terça-feira, setembro 29, 2009

Peru - Projeto de Lei de liberdade e igualdade religiosa

Pastor Humberto Lay
La República/Peru - 02.07.2009

El pastor evangélico y líder de Restauración Nacional, Humberto Lay, dijo hoy confiar en que el pleno del Congreso dará “luz verde” al proyecto de ley de libertad e igualdad religiosas.

El cual fue aprobado por unanimidad en la Comisión de Constitución.

Indicó que el mundo ha avanzado, al igual que la democracia y la globalización, por lo que en algún momento debía llegar este momento al país, y ponerse el punto final a una discriminación.

Mencionó que actualmente la Iglesia evangélica aglutina al 12.4 por ciento de la población, cifra considerable de ciudadanos a la cual se suman otras confesiones.

“Confiamos en que el pleno dé luz verde a esta ley. El hecho de que la Comisión de Constitución la haya aprobado por unanimidad es un buen indicio.”

Comentó que esta decisión a nivel de comisión es consecuencia de un largo proceso, pues pese a que en el país no hay ningún problema en cuanto a libertad de culto, aún falta una ley que establezca una igualdad entre todas las confesiones religiosas.

Lay precisó que la única Iglesia reconocida en el país, jurídicamente, es la católica; todas las demás tienen que adoptar la forma de asociaciones sin fines de lucro u organizaciones no gubernamentales.

Agregó que en el proyecto de ley aprobado sólo se excluyen aquello grupos vinculados con la parapsicología, el espiritismo y satanismo.

Refirió que los beneficiados, de aprobarse este proyecto de ley, son la Iglesia evángelica, que es un 90 por ciento de las confesiones no católicas; adventista; mormones; Testigos de Jehová, entre otros.


(Con información de Andina)



Fonte: Jornal la República - Peru

segunda-feira, setembro 28, 2009

Angola - Boas notícias da Igreja Evangélica

.
Pedras Negras
Pedras Negras
- Angola


IGREJA ASSEMBLEIA DE DEUS


JORNAL DE ANGOLA
Manuel Albano - 29 de Junho, 2009

Mais de dez mil fiéis de todos os centros da Igreja Assembleia de Deus Pentecostal, em Luanda, participaram, ontem, no Pavilhão Desportivo da Cidadela, no encerramento dos “14 dias de jejum e oração em saudação à paz e no fortalecimento da fé”.

A cerimónia começou de manhã, com o tema “Quem luta com Deus prevalece”, que teve como “mensagem principal o amor ao próximo, os conflitos sociais na sociedade angolana, a crise económica mundial e o fortalecimento da fé”.

O reverendo, Francisco Domingos Sebastião disse à imprensa que a “acção de graças faz parte da programação anual da Igreja, que tem com objectivo ensinar e levar a palavra de Deus aos fiéis”.

Francisco Sebastião garantiu que a Assembleia de Deus Pencostal “vai continuar a ser um dos grandes parceiros sociais do Governo, no que respeita à educação moral e cívica das populações, aos problemas espirituais” e na forma de “enfrentar as grandes crises familiares”.

O reverendo disse que é “preciso que o Estado e a sociedade continuem a trabalhar juntos na criação de soluções e mecanismos que possam fortalecer as leis de punição ao combate as drogas, alcoolismo, violência familiar e a prostituição juvenil”.

“Esta não é uma tarefa apenas do Estado, mas de toda a sociedade”, salientou.

----------------------

IGREJA METODISTA

Fula Martins - 06 de Julho, 2009

Os fiéis da Igreja Metodista Unida de São Paulo recolheram, durante o fim-de-semana, roupa usada e óleo alimentar para distribuição às populações do Cunene afectadas pelas cheias. O pastor Jerónimo Domingos, da Igreja, disse que os fiéis responderam bem ao apelo do Distrito Norte da igreja e conseguiram recolher bens para serem enviados à Igreja Metodista do Icolo Bengo, onde vão ser embalados, para depois serem transportados para o Cunene.

--Conseguimos mobilizar os nossos crentes para darem o que tivessem, desde roupas usadas a bens alimentares para serem enviados às vítimas das cheias, afirmou o pastor, sublinhando que nunca é tarde para se fazer uma oferta, o importante é a vontade das pessoas ajudarem o próximo.

O pastor lembrou que a Igreja Metodista Unida de São Paulo tem como objectivo ajudar pessoas carenciadas. Fazemos parte de uma organização onde o objectivo é ajudar as pessoas carentes. Esta é a característica dos metodistas, reforçou.

A construção do novo templo começa no dia 26 de Julho A primeira pedra do novo templo da Igreja Metodista Unida de São Paulo vai ser lançada no próximo dia 26 de Julho. Segundo Jerónimo Domingos, o primeiro passo para a construção do templo já foi dado com a aquisição do terreno e a sua vedação.

A Igreja convidou Gaspar João Domingos, bispo da Igreja Metodista Unida, para o lançamento da primeira pedra que vai dar início à construção do novo templo da Igreja Metodista da são Paulo, revelou o pastor.

--Somos um povo e todos estão mobilizados para participarem, com as suas contribuições, na construção da nova igreja, acrescentou, apelando às entidades colectivas e singulares e aos crentes para ajudarem a construir o templo com tudo que estiver ao seu alcance.

------------------

IGREJA BATISTA

Fonseca Bengui - 01 de Agosto, 2009

O pastor Virgílio Matutuka, da Igreja Baptista Amor de Deus, defendeu uma cooperação mais funcional entre as igrejas baptistas, com a realização de congressos e conferências para reflectir, avaliar, planificar e definir metas e estratégias comuns.

A ideia foi defendida durante a apresentação da palestra com o tema “cooperação na multiplicação de igrejas”, durante a 22ª assembleia da Convenção Baptista Provincial de Luanda, que decorreu de quarta até ontem, nas instalações da Igreja Baptista Boa Esperança, no Grafanil.

Apesar de reconhecer a autonomia de cada igreja local, o religioso defendeu que essa autonomia deve levar à cooperação com a realização de campanhas de evangelização de massas, sustento de novos trabalhos missionários e construção de templos.

“A cooperação deve ser feita no espírito de irmandade. As igrejas podem reunir e definir as atribuições de cada uma”, disse.

A segunda palestra, com o tema “Descoberta de dons”, foi dirigida pelo pastor Oliveira Panzo Catangui, vice-presidente da Convenção Baptista de Angola.

A assembleia, que teve como tema “Influenciemos a Igreja no avanço do Evangelho”, aprovou os relatórios da direcção da Convenção Baptista Provincial de Luanda e dos seus departamentos e avaliou os resultados do Movimento Missionário de Implantação de Igrejas na província de Luanda durante o último ano convencional, que terminou em Junho.

O encontro terminou com a aprovação do Orçamento da Convenção Baptista provincial para o ano convencional 2009/2010 e a leitura da moção.


Fonte: Jornal de Angola




.

Desfile do Dia da Bíblia em Honduras

.
MAURÍCIO PEREZ
Tegucigalpa - Aunque la crisis política y los constantes toques de queda han opacado muchas actividades en el país, varias iglesias evangélicas celebraron ayer en sus barrios y colonias el Día Nacional de la Biblia llevando mensajes donde piden paz y justicia.

“Dios es Amor, la Biblia lo dice”. “La Biblia es la palabra de Dios”, fueron entre otros mensajes de paz los que destacaron en las decenas de pancartas que los cristianos llevaron en esta celebración.

.
Según los líderes cristianos, el mensaje central de la Biblia está presente en el corazón de todas las grandes religiones, e insta al ser humano a desarrollar su relación con Dios y su capacidad de amor hacia el prójimo, conceptos que vienen de gran ayuda en estos días en que la nación está dividida.

DESFILE
EL pastor de la iglesia Tabernáculo del Evangelio de Dios, Adán Tábora, manifestó que en la congregación que pastorea siempre acostumbran (al son de los tambores, bombos y platillos) llevar testimonio a muchas personas que salen a presenciar la caminata.


“Somos de las pocas iglesias que este día realizamos el desfile y hoy salimos desde el parque de la colonia, recorrimos la comunidad de Río Blanco y La Prieto, dando tratados de mensajes de salvación”, indicó.

Tábora lamentó la situación actual por la que atraviesa la nación, pues ha opacado en cierta manera la celebración de este día tan importante para la Iglesia cristiana.

“Esto no abona para que se desarrolle este evento y nosotros aun si se hubiera decretado toque de queda hubiéramos salido a las calles a enecer el nombre de Dios con este desfile”, comentó.

El Pastor dijo que el mensaje de la Iglesia debe ser de paz, esperanza y salvación con el motivo de reafirmar que la palabra de Dios es verdad y respuesta para las necesidades de la humanidad.


