quinta-feira, maio 14, 2009

Missões na Venezuela - Testemunho do Pastor Gildo dos Santos

"Encontrando a Deus por um alto-falante"

Pr. Gildo Souza dos Santos - texto enviado a João Cruzué

Eu era uma pessoa completamente avessa aos crentes. Pensava que os crentes eram alienados, pobres, analfabetos e uns verdadeiros extraterrestres. Não aceitava os folhetos que eles distribuíam, e sempre quando alguém vinha me dar um folheto não aceitava e normalmente dizia alguma palavra obscena. Em julho de 1979 nasceu meu primeiro filho, e no mês seguinte em agosto dei baixa na Marinha Naval do Brasil.

Eu me encontrava desempregado, com mulher e um filho para cuidar; comecei a fazer cursos, buscar emprego. Naquele tempo minha vida estava um redemoinho.Que fazer? Estava fazendo um curso aos sábados e domingos. Certo domingo, depois da saída do curso eu estava no ponto do ônibus quando passou uma senhora distribuindo os tais folhetos. Não tive coragem de dizer não. Não sei por que, aquela senhora tinha algo que quebrou meu orgulho, ou melhor, a minha ignorância, algo aconteceu, pois, peguei o folheto e o coloquei dentro do caderno.


Quando o ônibus veio, entrei, sentei-me e abri o caderno para estudar, porém abri exatamente onde estava o folheto. Então fiquei olhando, depois comecei a ler, e quanto mais lia mais me dava conta de como eu estava completamente perdido, minha vida não tinha direção. Naquele momento não tinha amigos, e para todo lado que olhava só via dificuldades e angústia. Sentia-me impotente diante dos desafios. Eu não sabia que o Deus Todo Poderoso tem o absoluto controle de tudo. Por ter um coração sincero minha indagação a respeito de Deus era verdadeira, então o Senhor estava preparando os meios necessário para eu chegasse a conhecer a Jesus como Senhor e Salvador Eu ainda não sabia que o Eterno me conhecia melhor que eu mesmo. “Estava embrutecido, e nada sabia; era como um animal perante ti”. Eu era assim e não conhecia o Salmo 139:1-4: “Ó Senhor, tu me sondaste e me conheces. Tu conheces o meu assentar e o meu levantar, de longe entendes o meu pensamento. Esquadrinhas o meu andar e o meu deitar, conheces todos os meus caminhos. Sem que haja uma palavra na minha língua, ó Senhor, tudo conheces”.

Creio que aquele folheto quebrou a resistência que existia na minha alma, porque alguns dias depois, estava na casa de meu sogro, sentado com minha esposa na porta da cozinha, conversando, e já estava trabalhando. Em uma Igreja evangélica, que ficava a uns dois quilômetros de onde estávamos, tinha duas cornetas de alto-falante em um tubo a uns dez metros do teto. Todo culto era transmitido, e naquele momento o pastor estava pregando e leu um texto que eu conhecia desde pequeno, quando minha avó nos levava a “igreja católica” para assistir a missa. Eu sempre prestara atenção nesta leitura, era algo que sempre chamava muito minha atenção; o texto de Mateus 8:5-13 e Lucas 7:1-10, que ressalta a fé do centurião de Cafarnaum.

Muitas vezes em minha vida eu tinha me perguntado como era possível que somente ao dizer uma palavra uma pessoa que estava a muitos quilômetros pudesse ser curada. Vou transcrever o texto completo do evangelho de Mateus, assim nos diz: “Tendo Jesus entrado em Cafarnaum, aproximou-se dele um centurião, implorando: Senhor, o meu criado jaz em casa paralitico, e em terrível sofrimento. Disse-lhe Jesus: Eu irei curá-lo. Mas o centurião respondeu: Senhor, não digno de receber-te sob meu teto, mas dize somente uma palavra e o meu criado ficará são. Pois eu também sou homem sob autoridade, tenho soldados as minhas ordens. Digo a este: vai, e ele vai; e a outro: vem, e ele vem. Digo a meu criado: faze isto, e ele faz. Ouvindo isto, admirou-se Jesus, e disse aos que o seguiam: Em verdade vos digo que nem mesmo em Israel encontrei tanta fé. Mas Eu vos digo que muitos virão do Oriente e do ocidente, e assentar-se-ão á mesa com Abraão, Isaque e Jacó, no Reino dos Céus. Mas os filhos do reino serão lançados fora, nas trevas, onde haverá pranto e ranger de dentes. Então disse Jesus ao centurião: Vai! E seja feito conforme a tua fé. Naquela mesma hora o seu criado ficou são”.

