome nudez periro ou espada, nada iria me separar do amor de cristo jesus
Me ensinaram que iria passar por provaçoes sejam enfermidades, dificuldades ou desprezo pela familia, no trabalho etc
HOJE estao dando o ceu na terra para as pessoas emprego, saude, tudo de bom nesta terra E PARA receber isso custa R$ 1000,00 , AS vezes fazem uma promoçaozinha de 610 contos
quem nao tem como pagar os 610 contos ? como vai fazer ?
no meu tempo oravamos, faziamos vigilias consagravamos e trabalhavamos para o mestre, que digno era o trabalhado do seu salario
Hoje basta fazer uma transferencia bancaria