sábado, setembro 26, 2009

Opinião - O crescimento dos blogs evangélicos

.
João Cruzué

Existem duas
correntes de pensamento diferentes entre os blogueiros evangélicos sobre o uso de políticas mais agressivas de popularização do uso de weblogs entre as lideranças evangélicas. Como participante ativo da blogosfera desde 2004, não posso deixar de registrar o aparecimento de um fenômeno recente, isto é, a multiplicação de blogs evangélicos na Internet. Blogueiros mais antigos (e experientes) são ou estão cépticos, pessimistas, quanto ao futuro disso. Todavia, nadando contra a corrente, venho defendendo uma visão diferente ao longo de minhas publicações na UBE - União de Blogueiros Evangélicos.

Segundo os mais antigos, a safra de novos blogs vem acrescentando muito pouco à WEB. Como são bem exigentes, eles se aborrecem com a pobreza de conteúdo e o excesso de cópias de trabalhos alheios. Nisto em concordo com eles - em parte. Sim, pois, a experiência só vem com algum tempo. Como blogar é um neologismo, a banda larga ainda é muito restrita e as plataformas gratuitas ainda não foram bem divulgadas, temos mesmo algo novo e certa confusão, que os mais pessimistas rotulariam de caos.

Não é nenhuma novidade, entretanto, que a forma de pensamento ocidental recente tem um viés descendente ao individualismo. Muita comunicação (virtual) e pouco contato no mundo real. Um comportamento que evidentemente destoa do pensamento cristão original. Cristãos individualistas é um contra-senso na teoria, que infelizmente vem mudando por razões várias cujo propósito não vai ser discutido aqui. Apenas deixo registrado que sito é uma anomalia.

Com o advento de uma tecnologia digital nunca antes compartilhada, com plataformas e hospedagem gratuitas, estamos diante de um momento único. Uma época onde é possível levar a palavra de Deus na forma escrita para todos os cantos da terra. Acostumados a isso nos últimos cinco seis anos a maioria dos blogueiros evangélicos antigos ACHA que isso é algo comum. Que uma comunicação global sem censuras é algo que sempre houve.

Puro narcisismo. É isso que penso. Um cristão quando esconde para si o que poderia compartilhar com outros entra pelo caminho do egoísmo, e com isso perde a visão. Blogs cristãos para mim são um meio - e não um fim. Embora isso seja mesmo tentador (e frequente) blogar pelo simples prazer de ficar admirando a própria "criatura", o que acho ser um desvio da conduta cristã.

Nem todos serão grandes blogueiros. Nem todos escreverão com graça. Nem todos terão paciência para escavar e adubar seus blogs até que frutifiquem. Isto é natural e até esperado. Como também é verdadeiro afirmar que os que investirem na oração e na redação irão além do que seja esperado.

Minha visão é esta: Que todo líder evangélico tenha consciência de que deve publicar um blog. Para isso tenho investido em um serviço de suporte www.comoblogar.blogspot.com há mais de dois anos. E mais: feito divulgações das vantagens de um Blog em mais de 800 comunidade de Orkut nos últimos quatro anos. Acredito que a sabedoria para usar um blog vem com o tempo de prática, teimosia e observação de como outros cristãos blogam.

Ajudo na administração da UBE desde setembro/09. Ela é ma comunidade social agregadora de blogs a partir de uma plataforma NING. Em dezembro/2008 a UBE possuia cerca de 1.400 blogs. Nos nove meses seguintes foram agregados mais de 3.600 blogs chegando ao final de agosto à marca histórica 5.000 blogs afiliados. São assembleianos, batistas, presbiterianos, metodistas. Irmãos blogueiros das Igrejas: Universal, Mundial, Graça Internacional, Deus é Amor, Brasil para Cristo e dezenas de outras importantes denominações.

Nossa visão já é uma realidade. É evidente a existência de um movimento genuinamente evangélico de criação de blogs para publicar textos cristãos. Levar qualidade para ao trabalho destes blogueiros é nosso maior desafio. Isso vai ser possível?

No meio cristão as impossíbilidades não costumam ficar de pé por muito tempo. Basta duas pequenas coisas ao nosso ver. Investir no próprio talento, a começar pela produção de textos de própria lavra contando o que Jesus tem feito na vida de cada um. Eu comecei publicando testemunhos em 2003/2004 no site do Pastor Silas Malafaia. Depois dei sequência escrevendo mensagens do amor de Deus. Pode não parecer importante, mas eu gosto muito de ler textos que expressam os sentimentos, a maneira de pensar de um blogueiro, não importando tanto para mim a questão ortográfica. Se cada blogueiro aprendesse a colocar em textos suas idéias, com o passar do tempo, e sob a ação das critícas, seu pensamento poderia evoluir.

Escrever o que se pensa e testemunhar em textos das experiências pessoaiscom Deus. Por mais humildes que eventualmente pareçam ser, o que Deus faz na vida de cada um nunca é pequeno ou comum. Pequeno e comum, geralmente é nossa maneira de ver e agradecer. Qualquer texto nascido de uma experiência com Deus é potencialmente explosivo para trazer renovo na vida de alguém do outro lado da tela de um monitor.

Um blogueiro pode, amiúde, "brigar" com a ortografia. O que não justo é manter a inércia. Aos que desejam planejar o próprio crescimento, três ferramentas são imprescindíveis: uma Gramática atualizada, um bom dicionário e a Nova Ortografia da Língua Portuguesa. O importante é manter a chama da visão acesa.

