terça-feira, janeiro 26, 2010

Estratégia de Bento XVI para o pastorado digital

.

Tradução: João Cruzué

Em sua mensagem para o 44º Dia Mundial das Comunicações Sociais, o Papa Bento XVI conclamou os sacerdotes a fazer um uso astuto das novas tecnologias disponíves para se tornarem líderes comunitários na WEB. Contudo, ele os admoesta ao bom senso: serem mais conhecidos pelo sacerdócio do que pela exposição à mídia digital.

O Dia Mundial das Comunicações Sociais está marcado para 16 de maio, sob a divisa “O Sacerdote e o Ministério Pastoral no Mundo Digital: Novas mídias a serviço da Palavra.”

A diretriz central da mensagem de 2010 chama a atenção às possibilidades oferecidas para o ministério pastoral dentro da importante e sensível área pastoral das comunicações digitais.

Cada sacerdote, afirmou o santo padre em sua mensagem, para preencher as prioridades fundamentais de crescer na comunhão com Deus, necessariamente deve se envolver no uso de novas tecnologias de comunicação.

Sacerdotes diante do ponto de partida de uma nova era: “Como novas tecnologias criam mais profundas de relacionamentos a grandes distâncias, elas devem ser utilizadas para responder pastoralmente, ao colocar mídia sempre e mais efetivamente a serviço da Palavra.

Bento XVI enfatizou que “Novas oportunidades para o dialogo e evangelização” podem ser abertas no ciberespaço com a presença de sacerdotes, transportando seu papel tradicional de líderes comunitários para uma comunicação maior no mundo digital.

Fonte: CNA

Comentário: Desde 2005 venho incentivando cada líder evangélico a criar um blog para publicar suas experiências com Deus e outros textos de conteúdo cristão. A blogosfera evangélica começou há pouco mais de dois anos e hoje há mais de 20 mil blogs evangélicos. na Internet. Infelizmente, há uma febre de apoletas . Muita letra, muita crítica e pouca graça. Por isso, gostaria que alguém tirasse-me uma dúvida: é verdade os fariseus e saduceus eram os grandes apolegetas nos dias de Jesus Cristo? Eu só queria saber. Enquanto isso, a Igreja Católica continua contextualizando-se sob as políticas digitais de "Bento XVI" (João Cruzué)




.

2 comentários:

Felipe Huvos Ribas disse...

João, eu li a notícia (não lembro se inteira) em outro site. Mas li o seu comentário inteiro. A grande questão, penso eu, é que muitos estão se intitulando de apologetas sem serem de fato.

Evangelização disse...

Irmão João.
Seu comentário no rodapé não poderia ser mais oportuno.
"Muita letra, muita crítica e pouca graça"
Isto resume bem o que ando pensando de uma grande maioria dos blogs evangélicos. Aliás, eu tomei uma atitude de evitar um monte de blogs. Tirei dos meus favoritos e evito seguir links que apontem para tais.
A questão dos Fariseus foi muito bem colocada.

Menos farisaísmo e mais evangelização.