sexta-feira, abril 09, 2010

Opinião - Pastor Silas Malafaia e os homossexuais

Iara Bernardi e Pr. Silas Malafaia no Programa do Ratinho

João Cruzué

Como é de conhecimento de meus irmãos, amigos e leitores, não sou favorável a mudança da Constituição Federal, nem do Código Civil e outros diplomas legais através do PLC 122/2006. E a razão já escrevi também aqui: ao se pretender alterar a lei, para incluir duas palavrinhas "preferências sexuais" vai dar abrigo, por exemplo: a pedófilo. É isso (preferência sexual) que está no texto da senhora Senadora, para todo mundo ver.

Também não concordo com aquilo que a lei vai gerar, ou seja uma casta de "incriticáveis". Pais e pastores que ensinarem e pregarem contra - cadeia! Pastor quye se recusar a fazer casamento gay: processo por discriminação! Se esse projeto passar, ninguém poderá mais criticar a opção sexual de um não-hetero, pois vai ser processado e preso. Tudo poderá ser criticado, exceto a opção homoafetiva, pois isso seria tipificado criminalmente como discriminação.

Ponto final.

Agora, está acontecendo um desequilíbrio no meio das lideranças evangélicas. De repente, alguns exaltadinhos estão transformando homossexuais em coisas. Deixando de lado a missão do verdadeiro crente em cristo que é amar o próximo. Nós crentes - seguidores de Jesus Cristo - não podemos dever nada a ninguém, a não ser o AMOR.

Que papelão está fazendo o Pr. Silas quando ele protagoniza uma cruzada evangélica scontra os gays, para se posicionar bem na "fita" (ops!) diante da comunidade . As portas de nossas Igrejas estão sempre abertas para receber com amor e respeito toda e qualquer pessoa. O Evangelho é para os sofredores, os discriminados, os pecadores, os doentes, as prostitutas, ricos e pobres. A imagem que o Pastor passou no debate do programa do Ratinho e em outras mídias não condiz com o amor cristão. Há outros foros e locais para tratar disso.

E o exagero não é bíblico. Como é que vamos dizer para essas pessoas que Jesus as ama, se nós estivermos apedrejando-as?

Não me sinto confortável vendo estas atitudes de confronto entre evangélicos e gays. Sinto cheiro de coisa errada nesta história. É preciso tomar cuidado para não perder o espírito cristão, o amor ao próximo e se tornar um "maria-vai-com-as-outras".

Senão, pode ocorrer aquilo que alguém já falou: o excesso de um pastor que fala demais pode levar a opinião pública a pensar que ele é o agressor. Isso está começando a acontecer. Eu tenho visto falta de sabedoria do Pastor Silas quando ele trata de assunto tão reservado em programas que buscam audiência confrontando as pessoas, para que elas se agridam e se magoem.

Não devemos fechar a porta da Igreja do Senhor na "cara" de ninguém. Isso pode matar o desejo sincero de alguém de se reconciliar com Deus.





6 comentários:

Pr.Valdivan Nascimento disse...

Acredito que o Pr. Silas poderia usar sim um tom mais ameno e cordial para discutir a PL 122, porém tudo o que ele falou é verdade. Se não fosse o impetuoso pastor tele-evangelista esse perigoso projeto passaria desapercebido da maioria dos evangélicos. Não vi em nenhum momento ele tratando os homossesuxais como coisas ou discrimando ao contrário. A questão é que esse projeto e o pecado tem de ser combatidos mesmo. Claro que devemos demonstrar o amor de Cristo a todos, inclusive aos homossexuais, mas isso não significa calar-se diante da mentira. O programa do Ratinho não é o melhor ambiente para um debate deste tipo, porém precisamos aproveitar as oportunidades para trazer à luz as obras infrutuosas das revas.

Dâmaris Melgaco disse...

Bom dia
Lendo seu arquivo entendo sua preocupação com as questões que envolvem o amor ao próximo, porém a Bíblia também é clara quando o assunto é pureza e guardar-se "incontaminado do mundo"(Tiago 1:27). Com o surgimento das teorias libertárias temos a defesa da total liberdade para as escolhas e decisões sociais. É claro que essas tem razão no quesito livre-arbítrio, mas em se tratando de cristianismo sabemos que ao homem existe somente uma escolha que o conduzirá a terra celeste. Não existem meias verdades, logo é impossível que a igreja se cale diante da imposição de práticas que não condizem com a cidadania celestial. Aí entram os profetas "aqueles capazes de denunciar o pecado de um povo e chamá-los ao arrependimento". Foi assim com Jeremias, Isaías, etc... Acima de tudo atentemos para o seguinte: JESUS nos chamou para ficarmos no mundo, sem sermos do mundo.Como afirma o Pastor Davi Merck " O povo do Êxodo descobriu como isso é difícil uma vez que você é contaminado pelos valores do mundo. Demorou uma noite para tirar Israel do Egito, mas 40 anos para tirar o Egito do coração de Israel".
Importante lembrar que não defendo aqui as atitudes do Pr. Silas Malafaia, mas não discordo plenamente do que ele tem tentado mostrar... Pensemos nisso!!!