Adán Tábora junto a su esposa Elisa de Tábora y a su congregación, fue una de las pocas iglesias en la ciudad que desfilaron en conmemoración al Día de la Biblia.

“Ante la crisis nos están señalando a la Iglesia como partícipe, pero debo aclarar que los pastores que han salido a apoyar a determinado sector no representan la postura de todos los pastores de Honduras y lo hacen a título personal”, dijo al referirse que el país necesita paz como resultado de la justicia.

SOBRE LA BIBLIA
1 - La Biblia, un libro inspirado por Dios, fue escrita en un periodo aproximado de 1,000 años, entre el 900 antes de Cristo y 100 después. Hoy es el libro más vendido del mundo.


2 - En La Biblia se encuentran mensajes de los profetas, palabras de Jesús y testimonios de los apóstoles. Los profetas, Jesús y los apóstoles actuaron y hablaron en distintas épocas y en circunstancias muy diversas.


3 - El Día de la Biblia se celebra en Honduras vía decreto del Congreso Nacional el último domingo de septiembre. Se tomó esa fecha basándose en que un 26 de septiembre de 1569 se terminó de imprimir totalmente la Biblia en español llamada la “Biblia del Oso”, por la tapa con un oso. Fue traducida por Casiodoro de Reina.

Fotos: TIEMPO/Roberto Cerrato

--------------


Con una Expo-biblia en City Mall y Galerías del Valle, los miembros de la iglesia Centro Cristiano Internacional (CCI) celebrarán el Día Nacional de la Biblia, la cual se festeja el último domingo de septiembre.

Honduras es el único país de Latinoamérica que celebra vía decreto el Día Nacional de La Biblia, desde el año 1987.

Los pastores del CCI hicieron un llamado a la sociedad hondureña para que asistan a la exposición de biblias antiguas que se llevará a cabo en los centros comerciales Galerías del Valle y City Mall, donde expondrán diferentes versiones de la Biblia.

En las instalaciones de la iglesia, ubicada en la colonia Trejo, contiguo al Instituto Técnico de Electricidad y Electrónica, se llevarán a cabo también reuniones en familia para estudiar la palabra de Dios.

El evangélico David Romero expresó que “queremos vivir en democracia y paz pero para eso tenemos que volver a recuperar los valores de Dios”.

Ante la situación política que enfrenta el país, el pastor hizo ver la necesidad de que en las escuelas y colegios públicos tengan un horario de lectura de la Biblia, para que los jóvenes recuperen los valores que se han perdido.

“Es importante que los ciudadanos leamos la Biblia para poder llevar una vida con las leyes de Dios y exista un acercamiento entre las familias hondureñas”, señaló el pastor Mario Valencia.

Aseveró que el objetivo es poner a disposición los principios de la Biblia, sobre todo en estos tiempos difíciles que está viviendo el país con la crisis política.

FONTE



sábado, setembro 26, 2009

Opinião - O crescimento dos blogs evangélicos

.
João Cruzué

Existem duas
correntes de pensamento diferentes entre os blogueiros evangélicos sobre o uso de políticas mais agressivas de popularização do uso de weblogs entre as lideranças evangélicas. Como participante ativo da blogosfera desde 2004, não posso deixar de registrar o aparecimento de um fenômeno recente, isto é, a multiplicação de blogs evangélicos na Internet. Blogueiros mais antigos (e experientes) são ou estão cépticos, pessimistas, quanto ao futuro disso. Todavia, nadando contra a corrente, venho defendendo uma visão diferente ao longo de minhas publicações na UBE - União de Blogueiros Evangélicos.

Segundo os mais antigos, a safra de novos blogs vem acrescentando muito pouco à WEB. Como são bem exigentes, eles se aborrecem com a pobreza de conteúdo e o excesso de cópias de trabalhos alheios. Nisto em concordo com eles - em parte. Sim, pois, a experiência só vem com algum tempo. Como blogar é um neologismo, a banda larga ainda é muito restrita e as plataformas gratuitas ainda não foram bem divulgadas, temos mesmo algo novo e certa confusão, que os mais pessimistas rotulariam de caos.

Não é nenhuma novidade, entretanto, que a forma de pensamento ocidental recente tem um viés descendente ao individualismo. Muita comunicação (virtual) e pouco contato no mundo real. Um comportamento que evidentemente destoa do pensamento cristão original. Cristãos individualistas é um contra-senso na teoria, que infelizmente vem mudando por razões várias cujo propósito não vai ser discutido aqui. Apenas deixo registrado que sito é uma anomalia.

Com o advento de uma tecnologia digital nunca antes compartilhada, com plataformas e hospedagem gratuitas, estamos diante de um momento único. Uma época onde é possível levar a palavra de Deus na forma escrita para todos os cantos da terra. Acostumados a isso nos últimos cinco seis anos a maioria dos blogueiros evangélicos antigos ACHA que isso é algo comum. Que uma comunicação global sem censuras é algo que sempre houve.

Puro narcisismo. É isso que penso. Um cristão quando esconde para si o que poderia compartilhar com outros entra pelo caminho do egoísmo, e com isso perde a visão. Blogs cristãos para mim são um meio - e não um fim. Embora isso seja mesmo tentador (e frequente) blogar pelo simples prazer de ficar admirando a própria "criatura", o que acho ser um desvio da conduta cristã.

Nem todos serão grandes blogueiros. Nem todos escreverão com graça. Nem todos terão paciência para escavar e adubar seus blogs até que frutifiquem. Isto é natural e até esperado. Como também é verdadeiro afirmar que os que investirem na oração e na redação irão além do que seja esperado.

Minha visão é esta: Que todo líder evangélico tenha consciência de que deve publicar um blog. Para isso tenho investido em um serviço de suporte www.comoblogar.blogspot.com há mais de dois anos. E mais: feito divulgações das vantagens de um Blog em mais de 800 comunidade de Orkut nos últimos quatro anos. Acredito que a sabedoria para usar um blog vem com o tempo de prática, teimosia e observação de como outros cristãos blogam.

Ajudo na administração da UBE desde setembro/09. Ela é ma comunidade social agregadora de blogs a partir de uma plataforma NING. Em dezembro/2008 a UBE possuia cerca de 1.400 blogs. Nos nove meses seguintes foram agregados mais de 3.600 blogs chegando ao final de agosto à marca histórica 5.000 blogs afiliados. São assembleianos, batistas, presbiterianos, metodistas. Irmãos blogueiros das Igrejas: Universal, Mundial, Graça Internacional, Deus é Amor, Brasil para Cristo e dezenas de outras importantes denominações.

Nossa visão já é uma realidade. É evidente a existência de um movimento genuinamente evangélico de criação de blogs para publicar textos cristãos. Levar qualidade para ao trabalho destes blogueiros é nosso maior desafio. Isso vai ser possível?

No meio cristão as impossíbilidades não costumam ficar de pé por muito tempo. Basta duas pequenas coisas ao nosso ver. Investir no próprio talento, a começar pela produção de textos de própria lavra contando o que Jesus tem feito na vida de cada um. Eu comecei publicando testemunhos em 2003/2004 no site do Pastor Silas Malafaia. Depois dei sequência escrevendo mensagens do amor de Deus. Pode não parecer importante, mas eu gosto muito de ler textos que expressam os sentimentos, a maneira de pensar de um blogueiro, não importando tanto para mim a questão ortográfica. Se cada blogueiro aprendesse a colocar em textos suas idéias, com o passar do tempo, e sob a ação das critícas, seu pensamento poderia evoluir.

Escrever o que se pensa e testemunhar em textos das experiências pessoaiscom Deus. Por mais humildes que eventualmente pareçam ser, o que Deus faz na vida de cada um nunca é pequeno ou comum. Pequeno e comum, geralmente é nossa maneira de ver e agradecer. Qualquer texto nascido de uma experiência com Deus é potencialmente explosivo para trazer renovo na vida de alguém do outro lado da tela de um monitor.

Um blogueiro pode, amiúde, "brigar" com a ortografia. O que não justo é manter a inércia. Aos que desejam planejar o próprio crescimento, três ferramentas são imprescindíveis: uma Gramática atualizada, um bom dicionário e a Nova Ortografia da Língua Portuguesa. O importante é manter a chama da visão acesa.

