segunda-feira, agosto 10, 2009

Blogosfera Evangélica e Maioridade

João Cruzué

UMA vez mais estamos aqui para outra tijolada. O tempo é agora e a oportunidade não pode ser adiada, pois há muita coisa para fazer e ainda não somos muitos apesar de tantos. E vai ser sobre esta contradição que vamos amassar o barro deste tijolo. A blogosfera tem que melhorar. E o tempo é muito curto para tanta necessidade.

FORMADORES DE OPINIÃO
Estamos no início. O que aconteceu nestes dez dias de agosto/2009 vai ficar na história como um divisor de águas. A blogosfera antes de depois do episódio Rozângela Justino. Mas não foi só este caso que me levou a voltar à olaria. Também houve aquela manifestação do jornalista esportivo Juca Kfouri. E aquela ação da Procuradoria da República interessada em retirar os ícones religiosos dos locais públicos. Estes três assuntos fazem parte de um processo único. Formação de opinião.

Quando li o artigo do Kfouri, na Folha de São Paulo a princípio pensei: aí está uma reclamação que tem procedência. Dias depois quando tornei a ler no mesmo jornal sobre a ação da Procuradoria junto ao STF para retirar ícones religiosos dos locais públicos, eu também pensei - tai outra coisa que parece bom senso.

Mas quando a estes dois casos se juntou o terceiro - a publicação pela revista Veja da entrevista com a psicóloga Rozângela Alves Justino, 50 anos, evangélica, da Igreja Batista do Rio, eu parei. Refleti. E cheguei a outras conclusões.

DESCONSTRUÇÃO SOCIAL
Há mesmo em andamento um movimento de desconstrução da sociedade operado por vários formadores de opinião não cristãos. E eu me lembrei de um fato bíblico não análogo, mas que evidentemente tem muito a ver com a pauta. Daniel e seus três amigos quando estudavam cultura e ciência babilônica junto com todos os moços de outros domínios. Esses foram os primeiros a serem consultados para revelar e explicar o sonho do Rei. Não puderam. Da mesma forma eu vejo um mundo ocidental aparentemente em paz. Com uma crise financeira resolvida e um futuro muito promissor pela frente.

E neste tempo de "boas" novas não faltam ateus, gays e escritores para dar seus pitacos e exigir a satisfação de novas necessidades, uma vez que o resto já ficou resolvido. A religião ficou fora da escola. E, concordamos. Os políticos, com raras exceções, são extremamente corruptos. Na história de retirada de ícones religiosos dos locais públicos, na verdade, o que pretendem é desaparecer com a Bíblia dessas repartições. Eu não sou torcedor e nenhum time de futebol, também não acho conveniente um atleta dar glória a Deus depois de um gol apontando o dedo indicador para o alto. Mas, sobre este outro assunto eu mudei de idéia. E se um atleta - não cristão - por exemplo: apontasse com o dedo médio para cima? Acho que o J.K. iria gostar.

E de crítica em crítica vamos aceitando tudo. Aceitando o cheiro de Cristo sendo retirado de todos os lugares. Das escolas, dos órgãos públicos, do movimento cristão entre os atletas profissionais. E, principalmente, a cassação do registro profissional de uma psicóloga cristã, só porque o Conselho fiscalizador é simpatizante com a causa gay e tem fobia de evangélicos. Da cosmovisão evangélica.

OPINIÃO
Então eu percebi uma coisa. Não tempos uma voz que manifeste pública e corajosamente na grande mídia o valor da consciência e do pensamento evangélico. A não ser de vez em quando o Pastor Silas Malafaia, que nem líder de denominação é. E, do trabalho do Senador Magno Malta no combate à pedofilia.

Se a Igreja Católica Romana foi a grande responsável pelo crescimento de uma consciência anticristã por causa da sua triste história das torturas, da inquisição e da desconsideração da ciência, por outro lado a Reforma Protestante trouxe uma consciência de liberdade, igualdade e comunicação.

Liberdade e Igualdade. Atitudes e ações contra a escravidão dos negros africanos. Comunicação pela uso da Imprensa de Gutemberg. Newton, Pasteur e Martin Luther King. Protestantismo não é atraso. É progresso. É fraternidade. O movimento que trouxe de novo a voz de Deus. O avivamento "no meio dos anos" do profeta Habacuque. Ele aconteceu no meio do 2º Milênio.

Não sei se por causa dos 20 anos da ditadura, mas a sociedade brasileira vem aguardando uma resposta às necessidades cotidianas. Como esta resposta não tem sido dada pela Igreja Evangélica, mais preocupada com seu próprio umbigo e convenções do que com um projeto de evangelismo a nível nacional, então o que acontece? Os ateus, os agnósticos, jornalistas, não cristãos, a Revista Veja, os gays, são a voz que a sociedade brasileira está ouvindo. Uma voz anticristã.

A continuar assim, sem dar nenhuma resposta à altura às necessidades sociais em todas as suas camadas, não tenho uma visão de bom futuro para nossa Igreja. Jesus disse, em Mateus 5:13, que se o sal não funcionar, ele para nada mais serve a não ser é para ser pisado pelos homens. Ha igrejas neopentecostais grandes no Brasil. Mas, algumas delas não têm moral para falar ao povo mais instruído da nação, por causa do paradoxo de seus discursos. Por isso ficaram mudas.

CONCLUSÃO
Já estão começando a pisar na Igreja. Cabe a nós blogueiros evangélicos uma grande tarefa. A maioria de nossos blogs, foram criados de 2007 para cá. Já mostramos a que viemos. Mas estamos muito individualistas. Precisamos ser mais coesos. Mais comunicativos uns com os outros. A troca de opiniões, e mesmo as críticas, são muito importantes para amadurecimento e tomada de atitudes. Não podemos ser provincianos e considerar nossos próprios blogs como "reinos" de egoísmo e miopia. Precisamos queimar etapas e ganhar "musculatura", para adquirir uma maioridade responsável. E para sermos ouvidos e lidos, já não podemos escrever qualquer coisa. Birras de meninos. Nossa sociedade está em desconstrução e temos que ter consciência disso, para não ficar perdendo tempo com banalidades ou futilidades. Precisamos conversar mais, dialogar mais, escrever mais, conhecer as opiniões uns dos outros. Não podemos ser "Reis" de um só súdito - nós mesmos. Já aprendemos a andar, mas agora temos que correr. Correr contra o tempo, pois outros estão falando por nós - e a sociedade está ouvindo.


SP - 10/08/2009

cruzue@gmail.com



.

2 comentários:

Jairo Costa disse...

Prezado irmão João Cruzué!
Excelente e oportuno texto sobre a atual situação do evangelismo. Muitas são as batalhas que teremos que vencer e, para que tal aconteça, devemos todos estar atentos e produzindo, assim como você.
Que Deus continue te abençoando.

Pr. Carlos Roberto disse...

Caro irmão João Cruzue,
Graça e Paz!

Seu artigo é um pertinente puxão de orelhas nos blogueiros cristãos, no entanto não deixa de ser pedagógico, bem como um alerta!

Talvez, essa missão reclamada pelo nobre e preclaro blogueiro, depois da proclamação do evangelho, esteja entre as principais das nossas prioridades, a de profeticamente alardear e denunciar tudo o que se opõe à Deus e à Sua Palavra.

Fui despertado pelo tema.

Parabéns pela exposição.

Um grande abraço!

Seu conservo,
Pr. Carlos Roberto