Aquela foi a palavra que Deus usou para que eu compreendesse que basta apenas uma palavra para que aconteça um milagre. Foi isto que aconteceu comigo. Esta palavra não voltou vazia; ela fez o que aprazia a Deus; mudou o rumo da minha vida, de toda minha existência nesta terra. A salvação do nos Deus vem por sua bendita Palavra para toda humanidade. Esta bendita Palavra cura, restaura, transforma e dá vida. E através da Palavra conhecemos não só a salvação, mas também o Deus que dá a salvação. Aquele pregador começou a perguntar quem quer a Cristo? Quem quer aceitar a Cristo como Senhor e Salvador? Então eu disse: eu quero!

Minha esposa perguntou o que é que você quer? Eu lhe disse eu queria a Cristo! Ela disse: com estas coisas não se brinca. Ela nasceu num lar cristão estava afastada da igreja, mas tinha o temor de Deus. Disse-lhe não estou brincando, ele está perguntando quem quer a Cristo, e estou dizendo que eu quero a Cristo, eu não quero sua igreja, eu quero é a Jesus. As coisas incompreensíveis de Deus estavam acontecendo, no domingo seguinte eu estava nesta igreja, não escutava nada, estava somente esperando o momento que o pastor perguntasse quem quer a Jesus para eu confirmar o que disse no domingo anterior.

Era 11 de maio de 1980, segundo domingo do mês, dia das mães. Quando o pastor perguntou quem quer a cristo me levantei imediatamente com minha esposa e meu filho fomos à frente do púlpito, e aí entreguei minha vida ao Senhor Jesus Cristo autor da vida. Assim que encontrei a Cristo em um alto-falante.

As perseguições daqueles que sevem a Cristo


E na verdade todos os que desejam viver piamente em Cristo Jesus padecerão perseguições (2 Timóteo 3:12). Devia ter um aviso em todas as igrejas: “Cuidado! neste caminho haverá muitas perseguições” ou um manual de instruções como os que vêm acompanhando aparelhos eletrônicos, para ensinar o comprador usá-lo, assim também, deveria existir um para nos ensinar a enfrentar a nova vida, porém nada existe, somente um “Deus te abençoe, vai e não peques mais.”

Na segunda-feira pela manhã, 12 de maio, estava me arrumando para ir trabalhar (neste tempo estava morando na casa dos meus pais e minha esposa na casa dos seus), meu pai me perguntou: foi este o presente que você deu a sua mãe? Presente, que presente? Você agora não é crente? Ah! sim, eu aceitei a Jesus ontem. Bem, pegue suas coisas, e sai desta casa, aqui não tem lugar para crente! Painho, ainda não terminei minha casa o senhor sabe que...Não quero saber de nada, não quero crente debaixo do meu teto”.

Peguei minhas coisas fiz duas malas e sair em direção ao terminal de ônibus do bairro, tinha que passar na frente da casa do meu sogro, naquele dia ele não foi trabalhar, e estava na frente da casa, quando mi viu com aquelas malas me perguntou: pra onde vai? Disse-lhe, não sei, meu pai disse que não quer crente na sua casa e me expulsou. Ele disse: aqui eu quero todos os crentes, venha, e não se preocupe, se faltar pão pra você te darei o meu mas tu não ficará com fome. Fiquei na casa dele até terminar minha casa.

Amados foi extremamente difícil para mim; muito dolorido (como necessitava agora de um “manual”). Bem, creio que isto não estaria em um manual. Eu saia para trabalhar as 11 horas da manhã, almocei e ia saindo, meu sogro me perguntou: Pra onde vai? Lhe disse trabalhar! Ele me disse vá a casa dos teus pais e pede a benção para eles. Disse-lhe não posso, ele não deixará entrar em sua casa. Não importa vá e peça a benção e vá trabalhar, se ele não responder agora um dia ele responderá. Com muita vergonha fui lá disse: bênção mainha; bênção painho. Ela respondeu Deus te abençoe meu filho, porém ele se virou para outro lado e não respondeu nada.

