sábado, julho 11, 2009

Como adicionar qualidade ao seu blog

.

João Cruzué

A grande preocupação dos blogueiros mais antigos é: como podemos produzir muito conteúdo cristão se a blogosfera evangélica, apesar de ter crescido muito em quantidade, ainda tem pouca qualidade? Basicamente, estamos diante de um problema que no curto prazo não pode ser resolvido. A maturidade vem com dois três anos, todavia a Associação de Blogueiros Cristãos pode ajudar nesta questão abrindo a discussão, promovendo cursos de blogs e sugerindo princípios, protocolos, normas e mudança de visão.

A forma e o conteúdo. É natural que nos preocupemos com a forma, o layout de nossos blogs. Uma questão vem à mente: quem veio primeiro o ovo ou a galinha? Como não há unanimidade neste assunto, da mesma maneira acontece com blogs. Posso dar minha sugestão: priorizar o conteúdo, pois a forma é mais fácil de trabalhar.

Não basta um blog bonitinho, cheio de ferramentas (widgets), mas pobre de idéias, de conteúdo. Se você quiser ser um blogueiro respeitado invista no planejamento, na pesquisa, publique com regularidade e paciência. Uma semente não se torna árvore em apenas uma semana nem vai produzir frutos antes da maturidade e da estação própria.

Se você tem mesmo um compromisso com Deus não vai se contentar com o bom nem com o agradável. Você vai buscar a perfeito - a qualidade no processo de blogar.

Para buscar essa perfeição, sua primeira preocupação deve ser com a língua portuguesa. Arranje uma gramática atualizada, use dicionário, e tudo sobre literatura que puder. Leia bastante bons escritores de nossa língua. Por exemplo: Machado de Assis. Observe concordância, regência verbal. Se a língua portuguesa é seu instrumento de trabalho e sua visão é ser um blogueiro perfeito, você precisa dominar a língua mãe. Geralmente as pessoas que gostam de ler, ao ver uma postagem de sua, podem até não gostar de religião, mas diante de um texto bem construído, podem gostar do seu trabalho. E se gostarem, em outra ocasião quando virem um link seu, com certeza vão querer clicar para ler.

Porém não basta ter o domínio da língua portuguesa, inglesa, espanhola, francesa, chinesa se como cristão não tiver inspiração nos textos que escreve. Eles podem ser bonitos, mas serão estéreis. Perfeitos tecnicamente, mas sem a presença do Espírito. O outro lado da moeda também é verdadeiro. Não adianta ser 100% inspirado se escrever Jezus com "z", fieu com "u" e deus com "d" minúsculo. "A lei e o testemunho". A graça com a erudição. O texto com o Espírito. Um blogueiro evangélico perfeito deve ter inspiração de Deus e o domínio da Língua mater. Ainda não alcancei isto, mas estou me esforçando. Enquanto não tenho este domínio, uso regularmente o programa Word para descobrir as indicações de erros. Se conclusivos, eu os corrijo. Este princípio de melhorar sempre é uma atitude de respeito para com os leitores.

Conteúdo variado. É um erro postar sempre o mesmo assunto. Os leitores têm necessidades e gostos de leitura diferentes. Coisas diferentes os atraem. É por isso que a leitura de uma Revista é mais agradável que a de um jornal. Por exemplo, em tempos de crise, a grande mídia impressa tem mais cuidado com a linha editorial. A mensagem de cada semana é mais trabalhada. A competição obriga a publicar algo melhor, sempre acima da concorrência. A mídia secular busca potencializar seus ganhos explorando e publicando assuntos de grande apelo popular. Da mesma forma, um blogueiro evangélico que busca o incremento tanto de performance quanto de leitores precisa servir um "prato" variado, colorido e substancioso.

Blogagem compartilhada. Respeitando as opiniões de cada um, creio que NÃO seria bom blogar sozinho para quem tenha a possiblidade de ter um amigo para postar conteúdo. Uma blogagem a dois, é potencialmente mais produtiva. Isso leva à discussões, interação, divergência e unanimidade. Blogar a dois pode levar a um desenvolvimento maior de formas de pensamento.