Antes de terminar quer tecer uma séria crítica aos que já aprenderam blogar, fazem parte da comunidade NING da União de Blogueiros Evangélicos, mas não assumem nenhum compromisso com os rumos da comunidade. A conhecida falta de comunicação. E esta crítica é: de forma individual, isolados, nosso potencial de ação é mínimo. Não estou me referindo a uso de qualquer cabresto, mas a outro tipo de compromisso com a comunidade. Mas sem troca de ideias, críticas, informações nenhuma organização evolue, e eu creio que há mais potencial no coletivo do que no singular. Veja o caso das organizações políticas. Elas exercitam constantemente a comunicação e o diálogo como meios para atingir e executar seus propósitos. É muito díficil, mas se eles conseguem é porque a receita funciona.

Os blogs estão brotando às centenas todo dia. aí. A cada mês, somente a UBE recebe cerca de 500 propostas de afiliação. Se tiver uma visão pessimista baseada em falhas e defeitos, não vai mesmo faltar oportunidade para criticar. Mas devo também considerar a hipótese de contribuir para trazer algum equilíbrio na blogosfera. De que vale uma crítica estéril sem algum contrapont? Se por outro lado eu for otimista demais ao ponto de esperar que todo líder evangélico saiba blogar com excelência sem ajuda, é esperar demais.

No entanto, um fato é inegável perfeitamente desejável. Entre a leitura passiva e publicação de conteúdo eu prefiro que todos líderes evangélicos publiquem, posto que para publicar com excelência é preciso de muita leitura. Um cristão tecnologicamente habilitado e perfeitamente contextualizado operando dentro dos propósitos de Deus. Se Deus o colocar por cabeça, no que depender de nós, vamos ajudá-lo a deixar de ser um apêndice.


Mailto me: cruzue@gmail.com



Por que "seu" Mário voltou a morar na Praça da República

.João Cruzué

De vez em quando, como você já deve ter percebido, eu tenho escrevido algumas crônicas sobre o que tenho visto no Centro da Paulicéia, meu novo local de trabalho, desde o início do ano. Hoje eu desejo falar do "seu" Mário, um conhecido morador de rua, que tem seu lar em uma bancada de jardim da Praça da República. Ele foi embora da Praça, mas não conseguiu ficar longe. Seu Mário voltou.

Desde a primeira vez que vi seu Mário não pude mais esquecê-lo. Eu fique asssutado com seus gritos e impropérios. As palavras mais chulas que, talvez você ainda não tenha ouvido, eram ditas a plenos pulmões ofendendo a mãe e toda parentela de transeuntes que o provocavam. Eu percebi que seu Mário, se não era possesso, já era acostumado a emprestar sua boca ao demônio.

Eu fiquei sabendo do seu nome, através de minhas colegas de trabalho. Moças e senhora evangélicas. Administradoras, advogadas, funcionárias públicas. Elas decidiram caminhar pela Praça no intervalo do almoço à procura de alguém para falar do amor de Deus. E foi ali que, na bancada do jardim , na saída do Metrô, atrás do Colégio Caetano de Campos, elas "acharam" seu Mário. Uma pessoa com graduação em Economia, mas morador de rua conhecido e esquecido pela ou da família. Foi o que apuraram.

Eu já sabia de casos e casos de moradores de rua, mas nunca tinha ouvido falar que um morador de rua pudesse ser um economista.

Orando e buscando ajuda, minhas colegas conseguiram um abrigo católico para receber e cuidar do seu Mário. Durante três a quatro semanas os transeuntes da Praça da República notaram a ausência de seu Mário. Quando eu pensei que ele já tivesse encontrado um lar definitivo, ele voltou. Para minha tristeza.

Na semana que seu Mário voltou choveu muito. Ele praticamente fica assentado o dia inteiro no mesmo lugar. E deitado sob um cobertor velho. Mesmo tendo chovido a noite inteira, ao sair do Metrô eu o vi seu Mário no lugar de sempre. Entre o céu e seu Mário o único teto era um cobertor molhado. Ensopado.

Por que seu Mário voltou? Eu não tenho a resposta para esta pergunta. Talvez uma ideia que se aproxime dela. Seu Mário perdeu a noção de família. Aliás, foi perdendo pouco a pouco. Mesmo sendo recebido com muito carinho onde foi acolhido, ele sente saudades da solidão do bancada de cimento no meio da rua. Mas trouxe um costume novo de onde ele esteve pela última vez: não tenho visto ele xingar.

Não sei se foi por problemas mentais (não parece) ou por rabugice extrema. O fato é que, enquanto ele se desgarrava da família, foi se apegando a um endereço na Praça. Um endereço que não tem número, nem porta, nem teto. A esquina de uma bancada de cimento que circunda um canteiro de jardim na Praça. Ele pode se mudar, mas isso pode levar tempo. Não deve ter sido a primeira vez que concordou em ser cuidado em um abrigo de uma instituição religiosa. Católica. Mas eu creio, que entre idas e vindas ele poderá estabelecer novos vínculos de apego em um endereço de verdade.

Eu creio que moradores de rua podem se mudar para lares verdadeiros. Existe um remédio que, se ministrado pelo menos uma vez por semana, durante certo tempo, pode fazer efeito duradouro. É um frasco de amor cristão. Uma única dose pode não ser o bastante para curar, mas se for administrado com teimosia vai tirar muitos "Mários" da rua.

O que fazer se nem todos os cristãos têm ministérios para cuidar de moradores de rua? Talvez investindo em pequenos gestos despretendiosos. Eu descobri que seu Mário gosta de pão-de-queijo. Ou será pão de queijo?

cruzue@gmail.com

.

Carta aos adolescentes evangélicos


"Lembra do Criador nos dias da tua mocidade"

Mocidade

João Cruzué

Há tempo para todas as coisas debaixo do sol, assim disse o pregador no livro de Eclesiastes, e falando sobre tempo, desejei muito escrever um texto que falasse da juventude - o tempo em que são feitas as principais escolhas de toda uma vida.

Aos 18 anos, como todo jovem dos anos 70, deixei a casa dos pais em busca de uma graduação e trabalho. A primeira escolha que fiz, bem no começo de minha juventude, foi ter me tornado um crente, ao aceitar Jesus Cristo como salvador e Senhor da minha vida. Esta escolha teve um preço alto no começo, pois meus pais eram muito católicos e se aborreceram muito com isso, mas 12 anos depois eles também escolheram o mesmo caminho e a mesma fé.

Quando me lembro daquele tempo posso ver que havia muitos outros caminhos e círculos de amizades que poderia ter escolhido, mas fui muito bem sucedido e abençoado ao escolher a companhia de pessoas crentes em Jesus que me cercaram com o amor necessário. Ao aceitar Jesus eu ganhei uma nova família. Isso evitou o caminho dos vícios, da prostituição e das más companhias. Sempre houve muitos caminhos e muitas portas, e todos eles nos dão alegres boas vindas no tapete da entrada, mas apenas um deles é o verdadeiro: o Jesus Cristo dos crentes.

O Jesus Cristo dos crentes é um Cristo pessoal. Você não o encontra pendurado nos pescoços nem em esculturas feitas com o propósito de "aumentar" a fé dos que olham para ele. Ele também não é surdo a ponto de ser preciso rezar cinco "padre-nossos" e cinqüenta "ave-marias" para que ouça uma oração que não é nem pessoal. O Jesus Cristo dos crentes é diferente, Ele mora num alto e santo lugar, mas também sua presença e companhia é garantida: "E eis que estou convosco todos os dias." Os crentes não precisam de imagens, não porque sejam melhores que os católicos, mas porque seguem o que está escrito na Bíblia, que a fé vem pelo OUVIR. Assim como em um namoro há um diálogo entre um jovem e sua amada, o Jesus dos crentes não se agrada de orações repetitivas, decoradas, discos quebrados, mas de palavras pessoais que brotam de lábios sinceros. Deus sabe tudo o que precisamos, mas ensina que devemos dialogar com ele para pedir, bater, procurar. Quando pedimos, procuramos e batemos, e alcançamos as respostas, nossa confiança no Senhor Jesus cresce e aprendemos a ser agradecidos.

Depois que aceitei Jesus e aprendi a orar, o processo das escolhas foram mais fáceis. Eu precisava pagar a faculdade, orei, e o Senhor Jesus preparou um emprego adequado cujo salário era o suficiente para custear os estudos. Isto Jesus fez por mim, e também pode fazer por você, se se aproximar dele. Eu precisava constituir um lar, e mesmo sendo muito tímido em questões sentimentais, foi o Senhor que mostrou no dia do meu 26. aniversário a jovem que seria minha futura esposa. Casamos, temos duas filhas maravilhosas, e este ano estamos completando 25 anos de casados.

Profissionalmente fui além do que podia imaginar. Carreira de contabilidade, mais de dez anos trabalhando para americanos, e cinco anos na área de contabilidade pública. Quem poderia nos dias atuais conhecer contabilidade comercial, a contabilidade americana e a contabilidade pública ao mesmo tempo?

