quinta-feira, outubro 25, 2007

Vencendo na adversidade

.

sua bênção está lá em cima

Nossas atitudes diante das adversidades da vida são um fator determinante para sairmos ou não delas. Para escrever sobre isso, tomamos por base experiências pessoais e reais. Se você anda a procura de uma palavra de Deus, se Ele quiser pode falar com você através deste texto.

Todo dia, escutamos muitas palavras; algumas ficam guardadas em nossa memória, e, da maioria delas nos esquecemos completamente. Uma palavra pode nos animar, levantar, mudar nosso ânimo. Provações, aflições, perseguições e dificuldades, ninguém gosta disso, mas estão presentes, em algum tempo e de formas variadas, na vida de cada um de nós. Você pode fazer delas os degraus da sua vitória ou sua própria "sepultura" dependendo da sua atitude.

Podemos começar aprendendo a distingüir a voz de Deus dentre as muitas vozes que escutamos. Apenas ela é verdadeira dentre tantas que gostaríamos que fossem. Se você é cristão sabe: Deus fala na adversidade . Se ainda não o é, e quer ser abençoado por Deus e sair do fundo do poço, vai ter que tomar uma decisão sincera: aceitar Cristo como Senhor da sua vida. Procure uma Igreja evangélica. Quanto tempo mais vai protelar sua reconciliação com Ele? Caso queira saber mais detalhes quanto a isto consulte aqui .

.Tanzanita

Então, Para ouvir a voz Deus temos aproximar dEle. O primeiro passo é aceitar Jesus com Senhor de nossa vida e Salvador de nossa alma.Depois, Abandonar velhos hábitos, vícios, companhias mundanas e até pecados ainda não confessados. Corrigir nossos rumos. Uma vez cristãos, isto é, seguidores de Jesus Cristo, nossa vida não pode ser nem hipócrita, nem corrupta. A escolha é sua: se quer mesmo ouvir as orientações de Deus, para achar sua porta de escape e seu lugar na prosperidade de Deus - anime-se e aja. Seu bom destino depende desta atitude.

"O que desvia os seus ouvidos de ouvir a lei, até a sua oração será abominável". Provérbios 28:9. "Ora, nós sabemos que Deus não ouve a pecadores; mas, se alguém é temente a Deus e faz a sua vontade, a esse ouve". João 9:31 . Para ouvir Deus falar, seu coração deve estar limpo do pecado.

Os santos não estão livres de provações. Elas tanto atigem a pecadores quanto a justos. Os pecadores ( quem peca por prazer ) precisam de arrependimento e santificação; os justos de paciência e perseverança. Veja isto no texto abaixo:

"Confirmando o ânimo dos discípulos, exortando-os a permanecer na fé, pois que por muitas tribulações nos importa entrar no Reino de Deus". Atos 14:22 . "Tenho-vos dito isso, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo; eu venci o mundo". João 16:33 . "Muitas são as aflições do justo, mas o SENHOR o livra de todas". Salmos 34:19 .


O segundo conselho é olhar sempre para Cristo, o autor e aperfeçoador da nossa fé. Pedro estava no barco; com ele, outros discípulos enfrentando uma forte tempestade . "Entretanto, o barco já estava longe, a muitos estádios da terra, açoitado pelas ondas; porque o vento era contrário. Mateus 14:24 . Pedro viu Jesus de longe e disse: " Se és tu, Senhor, manda-me ir ter contigo, por sobre as águas ".
.

barco de pesca no mar

E, Pedro ouviu a voz de Cristo: Vem! Pedro. ele desceu do barco, andou por sobre as águas e foi ter com Jesus". Sob a voz de Cristo, ele começou a caminhar por sobre o mar. E, quando deixou de olhar para Cristo e passou a olhar para a força do vento e a altura das ondas, sentiu medo e começou a afundar. Clamou por socorro e Cristo lhe estendeu a mão e de novo ficou por cima do mar.

Nossas tribulações e aflições diárias têm um objetivo: são degraus de uma escada que pode nos levar a um lugar próspero mais perto do Senhor. Romanos 5:3-5 diz: "E não somente isto, mas também nos gloriamos nas tribulações, sabendo que a tribulação produz a paciência; e a paciência, a experiência; e a experiência, a esperança.E a esperança não traz confusão, porquanto o amor de Deus está derramado em nosso coração pelo Espírito Santo que nos foi dado. Quem vence na tribulação, pode, depois, confortar outros em situações semelhantes.

