quarta-feira, março 26, 2008

Dengue fora de controle no Rio


EXPLICAÇÃO DAS MORTES DE CRIANÇAS

PELA DENGUE NO RIO DE JANEIRO

Fonte: Folha de São Paulo

"O governo do Estado reduziu em 48,6% a previsão de gastos em prevenção e combate à dengue para este ano no Rio --passou de R$ 39,5 milhões (valores atualizados) em 2007 para R$ 20,3 milhões em 2008--, revela reportagem de Raphael Gomide, publicada na edição desta quarta-feira da Folha de S.Paulo (íntegra disponível para assinantes do UOL e do jornal). Desde o início do ano, a doença já causou 49 mortes no Estado.

Até 24 de março, na fase crítica da epidemia, apenas R$ 704 mil do total orçado --3,5%-- haviam sido aplicados na área.

A reportagem mostra ainda que prefeitura não planejou nenhuma ação direta ou programa de trabalho específico contra a dengue no Orçamento de 2007 e que tanto o Estado como a administração municipal reduziram os valores aplicados no controle da doença nos últimos anos.

Ontem (25), o vereador Carlos Eduardo (PSB) entrou com representação no Ministério Público contra o prefeito Cesar Maia (DEM) por "desvio de finalidade" --Maia teria aplicado em outros programas uma verba do Ministério da Saúde destinada ao setor de vetores (transmissores de doenças, como o mosquito da dengue, por exemplo). O prefeito não comentou."

---------------------

Comentários: Infelizmente nenhum outro assunto é tão comentado pela imprensa brasileira quanto as mortes de crianças que estão acontecendo no Rio de Janeiro. Conheço os políticos do Rio apenas de nome, por ser morador de São Paulo. Fico imaginando uma coisa: Se esta epidemia tivesse acontecido nos tempos do casal Garotinho, ou estivesse acontecendo agora na Cidade de São Paulo nas costas do governador Serra e do Prefeito Kassab - a cobrança política dos meios de comunicação seria duríssima.

Só para constar, a caminho do Hospital onde trabalho eu passo em frente a um departamento de controle de mosquito da dengue. Há seguramente uns três meses que vejo uma multidão de servidores saindo em grupos em muitos carros com destino aos muitos Jardins da periferia da Zona Sul de São Paulo. Agora eu pude entender a diferença entre políticos bons de conversa e bons de trabalho. Depois de tanta gente morta e milhares nos hospitais e prontos socorros cariocas a culpa vai acabar sendo do mosquito?

Meu Deus, a maioria das pessoas que morreram de dengue no Rio eram crianças! E a causa delas é omissão política. Os números da execução orçamentária do Rio, apurados pelo Jornal Folha de São Paulo, mostram uma enorme irresponsabilidade. Nenhum dinheiro do mundo vai devolver aos pais, as vidas dos filhos, que a dengue matou pelas mãos omissas dos Governos Municipal e Estadual do Rio. João Cruzué

Blog Olhar Cristão
cruzue@gmail.com


Um comentário:

laerço dos santos disse...

Caro irmão João B. Cruzué.
A paz Cristã.

Fico muito feliz em saber que ainda guardas em memória as maravilhosas recordações da nossa parceiria no santo evangelho no Capão Redondo,Santo Amaro,S. P.
Jamais podería-mos esquecer aquele tempo que juntos trabalhava-mos em obediência ao mandado do Mestre Jesus,que disse: "Ide por todo o mundo e pregaio Evangelho"...MC.16.15
COMO FOI MARAVILHOSA NOSSA PARCERIA NO SANTO MINISTÉRIO DO ENSINO. LEMBRA-SE DA MATÉRIA DO JORNAL,O ARAUTO CRISTÃ sobre a Escola B. Dominical?
Tudo me traz muita saudade!!!

João, vc leu o soneto aos Bloqueiros que te enviei? Que tal,gostou?

Abraço
Shalom.

Laerço dos Santos
Que gosta de escrever versos.