Na vida religiosa fui bem sucedido em muitos ministérios. Nos dias de minha juventude fui músico e líder de bandas; guitarrista por 14 anos. Líder de jovens, professor de jovens e de novos convertidos por muitos anos; presbítero da Igreja; pastor de congregação por quase seis anos. Ministério de coleta e remessa de literatura para Igrejas nas penitenciárias paulistas por dois anos e meio; destaque do ministério em jornal a nível nacional. E um detalhe muito interessante: orando sempre para não estar no cargo errado, no lugar errado e fora da direção de Deus. É muito bom desejar o episcopado, a presidência, a primazia, mas desde que seja com a aprovação de Deus. Com a garantia da presença de Deus - tudo! Sem a garantia da aprovação de Deus - nada! A glória pertence ao Senhor; todos os que conquistam ou procuram conquistar glória para si estão na verdade procurando a queda. Basta um segundo sem a graça de Deus para que o mais alto servo de Deus role pelo pó. Posso todas as coisas, mas nem todas elas me convêm.

Quem escolhe o caminho de Cristo e procura servir a Deus com sinceridade estará isento de lutas, dificuldades, tribulações? Decerto que não. Quando aceitei Jesus tive muitas dificuldades no relacionamento com os pais, que eram muito católicos. Cheguei a ser "convidado" a sair de casa. Passei no vestibular com 18 anos, apenas seis anos depois veio o salário e a oportunidade para destrancar a matrícula e concluir a carreira. Na vida profissional, por ter tomado atitudes de um crente, fui ameaçado de demissão por uma vez e por muito pouco deixei de ser contratado em outro emprego. A tudo isto, devo acrescentar onze anos de desemprego dificílimos, mas que passaram para que outras oportunidades surgissem. Por que? A explicação que tenho é muito interessante: foi para melhorar meu caráter e aprender a servir a Deus na fartura e também no tempo das vacas magras.

Ainda falta uma bênção na minha vida: gosto de brincar e dizer que ainda vou vender mais livros pelo mundo que o Paulo Coelho. Não que isto seja uma fixação, mas eu tenho um sonho, e neste sonho gostaria de aprender a escrever melhor, com inspiração de Deus, para alegrar e fazer bem ao coração de pessoas em mais de 200 nações. Estou orando e trabalhando para isso. É Deus que nos convida a ter sonhos.

Se tivesse que começar de novo, minha primeira e mais importante escolha ainda seria aceitar Jesus como Salvador e Senhor da minha vida. E todas as outras escolhas eu faria com oração, e à medida que meu coração estivesse em paz tomaria cada decisão. Eu creio sinceramente que um jovem somente consegue acertar o caminho e chegar o mais longe que se pode chegar, se e somente se colocar o Senhor Jesus como Senhor da sua vida. Quem fizer assim nunca vai dizer no final da sua vida que não teve contentamento nos dias de sua vida.

João Cruzué

Não deixe de ler as: mensagens de João Cruzué


.

quinta-feira, setembro 24, 2009

Como trocar o banner/cabeçalho do Blogspot do Google


Melhorando o "design" do seu Blog


Por João Cruzué

Algumas coisas a "gente" aprende ouvindo. Outras escrafuxando. Taí um assunto que desafiou minha paciência de blogueiro por um bom tempo.

Meu blog sempre habilitava o Menu Cabeçalho em Layout, o que eu achava muito bom, pois me permitia trocar o banner (header) sempre que quisesse.

Até que um certo dia o menu "Cabeçalho" foi desabilitado e eu fiquei "na mão". Ou melhor, com este retângulo vertical no cantinho da esquerda na figura abaixo.


Então eu lutei bravamente! Mas nada dava certo. Até que apelei para uma tentativa extrema: trocar o modelo do blog! Então veio-me uma luz, que levou embora a frustração. E eu mostrei, definitivamente, quem é que "mandava"no meu blog!

E foi assim mesmo que aprendi a resolver sozinho o problema.

Para trocar o banner eu aconselho efetuar a troca em cinco passos.

Primeiro: Acesse Layout ou Configurações (fig. abaixo) e clique duas vezes em Editar HTML. Faça uma cópia das configurações do seu blog. Salve no "Bloco de notas "(Typepad). Caso não saiba fazer isso anote: Dentro de "Editar Html" dê um clique no centro da caixa de Html. Depois selecione e copie (Ctrl+A e Ctrl+c).

Segundo: Escolha um novo modelo para o Blog. Isto é, escolha de novo o mesmo modelo. Depois salve A figura abaixo mostra que o Como Blogar usa um modelo Rounders 3.


Terceiro: Feito isso, quando você acessa de novo os Elementos da Página (Configurações) o bendito menu cabeçalho voltou. Então você vai clicar em editar.

Quarto: A clicar em Editar no menu cabeçalho, vai abrir a caixa de seleção abaixo. Para substituir o Banner antigo, basta clicar em "Remover Figura". Depois você faz o Upload do Banner novo. Complete a substituição com Salvar.


Quinto: Colando as configurações antigas. Lembra-se da cópia das Configurações de HTML do seu blog do primeiro item? Agora você vai substituir a nova configuração que veio junto com a re-escolha do "novo" modelo. Acessando Layout/Editar Html, clicando com o mouse no centro das configurações. Selecionando com Ctrl+A; Deletando com del; e colando a configuração que salvou no inicio.

Sexto: Salve.

Pronto. Você já tem o banner novo no Lugar. Não esqueça heim! O blogspot aceita dois tamanhos de Banners. O pequeno com 650px para colocar no espaço(maior) de 660px. O Grande com 940px, para caber no espaço de 955px.


Gostou?

João Cruzué - Visite o Blog Dicas de Blogueiro.




quarta-feira, setembro 23, 2009

Adolescentes Evangélicos - Amor, Casamento e Sexo II


VERDADES SOBRE O SEXO
PORQUE VALE A PENA ESPERAR

Christian Couple

Tim Stafford - Christianity Today

Tradução: João Cruzué

É difícil esperar. Naturalmente, muitas pessoas não querem nem tentar. Mas mesmo para aquelas que querem abster-se do sexo até o casamento, é duro. Por que o sexo é tão atrativo? Por que pensamos tanto a respeito dele? Por que é tão difícil evitá-lo? Não existe nenhum mistério. Se você quiser culpar alguém, reclame de Deus. Foi Ele que criou você assim.

Ligado desde o nascimento.

Imagine uma casa em construção. Enquanto as paredes ainda estão no esqueleto, com a brisa soprando um cheiro fresco do madeiramento, os eletrecistas chegam para instalar uma rede de fios. Mais tarde, quando as paredes já estão sólidas, rebocadas com massa fina e totalmente pintadas, os fios elétricos ficam bem escondidos.

Um dia, quando a casa estiver pronta para morar, a companhia de eletricidade vem e executa a ligação com a rede da rua. Você não percebe nenhuma mudança. Os fios continuam escondidos. Mas, de repente você pode fazer coisas que não poderia fazer antes. Você pode ligar e ouvir seu som no último volume, cuidar do trabalho doméstico depois que escurece, assistir seu programa de TV favorito.

Sua sexualidade é algo parecido. Biologicamente, seu potencial foi ligado desde o nascimento. Você tem os órgãos apropriados. Tem um mix de hormônios masculinos e femininos. E disse Deus que isso é bom.

Na puberdade, os fios são ligados na corrente elétrica. Subitamente a sexualidade torna-se potencialmente ativa. Machos e fêmeas são partículas que se atraem mutuamente. Isto também é bom. Foi Deus quem fez você assim, e é assim que você é.

Quando a força é ligada, você começa a sentir que a beleza do sexo oposto é algo mais do que para ser apenas admirada. Se você é um garoto, vai querer uma garota só para você. Se você é uma garota, você também vai querer um "gato". Isto é um impulso forte, emocionante e até mesmo um pouco assustador.

Biologicamente você quer tocar, segurar as mãos, beijar, e por fim fazer amor. Psicologicamente você também quer tocar: para explorar uma personalidade totalmente diferente da sua, para amar e ser amado, para expor seus pensamentos e seus medos, para revelar sua intimidade e não se envergonhar.

Há também o medo: Eu amarei alguma vez? Serei também amado/a? Eu sou uma pessoa normal? Encontrarei a pessoa dos meus sonhos?

Deus fez você para desejar o amor e tudo mais que vem junto com ele. Vamos ainda mais longe: que Ele fez você assim e que a espera é difícil.. Chame-a de um desafio, um desafio lançado pelo Criador. "Eu lhe darei este potencial assombroso. Mas, saiba com antecedência que não é fácil dominá-lo . Isto vai testar você até seus limites."