Anônimo disse...

boa tarde meu nome é claudinei e gostaria de deixar meu total apoio ao pastor silas malafaia pela coragem de ir ao programa do ratinho defender a honra e a moralidade da nossa sociedade tão massacrada por pessoas sem temor a Deus e que infelismente são formadoras de opiniões no nosso país -deixo tambem minha admiração e alegria pelas cruzadas que o pastor silas tem realizado onde milhares de vidas tem se rendido ao senhor -e gostaria de deixar um pergunta aos seus criticos o que voces tem feito pelo reino de Deus alem de criticar os que estão fa zendo e que Deus nos abençoe com um pouco da coragem do pastor silas para que possamos assim como ele batalhar contra este sistema babilonico que tanto tem afligido nossa sociedade Deus abençoe a todos em cristo jesus

Pastor Carlos Renato disse...

Amado Irmão, João Cruzué. Graça saúde e paz

Existe uma grande confusão sobre o assunto e é preciso saber de qual estamos falando. vejamos:

1) O PLC 122/2006 que trata da questão civil com relação a discriminação de pessoas com orientação homossexual.

2) A reivindicação do direito de participar da Igreja como membros e ministros sem qualquer mudança comportamental.(este não era o caso da questão em debate)

É claro que se o Projeto for aprovado dará legitimidade ao segundo, e as Igrejas Cristãs não poderão mais deixar de receber os homossexuais como membros ou ministros simplesmente pelo fato de serem homossexuais. Aí os assuntos se confundem fazendo parecer que o pr Silas estava defendendo a Igreja Evangélica e não, na verdade, o direito civil de contestar tal Projeto de Lei.

Esta confusão ate se dá pela iconicidade do referido pastor na comunidade evangélica mas não se tratava de um debate entre "Igreja Evangélica" e o LBGT (Instituição pro PLC 122), mas tão somente um cidadão em defesa do seu direito civil. (desculpe a redundância)

Conclusão:
- Como cidadão o Pr. Silas defendeu os interesses dos cidadãos que vêm neste, um Projeto Lei maléfico à sociedade em geral.

Há no Brasil um número crescente das chamadas "igrejas inclusivas" exclusiva para os "excluídos" e discriminados, onde a orientação homossexual não é vista como pecado e sim como benção, assim não precisam mais arrepender-se e conseqüentemente, não precisam regenerar-se e assim estas igrejas privarão a muitos os passos da conversão e santificação. Imaginem como será... "antes anunciei primeiramente aos que estão em Damasco, e depois em Jerusalém, e por toda a terra da Judéia e também aos gentios, que se arrependessem e se convertessem a Deus, praticando obras dignas de arrependimento." Atos 26:20
(veja Hb 12:15,17;)

Com amor aos de orientação homossexual, alvo do amor e da misericórdia de Deus em Cristo Jesus.

NEle a nossa paz,
Carlos Renato - http://crenatos.blogspot.com

Joao Cruzue disse...

Réplica ao Irmão Claudinei

Você perguntou aos críticos o que é que estão fazendo:

Resposta: contribuindo financeiramente para o Ministério do Pastor Silas. Além de fazer o mesmo do irmão para a Glória de Deus.

Quando O pastor Silas acerta, nós o elogiamos suas atitudes. Quando ele erra, nós criticamos suas atitudes. É só ler de novo o texto, para comprovar isto.

Não misturamos a pessoa dele com suas atitudes.

E programa de Ratinho, não é lugar para pastor debater. Ali é lugar para por gasolina nas coisas.

Continuo com a mesma opinião: O radicalismo do Pastor Silas em ser muito APARECIDO neste assunto de Homossexuais, está fechando a porta para que muitos deles se convertam. É só prestar atenção na agressividade da forma com que o Pr. se expressa, para ver que ele não mostra mansidão quando fala.

E isso deve ser criticado para que ele MELHORE ainda mais.

E quem contribue para o Ministério dele - PODE SIM, CRITICAR.


.

Anônimo disse...

A biblia diz que Deus criou Adão e Eva e não 2 Evas ou 2 Adãos, axo ridiculo duas pessoas do mesmo seculo se agarraando por ae, o dia que um de vcs pegarem o filho de vcs agarrado com outro homem ou vice e versa, quero ver qual serão suas atitudes. Não sou preconceituoso, mas quero isso longe de mim e de meus filhos, assim como eles podem ser, eu posso não aceitar.