sexta-feira, julho 16, 2010

Evangelização infantil comeca em casa e continua na Igreja



"Nove Maneiras Práticas de

assegurar o vínculo dos pe
quenos com Jesus"

STEVE ALLEY
Tradução: João Cruzué
Abra ou derrubarei a porta!

"Com certeza você já viu esta cena em algum filme. Os bandidos estão cercados atrás de uma porta fechada. Os mocinhos chegam e terminam derrubando a porta. Eles chutam, batem, fazem tudo que puderem para remover a barreira.

Há muito tempo (antes dos filmes de polícia e bandidos) Jesus encorajava seus discípulos a também quebrar as barreiras. Disse Jesus: Deixai vir a mim as criancinhas, e não as impeçais” (Mateus 19:14)

Jesus entendia que há coisas que nós adultos fazemos que atrapalham os pequeninos de chegar até Ele. E Jesus em essência gritou: “Abram ou derrubarei a porta”. Precisamos avaliar criteriosamente nossos ministérios para ver se existem neles impedimentos que estorvam as crianças de chegar até o Cristo.

Cada professor que você treina, instalações que projeta, currículo que seleciona, Real que investe, em suma: cada decisão que você toma – deve ser motivada por uma filosofia que obedeça a ordem de Jesus de “não impedir as crianças.” Estas nove áreas de atuação, a seguir, o ajudarão a criar um ambiente livre de estorvos para as crianças da sua Igreja.

1. Fundamentos da Fé para Crianças --“Como se tornar um Cristão” foi um dos primeiros passos que implementamos quando pastoreávamos uma congregação de 700 membros, todos com menos de 12 anos de idade. Ali estabelecemos um critério para ajudar as crianças na tomada desta importante DECISÃO que incluía considerações por idade, privacidade, envolvimento paterno e estudos posteriores. Nossa objetivo era pavimentar um caminho para as crianças chegarem a Jesus.









2. Uso eficaz das instalações
Instalações usadas e malfeitas impedem as crianças. Lembre-se, os pais trazem suas crianças, e se os pais forem esquecidos pelas nossas instalações, as crianças não serão trazidas. Quando observei isto, limpei nossas instalações, pintei, e fiz reparos onde era necessário. . Desinfetei o quarto de crianças, dei aventais coloridos para os funcionários, e acrescentei a música. Logo os pais não só aprovaram, como também quiseram ficar e ajudar.

Avalie o ambiente de suas salas, linhas de tráfego, mobília, brinquedos, áreas de suprimentos. Eles revelam sinais de boas-vindas ou impedem as crianças? Você tem uma sala de materiais, um guichê de informações com mapas e brochuras para os pais, sinais que que identifiquem as salas? Se você está recebendo pessoas em nome de Jesus, então deve preparar o lugar.

3. Currículo Relevante – As crianças do terceiro milênio precisam encontrar Jesus com uma terminologia e estratégias de ensino que reflitam sua visão mundial, identifiquem seus medos, e satisfaçam suas necessidades. Um currículo fraco ou antiquado impede as crianças de chegar a Jesus.

Quando incorporei um novo currículo ao ministério, tive vários professores que dessistiram porque eles pensavam que um currículo impresso “limitava” o Espírito Santo. Muitas vezes você tem que abrir caminho a despeito da oposição. We vi que o Senhor abençoava nossa mudança de currículo; isto trouxe consistência e unidade para o nosso sempre crescente ministério.









4. Professores Treinados
- Há muitas pessoas perfeitas, religiosas que não deviam estar ensinando. Percebi isso em alguns professores veteranos quando exigi que todos os professores existentes passassem pelo nosso processo de treinamento.

Junto com a melhoria da capacidade de ensino de nossos professores, também recebemos novos professores que eram bem-vindos para serem treinados e aproveitados como aprendizes. Uma equipe de ensino, monitores, e rotação que garantia períodos de descanso além de dobrar nosso staff de professores em menos de um ano.


5. Ordem e Unidade – se seus professores são desunidos, as crianças serão impedidas. Eu fiz tudo que pude para organizar uma equipe de ensino. Nós tínhamos eventos sociais para construir um espírito de equipe. Eu instalei caixas de mensagens, enviei boletins informativos, e instalei quadros de avisos para estar certo de que todo mundo estivesse bem informado. Eu desenvolvi a grade curricular por idade e deleguei nomeei coordenadores para pastorear grupos menores.








6. Visibilidade das Crianças – Se seu ministério de crianças em baseado em uma filosofia do tipo “ver sem ouvir” ele não crescerá e as crianças não receberam uma atenção de qualidade que Jesus tem em mente. Eu mudei as palavras “Cuidado infantil é providenciado” em nosso boletim para “Aulas de ministério infantil são oferecidas” Devotamente fiz tudo que podia para incluir histórias de professores e de crianças nos cultos de adoração de adultos.

Faça o coral de suas crianças cantar, mostre isso em vídeo, faça com que crianças as participem do culto e desafie os adultos a se envolverem exibindo "O maravilhoso Mundo das Crianças." Os adultos do dia de Jesus queriam manter as crianças separadas e distantes, mas Cristo fez uma afirmação pública quando convidou as crianças para irem até Ele, depois as manteve em seu regaço, e as abençoou.