Se por um lado existe um desafio, por outro trata-se de uma honra. Deus nos desafia porque Ele acredita que podemos vencer o desafio.

Vale a pena esperar?

Se você ficasse de pé na sua classe e propusesse seguir a Palavra de Deus com relação ao sexo, seus colegas pensariam que você fosse veio de outro mundo. Você teria que se esforçar muito para explicar que Deus não é contra o sexo. De fato, Ele considera o sexo como algo bom. É, apesar de tudo, sua idéia. Deus poderia ter-nos feito para reproduzir da mesma maneira que as plantas, com esporos flutuantes e polem. Mas Ele preferiu que a vida humana se reproduzisse em amorosos abraços e pelos movimentos harmoniosos do intercurso. Assim, somente faz sentido crer que se Deus em sua onisciência criou o sexo, somente Ele sabe como deve ser celebrado em seu melhor.

Muita gente realmente sente que estão estragando sua festa se alguém diz que o sexo antes do matrimônio é errado. Mas onde exatamente é a festa? Oh, talvez algumas pessoas pensem que estejam se divertindo muito, mas no final das contas estão se frustrando miseravelmente.. Você não consegue ver isso de forma diferente: AIDS, milhões de divórcios, adultérios, abortos e gravidezes não desejadas. Isto pode ser tudo, menos diversão.

Quando Deus traçou diretrizes para o sexo, Ele o fez para proteger-nos de danos, prover nossas necessidades ou ambos.

A Bíblia é muito franca sobre o sexo. Não há uma nota pudica de Gênesis à Revelação. Um livro inteiro (Cantares de Salomão) celebra a sensualidade do amor erótico. A Bíblia reflete exatamente a atitude que você esperaria de um inventor que descreve o funcionamento de sua invenção. Deus, melhor do que ninguém, aprecia o valor da sua criação. Ele entende como ela funciona e sabe exatamente para que serve. Ele diz-nos como usar o sexo — e como não usá-lo.

Marriage

Então qual é a visão de Deus para o sexo? Simples: o sexo é maravilhoso dentro do matrimônio. Fora do casamento, o sexo é uma ofensa ao seu Criador.

Por que o matrimônio? Isto não é na realidade um compromisso muito sério para um relacionamento? Não! De acordo com a Bíblia, somente o compromisso formal que um homem e uma mulher fazem na cerimônia do matrimônio, é que vale. O Matrimônio é o único modo para se experimentar verdadeiramente um amor com compromisso, um amor que ecoa nosso bom relacionamento com Deus.

"Vós Maridos devem amar suas esposas com o mesmo amor que Cristo dedicou à Igreja. Ele deu sua vida por ela... da mesma maneira, os maridos devem amar suas esposas, da mesma forma que amam seu corpo. Pelo que, na verdade, um homem só ama a si mesmo quando ele ama sua esposa." Efésios 5:25,28.

Foi assim desde o princípio, quando Adão e Eva foram criados e apresentados um ao outro por Deus.

"Finalmente! Exclamou Adão. “Esta é carne da minha carne e ossos dos meus ossos” Isto explica por que um homem deve deixar a casa de seus pais para se unir a sua esposa a fim de que os dois se tornem um. Agora, apesar de Adão e sua esposa estivessem ambos nus, nenhum deles sentiam qualquer vergonha.( Gênesis 2;23-25)

Este é o ideal, o sonho, como a Bíblia mostra: total intimidade, total união, total amor total satisfação sexual dentro do matrimônio. Existe abundância de problemas conjugais nas páginas das Escrituras. Deus não é tolo. Mas o padrão ideal permanece lá, acima dos fracassos.

A Bíblia não ignorou o comportamento que foge do ideal. Jesus, em particular, tinha uma clara visão. Apesar de nunca se ter casado, ele falou com absoluta autoridade contra abusos: como a fornicação (sexo entre pessoas solteiras), adultério e o divórcio. Ele disse para os casados: Uma vez que não são mais dois, mas um, não se separe o homem aqueles que Deus ajuntou.

Paulo tinha conselhos semelhantes: Nossos corpos não foram feitos para imoralidade sexual. Eles foram feitos para o Senhor, e o Senhor cuida de nossos corpos... Não percebem que nossos corpos são na verdade partes de Cristo? Deveria um homem usar seu próprio corpo, que pertence a Cristo, para unir-se com uma prostituta? Nunca! Fugi do pecado sexual. Nenhum outro pecado afeta tão claramente o corpo quanto ele. Porque a imoralidade sexual é um pecado contra o próprio corpo. Ou não sabeis vós que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós e vos foi dado por Deus? Vós não pertenceis a vós mesmos, porque Deus vos comprou com um alto preço. Assim vós deveis honrar a Deus com os vossos corpos (I Coríntios 6:13, 18:20)

Deus quer que seu leito conjugal seja puro porque ele cuida de você. Ele quer proteger você do pior. Ele quer prover para você o que há de melhor.

Mas e se duas pessoas se amam, e sabem que se casarão um dia? Por que eles devem esperar?

Pode parecer que estar profundamente apaixonado seja o bastante para atar duas pessoas para sempre. Mas, Deus não disse isto. Matrimônio é muito mais que amor. É uma promessa de um compromisso para uma vida inteira, um compromisso assumido publicamente. E aqueles que preservam o sexo para o matrimônio são recompensados de duas maneiras:

Virgindade na lua de mel. Virgens podem ficar nervosos em sua primeira noite de núpcias. Mas, isto é bom. Você pode ficar nervoso diante da maior noite de sua vida. Para virgens, tudo está prestes a mudar. Eles pesquisarão os mistérios que passaram boa parte da vida sem saber. Eles desvendarão aqueles mistérios juntos com a pessoa a pessoa que mais amam. Isto, sim, vale a pena celebrar. Para aqueles que já tiveram sua experiência sexual, uma lua de mel é meramente boas férias.

Você somente tem uma primeira vez na vida. Há uma grande alegria em experimentar isso com a pessoa com quem você acaba de se comprometer para toda vida. Mas, isto somente será possível se você esperar.

Compromise

Compromisso total. Quando você se deixa usar sem um total compromisso, fica difícil de entender o quanto da sua vida se rende a outra pessoa. Se, bem cedo em sua vida, sexo significa meramente “ Eu estou fortemente atraída por você”, não é fácil mudar sua maneira de pensar para “Eu me entrego totalmente e exclusivamente para você.”

Virgens são as únicas pessoas capazes de se dar inteira e totalmente para se amarem em um matrimônio. É por isso que "a primeira vez" é um ato tão especial. Você está oferecendo o seu tudo para aquele/a que é o maior amor da sua vida.

Não é fácil resistir às tentações e pressões de fazer sexo antes do matrimônio. Mas se você quiser experimentar o sexo em toda sua plenitude da maneira que Deus o fez, o caminho mais seguro é abster-se de experimentar qualquer outra forma de sexo. É duro esperar por isso, certamente. Mas as melhores coisas que Deus presparou para nós tem um custo, que vale a pena pagar.


Fonte: Christianity Today International/Campus Life magazine.
http://www.christianitytoday.com/cl/2001/001/5.34.html


LEIA: Adolescentes: Amor, Casamento e Sexo 1


LEIA TAMBEM: CARTA PARA UMA ADOLESCENTE


cruzue@gmail.com




.

Mensagem cristã: Conte as Estrelas do Céu


Conte as estrelas do céu
para reaprender a sonhar


Conting Stars
"Foi o Senhor que fez isto, e é coisa maravilhosa aos nossos olhos"


Se você examinar de perto a vida de Abraão, verá que o Senhor, o Deus Altíssimo, falou com ele pelo menos oito vezes. Me identifico muito com Abrão, pois tivemos que deixar nossa terra, nosso povo, nossa parentela, para sermos salvos e abençoados em terra estranha. Sempre que tenho a oportunidade de olhar para um céu estrelado, em noites de lua nova longe das cidades, lembro-me da ocasião em que "El Shadai" mandou Abrão olhar para o céu e contar as estrelas. Abrão não era muito crente no princípio. Sua fé foi sendo acrescida aos poucos. Gênesis 15: 1 ao 6.

A primeira vez que Deus falou com Abrão, em Gênesis 12:1, Ele estava em Ur da Caldéia. O verbo está no imperativo: "sai-te", portanto foi uma ordem para sair da sua terra, do meio da parentela e da casa de Terá. Seu Destino seria uma terra, que apenas conheceria no futuro, se saísse. As vantagens seriam: poder,
fama e motivo de prosperidade para todas as famílias da terra. Abrão deve ter saído com interesse em alguma dessas coisas e, junto com ele, foram o pai e o sobrinho. No meio do caminho, em Harã, o pai morreu. Mas, o sobrinho continuou. Ficavam ricos, à medida que seguiam em frente.