Assim foi por mais de dois anos, todo dia antes de sair ia lá, porém ele não respondia nada. Até o dia 15 de outubro de 1982, quando nasceu minha filha Hosana. Naquele meu primeiro dia como crente, eu quase não consegui trabalhar de tanta angústia, incerteza, estava vivendo um momento difícil. Só tinha um dia como crente e já estava vivendo aquele dilema. Os pensamentos iam e vinham em minha mente aos milhares: “É isso que você quer para sua vida? Seu pai o abandonou. Está sozinho, que será da tua vida, não conseguirá viver assim, todos vão te abandonar...”, era terrível. Não sei se você já passou algo assim, ou parecido.

Nesses momentos é que o novo crente mais necessita de ajuda, de socorro, e o meu veio do céu; “um homem que nunca vi disse-me: Rapaz, eu não te conheço, mas tenho um recado para ti: “Assim diz o Senhor: Ainda que teu pai e tua mãe te desamparem, Eu o Senhor não te desampararei”. Amados, naquele momento estalou algo em minha cabeça e tive certeza que não estava só, que existe um Ser supremo que cuida de nós. Seja qual seja tua aflição, Jeová te livrará de todas, confia somente nele, que é o nosso consolo e nosso ajudador.

A resposta de Deus para os que lhes servem.


"Clama a mim, e responder-te-ei, e anunciar-te-ei coisas grandes e ocultas, que não sabes" (Jeremias 33:3).

Clique para ver o mapa ampliado

Hoje vivo na Venezuela, sou pastor e estou nesta nação como missionário. Um dia estava meditando na Palavra do Senhor, pensando o que estava passando com nossa igreja, aqui na missão, e queria que o Senhor obrasse com mais freqüência alguns milagres. Quando de repente escutei: “Lea João 3;34 – Aquele que Deus enviou fala as palavras de Deus, pois Deus lhe dá o Espírito sem medidas”. Li e disse Senhor João está falando isto a respeito de ti! Então o Senhor me disse: Leia João 20:21 abrir no texto e li: “Disse-lhe Jesus de novo: Paz seja convosco! Assim como o Pai me enviou, eu vos envio”. Perguntou-me: Para quem é este versículo? Então eu compreendi, as palavra eram para nós os seus enviados a fazer sua obra, todos que são chamados e comissionados para pregar o seu Santo Evangelho. Ai, eu compreendi aquela palavra que o centurião disse: “diz uma só palavra e o meu criado ficará são” (MT. 8:8), o centurião com certeza conhecia o Salmo 107:20 “Enviou a sua palavra, e os sarou; livrou-os da destruição”.

O Senhor me perguntou: compreende o que diz Isaías 55;11 – “Assim será a palavra que sair da minha boca: Ela não voltará para mim vazia, mas fará o que me apraz, e prosperará naquilo para que a enviei”. Então eu disse: Sim Senhor, eu sei que tuas palavras se cumprem. O Senhor me disse leia Lucas 10:19 – “Eu vos dei autoridade para pisar serpentes e escorpiões, e toda a força do inimigo, e nada vos fará dano algum”. Agora leia Marcos 16:15-20 – “E disse-lhes: Ide por todo o mundo, e pregai o evangelho a toda criatura. Quem crer e for batizado será salvo, mas quem não crer será condenado. E estes sinais hão de seguir os que crerem: Em meu nome expulsarão demônios; falarão novas línguas, pegarão em serpentes, e quando beberem alguma coisa mortífera, não lhes fará mal algum; imporão as mãos sobre enfermos, e os curarão”.

Depois de o Senhor lhes ter falado, foi recebido no céu, e assentou-se á destra de Deus. Então os discípulos partiram, e pregaram por toda a parte, cooperando com eles o Senhor, e confirmando a sua palavra por meio dos sinais, que a acompanhavam. Agora levanta e pergunta a igreja quem quer poder, àqueles que quiser, mande que se levantem, todos os irmãos se levantaram com exceção de três que estavam sentados nos últimos bancos.

Agora levanta tua mão e diga: Recebam poder! Assim fiz, e fiquei atônito com o que aconteceu; “todos os que se levantaram inclusive as crianças, caíram de uma só vez e no chão começaram a falarem em línguas. Minha esposa, que estava ao meu lado, também caiu, falando em variedades de línguas”.

