terça-feira, abril 27, 2010

Tropeçando no Salmo Primeiro

.

"Tripping"
Por João Cruzué

Em 12 de outubro de 1995, há mais de 14 anos, aconteceu aquele triste episódio do "chute" na santa, protagonizado pelo Bispo Von Helder, da Igreja Universal, numa atitude de desequilíbrio, repercutida maldosamente pela TV Globo que, além de desrespeitar nossos irmãos católicos que a consideram "padroeira" do Brasil, desrepeitou a todos os crentes que pregam o evangelho de forma mansa e humilde.

O Bispo Edir Macedo Bezerra em seu livro mais recente diz: "... O Sérgio criou um problema na Igreja. Atrasou nosso trabalho em dez anos. Ficamos parados no tempo por causa daquele chute. Atrapalhou a Igreja, atrapalhou todos os nossos projetos. Poderíamos ter ajudado muito mais gente se não fosse aquele ato impensado."

Quem acompanhou, na época, sabe que a TV Globo gravou as imagens da "pregação" do Bispo Sérgio Von Helder, feita na madrugada, e a tornou assunto principal de seus jornais, movendo maciça perseguição à Igreja Universal. Nos dois meses seguintes, serviu perfeitamente como cortina de fumaça para o lançamento do PROER. aquele programa de socorro a banqueiros feito pelo governo FH - que só foi "descoberto" pela grande imprensa a partir de fevereiro de 1996. E o primeiro banco (imediatamente) socorrido foi o Banco Nacional - da nora do Presidente..

Para tornar mais eficaz a campanha de destruição contra a Igreja Universal, a Rede Globo foi buscar na seara evangélica o apoio do Reverendo considerado com o príncipe dos pregadores e escritores evangélicos do Brasil, o Pastor presbiteriano Caio Fábio D'Araújo Filho. Diante do microfone daquela emissora, ele ajudou a TV Globo a cravar vários pregos naquilo que achavam ser o caixão do Bispo Macedo e da Igreja Universal.

Quase 15 anos já se passaram. O Bispo chutou a santa, mas quem tropeçou no Salmo Primeiro foi o Reverendo Caio. Tropeçou e caiu. O Tempo, e não eu, está sendo o juiz daquela causa. De um lado,a boa mão de Deus prosperou a causa do Bispo Macedo. Que a grande maioria dos Evangélicos repudia. E certamente, o Bispo NÃO tem minha aprovação em todas as coisas que faz. Pode ser que até seja mais falho que o próprio Reverendo, mas por que um teve uma queda tão feia, e o outro continuou? Creio que Caio caiu por muitas falhas ( quem não as tem?), mas foi imperdoável ter se juntado aos "Marinhos" que sempre desprezaram, desprezam e nutrem um feio preconceito contra os crentes em Jesus desta nação.

Contudo, diante de Deus algumas faltas são consideradas maiores que as outras, e a razão do Salmo Primeiro estar exatamente ali, como primeiro, deve ser porque Deus nunca aprovará que o crente tropece no seu primeiro versículo (ainda mais se for um mestre) que só para recordar, diz assim:


"Bem-Aventurado o varão

que não anda segundo o conselho dos ímpios,

nem se detém no caminho dos pecadores,

nem se assenta na roda dos escarnecedores".

ooo


João Cruzue - cruzue@gmail.com

.

7 comentários:

Evangelização disse...

Irmão João.
No seu texto, o irmão usou um termo interessante: ... nossos irmãos católicos...
Sei que isso é um grande dilema na igreja evangelica e vejo com pouca frequencia os que se arriscam a posicionar sobre isso.
Queria fazer uma pergunta sincera e que muitos evangélicos não saberiam responder (não é o seu caso): O Sr. considera os católicos como irmãos, ou seja, salvos pela mesma graça de Deus?

Que Deus lhe abençoe sua vida e sua família.

Luis

wally disse...

amado irmão João, apz.

por favor, me esclareça esta parte, que não ficou bem clara:

"O Tempo, e não eu, está sendo o juiz daquela causa. De um lado,a boa mão de Deus prosperou a causa do Bispo Macedo. Que a grande maioria dos Evangélicos repudia. E certamente que o Bispo tenha minha aprovação em todas as coisas que faz".

acho q faltou alguma palavra, ou não?

abs,

wally.

ps. aceite minha humilde sugestão: "desprezaram" (com z)
ps2. muito oportuna a lembrança do PROER, e da [en]rede globo.

Joao Cruzue disse...

Irmão Luiz,

Fico muito honrado com sua participação.

Duas coisas: O tratamento de "irmão" não está ligado a estar ou não salvo;

Venho de uma família católica. Quando aceitei Jesus, sofri muita perseguição de meus pais. Quando voltei para casa, crente, fui "convidado" a ir embora, por causa da fé evangélica.