Criatividade X "copiagem". Há uma insatisfação muito grande de muitos blogueiros que reclamam ter seus textos surrupiados e publicados em blogs alheios. Tenho visto que blogueiros que criam os próprios textos estão mais presentes nos sites de buscas da Internet. Você pode publicar textos de colegas, conquanto que os avise antes e não se esqueça de colocar os créditos a que têm direito. Créditos quer dizer a autoria, o nome do blog do colega que criou a postagem e o link da postagem original. Isto é respeito pelo trabalho dos outros. Blogs apenas com textos alheios, e nenhum próprio, mostram falta de personalidade ou complexo de inferioridade. Quem sabe você se considera um patinho feio, não descobrindo o talento que tenha, porque nunca tentou?

Reação a elogios e críticas. Não despreze as críticas. Elas podem não agradar. Elas provocam reações iniciais negativas, mas depois podem melhorar nossa visão das coisas. Desconfie dos elogios. Eles podem lhe trazer a falsa sensação de perfeição. Há muitos prêmios sendo distribuídos na blogosfera. Não pense que essas premiações são sempre honestas. Na maioria das vezes, essas premiações são políticas de atração de leitores, não se preocupando muito com o blog premiado. Iscas.

Resumindo: trabalhe primeiro com a qualidade do conteúdo de seu blog. Mostre respeito aos leitores investindo pesado no domínio da língua portuguesa. Por princípio, escreva focado e inspirado. Dê primazia ao Espírito Santo em seus textos. Seja diferente. Se estiver começando com um blog, respeitando caso a caso, é uma boa estratégia blogar a dois. Com respeito mútuo, um vai potencializar as habilidades do outro. Não poste sempre o mesmo assunto, meses a fio. Mensagem, mensagem, mensagem, mensagem e mensagem. Ninguém aguenta. Nem mesmo crentes. Procure variar com sabedoria, trabalhando seu blog como se fosse uma revista de conteúdo variado. Não seja um eterno copiador de textos alheiros. Arisque, crie, produza, não tenha medo de errar, aprenda com os erros. Valorize e agradeça as críticas, elas potencializam o crescimento.

Quanto à forma, o layout de seu blog, um bom começo é criar um blog-teste similar ao modelo do seu blog principal para pesquisar e conduzir experimentos nele. Enquanto eu não desmontei o código de html de um blog, não adquiri o conhecimento que precisava para trabalhar a forma de meus blogs.


João Cruzué/UBE


Curso de blogs para cristãos: Como fazer um link



13 comentários:

Pr. Carlos Roberto disse...

Caro irmão Joao Cruzue,
Graça e Paz!

Parabéns pela paciência e persistência em dar valiosos subsídios para blogueiros iniciantes, dos quais eu continuo como o principal.

Um grande abraço,

Seu conservo,
Pr. Carlos Roberto

Escola Mirim de Prevenção disse...

Irmão Cruzue, parabéns! e obrigado pelo carinho e pela sua paciência em nos instruir!

Roberto Donizeti Soares disse...

Ótimas dicas.
Quem as seguir com certeza conseguirá alguma melhora.
Quanto ao ato de copiar, eu creio que o melhor crédito que a pessoa pode dar, (além de dizer o nome do autor e do blog e linkar o blog) é linkar o post copiado, de modo que o Google sempre saiba qual o post original e não deixa a cópia aparecer melhor nos resultados da pesquisa do que o original.
Abraço.

Mariel Marra disse...

Parabens Joao Cruzue!
Muito importante sua preocupação em adicionar qualidade ao conteúdo dos blogs evangélicos.

Abraços
Em Cristo
Mariel M. Marra

james disse...

.


Graça e paz vos sejam multiplicadas,
irmão João Cruzué.


As iniciativas que tens tomado sempre são de ótimo auxílio, e, minha participação em seu exímio ensinamento prender-se-á exclusivamente aos blogs cristãos.

