segunda-feira, maio 26, 2008

Dinheiro publico financia movimento gay

"Dinheiro público"

Folha Uol.com.br

"(...) Com o tema "Homofobia mata - Por um Estado laico de fato", a Parada Gay de São Paulo recebe, neste ano, novamente, dinheiro de estatais como Petrobras e Caixa Econômica Federal.

O governo federal desenvolve um projeto denominado "Brasil sem Homofobia". Só em 2007 foram beneficiados mais de 300 eventos, incluindo paradas, congressos, seminários, mostras de cinema, peças de teatro, atividades esportivas, entre outros.

O ódio contra os homossexuais ainda é uma realidade. Só a capital paulista registrou 98 casos de violência motivados pelo preconceito, de janeiro a abril deste ano. Ativistas gays acusam políticos ligados a igrejas cristãs e evangélicas de impedir a aprovação de leis de interesse à comunidade gay, com o projeto de lei nº 122, que criminaliza a prática da homofobia".

Fonte Folha Uol
SP 26/05/2008

Comentário: O que é um Estado laico de acordo com o GLTBS? Entendo que na verdade o que ele pretende é um estado onde a conduta gay esteja legalmente protegida com privilégios especiais contra qualquer crítica da sociedade e de Igrejas que discordem dela. Uma mordaça com uma escora legal que tipificaria como crime a liberdade de consciência das pessoas. A sociedade é composta de estratos que pensam de forma diferente e têm condutas diferentes. e a democracia é a voz da maioria que é exercida pelo sufrágio universal. Eu não concordo com a conduta gay, mesmo assim posso democraticamente respeitar as escolhas de seus membros, como também da mesma forma não concordo com as ações de certas minorias nazifacistas que agredem e matam gays.

Mas daí o governo gastar direta ou indiretamente milhões de reais financiando publicidade contra a "homofobia" porque morreram 98 pessoas tem como suposta causa o preconceito, é gastar mal o dinheiro dos impostos que pagamos. Ele seria melhor investido em campanhas e projetos para reduzir a prostituição infantil, onde crianças são induzidas a se prostituirem por uma moeda de 50 centavos. Ou no combate a fome que mata milhares de brasileiros por ano. Creio que o movimento gay é rico o bastante para financiar do próprio bolso as campanhas e projetos de seu interesse.

Quanto à crítica aos políticos ligados a movimentos religiosas que não permitem a conversão do projeto 122 em lei, isto é a opinião de uma minoria que pretende reinar sobre os costumes brasileiros de uma forma autoritária e legal. Além de ser um projeto de lei anti-democrática faria ressuscitar o famigerado AI-5, não contra políticos, mas contra as Igrejas cristãs. Esta lei atingiria em cheio o ensino da Bíblia Sagrada - que condena a prática do homossexualismo.

Respeito e convivência pacífica sim, ditadura gay não!

João Cruzué


.

2 comentários:

Daniel Fich disse...

Fiquei feliz por encontrar seu Blog, parabéns por combater essa inversão de valores a qual estamos sendo submetidos, o PEC 122/06 é no minimo segregador, escrevi um artigo Juridico sobre o Tema(www.meditandoalto.blogspot.com)
intitulado: Lei da Homofobia: Mordaça Gay.
Recebi muitas criticas, mas o que esta em jogo é muito mais do que a nossa Liberdade de expressão, isso diz respeito a conduta e principios Cristãos.
Que Deus lhe ilumine para continuar sendo um defensor da verdade e da Biblia.
Abraço fraternal: DANIEL FICH DE ALMEIDA

Obreira do Senhor disse...

Que Deus abençõe esse seu dia!
Que onde vc colocar suas mãos
prospere...Porque a Graça de Deus
estará sobre sua vida!!!!!!!!!!
"A verdadeira Amizade
perdura e se fortalece através
do tempo e da distância."
É bom saber que você existe!!!!!!!forte abraço .