A segunda vez que o Senhor lhe apareceu , foi para
dizer que a Terra de Canaã, onde chegara, era sua Terra Prometida. Abrão tinha um segredo, uma profunda frustração, que Deus conhecia bem, mas Abrão não tocava no assunto. Disse Deus: "A tua semente vou dar esta Terra", provocando seus sentimentos. A terra prometida trouxe uma surpresa: a fome!

E veio uma grave fome sobre a Terra de Canaã. Por isso Abrão desceu à terra do Egito e Ló, o sobrinho, continuava junto. Como "bons" negociantes do Oriente, uma mentirinha aqui, outra ali, não faria mal... e, foi assim, por causa de uma mentira que o Faraó os expulsou do Egito. Saíram ricos, muito ricos em gado, ouro, prata, criados, escravos, de volta à Canaã - às custas de experteza.

Mas, era gado de mais e terra de menos em Canaã. Isso foi o estopim de contendas que entre os pastores do tio e os do sobrinho. Assim, finalmente, Abrão chegou ao último ponto da exigência de Deus: sair de perto da parentela. Deixou o sobrinho escolher em primeiro lugar os pastos. E o sobrinho não titubeou , com muita esperteza, escolheu os melhores pastos, na Campina do Jordão. O Tio ficou com o resto, a região das montanhas - os pastos piores.
.

SEPARAÇÃO ENTRE LÓ E ABRAÃO

Por isso, pela terceira vez, o Senhor apareceu para um Abrão solitário, que amargava uma ingratidão. Abrão tinha tudo: ouro, gado, 300 homens de guerra; cerca de 1.000 pessoas serviam-no.

Ou quase tudo. Sua família, de ver
dade, agora era constituída de dois velhos: Sara e ele próprio. Ao olhar as famílias dos servos, dos escravos, ele podia observar que eles tinham filhos. Todo seu ouro, prata, gado, escravos não eram o bastante para fazer nascer um herdeiro legítimo de um casal de velhos.

Conhecendo Deus sua frustração - e Ele conhece as de todo mundo, inclusive as suas e as minhas - apareceu e disse: Abrão! levanta, agora, seus olhos e olha toda esta terra, par
a o Norte, para o Sul, para o Oriente e para o Ocidente - toda esta terra que vês, te hei de dar a ti e à tua semente, para sempre. Esta promessa, a mais valiosa para Abrão, somente foi pronunciada depois que ele cumpriu a toda a vontade de Deus: sair da sua terra, da casa do pai, e do meio da parentela.

Deus não ficou somente nestas palavras, continuava a lhe provocar: "A tua semente, Abrão, será como o pó da terra. Levanta-te e percorre com seus olhos essa terra, no seu comprimento e na sua largura, porque a ti darei".

A partir desse ponto, o coração de Abrão não estava mais nas suas posses. Deus queria despert
ar nele um novo sonho. Mas Abrão nem de longe pensava nisso, continuava remoendo ocultamente sua frustração. não sabendo que "Aquilo que nem olhos viram, nem ouvidos ouviram, nem jamais penetrou em coração humano é o que Deus tem preparado para aqueles que o amam" I Coríntios 2:9.

Creia nesta palavra.

Deus apareceu a Abraão pela quarta vez, e isso aconteceu depois do seu retorno da guerra em que se envolveu para resgatar o sobrinho e família, o Ló das campinas do Jordão. Armado com 318 homens conseguiu trazer de volta a família do sobrinho e recuperar tudo. Na volta deu o dízimo daquilo que foi recuperado. Agora ele tinha certeza de que por trás da sua prosperidade estava a boa mão de "El Shadai". Mas a guerra fez Abrão tremer. E, Deus apareceu para lhe dizer: " Não temas Abrão, eu sou o teu escudo (segurança na guerra) e o teu grandíssimo galardão". E o significado dessa palavra: galardão, para Abrão ainda era desconhecido
. Mas, foi nesta vez que Abrão abriu seu coração para revelar a sua mais profunda frustração: "Senhor, me falta uma coisa para que esta casa seja feliz de verdade. Eu não tenho filhos, e o meu herdeiro vai ser o mordomo, o estrangeiro Eliezer.

E foi aí que veio a palavra do Senhor ao espírito de Abrão para lhe dizer uma grande surpresa: "Este mordomo, não vai ser o teu herdeiro, mas aquele que gerar de ti será, este sim, será o teu herdeiro".
.
VIA LÁCTEA E O CRUZEIRO DO SUL

E levou-o para fora e repetiu a ordem: OLHA, agora, para os céus e e conta as ESTRELAS, se as puderes contar. E concluiu: "Assim, será a tua semente". Contar estrelas aqui significa reacender sonhos. Assoprar novamente as cinzas. Pode ser que ainda tenha ali uma pequena brasa acesa. Aprendi sobre isso, depois de 11 anos de desemprego. Minha melhor oportunidade somente veio quando já estava "velho" com 48 anos. Quanta frustração naqueles 11 anos, mas Deus não me deixou ficar para sempre frustrado e envergonhado.

Minha vizinha, Andrea, recebeu a mesma bênção de Abrão. Ela, seu esposo e seus amigos oraram 17 anos por um filho. Ela contava que certo dia, ela fora humilhada por outra vizinha que disse mais ou menos isso: "Cadê o seu Deus? Eu tenho dois filhos e você nenhum!" Sabe o que aconteceu? Passaram-se 17 anos. Quando chegou o 18º ano de casamento, Deus disse: Basta! e lhe deu o primeiro filho que nasceu de sete meses.. Um ano depois, uma filha com nove meses de gravidez. Um casal, herança de nosso Deus. Foi uma noite de choro que demorou quase dezoito anos, mas a manhã veio porque o Senhor é fiel.


Abrão, àquela altura, já possuia mais intimidade com o Senhor. Entretanto, ele também era uma pessoa apressada que não gostava de perder tempo. E quase pôs tudo a perder quando ouviu a sugestão da esposa, para que tivesse um filho com a escrava. E Agar - a escrava - concebeu e deu o primeiro filho a Abrão, Ismael, o pai do povo árabe.


Quando Deus fala, se formos fiéis, nosso espírito sentirá uma paz incomum. Quando a voz não é Dele, nosso coração fica com dúvidas. E, se decidirmos com dúvidas o maligno pode roubar nossas bênçãos verdadeiras. Abrão perdeu 14 anos de seu tempo por uma decisão errada. Ele seguiu a voz da razão porque achava loucura receber sua maior vitória no tempo da velhice.

Em Gênesis 17, Deus apareceu pela quinta vez a Abrão já com 99 anos idade. Sara, sua esposa, com 89 anos. Um casal de velhos gagás, como se diria hoje. Nesta oportunidade Deus lhe cobrou santidade: "Eu so
u o Deus Todo Poderoso; anda, Abrão, em minha presença e sê perfeito". Em seguida,trocou o nome dos dois. Agora, eram Abraão e Sara!

A confirmação da promessa de um filho, naquela idade, fora motivo de risos por parte dos dois. Risos de singela incredulidade. Eles ainda não acreditavam completamente. Foi por isso que Deus deu nome ao sonho de Abraão: ISAQUE!


Caro leitor, vamos fazer uma nova pausa. Antes de conhecermos completamente o poder de Deus, costumamos carregar lá no fundo do "baú" as mais diversas frustrações, as montanhas de impossibilidades. Gênesis 18:14 diz: "Há alguma coisa difícil para Deus realizar? E, Lucas 1:37 responde: "Porque para Deus nada é impossível!"


Na sexta vez o Senhor lhe apreceu pessoalmente, com dois anjos na forma de visitantes - Gênesis 18. Sara ainda estava com dúvidas. Deus veio para confirmar que dali a nove meses, a partir daquela visita, o ISAQUE IA CHEGAR. Também avisou a Abraão sobre a destruição de Sodoma e Gomorra. No capítulo 21, Isaque nasceu. Isaque significa riso. Riso, porque se alguém soubesse da história, com certeza riria. E cresceu o menino e Abraão fez um grande banquete no dia em que Isaque foi desmamado. Os risos da alegria verdadeira invadiram aquela casa. Ela deixou de ser uma tenda de velhos tristes e rabujentos para ser um lar radiante e barulhento. A "loucura" do que Deus pode fazer.