Todo blogueiro, quer (porque quer) que seu blog seja visualizado por muitos, entretanto, muito pouco são os que produzem, como afirmas, qualidade, mas, muitos blogs são fruto de um fraco entendimento da Palavra de Deus, há uma confusão generalizada de religiosidade e exibicionismo, apostasia e heresia, fundamentalismo e legalismo, sofismas...

Poucos são os que, utilizam suas ferramentas “blogueiras” para expor a Palavra de Deus sem distorções, devemos primar por não propagar teologias tendenciosas, doutrinas filosóficas, tendências do humanismo, congregações, bandeiras religiosas, mas na pregação do evangelho de paz de nosso Senhor Jesus Cristo, e a união de todos aqueles que desejam adorar ao Senhor em espírito e em verdade...

E, neste sentido, quando deixamos de propagar tendências religiosas e nosso foco seja somente o Senhor Jesus, nossa ferramenta “blogueira” terá sem dúvida alguma, a perfeição, Jesus Cristo!!!

Assim, quando um blog cristão prima-se exclusivamente ao Senhor Jesus, inevitável que outros tenham interesse por ele, pois, a exaltação é ao Senhor dos senhores, muito embora, encontrarmos diversos blogueiros evangélicos que se auto exaltam...

Por fim, como seu excelente texto, fundamental é um bom conhecimento de nossa língua, e na utilização de dicionários, porque isto? Muitos, quando lêem textos com muitos erros de português, ficam desinteressados. Isto desestimula a “clientela”!


Fraternalmente.

James.
Jesus, o maior Amor
-
Comunidade "Adoradores em Casas"

...
..
.

Halícia Alessandra disse...

Paz irmão,

Obrigada pelos insentivos e orientações sempre objetivas e úteis.

NilmaBostonRio disse...

Como senmpre, nos dando valiosas dicas.


by NilmaBostonrio

Leonardo Gonçalves disse...

Irmão João Cruzue,

Excelente postagem! Blogagem com qualidade é exatamente o que a blogosfera evangélica está precisando! Como lograr essa perfeição? Difícil dizer. Mas penso que qualquer que seja o caminho, ele passa necessariamente pela determinação e respeito pelos leitores.

Também uso o Word para as correções no texto, e as vezes o Google Chrome. Como não tenho um domínio perfeito do nosso (complicadíssimo!) idioma, procuro sempre usar estas ferramentas para tornar o meu texto ao menos... "legível".

Sobre os créditos, essa é uma questão interessante. O comentário do Roberto Soares faz sentido. Por outro lado, há vários blogueiros que preferem ter "linkados" o blog, e não o post original. A explicação, segundo eles, é que ninguém está interessado em ler o texto duas vezes. Estes dizem que "linkar" a postagem e não o blog contribui para o aumento da taxa de rejeição. Será verdade ou supertição? rs...

Finalmente, há uma questão que não foi abordada, mas que tem me preocupado bastante: O tempo médio de vida de um blog geralmente é de dois a três meses. Depois disso, a maioria perde o interesse e deixa de atualizar. Há muitos blogs evangélicos hoje - é verdade - mas se formos sinceros notaremos que centenas deles estão desativados, meio que "entulhando" a rede. Na minha opinião, essa questão é principalmente motivacional. Na sua opinião de blogueiro mais experiente, o que poderíamos fazer para diminuir essa triste estatística?

Um forte abraço, e que Deus o abençoe,

Leonardo Gonçalves
Púlpito Cristão

João Cruzué disse...

.

Passei para agradecer os comentários dos meus irmãos e amigos:Carlos Roberto, Valdir, Roberto Soares,Mariel, James, Halícia, Nilma, e Leo Gonçalves.

-
Réplicas

1 - Roberto.
Muito interessante o assunto de link do texto original. Já houve um caso em que surrupiaram, este é o mesmo termo, um artigo meu. A pessoa eliminou minha autoria, e dessa forma o Google jogou fora o original (meu) e deu o crédito na primeira posição da busca para um "sanguessuga" (ops) copiador. Roberto, devo colocar um link de autoria no texto original? Em cor transparente, para que somente o google perceba?