Uma de nossas atitudes diante das tribulações deve ser a de perseverança. Esperar com paciência o dia da vitória: "Mas graças a Deus, que nos dá a vitória por nosso Senhor Jesus Cristo. I Coríntios 15:57".

Certo Pastor, era muito abençoado em suas orações. Tudo que ele orava, Deus respondia. Todavia, chegou um tempo que isso parou de acontecer. Ele orava, e Deus ficava em silência. Pedia, e nada recebia. Batia, e a porta estava bem trancada. Então, muito decepcionado com Deus reclamou:

- Senhor, eu tenho passado vergonha. Tenho orado e o Senhor não me ouve mais. Como minha fé pode crescer se tenho orado mas o Senhor não me responde?

Tempos depois, ele ouviu a seguinte resposta de Deus: A fé vem durante o tempo que você espera pela resposta da oração. Se todos orassem e recebessem respostas imediatas, não haveria necessidade de Fé! Depois de ter aprendido essa lição, aquele pastor voltou novamente a ser abençoado com respostas do Senhor.

Outra atitude muito eficaz é se ocupar em fazer algo para o Senhor durante o tempo que passar no "vale da aflição". Há muita coisa que pode ser feita, mesmo sem um único centavo no bolso. O Mar Vermelho estava à frente e o exército do faraó se aproximando pela retaguarda. Moisés clamava ao Senhor no meio daquele infortúnio. Foi aí que Deus o repreendeu: "Por que clamas a mim Moisés, diga aos filhos de Israel que marchem! " Estende o teu cajado , estende a tua mão sobre o mar e divide-o" Exodo 14; 15-16. Deus exigiu ação!

O Senhor abriu o Mar, mas veja, Ele exigiu uma ação de Moisés. Não estará também o Senhor esperando que você tome uma atitude? Arranje algo para fazer, tanto na vida material quando espiritual. Precisa haver este equilíbrio nisso, pois não podemos trabalhar só nas coisas espirituais, pois os olhos da sociedade observa nosso testemunho principalmente o cuidado com nossa família. Abandonar a família nessa época dizendo que estamos realizando o chamado do Senhor é vergonhoso e aos olhos da comunidade Deus vai ser escarnecido.

No nosso caso pessoal, na área espiritual o Senhor nos incumbiu de arranjar literatura usada e, usando o correio, enviá-la para grupos informais de presidiários crentes dentro de penitenciárias paulistas. Começamos em março de 2001, logo após a primeira grande rebelião de presos do PCC no Estado de São Paulo. Se não tivéssemos ocupado nossas horas, além de nossos afazeres, com essa missão, teríamos perecido.

É importantíssimo fazer algo na obra do Senhor durante a tribulação.


Se ficar parado, se lamentando, murmurando, prostrado, ou nos velhos vícios e pecados - se ainda não é crente - é bem possível que você esteja mesmo cavando sua própria cova, ou se escondendo na "caverna" dos desanimados. Você não é um coelho que ficar em tocas! O Senhor tem bênçaos maravilhosas para lhe dar . Elas, entretanto estão em um nível mais alto. Ele quer que você construa, durante as suas aflições, uma escada para subir até a presença dEle. Essa escada é construída com santificação, orações, ações espirituais, paciência, esperança. Fé!
.
cuidado com a cova

Reepreenda os pensamentos de desânimo, de frustração. São malignos. Ore ao Senhor, toda vez que pertubarem sua mente. Por trás deles, pode estar um espírito maligno, que age muito bem enquanto não é identificado.

O Senhor Jesus Cristo ama você. Guarde bem isso. Não se de
ixe enganar. E por fim, lembre-se da atitude de Paulo: E uma coisa faço, e é que, me esquecendo das coisas que para trás ficam, e avançando para as que estão adiante de mim, prossigo para o alvo, pela soberana vocação em Cristo Jesus. Filipenses 3:13-14.

.sua coroa da vitória depois da adversidade!

Olhe para frente, onde estão as bênçaos do Senhor e o Dia da retirada do seu cativeiro. Que Deus, em Cristo, lhe conceda, em breve, o desejo do seu coração.



autoria: João Cruzué
www.olharcristao.blogspot.com
cruzue@gmail.com

.

Nenhum comentário: