quarta-feira, novembro 25, 2009

Casamentos descartáveis

.
João Cruzué

Segundo dados do IBGE divulgados hoje, quarta-feira, o número de divórcios em 2008 foi de 188 mil casos. Um recorde na série histórica divulgada desde 1984. Isto quer dizer, em grande parte, que essas pessoas estão mais egoístas. Usam e depois jogam fora. E o mau exemplo dos pais vai ser recorrente aos filhos. Quem ama deve usar duas coisas muito importantes para um casamento: a "borracha" para apagar as ofensas passadas, e a "cola"para reparar os danos que fez. A tolerância e a paciência são marcas do amor verdadeiro. Amar é uma decisão. Não um sentimento sujeito às variações do tempo.

Fonte: Folha de São Paulo


Nota: houve 960 mil casamentos em .

.

2 comentários:

aroldo ferreira disse...

Muito feliz esta matéria sobre a questão do divórcio, e que relata o irmao Cruzue, o segredo da relacao matrimonial está no perdão.
O amor tudo suporta, tudo sofre, tudo pode. Aprenda a perdoar o seu conjuge , e seja muito feliz.

RÁDIO UNÇÃO E VIDA disse...

É muito importante manter estas informações atualizadas sobre este assunto; acredito que todos que se propõe a casar-se , deve ter saber que sempre haverá as dificuldades, e que devem lutarem juntos , se um cair o outro ajuda a levantar-se, se um chorar ou outro consola, se um adoecer o outro cuida. O Divórcio não é melhor caminho no sentido que a Palavra de Deus diz. A Questão é que aprendemos com a vida, pois ela tem seus altos e baixos. Um amigo meu muito chegado infelizmente enfrentou um divórcio, situação esta, que ele jamais imaginou que iria passar ... e que até hoje a ex-mulher não deu nenhuma explicação do motivo.
Mas a Vida continua e esperamos que esta estatística de divórcios venha diminuir.

Atenciosamente,

Ivan Santana
http://www.radiouncaoevida.blogspot.com
http://www.radiouncaoevida.com