------------

2 - James: obrigado pelo seu ponto de vista. Quando o blogueiro "massacra" a língua portuguesa, pode ser motivo de riso para alguns leitores. Creio que um blog que procura "zelar" do português, ao menos não "espanta" os leitores. Obrigado por confirmar esta posição

-------------

3 - Leonardo. Achei interessante sua leitura do que não foi escrito. Este é um grande problema, que não deixa de ser análogo à Parábola do Semeador. Com os recursos de uma comunidade NING, onde os administradores têm os emails de todos os afiliados, isto pode ser trabalhado, desde que se ache um abençoado que faça um trabalho parecido com a varredura de um anti-vírus. A UBE vai tentar resolver este problema agora com a chegada do Irmão Eliseu para ajudar a carregar o piano.

Contudo, eu creio que a febre dos blogs pelos "manos" evangélicos ainda não começou verdadeiramente. Não é tão fácil gostar. As grandes lideranças só fizeram poucas investidas em blogs. Por causa justamente de eleições. Aí, vem uma questão interessante. Se trabalharmos uma cultura séria para a Blogosfera Evangélica, veremos coisas excelentes nos próximos anos.

A função de semear e ensinar a pescar nós estamos fazendo. Mas, como diz a Bíblia, o crescimento do trigo neste campo é de competência do Alto.

Concluíndo, é possível com todo respeito, usar o "desfribilador" nesta gente que deixaram seus blogs inconscientes, e por outro lado usar a fé, uma vez que a orção além de remover montanhas, pode ressuscitar os mortos.

-----------

Obrigado pelo tempo que gastaram em deixar seus comentários e opiniões expressas neste post.

Irmão João.


.

Emmanuel Queiroz disse...

Caro irmão João Cruzué

A Paz do Senhor!Tenho acompanhado todos os posts da UBE e aprendido com eles. Fiquei feliz pois tomei exatamente a direção por você ensinada: o conteúdo em primeiro lugar. Claro, com a inspiração do Espírito Santo de Deus. Se possível, faça uma visita ao meu blog: http://emmanuelqueiroz.blogspot.com/ Deus continue abençoando!

Márcia Maria disse...

Graça e Paz amado João Cruzoé.
É muito gratificante e desafiador lermos os subsídios que você nos presentea.
Grata pelas orientações, buscarei colocá-las em prática para glorificar o nome do nosso amado Pai.

Márcia disse...

Quando começei com meu blog não tinha idéia da dimensão que um blog poderia ter, a principio apenas queria escrever meus textos, mais pela necessidade que tenho de escrever, eu amo as letras, a leitura, não tenho pretensão de criar textos formadores de opinião ou que causem impacto ou mesmo que sejam polemicos ou de critica, mas acho tremendo demais e muito importante o cuidado com a gramatica, ortografia, e a coerência e sensatez dos textos.
Manter a humildade é importante, porque muitos comentários elogios mexem com nosso "eu" que quer sempre estar em evidência. É fácil identificar personalidades nas palavras expressas, elas carregam toda a nossa carga de emoção e nos denunciam naquilo que somos.
O irmão nos ajuda, publica textos maravilhosos e mantem em nós essa sensação de ser capaz e humilde, isso é uma carcteristica de quem faz as coisas para a gloria de Deus.Obrigada.
abraços

Roberto Donizeti Soares disse...

Leonardo

Creio que a solução seria linkar tanto o post original quanto o blog da pessoa.

Linkar só o blog poderia causar esse problema no Google e no meu caso sempre recebi muito mais visitas pelo Google do que por qualquer um que tenha linkado meu blog.

Logo penso que se fosse para escolher entre ter o blog ou o post linkado seria mais vantajoso o link do post original.

Abraço.

João

O Google tem algumas regras contra conteúdo invisível, de modo que não sei se ele aprovaria colocar os links dessa forma.

No entanto, para quem usa o Blogger/blogspot há a opção de poder se colocar o link para o post original no campo "link"(que costuma aparecer abaixo do campo "título") fazendo com que o título do post direcione para o post original, ficando um link mais "discreto".

Abraço.