Isaquinho era o príncipe daquele lar. Abraão não tinha mais frustração. Não tinha mais sonhos. Isaque era tudo. Sua fé ainda não tinha sido posta à prova. Era um crente em Deus crescido no verão, em tempos de chuvas, em tempos de bênçãos. Ouro, prata, gado, criados, escravos e por fim, o Isaque. As lutas tinham sido até pequenas até ali.

E veio então a sétima vez que o Senhor lhe a
pareceu. E lhe pôs à prova.
.

Rembrandt
--Abraão! disse Deus, toma, agora, o teu único filho, Isaque, a quem amas e vai a terra de Moriá, e o sacrifica, e o oferece em holocausto a mim. Então, Abrão se levantou e foi cumprir a ordem de Deus. Só não a cumpriu, literalmente, porque o próprio Deus enviou um anjo para impedir.

Naqueles três dias, que caminharam até próximo do Monte Moriá, Abraão teve para meditar profundamente na gravidade do seu compromisso. Ele decidiu certo. Ia obedecer a ordem de Deus. Uma ordem cruel e duríssima. No seu coração ele tinha uma coisa: paz com Deus. Ele cria em Deus. O mesmo Deus que dava filhos a velhos gagás, proveria uma solução para o caso. Assim, chegou Abraão a conclusão de que Deus era tudo para ele. Lhe daria o primeiro lugar Isaque já estava no segundo plano. Tal atitude comoveu o coração de JEOVÁ. A fé de Abraão atingira a maturidade completa: chegara à perfeição, pois, agora, trocaria tudo para agradar e fazer a vontade de Deus. Abraão amava o Senhor de todo o coração.

Por causa da fé de Abraão, são abençoadas todas as famílias da terra. O Isaque simbolizava Jesus Cristo, o único filho do Deus Vivo, do Deus Altíssimo, do Deus Eterno, do Deus Todo Poderoso. Jesus descendia de Abraão. O seu sangue no sacrifício da cruz do calvário é o suficientemente necessário para que todos que nele crêem possam chegar diante do Pai e alcançar a paz da reconciliação.

E, uma vez reconciliados por Cristo, podemos confiar em seu amor. Se você apresentar a Ele, em oração, suas frustrações, suas feridas, suas limitações, suas quedas, saiba que Cristo pode trocar todas elas por sonhos e novas visões. Olhe, para o céu da noite e conte as estrelas. Seja fiel; Romanos 12:2; e o Senhor cumprirá o desejo do seu coração; Salmo 37:4.


Mensagens de João Cruzué

...............
..

Adolescentes evangélicos - amor, casamento e sexo


OITO RAZÕES PARA ESPERAR
.
DIGA NÃO AO SEXO ANTES DO CASAMENTO.

Por Josh McDowell

"¿Qué razones dar a los adolescentes para que se abstengan de las relaciones premaritales? Hay una razón básica, Dios nos lo prohibe. No obstante, Dios nos ha dado numerosas razones para obedecer su mandamiento y es vitalmente importante conocerlas. El autor nos ofrece ocho buenas razones para que sus adolescentes esperen.

Hay una razón básica para abstenerse de la relación premarital: porque Dios lo dice. Si Él dice que el sexo prematrimonial está prohibido (y lo ha dicho) entonces es causa suficiente para refrenarse de tal conducta. No obstante, Dios nos ha dado numerosas razones para obedecer su mandamiento y es vitalmente importante conocerlas porque es conocer el por qué.

¿POR QUÉ ESPERAR?

Tenemos ocho buenas razones para que tu adolescente espere, cuatro son beneficios y las otras cuatro consecuencias.

BENEFICIOS

1. El esperar favorece una relación personal, más que física.
Todos deseamos una relación de amor íntimo y el sexo es la expresión física de esa relación. Pero es sólo un reflejo de intimidad, no la causa. Cuando el sexo está primero que una relación personal, no deja que el verdadero amor se desarrolle.

2. El esperar desarrolla el carácter.
El sexo está diseñado para experimentarse entre dos personas casadas, construido sobre autocontrol, disciplina, sensibilidad, paciencia, compromiso, confianza y fidelidad. Cuando está gobernado por esas cualidades capacita a la pareja para gozar de grandes profundidades en intimidad y unidad. Cuando esto se halla en el carácter, son el fundamento para la continuidad y la satisfacción de una relación y del matrimonio.

3. El esperar asegura una relación confiable.
La confianza es fundamental para el matrimonio. Cuando un esposo o una esposa sabe que el otro ha esperado, se fortalece el factor de confianza. Si un hombre y una mujer pueden esperar hasta el casamiento para consumar el sexo, hay una confianza agregada de que él o ella se mantendrá fiel después del matrimonio.

4. El esperar construye una buena autoestima.
El esperar desarrolla el carácter y, mientras el adolescente ve que así sucede, su autoimagen mejora.

CONSECUENCIAS

1. No esperar significa tener recuerdos con qué batallar.
Una de las bellezas de nuestra mente es su capacidad para recordar. Es así que los recuerdos de experiencias sexuales pasadas vuelven a rondar como «fantasmas sexuales». Decenas de jóvenes me han contado cómo batallan contra el miedo de la «comparación», al relacionar el presente con el funcionamiento sexual de otras parejas. En muchos casos, esta ha destruido la relación. Aun años más tarde, burlándose de la saludable relación o matrimonio, esos fantasmas pueden retornar.

2. El no esperar carcome la autoestima.
La culpa y los remordimientos acompañan generalmente a las relaciones prematrimoniales. Si no se trata debidamente, devastará la autoestima de una persona joven.

3. El no esperar significa la posibilidad de embarazo.
Un embarazo no planeado causa inmenso sufrimiento a la chica, al muchacho, a los padres y al bebé.

4. Hay 34.000 otras razones para esperar
Ese es el número de nuevas enfermedades por transmisión sexual que se reportan diariamente. Las consecuencias de estas enfermedades incluyen dolor físico, daños cerebrales en los recién nacidos, esterilidad y aun la muerte.

ENSEÑA EL CONTEXTO DE LO POSITIVO

Siempre que Dios emite un mandamiento negativo tal como «¡Espera!», lo hace con dos motivos positivos: protegernos y proveer para nosotros. Él sabe que si el sexo va a ser importante, deberá ser experimentado dentro de cierto contexto. Sus leyes, restricciones y mandamientos establecen los beneficios y es la guía que define amor, relación y matrimonio en su máxima expresión. Es liberador saber que la motivación de Dios para prohibir algunas cosas es para protegernos de influencias destructivas y proveernos de todo lo que necesitamos física, emocional y espiritualmente.

El rey David es un ejemplo de cómo el violar los mandamientos morales de Dios trae dolor al corazón. Después que David cometió adulterio, Dios dijo: «Yo te ungí por rey sobre Israel, y te libré de mano de Saúl, y te di la casa de tu señor, y las mujeres de tu señor en tu seno; además te di la casa de Israel y de Judá; y si esto fuera poco, te habría añadido mucho más» (2 Sa. 12.7, 8).

Sin embargo David «estimó de poco valor» la provisión de Dios y trató de satisfacer sus necesidades a su manera. Esto resultó en muerte, violación, conspiración y disturbio. Pero a través de ello, la misericordia de Dios era evidente. En el Salmo 37.4, 5 David expresó cómo aprendió luego a confiar en un amante Dios que estaba deseoso de proveer y era capaz de hacerlo para todas sus necesidades y protegerlo del mal.

Tanto como sea posible, explícale al adolescente las razones que están detrás de las restricciones que pones sobre él. Comunícale que sólo quieres lo que es mejor para él. No te sorprendas si se enoja contra ti. La mayoría cree que «sabe lo que es mejor» para su vida, pero tú mantente en la postura.

Tarde o temprano, el punto principal será entendido: que tú lo amas, y que los límites de tu amor, que provienen de un amante Dios, son para protegerlo y proveer para Él."





.

segunda-feira, setembro 21, 2009

Seis razões para criar e escrever um blog evangélico

.
João Cruzué

Entendemos que era muito importante deixar aqui alguns comentários sobre a importância do de se criar um blog para publicar textos cristãos. A Palavra escrita de Deus. Com uma experiência de cinco anos blogando venho aprendendo a usar esta ferramenta digital. Ainda não sei tudo, mas estou aqui para apresentar seis razões para que você crie e edite um Blog.
.
Realidade - você pode não se importar, mas saiba que o lado negro da internet vai cresce a cada dia. São Publicadores de conteúdos de prostituição, cassinos, homossexualismo, pornografia, neonazismo, corrupção, terrorismo, tráfico de drogas, e outras coisas ruins planejadas no inferno. Nosso adversário não tem a mínima intenção de desistir. O coração e a mente das pessoas estão sendo bombardeados. E meio a tudo isso, existem almas que estão sendentas por algo que nem sabe o que é. Nós sabemos que Cristo é a resposta. A fonte de água viva.