Nunca tinha visto algo assim, fiquei impressionado, e não sabia o que fazer. Aí o Senhor disse: “Assim é a palavra que sai da minha boca, ela se cumpre”. O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras jamais passarão (Mateus 24:35). A partir deste momento compreendi como é poderosa e maravilhosa a santa e bendita Palavra do nosso Deus. Compreendi os milagres e as maravilhas que o Senhor operou na vida dos grandes homens como Moises, os profetas, João o Batista, e os discípulos de Jesus Cristo, os crentes da igreja primitiva, e no decorrer da historia da igreja até os nossos dias.

Nós somos vasos nas mãos do oleiro, aquele que quiser ser moldado e, se deixar moldar, vai ser o vaso que o Senhor necessita, e com absoluta certeza Ele o fará. O problema é que muitos querem ser vaso; porém, não querem ser moldados, e se são moldados não querem passar pelo forno. Muitos não querem passar pela roda do oleiro, outros não querem que limpem o barro; e barro sujo não serve para ser moldado. É necessário primeiro tirar tudo que é sujeira, pedras, cascas, raízes, até mesmo o menor grão de areia é preciso tirar; somente quando isso acontece é que o barro estará pronto para ir para a roda do oleiro; e, na roda o oleiro vai fazer o vaso que quiser ou que necessitar.

Também temos que lembrar, ou melhor, memorizar o que diz Paulo aos Romanos 9:21: “Não tem o oleiro poder sobre o barro, para da mesma massa fazer um vasos para Honra e outro para desonra? Veja também o que Paulo disse a Timóteo: “Ora, numa grande casa não somente há vasos de ouro e de prata, mas também de pau e de barro; uns para honra, outros, porém, para desonra” (2 Tim. 2:20).

Essa mensagem é um pouquinho da minha vida, ou pontos específicos da minha vida, que quero compartir com você...Talvez você se sinta assim como eu me sentia, está vivendo momentos de incertezas, de intranqüilidade, ou está preso nos vícios, não sei qual é mesmo tua situação, e talvez seja distinta da minha, quero dizer do que vivi, mas uma coisa quero te dizer: “Seja qual seja tua situação, Deus não se esqueceu de ti, e neste momento providenciou esta mensagem para que tu compreenda como Ele se importa contigo. A morte do Seu Filho na cruz do Calvário foi uma morte necessária, para poder resgatar tua vida, então a morte do seu Filho foi o preço exato para pagar por todas tuas rebeliões, transgressões, maldiçoes, o que tu penses, a morte do Senhor Jesus é suficiente, o sangue que Ele derramou é a libação aceitável por Deus por tua vida”.

O Senhor te ama e quer salvar tua vida, se quiser aceitar o Senhor Jesus como teu suficiente Salvador e Senhor, dobre teus joelhos onde estiver e converse com o Senhor, Ele está ai ao teu lado, não tenha medo, abre teu coração, explica ao Senhor teus medos, tuas debilidades, diga como você não consegue se libertar deste vicio, diga ao Senhor sem reservas, peça ao Senhor para tomar estas debilidades ou fraquezas e lutar por ti, Ele é o teu ajudador, Ele é que te guarda.

Confessa ao Senhor todos teus pecados, e Ele jogará no mar do esquecimento, e transformará tua vida, depois da oração hoje ou amanha, busca uma igreja que confessa ao Senhor Jesus, para que ai possa praticar a comunhão e o amor fraterno, e serve ao Senhor que resgatou tua vida....

Pastor Gildo, servo, servindo ao meu Senhor Jesus.

Blog Gildo Ministries - UBE
UPDATA- BOLIVAR-VENEZUELA




Um comentário:

Pr Dário Gomes disse...

Conheço o pastor e missionario Gildo,como tambem o trabalho que o mesmo realiza na Venezuela. Preguei nos dez anos de aniversári do trabalho ali. Encontrei uam igreja abençoada, consolidada, mas para que isso acontecesse este casal pagou um preço muito alto. Sou um dos diretores do DEMISA - Deptº de missão da Adesal (visite nosso blog: http://missoesadesal.blogspot.com/)igreja que o enviou e rogo orações pelo mesmo e suas preciosas contribuições.

Pr Dario Gomes