Antes de terminar quer tecer uma séria crítica aos que já aprenderam blogar, fazem parte da comunidade NING da União de Blogueiros Evangélicos, mas não assumem nenhum compromisso com os rumos da comunidade. A conhecida falta de comunicação. E esta crítica é: de forma individual, isolados, nosso potencial de ação é mínimo. Não estou me referindo a uso de qualquer cabresto, mas a outro tipo de compromisso com a comunidade. Mas sem troca de ideias, críticas, informações nenhuma organização evolue, e eu creio que há mais potencial no coletivo do que no singular. Veja o caso das organizações políticas. Elas exercitam constantemente a comunicação e o diálogo como meios para atingir e executar seus propósitos. É muito díficil, mas se eles conseguem é porque a receita funciona.

Os blogs estão brotando às centenas todo dia. aí. A cada mês, somente a UBE recebe cerca de 500 propostas de afiliação. Se tiver uma visão pessimista baseada em falhas e defeitos, não vai mesmo faltar oportunidade para criticar. Mas devo também considerar a hipótese de contribuir para trazer algum equilíbrio na blogosfera. De que vale uma crítica estéril sem algum contrapont? Se por outro lado eu for otimista demais ao ponto de esperar que todo líder evangélico saiba blogar com excelência sem ajuda, é esperar demais.

No entanto, um fato é inegável perfeitamente desejável. Entre a leitura passiva e publicação de conteúdo eu prefiro que todos líderes evangélicos publiquem, posto que para publicar com excelência é preciso de muita leitura. Um cristão tecnologicamente habilitado e perfeitamente contextualizado operando dentro dos propósitos de Deus. Se Deus o colocar por cabeça, no que depender de nós, vamos ajudá-lo a deixar de ser um apêndice.


Mailto me: cruzue@gmail.com



5 comentários:

Bárbara Matias disse...

Pazzz!
Quero agradecer sua visita e seu comentário no meu blog. A postagem do pastor da Vineyard Café foi para gerar pontos de vista, assim como gerou em mim. E fico feliz por alguns terem comentado.
Esses dias me afiliei à UBE, mas não lembrava onde tinha visto o selo!! Agora que me toquei que foi aqui... rs!

Enfim, fique na Paz... E sua visita é sempre bem vinda!

http://www.barbaramatias.blogspot.com/

Roberto Esperanca disse...

Irmão a paz !!!
li atentamente seu comentario
tambem percebo isto,apesar de ter pouco tempo com o blog.
Confesso que resisti em fazer um blog,orei e o Senhor confirmou que seria bom fazer um blog
Mostrei meu blog a alguns irmaos e alguns disseram que iriam fazer um blog pois era legal
Fiquei decepcionado.
Pra mim o blog é uma forma de evangelizaçao poderosa,porem ,se nao tiver a graça de Deus,torna-se uma ferramenta sem utilidade
O blog é para mostrarmos Deus e não para aparecermos
Se o que escrevermos não for de Deus,não tem utilidade
Temos que ser direcionado pelo Espirito Santo.
Irmao,fica na paz.
gostaria de sua ajuda nesta direçao.

Joao Cruzue disse...

.

Irmão Roberto,

Primeiro, quero agradecer sua leitura. Depois, muito obrigado pelo comentário. Vejamos:

1) Do ponto de vista tecnológico, é melhor ter o conhecimento prático (acessível) de como publicar na Internet. A maioria só lê. Quem aprende publicar, está um pouco além. Só por isso já vale a pena.

2) O argumento espiritual é um pouco mais forte.. Quem sabe fazer o bem e não o faz, peca. A Palavra de Deus publicada hoje alcança qualquer lugar do mundo.Ainda mais se considerarmos que as ferramentos para trabalhar isso são gratuitas.

3) Um blog é um site. A diferença é que ele é rápido. Online. Quando acontece algum fat de grande repercursão popular, se eu comentar no Olhar Cristão, ganha a primeira página nas buscas disponibilizadas pelo Google. Junto com os jornais da grande Mídia. Se eu posso, qualquer evangélico, também.

Portanto, há dois aspectos a considerar nesta questão: O tecnológico e o espiritual. Pelos dois sou levado a crer que sou levado a avançar. Cada ano que sigo em frente são mais conhecimento e experiência adquiridos. Como a decisão é pessoal, ninguem deve ser forçado a fazer o que não quer.

Termino dizendo que o povo evangélico brasileiro é alienado em muitas coisas. E essa alienação agrada aos que não são crentes.

Irmão.

Daladier Lima disse...

Apoio as linhas mestras de seu post, mas faço ressalvas à qualidade dos blogs evangélicos. Boa parte deles apenas ecoa as mensagens de outros, especialmente, futricas e fuxicos. Quando escrevem transparecem surperficialidade e desprezo com a língua portuguesa. Além de serem pouco politizados (não a política secular). Falta massa crítica à blogosfera. Mas é saudável que assim seja, até porque a blogosfera é o retrato virtual de nossas igrejas. Injusto seria pensar que fosse diferente. Podemos, entretanto, lutar para que seja. Cada um a partir de sua trincheira.

PATRICIA GOMES F. RIBEIRO disse...

a paz do senhor, gostaria de agradecer pela visita e fiquei muito emocionada com suas palavras q Deus continua te usando para evangelizar pessoas q precisam da palavra de Deus, estou firm na palavra e pretendo continuar com meu trabalho em nome de Jesus, obrigado amigo e que Deus te abençoe.