7. Suporte aos Pais - os pais de hoje são estressados, ocupado, e às vezes assustados com as responsabilidades da paternidade. A maior parte dos pais são receptivos a uma ajuda no processo da paternidade. Lembro-me confrontando uma senhora que constantemente levava suas crianças até a porta da Igreja sem entrar para o culto.. Nunca esquecerei sua resposta chorosa me contou sua história e por que ela não queria que suas crianças crescesse, sem Deus, como ela . Aquele encontro direcionou-me a uma série de aulas sobre cuidados paternais que ela alegremente assistiu. Quando a lar fica mais distante da igreja, é a igreja que deve estender mais longe os braços do amor!








8. Orçamento Robusto
– Seu orçamento é a filosofia do seu ministério com crianças expresso em números. Uma falta de visão no orçamento pode impedir as crianças. Cada ano você precisa incluir registros detalhados de cada centavo gasto e das solicitações para aumento de verbas para sustentar novo crescimento. Não tenha medo de pedir dinheiro. Lembre-se: “Nada recebeis porque nada pedis”(Tiago 4:2) É seu trabalho educar as lideranças da igreja sobre a importância das crianças. Para ajuda extra sobre a elaboração de um orçamento, pesquise na WEB.

9. Programas Relevantes - Os programas devem relacionar-se às necessidades ou os interesses das crianças que eles assistem. Um dos maiores programas que nossa equipe ministerial criou foi um programa que qualificava juniores para trabalhar como assistente do ministério de crianças. Vimos crianças que antes eram entediadas com a cristandade, repentinamente se tornarem co-líderes.

As crianças da sua Igreja merecem variedade e criatividade, portanto elabore um programa que ofereça um variado menu de escolhas: VBS, clubes de crianças, corais, grupos de representação, Acampamento Verão, retiros, e mais. A criança do terceiro milênio tem interesses únicos e diferentes que o mundo ficaria feliz em descobrir para escapar da ruína. A igreja deve contra atacar com o Poder de Deus.








Tudo o que fizermos
impedirá ou encorajará o progresso das crianças em direção à melhora de seu relacionamento com Jesus. Peça a Deus para que lhe mostre onde estão as áreas em que você deve atuar para a facilitação da subida dos pequenos até os braços de Jesus."

Fonte: http://www.childrensministry.com

Steve Alley é professor da Church Ministry at Pacific Christian College in Fullerton, California, e co-autor de Skituations

João Cruzué - Blog Olhar Cristão.
Série de traduções sobre Ministérios com Crianças e Adolescentes.
"Nine practical ways to ensure that kids connect with Jesus"


.http://olharcristao.blogspot.com/2008/08/adolescentes-verdade-sobre-o-sexo.html

5 comentários:

Edinelson Lopes disse...

Graça e Paz

É como costumamos dizer, o conselho de Provérbios é bastante claro: "...ensina a criança NO caminho..." e não "...ensina a criança O caminho..." e esta aparente simples presença da letra "N" faz toda a diferença.

Ensinar NO implicar em estar com a criança durante o caminho, juntos. Ensinar O implica em apontar o caminho e não necessáriamente seguir o caminho apontado.

"...ensina a criança no caminho em que deve andar, e, ainda quando for velho, não se desviará dele..."
Provérbios 22:06

Forte abraço, obrigado pela publicação da excelente matéria.
sigaomestre.blogspot.com

solange disse...

Excelente trabalho, gostei muito das idéias propostas, Deus nos ajude a pratica-las...

Pr. Fabio L. Volpini disse...

A paz do Senhor, excelente postage, realmente estes pontos tem que ser vistos e revistos, pequenos detalhes faz toda a diferença, parabéns pelo blog e seu trabalho que Deus continue o abençaondo e ampliando sua visão.
Fique com Deuis e na paz.

Joao Cruzue disse...

Pr. Fabio,

Obrigado pelo comentário. Quando fui dirigir a primeira congregação, Deus Deu-me oportunidade de investir em crianças. Hoje tenho uma filha de 20 anos que louva a Deus com muita graça, ela veio de um coralzinho infantil constituido por filhos de pessoas muito simples. Mas que me deram muita honra, pois recebi um convite para que se apresentassem no Natal daquele ano, no pavilhão do Anhembi, um espaço nobre de grandes eventos em São Paulo.

Muita honra mesmo, pois quando comecei naquela pequena congregação, as crianças se ajoelhavam no chão frio para desenhar suas lições de EBD.

Foi resolvendo este tipo de problema que descobri uma coisa: a liderança de um Igreja que não investe com amor no desenvolvimento de seus pequenos, está com o coração longe, mas bem longe mesmo dos propósitos de Deus.

Fiquei muito agradecido por sua atitude de comentar este texto.

Deus lhe abençoe muito Pastor Fábio L. Volpini.

Irmão João.


.

Shaianne disse...

Olá Amado Irmão João!
Li esse post, uma benção mesmo.
Achei super interessante esse ensinamento de como assegurar o vínculo dos pequeninos e seus pais no caminho de Jesus. Realmente, a criatividade, as coisas coloridas atraem muito as crianças e o louvor delas é puro, Deus se agrada e muito do louvor dos pequeninos. As vezes os profs. que trabalham com esse ministério, tem uma certa dificuldade em cativar os pais para levarem seus filhos, mas estava pensando, a oração precisa também de ação e esses métodos são super interessantes. Que Deus possa continuar te abençoando no seu ministério. Obrigada pelas dicas.
Abraços e Paz de Cristo Jesus.