Oportunidade - criar ou editar um, 100 ou 1.000 blogs é gratuito. A tecnologia está aí como nunca antes esteve - disponível para quem quiser dispor dela. A inteligência para criá-la foi dada por Deus aos Homens. Se deixarmos passar essa oportunidade por razões as mais justas, quem pode nos dizer que no dia de amanhã teremos uma outra com liberdades iguais? Além disso, para quem aprendeu uma segunda língua, por exemplo o inglês, é um momento ímpar para publicar a palavra em uma língua que o mundo inteiro pode entender.

Conhecimento - a cada ano que passa, se eu estiver escrevendo, editando, publicando são mais experiências que vou acumulando. Com um esforço normal e curiosidade sempre teremos mais saberes com o passar dos anos. Se nada fizermos estaremos desperdiçando o talento que nos foi outorgado. Se avançarmos, teremos o bastante para nós e para compartilhar com outros. Por uma questão de respeito aos leitores e sob a ótica da excelência, é um ótimo desafio para se avançar no domínio da língua portuguesa. Na ortografia, concordância, redação, além de fazer amizades com pessoas com os mesmos objetivos.

Compromisso - Nós cristãos temos um compromisso, uma comissão divina a cumprir: "Ide por todo o mundo, pregai o Evangelho a toda criatura". É bem verdade que podemos fazer isto de porta em porta, pessoalmente, por visitas, etc. Outros não são da área de evangelismo, mas pelo testemunho avançam até de forma mais concreta. Se é Deus que nos dirige e seu Espírito que nos inspira, toda palavra escrita, mesmo digital, irá e prosperará naquilo para que foi enviada. E não voltará vazia.

Compartilhar - Até há pouco tempo somente sua família, seus colegas, sua congregação sabiam das maravilhas e bênçãos que Deus lhes têm concedido. A saúde, o emprego, o pão de cada dia, a roupa para vestir, o carro, o dinheiro dauniversidade, enfim o testemunho do que Ele tem feito de bom na sua vida. Hoje, através de um blog, as bênçãos que você recebe podem ficar disponíveis a leitores nos quatro cantos da terra - em menos de um minuto após sua publicação.

Parceria - Pode ser que você ainda não tenha pensado nisto. Houve tempos, que também pensei em parar. Mas não consegui. Durante 11 anos fiquei desempregado. depois deste longo tempo o Senhor começou a me abençoar de novo. É por isso e por algumas outras coisas que eu decidi escrever e publicar mensagens e testemunhos no Blog Olhar Cristão. Há sempre alguém precisando, ouvir a voz de Deus. Eu sempre oro e peço ao Senhor que coloque meus textos diante de quem esteja precisando. Se para Deus uma alma salva vale mais do que um mundo inteiro perdido, neste exato momento, há centenas, milhares, milhões de almas angustiadas, vazias, que precisam ouvir uma palavra da parte de Deus. E você pode ter esta palavra.

Conclusão: sei que poderia ainda lembrar de outras razões, todavia, creio que já é o bastante. Aconselho que pense seriamente nesta oportunidade. Imagino que todo cristão que exerce uma liderança na sua Igreja deveria criar e publicar um Blog para falar do amor de Deus. Principalmente. Nós da UBE estamos aqui para repartir o que sabemos. Se você aceitar o desafio pode contar conosco. Um blog é uma janela de onde você pode falar com o mundo. São mais de 200 nações.


No amor de Cristo,



.

domingo, setembro 20, 2009

Contrarreforma - um dos maiores genocídios de todos os tempos


A CONTRARREFORMA
*

Stephanie Dañeiluk & Daniel Dañeiluk

"A cincuenta años del inicio de la Reforma, esta se había consolidado en la mayor parte del territorio europeo. Casi toda Alemania, Suiza, Escandinavia, los Países Bajos, Inglaterra, Escocia, Bohemia, Austria, Hungría y parte de Francia estaban embebidas del Protestantismo. Esta situación, en extremo grave para la Iglesia de Roma, que veía escurrírsele por entre los dedos más de mil años de dominación, debía tener una respuesta a la medida.

En 1540, se le había encargado a Ignacio de Loyola la creación de una fuerza especial contrarreformista. Nació así la Compañía de Jesús , llamándoseles a sus integrantes "jesuitas". Sus miembros, cuidadosamente elegidos y probados, además de guardar los votos usuales de la vida religiosa (obediencia, pobreza y castidad), debían jurar especial fidelidad a la Santa Sede, estar dispuestos a ir a donde el Papa los enviase, y hacer cualquier cosa en aras del objetivo asignado.

La Compañía de Jesús cumplió sus objetivos con malévola eficiencia. Este organismo paramilitar, apelando a actividades de espionaje, sobornos, secuestros, torturas, asesinatos, y todo tipo de calamidad imaginable, operó con total impunidad en pos del exterminio de la Reforma, sobre todo a partir del aval otorgado por el Concilio de Trento (1545-1563)

Los Jesuitas como organizadores, más la Inquisición y los ejércitos de los reyes leales a Roma (especialmente la casa de los Habsburgo), constituyeron el tridente que atacaría la Reforma.

Si la Reforma se caracterizó por acercar al pueblo y a sus líderes la idea de la valoración del hombre, de la libertad, del progreso y de la tolerancia a pesar del disenso; siendo sus principales armas las palabras y las letras, y la espada (y salvo excepciones) solo para la legítima defensa; la Contrarreforma se caracterizó por un objetivo: La aniquilación sistemática de las personas sospechosas de ser partidarios protestantes.

El resultado de la Contrarreforma fue el genocidio más grande de todos los tiempos. Los católicos retomaron el control del sur de Alemania, Bohemia, Austria, Hungría, Polonia y Bélgica, y se consolidaron definitivamente en los países meridionales como Portugal, España e Italia.

Y como para muestra solo hace falta un botón, vaya este dato: Para el año 1600, los protestantes constituían cerca del 80% de la población de Bohemia, estimada en unas 4 millones de personas. Luego de las operaciones contrarreformistas quedaron solo unas 800 mil, todas católicas".



MOMENTOS DA REFORMA
A Derrota da Invencível Armada


"Para fines de del siglo XVI, la Contrarreforma ya se había organizado y el catolicismo recuperaba terreno otrora ganado por los protestantes. Por supuesto, no sería a fuerza del convencimiento, sino de la aniquilación sistemática.

Pero hubo un punto en la historia que definiría el destino de la Reforma, su consolidación o su desaparición.

Desde 1556, reinaba en España Felipe II, de la casa de los Habsburgo, aliados de Roma y archienemigos de los protestantes. En el apogeo de su poder, decidió invadir Inglaterra, en ese entonces un bastión protestante. Especialmente con ese objetivo, preparó una colosal fuerza naval que fue llamada “La Armada Invencible”.

El 20 de Mayo de 1588 partieron de Lisboa rumbo a Inglaterra, 130 buques, con 8.253 marinos, 2.088 remeros y más 19.295 hombres de guerra. Las posibilidades británicas eran escasas, pero no la decisión de la Reina Elizabeth I. Lejos de cualquier idea de acuerdo o capitulación ordenó la defensa y convocó a una campaña de oración. Y lo impensable ocurrió.

Las fuerzas de Felipe II fueron sorprendidas en medio del más terrible de los temporales. Cuentan algunos historiadores que el clima era tan adverso y la confusión de tal magnitud, que las fuerzas españolas fueron dispersadas, al tiempo que algunas de sus naves impactaban entre sí. Mientras tanto, en la costa inglesa, el clima se mostraba más tranquilo y con vientos mar adentro que favorecían el alcance de los cañones y la maniobrabilidad de sus barcos de menor porte. La Armada Invencible fue destrozada, de tal manera, que los ingleses tardaron bastante tiempo en darse cuenta de la magnitud de los daños que habían sufrido los frustrados invasores.

Como resultado de esta batalla, cambió el balance de fuerzas hasta hoy en día. Entre otras consecuencias, los ingleses pasaron a dominar los mares, y el destino de desaparición de la Reforma en Europa fue abortado.

Luego de la catástrofe, Felipe II dijo: “Yo envié a mis naves a luchar contra los hombres, no contra las tempestades.” Por su parte, la Reina Elizabeth I hizo grabar una inscripción que decía: «Dios sopló y fueron dispersados»."

Autor: Daniel E. Dañeiluk
El Ojo Protestante blog


USO DO HÍFEN: Regra: prefixos terminados em vogal diante de palavras que começam com r e s, perdem o hífen e dobram-se essas consoantes. Ex.: Contrarreforma.



.