Mas 12 anos depois, minha mãe aceitou Jesus como Senhor da sua vida e foi congregar na Igreja Presbiteriana. Meu pai a seguiu dois anos depois.

Minha irmã é Ministra da Eucaristia da Igreja Católica.

Você fez uma pergunta sincera, e vai ter uma resposta sincera: O católico que aceitar Jesus como Senhor e evitar a idolatria da sua Igreja, pode sim, alcançar a salvação.

Mas, para isso preciso trocar Maria por Jesus.He he he.

Irmão Luis, eu cresci com pastores muito santos e conservadores. Mas daqui a algum tempo, com o barco correndo do jeito que está, haverá muita diferença entre evangélicos e católicos? Eu tenho meus receios.

Todavia, a resposta para essa pergunta, está com o Senhor.

A Paz.

Irmão João.


;

.

Carlos Renato disse...

Caro irmão Cruzué, bom dia.

Não sei o que motivou a postagem deste, mas ficou claro o repúdio ao Sr. Caio Fábio. Ao que me parece, o crescimento da IURD significa para o irmão que Sr. Edir está de pé e o adúltero do Caio caiu. Será mesmo este o critério de Deus?

Creio que a Globo nem deve ser assistida pelo povo, principalmente os cristãos, pela devassa que produz na instituição família entre outras.

Quanto ao crescimento da IURD com um evangelho totalmente distorcido que causa mal ainda pior do que a Globo, deteriorando a família cristã que, deixando o foco da graça da salvação e uma vida futura plena, prega um evangelho de bençãos materiais totalmente estranha ao cristianismo, baseado em versículos isolados desprezando a macro visão da doutrina contida na Bíblia. Deus é Espírito e importa que o adoremos em espírito e em verdade.
Relativo ao fato de Chutar a santa, veja o que o Edir ensina a seus obreiros aqui

Quanto ao Caio Fabio, não o conheço e não tenho o que comentar.

Espero, sinceramente que todos tenhamos a mente de Cristo na busca do bem maior: A VIDA ETERNA com Ele.

NEle a nossa paz,

Carlos Renato
http://crenatos.blogspot.com

Joao Cruzue disse...

Réplica a Wally.

Obrigado pela ajuda.

Está certo nos dois casos. Fui corrigir uma coisa, e observei uma outra pior "o despresar" com "s".

Mas, estou tentando melhorar. Hoje mesmo comprei dois livrinhos, de uma coleção de dez, do Prof. Pasquale.

Wally, seus incentivos e críticas são sempre bem-vindos.

A Paz.

Irmão João.

Leonardo Gonçalves disse...

Joao Cruzue,

Nos conhecemos suficientemente bem e nos respeitamos tanto e ao ponto de nao ser necessário meu comentário para que o amigo saiba qual a minha posiçao quanto ao exposto. Contudo, é inegável que o episódio da IURD foi usado pela mídia global para desviar a atençao dos populares de uma importante manobra política e econômica.

Caio Fábio, movido por motivaçoes teológicas (e mui possivelmente "egolátricas"... mas isso só Deus sabe), emprestou sua imagem à globo para espezinhar a IURD. Na mesma época, no entanto, a IURD ganhou um defensor, na época o pastor Silas Malafaia (que segundo dizem, foi bancado com 70 mil dólares por mês para ventilar coisas sobre o reverendo Caio).

Caio caiu. Com sua cacofônica queda, decaiu o semblante de uma multidao caiólatra, que o reverenciada como se o mesmo fosse um deus. Um deus evangélico. Caiu quando quis ser muito e ser mais do que realmente foi chamado a ser, e quando quis entremeter-se em assuntos políticos que nao lhe pertenciam. Entrou para a história dos evangélicos brasileiros como o "reverendo adúltero", porém sua queda foi algo muito mais complexo de descrever.

Quanto ao bispo ser de Deus, disso nao duvido. O reformador Martinho Lutero costumava dizer que "até o diabo é o diabo de Deus". =)

Em suma, penso que é prudente guardar nossos coraçoes, pois as grandes quedas geralmente surgem de grandes aspiraçoes. Bom é nos acomodar à coisas simples e nao desejar mais do que aquilo que Deus deseja para nós.

Grande abraço,

Leonardo.

Joao Cruzue disse...

Réplica ao Léo.

Concordo 99% do que disse. Entretanto, todo mundo se acomoda às coisas humildes quando é um "mané" no dizer do Pr. Silas.

O problema vem, quando o sucesso sobe à cabeça. Aí, a glória fica para a criatura e o ponto de inflexão da parábola invertida começa a descer. E dessa forma os príncipes se tornam mendigos.

Que Deus conceda a mim e todos nós um dia de tratamento à profeta Isaías.


Obrigado pelo comentário.



Irmão João


.